• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Resumo sobre a Independência das colônias espanholas
 

Resumo sobre a Independência das colônias espanholas

on

  • 39,390 views

As informações aqui contidas estão adaptadas, especialmente, para alunos do ensino fundamental, médio e pré-vestibulares. ...

As informações aqui contidas estão adaptadas, especialmente, para alunos do ensino fundamental, médio e pré-vestibulares.

O resumo está vinculado ao História Digital, um blog que oferece conteúdo de história para todos os níveis de ensino, explorando diferentes linguagens e promovendo a acessibilidade.

Os termos em negrito são conceitos importantes que você deve aprender. Ao final desta aula, acesse o quiz e teste os seus conhecimentos.

Você também pode aprender mais assistindo aos vídeos. Visite o blog para conhecer jogos, infográficos, visitas virtuais e muito mais sobre este resumo.

Se houver erros históricos ou problemas nos links, favor relatar no e-mail: contato@historiadigital.org

Statistics

Views

Total Views
39,390
Views on SlideShare
32,298
Embed Views
7,092

Actions

Likes
3
Downloads
405
Comments
0

3 Embeds 7,092

http://www.historiadigital.org 7087
https://twitter.com 3
https://si0.twimg.com 2

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Resumo sobre a Independência das colônias espanholas Resumo sobre a Independência das colônias espanholas Presentation Transcript

    • INDEPENDÊNCIA DASCOLÔNIAS ESPANHOLAS Resumo desenvolvido por: Prof. Michel Goulart http://historiadigital.org http://twitter.com/profmichel Copyright © Todos os direitos reservados.
    • Algumas considerações As informações aqui contidas estão adaptadas, especialmente, para alunos do ensino fundamental, médio e pré-vestibulares. O resumo está vinculado ao História Digital, um blog que oferece conteúdo de história para todos os níveis de ensino, explorando diferentes linguagens e promovendo a acessibilidade. Os termos em negrito são conceitos importantes que você deve aprender. Ao final desta aula, acesse o quiz e teste os seus conhecimentos. Você também pode aprender mais assistindo aos vídeos. Visite o blog para conhecer jogos, infográficos, visitas virtuais e muito mais sobre este resumo. Se houver erros históricos ou problemas nos links, favor relatar no e-mail: contato@historiadigital.org
    • Antecedentes Desde que a América foi colonizada, no século XVI, as práticas adotadas pelas metrópoles europeias eram prejudiciais às colônias. Estas práticas, associadas aos princípios do Iluminismo e aos ideais da Revolução Francesa, motivou a busca por independência política das colônias. A oportunidade para conquista da independência surgiu quando o general francês Napoleão Bonaparte, no início do século XIX, passou a controlar os territórios da Espanha e Portugal. Os movimentos de independência das colônias espanholas foram liderados por descendentes de espanhóis nascidos na América, chamados de criollos.ATENÇÃO: Para compreender melhor este conteúdo, leia também o resumo sobre o Iluminismo e Revolução Francesa.
    • Os criollos A sociedade colonial latino-americana era formada por diversas classes que estavam insatisfeitas com a situação em que viviam. Porém, apesar das rebeliões de índios, negros e mestiços, a independência só aconteceu a partir do engajamento dos criollos no movimento. Os criollos estavam insatisfeitos com o impedimento de exercer cargos políticos, apesar de constituírem elite econômica e cultural. Além disso, muitos criollos haviam estudado na Europa, onde assimilaram as ideias revolucionárias iluministas e pretendiam aplicá- las nos movimentos de libertação das colônias. Com a independência das colônias espanholas, os criollos poderiam assumir o governo dos novos países e aumentar os seus lucros vendendo diretamente as mercadorias produzidas.
    • As colônias espanholas As colônias espanholas que haviam na América foram organizadas em quatro vice-reinos e quatro capitanias gerais. Faziam parte dos vice-reinos a Nova Espanha, Nova Granada, Peru e Rio da Prata. As capitanias gerais, por sua vez, eram formadas por Guatemala, Cuba, Venezuela e Chile. A maioria se tornou independente nas primeiras décadas do século XIX. As independências que ocorreram no México, na América Central e na América do Sul tiveram características diferentes.
    • México O vice-reino da Nova Espanha tornou-se independente com o nome de México. Em 1810, dois padres lideraram o movimento de independência: Miguel Hidalgo e José Maria Morelos. O primeiro foi fuzilado por espanhóis. O padre Morelos defendia ideias liberais, como a abolição da escravidão, diminuição de impostos e aceitação de colonos em cargos civis e militares. Estes ideias desagradavam a elite criolla, que passou a liderar o movimento. Em 1821, a independência do México foi proclamada pelo general criollo Agustín Iturbide.
    • América Central As colônias centro-americanas seguiram o exemplo do México e se tornaram independentes da Espanha. Em 1823, estas colônias formaram a Confederação das Províncias Unidas da América Central. Em 1838, a Confederação se desmembrou em cinco repúblicas: Nicarágua, Guatemala, Honduras, El Salvador e Costa Rica. A República Dominicana se tornou independente em 1844. Cuba obteve a sua emancipação só no final do século XIX. No Haiti, uma revolta de escravos tornou este país o primeiro a conquistar a independência, em 1804. Além disso, tornou-se a primeira república negra da história.
    • América do Sul Na América do Sul, a independência aconteceu através de dois movimentos liderados por San Martín e Simón Bolívar. San Martín nasceu na Argentina, em 1778. Participou nos movimentos de independência do Chile, Peru e Argentina. Obteve ajuda do comandante inglês Lorde Cochrane, que também lutou na Confederação do Equador, no Brasil. Vale lembrar que a participação da Inglaterra tinha uma forte motivação econômica, pois a América Latina representava um grande mercado para os produtos ingleses. Simón Bolívar nasceu na Venezuela, em 1783. Apoiou a participação popular nos movimentos e defendeu a abolição da escravidão. Chegou a ser presidente da Grã-Colômbia, formada inicialmente por Colômbia e Venezuela. Sugeriu a criação da Pátria Grande, uma nação única formada por países como Colômbia, Venezuela e Equador. Porém, a falta de articulação econômica e política entre as colônias espanholas impediu a criação desta grande nação.