Your SlideShare is downloading. ×
0
A Sida
A Sida
A Sida
A Sida
A Sida
A Sida
A Sida
A Sida
A Sida
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

A Sida

3,672

Published on

Published in: Education, Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
3,672
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
132
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. A SIDA
  • 2. Introdução/Índice • O que é a SIDA? • Contágio − Como se transmite? − Como não se transmite? • Prevenção • Sintomas • Conclusão
  • 3. O que é a SIDA? • A SIDA é provocada pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH), que entra no organismo por contacto com uma pessoa infectada. • O VIH é um vírus bastante poderoso que, ao entrar no organismo, dirige-se ao sistema sanguíneo, onde começa de imediato a multiplicar-se, atacando o sistema imunitário, destruindo as células defensoras do organismo e deixando a pessoa infectada (seropositiva) ,mais debilitada e sensível a outras doenças, as chamadas infecções oportunistas que são provocadas por micróbios e que não afectam as pessoas cujo sistema imunitário funciona convenientemente. Também podem surgir alguns tipos de tumores malignos que vão dar origem a cancros. • Entre essas doenças, encontram-se a tuberculose; a pneumonia; a candidiase, (pode causar infecções na garganta e na vagina), o citomegalovirus (afecta os olhos e os intestinos), a toxoplasmose (pode causar lesões graves no cérebro), a criptosporidiose (uma doença intestinal), o sarcoma de Kaposi (uma forma de cancro que provoca o aparecimento de pequenos tumores na pele em várias zonas do corpo e pode, também, afectar o sistema gastrointestinal e os pulmões). • A SIDA provoca ainda perda de peso, tumores no cérebro e outros problemas de saúde que, sem tratamento, podem levar à morte. Esta síndrome manifesta-se e evolui de modo diferente de pessoa para pessoa.
  • 4. Como se transmite? • A SIDA transmite-se de várias maneiras diferentes: Sangue Fluidos pré- ejaculatórios dos Sémen seropositivos Durante a amamentação Transmissão da SIDA De mãe Fluídos para vaginais Saliva filho: Troca de escovas de Durante Durante dentes a o parto gravidez
  • 5. Como não se transmite? Sexo com preservativo Troca Como não Apertos de se de mão talheres transmite Picadas de insectos
  • 6. Prevenção • Usar sempre preservativo nas relações sexuais, não partilhar agulhas, seringas, material usado na preparação de drogas injectáveis e objectos cortantes (agulhas de acupunctura, instrumentos para fazer tatuagens e piercings, de cabeleireiro, manicura). • Além dos preservativos comuns, vendidos em farmácias e supermercados, existem outros, menos vulgares, que podem ser utilizados como protecção durante as mais diversas práticas sexuais. • É, também, preciso ter atenção à utilização de objectos, apenas uma vez que, se estiverem em contacto com sémen, fluidos vaginais e sangue infectados, podem transmitir o vírus.
  • 7. Sintomas • Algumas pessoas apresentam sintomas semelhantes aos de uma gripe como febre, suores, dor de cabeça, dores de estômago, dores nos músculos e nas articulações, cansaço, dificuldades em engolir, gânglios linfáticos (infectados) inchados e uma leve comichão. Pensa-se que pelo menos metade dos infectados tenham estes sintomas. • Algumas pessoas, ocasionalmente, podem perder a mobilidade dos braços e das pernas, mas recuperam-na passado pouco tempo. A fase aguda da infecção com VIH dura entre uma a três semanas. Todos recuperam desta fase, em resposta à reacção do sistema imunitário, os sintomas desaparecem e observa-se uma diminuição da carga vírica. • Os seropositivos vivem, depois da fase aguda, um período em que não apresentam sintomas, embora o vírus esteja a multiplicar-se no seu organismo o que pode prolongar-se por diversos anos. É neste período que se encontram, actualmente, 70 a 80% dos infectados em todo o mundo. • Na fase sintomática da infecção (mas ainda sem critérios de SIDA), o doente começa a ter sintomas e sinais de doença, indicativos da existência de uma depressão do sistema imunitário. O doente pode referir falta de apetite, diarreia, queda de cabelo, pele seca, entre outros sintomas. • A fase seguinte na evolução da doença designa-se por SIDA e caracteriza-se por uma imunodeficiência grave que condiciona o aparecimento de manifestações oportunistas (infecções e tumores). • A evolução da infecção descrita acima, designada como “Evolução Natural da Infecção” pode, actualmente, ser modificada pelo tratamento com os fármacos anti-retrovíricos, podendo os seropositivos nunca chegar a uma fase sintomática da doença.
  • 8. Conclusão • Com este trabalho pudemos aprender e saber mais um pouco sobre a SIDA.
  • 9. • Trabalho realizado por: − Inês Lopes, Nº 12 − João Martins, Nº 14

×