Avaliação 9º ano

9,004 views
8,684 views

Published on

Critérios para avaliação do 9º ano

Published in: Education
4 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
9,004
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
142
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
4
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Avaliação 9º ano

  1. 1. Avaliação dos Alunos no 9ºAno de Escolaridade <br />Agrupamento Vertical de Escolas D. António Ferreira Gomes - Penafiel<br />Escola Básica do 2º e 3º Ciclos D. António Ferreira Gomes - Penafiel<br />Ano Lectivo 2010/2011<br />Manuel Henrique Pereira Ramos<br />
  2. 2. Avaliação sumativa do 9º ano de escolaridade<br />Maio – 2011<br />Avaliação no 9ºAno de Escolaridade<br />2<br />A avaliação sumativa dos alunos do 9º ano de escolaridade inclui:<br />Avaliação sumativa interna (que se efectua após o final do ano lectivo)<br />Avaliação sumativa externa(que inclui a realização de exames nacionais nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática, os quais incidem sobre as aprendizagens e competências do 3ºciclo)<br />
  3. 3. Avaliação sumativa interna (comum aos demais anos)<br />Maio – 2011<br />Avaliação no 9ºAno de Escolaridade<br />3<br />É da responsabilidade dos professores que integram o conselho de turma;<br />A informação resultante da avaliação sumativa interna traduz-se em: avaliação quantitativa de 1 a 5 (nas disciplinas) e avaliação qualitativa de “Não Satisfaz”, “Satisfaz” e “Satisfaz Bem” (nas áreas curriculares não disciplinares: Formação Cívica, Estudo Acompanhado e Área de Projecto).<br />
  4. 4. Maio – 2011<br />Avaliação no 9ºAno de Escolaridade<br />4<br />Avaliação sumativa interna (específica do 9ºano)<br />No final do 3.ºperíodo, a avaliação sumativa interna implica, além da apreciação global das aprendizagens realizadas e das competências desenvolvidas pelo aluno ao longo do ano lectivo, a verificação das condições de admissão aos exames nacionais do 9.ºano, uma vez que a aprovação neste ano de escolaridade depende da realização e dos resultados da avaliação sumativa externa.<br />
  5. 5. Avaliação sumativa externa (específica do 9ºano)<br />Maio – 2011<br />Avaliação no 9ºAno de Escolaridade<br />5<br />Condições de admissão aos exames nacionais do 9ºano<br />São admitidos aos exames nacionais no 9ºano todos os alunos deste ano de escolaridade, excepto os que, após a avaliação sumativa interna, se encontrem numa das seguintes situações:<br />a) Apresentem nível 1 simultaneamente nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática;<br />b) Apresentem nível inferior a 3 a pelo menos duas disciplinas e nível 1 a Língua Portuguesa ou a Matemática;<br />Exemplo:Ciências Naturais – 2 História – 2 Matemática - 1 <br />c) Apresentem nível inferior a 3 a três ou mais disciplinas ou ainda nível inferior a 3 a duas disciplinas e Não Satisfaz na Área de Projecto (desde que nenhuma das disciplinas seja Língua Portuguesa ou Matemática);<br />Exemplo: Ciências Naturais – 2 História – 2 Inglês – 2<br /> Ciências Naturais – 2 História – 2 Área de Projecto – Não Satisfaz<br />d) Apresentem nível inferior a 3 a uma disciplina, Não Satisfaz na Área de Projecto e nível 1 em Língua Portuguesa ou Matemática.<br />Exemplo:Ciências Naturais - 2 Matemática - 1 Área de Projecto – Não Satisfaz<br />
  6. 6. Avaliação sumativa externa (específica do 9ºano)<br />Maio – 2011<br />Avaliação no 9ºAno de Escolaridade<br />6<br /> É da responsabilidade dos serviços centrais do Ministério da Educação;<br /> Compreende a realização de exames nacionais no 9ºAno, nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática, os quais incidem sobre as aprendizagens e competências do 3º Ciclo;<br /> Os exames nacionais têm um peso de 30% na classificação final (o aluno não é aprovado caso não faça os exames).<br />
  7. 7. Avaliação sumativa externa (específica do 9ºano)<br />Maio – 2011<br />Avaliação no 9ºAno de Escolaridade<br />7<br />A classificação final a atribuir às disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática, na escala de 1 a 5, é calculada de acordo com a seguinte fórmula, arredondada às unidades: <br /> CF = (7Cf + 3Ce)/10 <br /> em que: <br />CF = classificação final; <br />Cf = classificação de frequência no final do 3º período; <br />Ce = classificação da prova de exame. <br />
  8. 8. Avaliação sumativa externa (específica do 9ºano)<br />Maio – 2011<br />Avaliação no 9ºAno de Escolaridade<br />8<br /><ul><li>Classificação final</li></ul>Exemplos…<br />
  9. 9. Avaliação sumativa externa (específica do 9ºano)<br />Maio – 2011<br />Avaliação no 9ºAno de Escolaridade<br />9<br />Exemplos…<br />
  10. 10. Avaliação sumativa externa (específica do 9ºano)<br />Maio – 2011<br />Avaliação no 9ºAno de Escolaridade<br />10<br />Exames Nacionais...<br />1ª Chamada de carácter obrigatório;<br />2ª Chamada destina-se a situações excepcionais devidamente comprovadas, que serão objecto de análise.<br />
  11. 11. Avaliação sumativa externa (específica do 9ºano)<br />Maio – 2011<br />Avaliação no 9ºAno de Escolaridade<br />11<br />No final do 3ºciclo, após os exames nacionais de Língua Portuguesa e Matemática, o aluno não progride e obtém a menção de Não Aprovado se estiver numa das seguintes situações :<br />a) Tenha obtido classificação inferior a 3 a Língua Portuguesa e a Matemática, cumulativamente;<br />b) Tenha obtido classificação inferior a 3 em três ou mais disciplinas;<br />C) Tenha obtido classificação inferior a 3 em duas disciplinas e a menção de Não Satisfaz na Área de Projecto. <br />Nota: A disciplina de Educação Moral e Religiosa não é considerada para efeitos de progressão dos alunos.<br />
  12. 12. Exames de Equivalência à Frequência<br />Maio – 2011<br />Avaliação no 9ºAno de Escolaridade<br />12<br />Os alunos que atinjam a idade limite da escolaridade obrigatória (de acordo com o número 2, do artigo 8º da Lei nº 85/2009) sem aprovação na avaliação final do 9ºano de escolaridade podem candidatar-se aos exames de equivalência à frequência, na qualidade de autopropostos, no mesmo ano lectivo.Para tal , devem inscrever-se obrigatoriamente para a fase de Junho no dia útil a seguir ao da afixação das pautas de avaliação do 3º Período. <br />Os exames de equivalência à frequência realizam-se, a nível de escola, em Junho, Julho e Setembro, com uma só chamada.<br />
  13. 13. Exames Nacionais e de Equivalência à Frequência<br />Maio – 2011<br />Avaliação no 9ºAno de Escolaridade<br />13<br />Datas (Exames Nacionais de Língua Portuguesa e Matemática): <br />1.ª chamada (chamada obrigatória) — 20 de Junho (LP) e 22 de Junho (Mat);<br />2.ª chamada (chamada para situações excepcionais) — 27 de Junho (LP) e 30 de Junho (Mat).<br />Datas (Exames de Equivalência à Frequência):<br />20 de Junho e 1 de Julho de 2011 — 3.º ciclo;<br />27 de Junho e 7 de Julho de 2011 — 2.º ciclo;<br />1 e 7 de Setembro de 2011.<br />
  14. 14. Pautas finais<br />Maio – 2011<br />Avaliação no 9ºAno de Escolaridade<br />14<br />Publicação de pautas definitivas: 14/Julho/2011<br />

×