Your SlideShare is downloading. ×
0
Smalltalk Presentation
Smalltalk Presentation
Smalltalk Presentation
Smalltalk Presentation
Smalltalk Presentation
Smalltalk Presentation
Smalltalk Presentation
Smalltalk Presentation
Smalltalk Presentation
Smalltalk Presentation
Smalltalk Presentation
Smalltalk Presentation
Smalltalk Presentation
Smalltalk Presentation
Smalltalk Presentation
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Smalltalk Presentation

186

Published on

Smalltalk is an object-oriented, dynamically typed, reflective programming language. Smalltalk was created as the language to underpin the "new world" of computing exemplified by "human–computer …

Smalltalk is an object-oriented, dynamically typed, reflective programming language. Smalltalk was created as the language to underpin the "new world" of computing exemplified by "human–computer symbiosis.". The language was first generally released as Smalltalk-80. Smalltalk-like languages are in continuing active development, and have gathered loyal communities of users around them. ANSI Smalltalk was ratified in 1998 and represents the standard version of Smalltalk. Smalltalk was the product of research led by Alan Kay at Xerox Palo Alto Research Center (PARC); Alan Kay designed most of the early Smalltalk versions, which Dan Ingalls implemented.

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
186
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
5
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Uma linguagem de programação “puramente orientada a objetos”. Componentes : Alisson Tenório Pinto Natália Julieta Soares de Souza Michel Alves dos Santos
  • 2. HISTÓRICO Local de Nascimento e Período. Genitores/Criadores/Projetistas. Genealogia/Pedigree/Ancestralidades. Motivação. Centro de Pesquisa da XEROX em Palo Alto (Califórnia) – XEROX PARC
  • 3. HISTÓRICO Adele Goldberg. Dan Ingalls. Alan Curtis Kay. Adele Goldberg Dan Ingalls Alan Kay
  • 4. HISTÓRICO Alan Curtis Kay. Springfield, Massachusetts, 17 de maio de 1940; Um dos inventores da linguagem de programação Smalltalk; Um dos pais do conceito de programação orientada a objetos; Influenciado pelas idéias de Seymour Papert; Concebeu a idéia de laptop através do projeto Dynabook; Concebeu também o conceito das modernas GUI´s; Consultor na Xerox PARC em 1970, em 71 passa a ser pesquisador; Após dez anos na Xerox PARC, Kay tornou-se cientista chefe da Atari por três anos. 1984 - Kay associou-se a Apple Computer [criando o ATG]. Logo após associou-se a Walt Disney Imagineering. 2001 - Após a Disney, ele fundou Viewpoints Research Institute. Posteriormente, trabalhou com um time da Applied Minds . Torna-se Professor Visitante da Kyoto University, e Adjunto no MIT. Atualmente está profundamente envolvido com projetos como o Squeak, OLPC e OpenCroquet.
  • 5. HISTÓRICO Genealogia Fortran Cobol Algol Fonte : Figura retirada do livro: “UML Metodologias e Ferramentas CASE”, Alberto Silva e Carlos Videira. Pascal Simula C Modula-2 Objective C Smalltalk C++ Eiffel Object Pascal Actor Java C# ADA
  • 6. HISTÓRICO Xerox Alto executando Smalltalk. XEROX Alto com Interface XeroxStar executando uma das primeiras versões de Smalltalk.
  • 7. O que é Smalltalk ? Compilador + Interface Gráfica do Usuário Máquina Virtual + + Biblioteca De Classes + Navegador de Classes e Métodos + . Recursos usuais de um Sistema Operacional Janela de codificação em Smalltalk.
  • 8. CARACTERÍSTICAS “Puramente orientada a objetos”. Conjunto simplificado de regras. Todo objeto é a instância de alguma classe. Quase todas as expressões são da forma <recebedor> <mensagem>. Mensagens fazem com que métodos sejam executados. Toda classe possui uma classe mãe, exceto Object. Herança simples. Garbage Collector “Automático”. Ambiente de desenvolvimento integrado. Mensagem SENDER RECEIVER Valor de Retorno Um método de objeto sendo invocado por outro objeto enviando uma mensagem para ele. (Retirado de The Art and Science of Smalltalk).
  • 9. SINTAXE Por padrão possui apenas 6 palavras reservadas: super, self, true, false, thisContext, nil. Caracteres reservados: := ^ || $a #( ) . ; [] “” ‘’ Envio de mensagem ; unária, binária, de palavra-chave Até mesmo blocos de código são considerados objetos. Impressão dos quadrados dos números de 1 a 12.
  • 10. SINTAXE Mensagem unária: não possuem argumentos. Array := Array new. Array size. Mensagem binária: possuem apenas um argumento. São chamadas por um símbolo e normalmente usadas para expressões matemáticas. 3 + 4 ‘Hello’, ‘World’. Mensagem de palavra-chave: Podem ter um ou mais argumentos. Smalltalk allButFirst: 5. 2 to: 10 by: 2.
  • 11. SINTAXE Seleção Condicional: Provê uma mensagem especial cujos argumentos são ambos da classe Bloco. Essa mensagem faz parte do protocolo da classe Boolean, cujas duas únicas instâncias são os objetos true e false. O código acima poderia ser substituído por : paridade := numero 2 = 0 ifTrue: ['par'] ifFalse: ['impar'].
  • 12. SINTAXE Repetição Simples: Para repetir um número determinado de vezes uma seqüência de expressões, o mecanismo usado em Smalltalk consiste em enviar a um Inteiro, cujo valor é o número desejado de repetições, a mensagem timesRepeat:, onde o argumento é um bloco que contém a seqüência de expressões a repetir. Exemplo de repetição simples.
  • 13. SINTAXE Repetição Condicional: Smalltalk implementa a repetição condicional de um bloco de expressões através do envio da mensagem whileTrue: (ou whileFalse:) a outro bloco, cujo valor retornado deve ser um Booleano. O argumento da mensagem é o bloco que contém a seqüência de expressões a serem repetidas.. Exemplo de repetição condicional.
  • 14. Ferramentas Desenvolvimento Web : Seaside. Ensino : Squeak Etoys, SqueakBot. Multimídia : Plopp. Persistência : Glorp e GemStone. Janela do Squeak e sessão do Plopp.
  • 15. CONCLUSÕES Marco na história das linguagens Contribuiu com a evolução das GUI´s. Impulsionou um novo modo de pensar. Influencia até hoje outras linguagens. Serve de base atualmente para projetos de educação como o OLPC, OpenCroquet, etc. OLPC – One Laptop Per Child.

×