O jornalismo e o futuro

775 views
732 views

Published on

Inquérito realizado pelo CESOP para o Fórum de Jornalistas (março de 2012): O jornalismo e o futuro

Published in: News & Politics
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
775
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
418
Actions
Shares
0
Downloads
11
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O jornalismo e o futuro

  1. 1. O JORNALISMO E O FUTURO Inquérito Onlineem parceria com Fórum de Jornalistas
  2. 2. • Os inquiridos Cargos de chefia 259 chefias: Número de inquiridos por meio e peso no total diretores, chefes de redação, editores 24; 9% executivos e 24; 9% editores Papel e papel/online Responderam 174 Televisão e Televisão/online = 67% do total 37; 14% Rádio e Rádio/online Inquérito conduzido Agência e online 173; 68% em março de 2012 CESOP/Fórum de Jornalistas 2
  3. 3. • Os inquiridos 21 órgãos de comunicação NegóciosAgência FinanceiraAntena 1 PúblicoCorreio da Manhã RenascençaDiário Digital RTPDinheiro Vivo SábadoDN SICEconómico SOLExpresso TSFiJornal de Notícias TVILusa Visão CESOP/Fórum de Jornalistas 3
  4. 4. • Os inquiridos metade são editores Número de respostas por função e peso no total 52; 30% Membro direção Chefe de redação94; 54% Editor 28; 16% CESOP/Fórum de Jornalistas 4
  5. 5. • Os inquiridos mais homens (70%) que mulheres Distribuição por género1009080 317060 Mulher50 11 Homem4030 6320 41 1010 18 0 Membro direção Chefe de redação Editor CESOP/Fórum de Jornalistas 5
  6. 6. 2. Diagnóstico: recursos humanos redações perderam jornalistas P1 Nos últimos três anos o número de jornalistas na sua redação, incluindo online…80 67,87060504030 22,420 9,8100 Aumentou Diminuiu Mais ou menos o mesmo CESOP/Fórum de Jornalistas 6
  7. 7. 2. Diagnóstico: recursos humanos papel e televisão cortaram mais P1 Nos últimos três anos o número de jornalistas na sua redação, incluindo online… diminuiu90,080,0 76,5 73,370,0 59,160,050,040,030,020,010,0 0,0 Papel Televisão Rádio CESOP/Fórum de Jornalistas 7
  8. 8. 2. Diagnóstico: recursos humanos escrita e cultura geral valorizadas P5 Atribua um grau de importância às seguintes competências para os jornalistas novos que contrata Formação na área de especialização 19 51 30 Cultura geral 2 28 70 Capacidade de escrever depressa 2 7 53 38 Qualidade de escrita 1 21 79 Capacidade de análise de dados 1 5 44 51Conhecimentos multimédia e informática 1 10 50 39 0% 100% Não é importante É pouco importante É importante É muito importante CESOP/Fórum de Jornalistas 8
  9. 9. 2. Diagnóstico: recursos humanosperda de memória é o mais prejudicial P6 Das mudanças que a sua redação sofreu nos últimos 3 a 5 anos, quais foram as duas mais prejudiciais para a cobertura jornalística que o órgão de comunicação oferece? Perda de jornalistas com memória e experiência 25 Exigência de velocidade de publicação/falta de tempo para 17 pensar Redução do número de jornalistas 16 Menos tempo e exigência de edição 13 Menos novos jornalistas de qualidade 7 Menor enfoque na qualidade em geral 6 Redução do número de áreas cobertas 5 Menos recursos para o trabalho habitual por ser necessária 4 mais gente no online Outras 3 Menos tempo para formação 3 0 CESOP/Fórum de Jornalistas 9
  10. 10. 2. Diagnóstico: recursos humanosrádio e papel lamentam mais memória P6 Das mudanças que a sua redação sofreu nos últimos 3 a 5 anos, quais foram as duas mais prejudiciais para a cobertura jornalística que o órgão de comunicação oferece? Rádio 27,3 22,7 11,4 4,5 Televisão 17,6 23,5 20,6 8,8 Papel 23,3 14,7 16,4 1,7 0% 100% Perda de jornalistas com memória e experiência Redução do número de jornalistas Exigência de velocidade de publicação/falta de tempo para pensar Menos tempo para formação Menos tempo e exigência de edição Menos novos jornalistas de qualidade Menos recursos para o trabalho habitual por ser necessária mais gente no online Menor enfoque na qualidade em geral Redução do número de áreas cobertas Outras CESOP/Fórum de Jornalistas 10
  11. 11. 2. Diagnóstico: recursos humanosmulheres também destacam memória P6 Das mudanças que a sua redação sofreu nos últimos 3 a 5 anos, quais foram as duas mais prejudiciais para a cobertura jornalística que o órgão de comunicação oferece? Mulher 28 12 15 2 13 6 5 6 10 Homem 23 18 18 3 12 7 4 6 3 0% 100% Perda de jornalistas com memória e experiência Redução do número de jornalistas Exigência de velocidade de publicação/falta de tempo para pensar Menos tempo para formação Menos tempo e exigência de edição Menos novos jornalistas de qualidade Menos recursos para o trabalho habitual por ser necessária mais gente no online Menor enfoque na qualidade em geral Redução do número de áreas cobertas CESOP/Fórum de Jornalistas 11
  12. 12. 2. Diagnóstico: recursos humanos diretores destacam menos edição P6 Das mudanças que a sua redação sofreu nos últimos 3 a 5 anos, quais foram as duas mais prejudiciais para a cobertura jornalística que o órgão de comunicação oferece? Editor 27 16 20 2 10Chefe de redação ou editor 27 14 23 5 9 executivo Membro de direção 20 16 10 4 19 0% 100% Perda de jornalistas com memória e experiência Redução do número de jornalistas Exigência de velocidade de publicação/falta de tempo para pensar Menos tempo para formação Menos tempo e exigência de edição Menos novos jornalistas de qualidade Menos recursos para o trabalho habitual por ser necessária mais gente no online Menor enfoque na qualidade em geral Redução do número de áreas cobertas CESOP/Fórum de Jornalistas 12
  13. 13. 2. Diagnóstico: conteúdos/novos mediaonline “importante” para competir P7 Das mudanças que a sua redação sofreu nos últimos 3 a 5 anos, atribua um grau de importância em termos de contributo para permanecer competitivo... Mais profundidade e análise 6 22 39 33 Mais utilização de recursos 1 13 54 33 multimédia Mais pessoal 26 28 33 13 Mais tempo online 2 22 53 22 Presença online mais integrada 1 15 41 44 0% 100% Não foi importante Foi pouco importante Foi importante Foi muito importante CESOP/Fórum de Jornalistas 13
  14. 14. 2. Diagnóstico: conteúdos/novos media poucos recursos humanos em online P3 Do tempo total de trabalho da sua equipa de jornalistas, quanto é dedicado ao online?60 52,95040 32,9302010 7,6 6,5 0 Menos de 20% De 20% a 50% De 50% a 70% Mais de 70% CESOP/Fórum de Jornalistas 14
  15. 15. 2. Diagnóstico: conteúdos/novos mediaTV e rádio dão menos tempo a online P3 Do tempo total de trabalho da sua equipa de jornalistas, quanto é dedicado ao online? Rádio 72,7 18,2 4,5 Televisão 88,2 5,9 5,9 Papel 45,7 39,7 9,5 0% 100% Menos de 20% De 20% a 50% De 50% a 70% Mais de 70% CESOP/Fórum de Jornalistas 15
  16. 16. 2. Diagnóstico: conteúdos/novos mediaTV e rádio olham pouco para papel P10 No seu dia a dia consome mais informação em papel ou online? Rádio 5 18 14 50 14 Televisão 0 12 24 29 35 Papel 4 23 37 24 11 0% 100% Sobretudo papel Os dois, mas mais papel Dedico tempo igual aos dois formatos Os dois, mas mais online Sobretudo online CESOP/Fórum de Jornalistas 16
  17. 17. 2. Diagnóstico: conteúdos/novos mediaonline quase generaliza equipas da manhã P13 O seu órgão de comunicação social tem “equipas da manhã” (jornalistas redatores) cuja responsabilidade prioritária é encher as manhãs com notícias e atualidade?100 89,2 90 80 70 60 50 40 30 20 8,2 10 2,5 0 Sim Não, mas estamos a pensar em Não e não está nos nossos planos fazê-lo e/ou reforçar CESOP/Fórum de Jornalistas 17
  18. 18. 2. Diagnóstico: conteúdos/novos media detalhes são “muito importantes” P23 Qual a importância que atribuiu aos detalhes/acabamentos das peças (legendas, qualidade do lead, foto, som natural, plano de imagem) que são produzidas pelo seu órgão de comunicação?100%80%60%40% 78%20% 1% 1% 21% % Não é importante Pouco importante É importante É muito importante CESOP/Fórum de Jornalistas 18
  19. 19. 2. Diagnóstico: conteúdos/novos mediamaioria diz que não perdeu profundidade P24 Em média, e comparando com há três anos, diria que as peças que produz estão…60%50%40%30% 49%20% 29%10% 22% % Mais profundas Menos profundas Igualmente profundas CESOP/Fórum de Jornalistas 19
  20. 20. 2. Diagnóstico: conteúdos/novos mediaTV admite menos profundidade P24 Em média, e comparando com há três anos, diria que as peças que produz estão… Rádio 19% 10% 71% Televisão 12% 53% 35% Papel 25% 29% 46% 0% 100% Mais profundas Menos profundas Igualmente profundas CESOP/Fórum de Jornalistas 20
  21. 21. 2. Diagnóstico: conteúdos/novos media vídeo e edição online foram aposta P25 Em comparação com o que acontecia há 3 anos no seu órgão de comunicação, como evoluiu a quantidade de recursos editoriais (pessoas e meios) afetos a cada uma das seguintes áreas? Editoriais 12 44 44 Área gráfica e infografia 36 45 20 Vídeo 79 13 8 Fotografia 12 39 48 Edição de online 72 20 8Trabalho de edição especializado 16 49 35 Revisão/copy desk 6 37 57 Trabalho de edição em geral 14 41 45 0% 100% Aumentaram os recursos face há 3 anos Está mais ou menos igual Diminuíram CESOP/Fórum de Jornalistas 21
  22. 22. 2. Diagnóstico: conteúdos/novos media nacional e economia “muito essenciais” P26 Quão importante é para si a oferta, pelos vários órgãos de comunicação social, do seguinte tipo de notícias? Economia e negócios 76 22 11 Desporto 29 51 14 6Notícias locais/regionais 36 44 18 2 Notícias nacionais 89 10 1 Notícias internacionais 43 50 6 1 0% 100% Muito essencial Suficientemente essencial Não muito essencial Nada essencial CESOP/Fórum de Jornalistas 22
  23. 23. 2. Diagnóstico: crise e receitas online: uma aposta sem receitas P20 Qual é o peso do online em termos de receitas do seu órgão de comunicação social? (Respostas dos membros de direção)100%80%60% 87%40%20% 9% 2% 2% % Menos de 20% De 20% a 50% De 50% a 70% Mais de 70% CESOP/Fórum de Jornalistas 23
  24. 24. 2. Diagnóstico: crise e receitas novas fonte de receita procuram-se P14 Na atual situação de pressão financeira, o seu órgão de comunicação social tem tentado de forma ativa desenvolver novas fontes de receita?5045 42,940 35,9353025 19,4201510 5 1,8 0 Muito activa Suficientemente activa Não muito activa Nada activa CESOP/Fórum de Jornalistas 24
  25. 25. 2. Diagnóstico: crise e receitas todos ativos na procura de receitas P14 Na atual situação de pressão financeira, o seu órgão de comunicação social tem tentado de forma ativa desenvolver novas fontes de receita? Rádio 59% 23% 9% 9%Televisão 41% 41% 18% % Papel 44% 34% 21% 1% 0% 100% Muito activa Suficientemente activa Não muito activa Nada activa CESOP/Fórum de Jornalistas 25
  26. 26. 2. Diagnóstico: crise e receitassó com notícias negócio fica em risco P18 Quais as consequências financeiras para o seu órgão de comunicação social se perdesse receitas complementares como conferências, suplementos ou promoções?50%40%30% 46%20% 25%10% 15% 14% % Tornar-se-ia inviável Manter-se-ia viável, mas em Sobreviveria sem problemas Seria praticamente risco indiferente CESOP/Fórum de Jornalistas 26
  27. 27. 2. Diagnóstico: crise e receitasTV dispensa receitas complementares P18 Quais as consequências financeiras para o seu órgão de comunicação social se perdesse receitas complementares como conferências, suplementos ou promoções? Rádio 35% 35% 6% 24% Televisão 13% 25% 25% 38% Papel 12% 54% 13% 21% 0% 100% Tornar-se-ia inviável Manter-se-ia viável, mas em risco Sobreviveria sem problemas Seria praticamente indiferente CESOP/Fórum de Jornalistas 27
  28. 28. 3. O futuro: crise e receitasdiretores: mudanças são “indispensáveis” P19 Qual a necessidade de aprofundar ou empreender novas mudanças nos próximos três anos no seu órgão de comunicação? Editor 37% 37% 24% 2% Chefe redação ou editor 41% 44% 15% % executivo Membro direção 57% 29% 14% % 0% 100% Indispensável Muito importante Importante Pouco importante CESOP/Fórum de Jornalistas 28
  29. 29. 2. Diagnóstico: crise e receitasconteúdos extra serão novas receitas P15 Nos próximos três a cinco anos, pensa que as novas fontes de receita virão sobretudo de: (em % do total de respostas)60 52504030 23 192010 6 0 Papel On-line Conteúdos extra Outros publicação (conferências, suplementos, promoções) CESOP/Fórum de Jornalistas 29
  30. 30. 3. O futuro: crise e receitasmais conteúdos gratuitos no futuro? P21 Daqui a cinco anos oferecerá uma proporção igual, superior ou inferior de conteúdos gratuitos na sua edição online?50%40%30% 46%20% 39%10% 15% % Superior Inferior Igual CESOP/Fórum de Jornalistas 30
  31. 31. 3. O futuro: crise e receitasmais online gratuito certo na TV e rádio P21 Daqui a cinco anos oferecerá uma proporção igual, superior ou inferior de conteúdos gratuitos na sua edição online? Rádio 71% % 29% Televisão 67% 22% 11% Papel 44% 45% 11% 0% 100% Superior Inferior Igual CESOP/Fórum de Jornalistas 31
  32. 32. 3. O futuro: Recursos humanos e físicosonline ganhará mais jornalistas P4 Antecipa que daqui a três anos, o tempo total de trabalho da sua equipa de jornalistas dedicado ao online seja…50 44,740 32,43020 14,7 8,210 0 Menos de 20% De 20% a 50% De 50% a 70% Mais de 70% CESOP/Fórum de Jornalistas 32
  33. 33. 3. O futuro: Recursos humanos e físicospapel ultrapassa 50% dedicado a online? P4 Antecipa que daqui a três anos, o tempo total de trabalho da sua equipa de jornalistas dedicado ao online seja… Rádio 9,1% 72,7% 13,6% Televisão 23,5% 58,8% 17,6% Papel 5,2% 37,9% 40,5% 0% 100% Menos de 20% De 20% a 50% De 50% a 70% Mais de 70% CESOP/Fórum de Jornalistas 33
  34. 34. 3. O futuro: Desafios e confiançadivisão sobre relação com publicidade P17 A necessidade de gerar novas receitas obriga a uma outra conceção da “separação” tradicional entre conteúdos editoriais e publicidade?45%40%35%30%25%20% 37% 40%15%10% 18% 5% 4% % Sim Não Não muito Nada CESOP/Fórum de Jornalistas 34
  35. 35. 3. O futuro: Desafios e confiançanovos suportes são novos públicos P16 Os novos suportes de informação (tablets, smart phones) são uma oportunidade60%50%40%30% 52%20% 35%10% 12% % Para cobrar mais conteúdos Chegar a um novo público Amortecer ou travar a queda das online receitas publicitárias CESOP/Fórum de Jornalistas 35
  36. 36. 3. O futuro: Desafios e confiançadiretores: novos suportes são também receita P16 Os novos suportes de informação (tablets, smart phones) são uma oportunidade de Editor 31% 49% 20% Chefe de redação ou editor 21% 71% 7% executivo Membros direção 48% 50% 2% 0% 100% Para cobrar mais conteúdos online Chegar a um novo público Amortecer ou travar a queda das receitas publicitárias CESOP/Fórum de Jornalistas 36
  37. 37. 3. O futuro: Desafios e confiançarádio não vê receita nos novos suportes P16 Os novos suportes de informação (tablets, smart phones) são uma oportunidade de Rádio % 68% 32% Televisão 35% 53% 12% Papel 43% 47% 9% 0% 100% Para cobrar mais conteúdos online Chegar a um novo público Amortecer ou travar a queda das receitas publicitárias CESOP/Fórum de Jornalistas 37
  38. 38. 3. O futuro: Desafios e confiançachefias confiam nas suas capacidades P11 Está confiante na sua capacidade para compreender e capitalizar as inovações tecnológicas que podem melhorar o produto jornalístico final?70 63,7605040 28,13020 8,210 0 Muito confiante Confiante Não muito confiante CESOP/Fórum de Jornalistas 38
  39. 39. 3. O futuro: Desafios e confiançadiretores menos extremados na confiança P11 Está confiante na sua capacidade para compreender e capitalizar as inovações tecnológicas que podem melhorar o produto jornalístico final? Editor 28% 61% 11% Chefe de redação ou editor 32% 57% 11% executivo Membro de direção 25% 73% 2% 0% 100% Muito confiante Confiante Não muito confiante CESOP/Fórum de Jornalistas 39
  40. 40. 3. O futuro: Desafios e confiançachefias da TV mais confiantes P11 Está confiante na sua capacidade para compreender e capitalizar as inovações tecnológicas que podem melhorar o produto jornalístico final? Rádio 33% 52% 14% Televisão 18% 82% % Papel 28% 63% 9% 0% 100% Muito confiante Confiante Não muito confiante CESOP/Fórum de Jornalistas 40
  41. 41. 3. O futuro: Desafios e confiançaDivisão: é difícil prever o futuro P12 Com que grau de confiança acha que será possível prever como será a sua redação daqui a cinco anos?50 43,745 40,54035302520 14,61510 5 1,3 0 Muito confiante Confiante Não muito confiante Nada confiante CESOP/Fórum de Jornalistas 41
  42. 42. 3. O futuro: Desafios e confiançadiretores mais confiantes a prever P12 Com que grau de confiança acha que será possível prever como será a sua redação daqui a cinco anos? Editor 1,2% 34,9% 48,8% 15,1% Chefe de redação ou editor 3,7% 48,1% 37,0% 11,1% executivo Membro da direção ,0% 57,8% 26,7% 15,6% 0% 100% Muito confiante Confiante Não muito confiante Nada confiante CESOP/Fórum de Jornalistas 42

×