BLOGS Ferramentas na Construção de um Novo Ensino Do Jornal Pioneiro - Caxias do Sul No último slide estão os endereços de...
Blogosfera, edublogueiros e wikis: essas palavras lhe parecem estranhas? Pois esses neologismos são parte de uma revolução...
Para essas professoras, os blogs não são só endereços virtuais de troca de amabilidades, mas ferramentas na construção de ...
Carona com Dumont – A visão da internet de Marli começou a mudar no final de 2004, quando ela participou de um curso de ca...
Moradora de Leça da Palmeira, concelho de Matosinhos, distrito do Porto, em Portugal, a docente freqüentou o curso de Mest...
A partir de então, em 2002, a portuguesa criou um site, o Netescrit@, dedicado ao desenvolvimento do gosto pela leitura e ...
–  Surgiu a idéia de se criar um trabalho colaborativo em torno da obra de Cláudio Fragata, pois, se Alberto Santos Dumont...
A professora fluminense Marise percebeu que os seus 23 alunos da 4ª série, muitos com conteúdos defasados ou repetentes, r...
Multiplicando a experiência – O vôo intercontinental via blog foi acompanhado pela professora Bernardete, do Instituto Est...
No primeiro semestre, os 108 alunos fizeram essa pesquisa e desenvolveram atividades sobre o assunto escolhido. No segundo...
CONECTE-SE   Blog da professora Emília Maria Santiago Miranda, de Portugal:  http://netescrita.blogspot.com/ Blog da profe...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Blogs

1,034 views
986 views

Published on

Published in: Education, Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,034
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
9
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Blogs

  1. 1. BLOGS Ferramentas na Construção de um Novo Ensino Do Jornal Pioneiro - Caxias do Sul No último slide estão os endereços de vários Blogs.
  2. 2. Blogosfera, edublogueiros e wikis: essas palavras lhe parecem estranhas? Pois esses neologismos são parte de uma revolução nas salas de aulas do mundo inteiro. Na Serra, não poderia ser diferente. Os professores aprendem que é preciso não só ensinar como usar a internet, mas, sim, a fazer os alunos pensarem e interagirem. A descoberta do mundo virtual empolga os estudantes e está rendendo frutos aos mestres. Duas professoras da Serra receberam prêmios importantes recentemente pelo trabalho que desenvolvem. Ao entrar no blog da professora de Caxias do Sul Teresinha Bernardete Motter, lá está o recado da colega de Nova Bassano Marli Fiorentin: “Dá-lhe, Berna! Valeu mesmo! Tô feliz contigo. Aproveita esse gosto bom. Abraço!”. A professora bassanense se refere ao prêmio Professores do Brasil , recém-conquistado por Bernardete. E Marli sabe do que fala: esse gosto bom já foi sentido por ela no início deste mês. Num projeto conjunto com outras quatro educadoras de diferentes pontos do planeta, ela ganhou o prêmio internacional Microsoft Educadores Inovadores . Claro, no blog de Marli, tem um comentário de congratulações de Bernardete: “Parabéns, fiquei torcendo por vocês. Grande abraço para todas. Bernardete”.
  3. 3. Para essas professoras, os blogs não são só endereços virtuais de troca de amabilidades, mas ferramentas na construção de um novo ensino. Os prêmios Bernardete e Marli conquistaram são graças ao uso de recursos da web 2.0 nas salas de aulas e como plataforma de troca de experiências. As professoras utilizam blogs nas aulas como recurso para publicação de trabalhos de alunos e interação deles com o mundo. – A internet pode ser usada tanto para uma aula tradicional como para uma aula inovadora. Estamos na era da internet 2.0. Não é só receber informação, mas também colocar. Com isso, veio a responsabilidade dos professores de não só incluir, mas de educar digitalmente os alunos – explana Marli, 47 anos, professora há 28.
  4. 4. Carona com Dumont – A visão da internet de Marli começou a mudar no final de 2004, quando ela participou de um curso de capacitação promovido pelo Núcleo de Tecnologia do Estado (NTE) em Caxias do Sul, onde integrou uma oficina de blogs. Em 2005, Marli montou o seu próprio blog. No Colégio Estadual Padre Colbachini, onde leciona, ninguém nunca tinha ouvido falar de blogs, mesmo assim, ela teve liberdade para experimentar. E a profe não se intimidou: entrou em um chat para procurar professores que já trabalhavam com a ferramenta e depois, em uma lista de discussão sobre o assunto. Pela internet, conheceu o site da professora portuguesa Emília Maria Santiago Miranda.
  5. 5. Moradora de Leça da Palmeira, concelho de Matosinhos, distrito do Porto, em Portugal, a docente freqüentou o curso de Mestrado em Educação - Tecnologia Educativa, no Instituto de Educação e Psicologia da Universidade do Minho, e, em 2001, defendeu sua tese, que versava sobre a utilização da internet em escolas. – Através desse estudo conclui, entre outras coisas, que a internet era usada pelos professores e pelas escolas quase exclusivamente para procura de informação. Considerei que deveria ser algo mais do que isso, pois permitia não apenas essas buscas, mas também a publicação e partilha de conteúdos – explica Emília, por e-mail.
  6. 6. A partir de então, em 2002, a portuguesa criou um site, o Netescrit@, dedicado ao desenvolvimento do gosto pela leitura e a escrita. Em 2004, o site virou um blog. Foi através da página virtual que as professoras gaúchas Marli e Bernardete a localizaram e começaram a trocar experiências. Foi ali também que nasceu a semente do projeto Vôo BPF (Brasil, Portugal, França), que ficou em terceiro lugar na categoria Colaboração do Prêmio da Microsoft deste ano. O site contava com trabalhos de diversos escritores, entre eles, o brasileiro Cláudio Fragata, que enviou o livro Seis Tombos e um Pulinho, editado em 2006, ano comemorativo do centenário do primeiro vôo do 14-Bis, sobre o pai da aviação, Santos Dumont. A partir da obra, foram realizados trabalhos que envolveram 115 alunos do ensino fundamental de cinco professoras: Marli, de Nova Bassano, Emília e a colega Delfina Amado, de Portugal, Isabel Costa, que leciona português em Saint-Germain-en-Laye, na França, e Marise Brandão, de Barra do Piraí (RJ). A experiência via blog se iniciou em outubro de 2007.
  7. 7. – Surgiu a idéia de se criar um trabalho colaborativo em torno da obra de Cláudio Fragata, pois, se Alberto Santos Dumont era brasileiro, tinha vivido na França, passado diversas vezes por Portugal e falante da língua de Camões… que melhor elo poderia existir para esse trabalho? – explica Emília. Os alunos desenvolveram trabalhos de produção escrita e gráfica que partilharam entre si e todos os visitantes, através da publicação no blog. Emília conta que no dia 30 de maio, foi realizada um grande encontro via web através do Flashmeeting (programa para web videoconferência) de todos os participantes e convidados, entre eles, o ministro da Cultura de Portugal, José António Pinto Ribeiro, e o escritor Cláudio Fragata.
  8. 8. A professora fluminense Marise percebeu que os seus 23 alunos da 4ª série, muitos com conteúdos defasados ou repetentes, recuperaram as matérias. – Não são mudanças imediatas e radicais. Mas é uma semente que se lança. Os alunos se envolvem mais nas atividades e fazem com mais alegria. Quando eles vêem que os comentários que eles publicaram são lidos por todos, é um estímulo para produzirem mais – complementa Marli, professora de português da 3ª, 7ª e 8ª série da escola de Nova Bassano e que viajou com as colegas para Hong Kong para receber o prêmio no dia 6.
  9. 9. Multiplicando a experiência – O vôo intercontinental via blog foi acompanhado pela professora Bernardete, do Instituto Estadual de Educação Cristóvão de Mendoza, em Caxias do Sul. Desde 2007, ela desenvolve oficinas na escola com alunas do curso normal. As estudantes trabalham com blogs e wikis (espécie de blog que pode ser editado coletivamente). Cada grupo escolhe um tema, como a água, os animais ou drogas, e realiza uma pesquisa sobre o assunto. Os resultados são publicados na wiki do grupo. – Não se trabalha com caderno, com anotações. O suporte textual é o computador – explica a professora.
  10. 10. No primeiro semestre, os 108 alunos fizeram essa pesquisa e desenvolveram atividades sobre o assunto escolhido. No segundo semestre, os normalistas aplicaram o trabalho a cerca de 120 alunos de 1ª a 4ª série do ensino fundamental. Assim, os pequenos aprendem, ao mesmo tempo, informática e a matéria pesquisada pelo grupo. O trabalho conhecido como Projetos de Aprendizagem foi inscrito no prêmio Professores do Brasil, uma parceria do Ministério da Educação (MEC) com outras instituições. No início da semana, a profe Bernardete soube que era um dos 31 vencedores da premiação. Nos dias 2 e 3 de dezembro, ela estará em Brasília para apresentar seu trabalho e receber a distinção. Até lá, os comentários do seu blog só devem se multiplicar com parabéns de outras professoras e de seus alunos blogueiros. KELLY ISIS PELISSER
  11. 11. CONECTE-SE Blog da professora Emília Maria Santiago Miranda, de Portugal: http://netescrita.blogspot.com/ Blog da professora Marli Fiorentin: http://blogosferamarli.blogspot.com/ Blog da da professora Marli Fiorentin, com trabalhos de alunos sobre livros de literatura: http://ficrealidade.blogspot.com/ Blog do projeto Vôo BPF: http://voobpf.blogspot.com/ Blog da professora Teresinha Bernardete Motter: http://www.caminhosparachegar.blogspot.com/ Blog da professora Teresinha Bernardete Motter com os links para os projetos das alunas do Cristóvão de Mendoza: http://projetosdeaprendizagemdocursonormal.blogspot.com/ Blog da professora Márcia Ribeiro Paganella: http://www.meacharam.blogspot.com/ Portal da professora Marise Brandão: www.webeducacional.com Blog da Maria de Fátima Franco (Juiz de Fora, MG): http://internetnaeducacao.blogspot.com/ Grupo de discussão sobre blogs educativos: http://br.groups.yahoo.com/group/blogs –educativos/ Site para criação gratuita de wikis: http://pbwiki.com/ Para montar o seu blog: existem vários sites gratuitos para montagem, um dos mais utilizados é www.blogger.com

×