Enfermeira Mércia Lisieux especialista em gestão em infecção hospitalar e neonatologia REANIMAÇÃO NEONATAL
DEFINIÇÃO <ul><li>Reanimar o recém-nascido significa ressuscitar a criança no nascimento. </li></ul>22/07/09 Reanimação ne...
22/07/09 Reanimação neonatal AR AR AR TRANSIÇÃO CÁRDIO-RESPIRATÓRIA 1 as  RESPIRAÇÕES <ul><li>Eliminação do líquido pulmon...
Movimentos respiratórios rápidos apnéia primária gasping apnéia secundária Tempo de asfixia Conseqüências: Apnéia 1 ária  ...
<ul><li>Quanto maior a demora para iniciar a reanimação, mais difícil esta se torna e mais elevado é o risco de lesão cere...
22/07/09 Reanimação neonatal PREPARO PARA A REANIMAÇÃO HISTÓRIA MATERNA <ul><li>Intercorrências clínicas </li></ul><ul><li...
PREPARO PARA REANIMAÇÃO 22/07/09 Reanimação neonatal EQUIPAMENTOS <ul><li>Fonte de calor radiante </li></ul><ul><li>Fontes...
22/07/09 Reanimação neonatal Pelo menos um profissional, cuja responsabilidade seja apenas o RN e capaz de iniciar todos o...
MATERIAL PARA INTUBAÇÃO 22/07/09 Reanimação neonatal
22/07/09 Reanimação neonatal
PRECAUÇÕES UNIVERSAIS <ul><li>Avental </li></ul><ul><li>Máscara </li></ul><ul><li>Gorro </li></ul><ul><li>Luvas </li></ul>...
ABC DA REANIMAÇÃO <ul><li>A  – manter vias aéreas pérvias por meio de posicionamento adequado, aspiração; </li></ul><ul><l...
<ul><li>Gestação de termo?  </li></ul><ul><li>Ausência de mecônio ? </li></ul><ul><li>Respirando ou chorando?  </li></ul><...
<ul><li>Gestação a termo  </li></ul><ul><li>Sem mecônio  </li></ul><ul><li>Respirando ou chorando  </li></ul><ul><li>Tônus...
22/07/09 Reanimação neonatal
Prematuro OU Respiração irregular/ausente OU Hipotonia 22/07/09 Reanimação neonatal PASSOS INICIAIS <ul><li>Prover calor <...
FONTE DE CALOR RADIANTE 22/07/09 Reanimação neonatal Manter a  temp. axilar  em   36,5  C EVITAR: hipotermia hipertermia
MANUTENÇÃO DA TEMPERATURA EM PRÉ-TERMO <ul><li>Garantir o funcionamento da fonte de calor radiante </li></ul><ul><li>Aumen...
POSICIONAR A CABEÇA 22/07/09 Reanimação neonatal Leve extensão  do pescoço
22/07/09 Reanimação neonatal
ASPIRAR AS VIAS AÉREAS 22/07/09 Reanimação neonatal 1 o 2 o <ul><li>Aspirar primeiro a boca e depois as narinas </li></ul>...
22/07/09 Reanimação neonatal Secar e remover os campos úmidos Reposicionar a cabeça!
22/07/09 Reanimação neonatal Respirando FC > 100 Cianose central AVALIAR Respiração FC Cor <ul><li>NASCIMENTO </li></ul><u...
OXIGÊNIO INALATÓRIO 22/07/09 Reanimação neonatal <ul><li>Fluxo de O 2   ~ 5 L/min </li></ul>CATETER O oxigênio deve umidif...
22/07/09 Reanimação neonatal
22/07/09 Reanimação neonatal <ul><li>RÓSEA OU ACROCIANOSE </li></ul><ul><li>Retirada gradual  do O 2  inalatório </li></ul...
LÍQUIDO AMNIÓTICO MECONIAL <ul><li>Calor radiante </li></ul><ul><li>Posicionar </li></ul><ul><li>Aspirar boca e nariz  </l...
LÍQUIDO AMNIÓTICO MECONIAL <ul><li>A enfermagem deverá estar atenta à história ou à presença de líquido meconial. </li></u...
LÍQUIDO AMNIÓTICO MECONIAL 22/07/09 Reanimação neonatal Pediatra aspira  boca e hipofaringe  com sonda traqueal n o  10 Au...
22/07/09 Reanimação neonatal
22/07/09 Reanimação neonatal Respirando FC > 100 Cianose central AVALIAR Respiração FC e Cor <ul><li>NASCIMENTO </li></ul>...
22/07/09 Reanimação neonatal PASSOS INICIAIS Apnéia ou gasping FC < 100 bpm Cianose central persistente VENTILAÇÃO COM PRE...
EQUIPAMENTOS PARA VPP 22/07/09 Reanimação neonatal <ul><li>Não há necessidade da fonte de gases para inflar o balão. </li>...
22/07/09 Reanimação neonatal Reservatório de oxigênio TIPOS: Entrada de O 2 Entrada de AR Válvula de escape RN Fonte de Ox...
BALÃO AUTO-INFLÁVEL 90-100% O 2 22/07/09 Reanimação neonatal 21% O 2 100% O 2 O 2 O 2 AR 40% O 2 5 L/min. Porque é necessá...
PREPARO PARA A APLICAÇÃO DO BALÃO E MÁSCARA 22/07/09 Reanimação neonatal Posicionar o bebê! Posicionar quem reanima! EVITA...
MÁSCARAS RNT e PT 22/07/09 Reanimação neonatal <ul><li>Redonda ou anatômica </li></ul><ul><li>Cobrir ponta do queixo,  boc...
22/07/09 Reanimação neonatal
QUAL A FREQÜÊNCIA? 22/07/09 Reanimação neonatal 40 a 60 movimentos/minuto “ aperta...” compressão “ solta...solta” liberaç...
22/07/09 Reanimação neonatal
DURANTE A VPP OBSERVAR: 22/07/09 Reanimação neonatal <ul><li>Adaptação da máscara à face do RN </li></ul><ul><li>Permeabil...
SINAIS DE VPP EFETIVA 22/07/09 Reanimação neonatal 1º Aumento da FC  2º Melhora da Cor e Tônus 3º Início da respiração reg...
22/07/09 Reanimação neonatal O 2  inalatório Suspender gradativamente FC > 100 bpm  e Sem cianose central  e Respiração re...
22/07/09 Reanimação neonatal Verificar... Técnica da VPP FC < 100 bpm  ou Cianose central  ou Respiração irregular VPP + O...
MÁ VENTILAÇÃO  COM BALÃO E MÁSCARA <ul><li>Má adaptação da máscara   readaptar a máscara </li></ul><ul><li>Vias aéreas nã...
22/07/09 Reanimação neonatal Sonda gástrica Medir a distância da base do nariz ao lóbulo da orelha e deste até o apêndice ...
22/07/09 Reanimação neonatal NASCIMENTO 4 perguntas PASSOS INICIAIS 30 seg. VPP com B & CET R. Irregular/ausente ou FC < 1...
INTUBAÇÃO TRAQUEAL 22/07/09 Reanimação neonatal INDICAÇÕES <ul><li>Necessidade de aspiração traqueal (mecônio) </li></ul><...
Diâmetro interno da cânula traqueal 22/07/09 Reanimação neonatal DI (mm) Peso (g) IG (sem) 2,5 < 1000 < 28 3,0 1000 a 2000...
22/07/09 Reanimação neonatal Prevenir contaminação <ul><li>Usar luvas estéreis. </li></ul><ul><li>Limpeza das peças do lar...
DURANTE A INTUBAÇÃO 22/07/09 Reanimação neonatal <ul><li>Fixar a cabeça e segurar o recém-nascido se necessário </li></ul>...
22/07/09 Reanimação neonatal Estabilizar a cabeça Fornecer O 2  inalatório Pressionar a traquéia se necessário
22/07/09 Reanimação neonatal Auxiliar na fixação da CET durante a retirada do  laringoscópio e do fio-guia
<ul><li>TUBO TRAQUEAL </li></ul>PROFUNDIDADE DA INSERÇÃO 22/07/09 Reanimação neonatal
CUIDADOS DURANTE A INTUBAÇÃO 22/07/09 Reanimação neonatal 20 segundos! <ul><li>Pré-oxigenar antes de cada tentativa de int...
22/07/09 Reanimação neonatal Fornecer o balão para iniciar  a Ventilação com Pressão Positiva!
22/07/09 Reanimação neonatal <ul><li>Melhora da FC e da cor </li></ul><ul><li>Expansão torácica simétrica   </li></ul><ul>...
22/07/09 Reanimação neonatal Fixar a Cânula Traqueal <ul><li>Limpeza da região com água destilada </li></ul><ul><li>Espara...
INTUBAÇÃO TRAQUEAL 22/07/09 Reanimação neonatal <ul><li>HIPÓXIA </li></ul><ul><li>APNÉIA e/ou BRADICARDIA </li></ul><ul><l...
22/07/09 Reanimação neonatal 1º  Aumento da FC  2º  Melhora da Cor e Tônus 3º  Início da respiração regular Sinais de  VPP...
VPP com técnica efetiva e O 2  100% 22/07/09 Reanimação neonatal FC < 60 bpm Continuar VPP com B&CET e O 2  100% Iniciar m...
MASSAGEM CARDÍACA 22/07/09 Reanimação neonatal Local de compressão Terço inferior do esterno
TÉCNICA Técnica dos polegares (preferível) 22/07/09 Reanimação neonatal
22/07/09 Reanimação neonatal
22/07/09 Reanimação neonatal Técnica dos 2 dedos
22/07/09 Reanimação neonatal
MASSAGEM CARDÍACA 22/07/09 Reanimação neonatal TEMPO DE COMPRESSÃO SÍSTOLE DIÁSTOLE TEMPO DE LIBERAÇÃO
FREQÜÊNCIA 22/07/09 Reanimação neonatal movimento  de ventilação movimentos  de massagem 1 3 (90/minuto) (30/minuto)
RITMO 22/07/09 Reanimação neonatal Mantenha o ritmo:  ( 1  e  2  e  3  e  ventila ...) Ventilação por pressão positiva e m...
A massagem cardíaca está sendo efetiva? É preferível, pois não precisa interromper a VPP Avaliar a FC por  6 segundos e mu...
22/07/09 Reanimação neonatal
22/07/09 Reanimação neonatal Interromper a MC Manter VPP (40-60 mpm) até FC > 100 bpm e respiração regular FC > 60 bpm VPP...
22/07/09 Reanimação neonatal Verificar... Posição da CET e  Técnica da VPP e Técnica da MC  RN não melhora 30 seg. FC < 60...
RN não melhorou R. Irregular/ausente ou FC<100 bpm ou cianose persistente 22/07/09 Reanimação neonatal NASCIMENTO 4 pergun...
MEDICAÇÕES 22/07/09 Reanimação neonatal <ul><li>Separar o material necessário </li></ul><ul><li>Preparar a adrenalina dilu...
22/07/09 Reanimação neonatal MEDICAÇÕES VIA PREFERENCIAL veia umbilical Cateter ou Sonda  traqueal 1 a 2 cm 0,5 a 1,0 mL S...
22/07/09 Reanimação neonatal VPP  após instilação da medicação SOMENTE ADRENALINA Administração endotraqueal
22/07/09 Reanimação neonatal VPP com B&CET e O 2  100% Massagem cardíaca FC < 60 bpm 30 seg. Continuar VPP com B&CET e O 2...
22/07/09 Reanimação neonatal VPP e MC e Adrenalina FC < 60 bpm Verificar a posição da cânula  Verificar a técnica da VPP e...
22/07/09 Reanimação neonatal <ul><li>Concentração:  1/10.000 </li></ul><ul><li>Preparo: 1 mL adrenalina 1/1.000 + 9 mL SF ...
22/07/09 Reanimação neonatal <ul><li>Concentração:  1/10.000 </li></ul><ul><li>Preparo: 1 mL adrenalina 1/1.000 + 9 mL SF ...
22/07/09 Reanimação neonatal EXPANSORES DE VOLUME Indicações <ul><li>RN não melhora com VPP e MC e adrenalina. </li></ul><...
22/07/09 Reanimação neonatal Como   usar <ul><li>Solução cristalóide   SF 0,9%   Ringer lactato </li></ul><ul><li>Prepar...
22/07/09 Reanimação neonatal OBSERVE O RN !!! OLHE O TEMPO !!! Avaliar Respiração FC  e Cor Fornecer material Aspirar  as ...
Textbook of Neonatal Resuscitation, 5th Ed. AAP/AHA; 2006 Texto disponível em www.sbp.com.br
Obrigada! 22/07/09 Reanimação neonatal
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Reanimacao Neonatal

54,869

Published on

8 Comments
25 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
54,869
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
1,150
Comments
8
Likes
25
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Reanimacao Neonatal

  1. 1. Enfermeira Mércia Lisieux especialista em gestão em infecção hospitalar e neonatologia REANIMAÇÃO NEONATAL
  2. 2. DEFINIÇÃO <ul><li>Reanimar o recém-nascido significa ressuscitar a criança no nascimento. </li></ul>22/07/09 Reanimação neonatal
  3. 3. 22/07/09 Reanimação neonatal AR AR AR TRANSIÇÃO CÁRDIO-RESPIRATÓRIA 1 as RESPIRAÇÕES <ul><li>Eliminação do líquido pulmonar </li></ul><ul><li>Vasodilatação pulmonar </li></ul>feto RN
  4. 4. Movimentos respiratórios rápidos apnéia primária gasping apnéia secundária Tempo de asfixia Conseqüências: Apnéia 1 ária e 2 ária Óbito  Freqüência Cardíaca  Débito Cardíaco  Pressão Arterial
  5. 5. <ul><li>Quanto maior a demora para iniciar a reanimação, mais difícil esta se torna e mais elevado é o risco de lesão cerebral. </li></ul>22/07/09 Reanimação neonatal
  6. 6. 22/07/09 Reanimação neonatal PREPARO PARA A REANIMAÇÃO HISTÓRIA MATERNA <ul><li>Intercorrências clínicas </li></ul><ul><li>Intercorrências gestacionais </li></ul><ul><li>Intercorrências no trabalho de parto e parto </li></ul><ul><li>Líquido amniótico meconial? </li></ul><ul><li>A gestação é de termo? </li></ul>
  7. 7. PREPARO PARA REANIMAÇÃO 22/07/09 Reanimação neonatal EQUIPAMENTOS <ul><li>Fonte de calor radiante </li></ul><ul><li>Fontes de O 2 e vácuo </li></ul><ul><li>Material para aspiração </li></ul><ul><li>Material para ventilação </li></ul><ul><li>Material para intubação </li></ul><ul><li>Medicações </li></ul>
  8. 8. 22/07/09 Reanimação neonatal Pelo menos um profissional, cuja responsabilidade seja apenas o RN e capaz de iniciar todos os procedimentos de reanimação neonatal, deve estar presente em todo nascimento. PREPARO PARA A REANIMAÇÃO EQUIPE
  9. 9. MATERIAL PARA INTUBAÇÃO 22/07/09 Reanimação neonatal
  10. 10. 22/07/09 Reanimação neonatal
  11. 11. PRECAUÇÕES UNIVERSAIS <ul><li>Avental </li></ul><ul><li>Máscara </li></ul><ul><li>Gorro </li></ul><ul><li>Luvas </li></ul><ul><li>Óculos </li></ul>22/07/09 Reanimação neonatal
  12. 12. ABC DA REANIMAÇÃO <ul><li>A – manter vias aéreas pérvias por meio de posicionamento adequado, aspiração; </li></ul><ul><li>B – garantir a ventilação por meio de ventilação com pressão positiva; </li></ul><ul><li>C – manter a circulação com massagem cardíaca e medicação. </li></ul>22/07/09 Reanimação neonatal
  13. 13. <ul><li>Gestação de termo? </li></ul><ul><li>Ausência de mecônio ? </li></ul><ul><li>Respirando ou chorando? </li></ul><ul><li>Tônus bom? </li></ul>22/07/09 Reanimação neonatal IMEDIATAMENTE APÓS O CLAMPEAMENTO DO CORDÃO UMBILICAL
  14. 14. <ul><li>Gestação a termo </li></ul><ul><li>Sem mecônio </li></ul><ul><li>Respirando ou chorando </li></ul><ul><li>Tônus bom </li></ul>22/07/09 Reanimação neonatal CUIDADOS DE ROTINA <ul><li>Prover calor </li></ul><ul><li>Aspirar boca e nariz </li></ul><ul><li>Secar e desprezar os campos úmidos </li></ul><ul><li>Verificar a cor do RN </li></ul><ul><li>Posicionar RN no tórax e/ou abdome materno </li></ul>
  15. 15. 22/07/09 Reanimação neonatal
  16. 16. Prematuro OU Respiração irregular/ausente OU Hipotonia 22/07/09 Reanimação neonatal PASSOS INICIAIS <ul><li>Prover calor </li></ul><ul><li>Posicionar a cabeça </li></ul><ul><li>Aspirar boca e nariz </li></ul><ul><li>Secar e desprezar os campos úmidos </li></ul><ul><li>Reposicionar o RN </li></ul>
  17. 17. FONTE DE CALOR RADIANTE 22/07/09 Reanimação neonatal Manter a temp. axilar em  36,5  C EVITAR: hipotermia hipertermia
  18. 18. MANUTENÇÃO DA TEMPERATURA EM PRÉ-TERMO <ul><li>Garantir o funcionamento da fonte de calor radiante </li></ul><ul><li>Aumentar a temperatura da sala de parto </li></ul><ul><li>Colocar colchão aquecido abaixo dos campos </li></ul><ul><li>Recepcionar o RN em campos aquecidos </li></ul><ul><li>Nos <29 semanas: envolver em papel filme (exceto a cabeça) </li></ul><ul><li>Usar toucas de algodão </li></ul><ul><li>Transportar em incubadora pré-aquecida </li></ul>22/07/09 Reanimação neonatal Fazer todos as manobras da reanimação no RN envolvido em plástico.
  19. 19. POSICIONAR A CABEÇA 22/07/09 Reanimação neonatal Leve extensão do pescoço
  20. 20. 22/07/09 Reanimação neonatal
  21. 21. ASPIRAR AS VIAS AÉREAS 22/07/09 Reanimação neonatal 1 o 2 o <ul><li>Aspirar primeiro a boca e depois as narinas </li></ul><ul><li>Empregar o bulbo ou sonda traqueal n o 8/10 </li></ul><ul><li>Fazer movimentos suaves </li></ul><ul><li>Usar pressão negativa de ~ 100 mmHg </li></ul>
  22. 22. 22/07/09 Reanimação neonatal Secar e remover os campos úmidos Reposicionar a cabeça!
  23. 23. 22/07/09 Reanimação neonatal Respirando FC > 100 Cianose central AVALIAR Respiração FC Cor <ul><li>NASCIMENTO </li></ul><ul><li>Gestação de termo? </li></ul><ul><li>Ausência de mecônio? </li></ul><ul><li>Respirando ou chorando? </li></ul><ul><li>Tônus muscular bom? </li></ul><ul><li>Prover calor </li></ul><ul><li>Posicionar cabeça e aspirar boca e narinas </li></ul><ul><li>Secar e reposicionar </li></ul>Considerar O 2 inalatório não 30 seg. Oxigênio Inalatório
  24. 24. OXIGÊNIO INALATÓRIO 22/07/09 Reanimação neonatal <ul><li>Fluxo de O 2 ~ 5 L/min </li></ul>CATETER O oxigênio deve umidificado e aquecido quando fornecido por período superior a poucos minutos.
  25. 25. 22/07/09 Reanimação neonatal
  26. 26. 22/07/09 Reanimação neonatal <ul><li>RÓSEA OU ACROCIANOSE </li></ul><ul><li>Retirada gradual do O 2 inalatório </li></ul>COR <ul><li>CIANOSE PERSISTENTE </li></ul><ul><li>Ventilação com Pressão Positiva </li></ul>Passos Iniciais + O 2 inalatório Oxigênio Inalatório
  27. 27. LÍQUIDO AMNIÓTICO MECONIAL <ul><li>Calor radiante </li></ul><ul><li>Posicionar </li></ul><ul><li>Aspirar boca e nariz </li></ul><ul><li>Secar </li></ul>22/07/09 Reanimação neonatal R. rítmica/regular e tônus em flexão e FC > 100 bpm R. irregular/ausente e/ou hipotonia e/ou FC < 100 bpm <ul><li>Passos iniciais da reanimação </li></ul><ul><li>Aspiração traqueal sob visualização direta </li></ul>Avaliar Respiração, FC e Cor para decidir as próximas ações
  28. 28. LÍQUIDO AMNIÓTICO MECONIAL <ul><li>A enfermagem deverá estar atenta à história ou à presença de líquido meconial. </li></ul><ul><li>Sempre que houver líquido meconial é obrigatória a presença do pediatra na sala de parto pela possível necessidade de intubação traqueal imediata do RN. </li></ul>22/07/09 Reanimação neonatal <ul><li>Fornecer a cânula traqueal </li></ul><ul><li>Após a intubação, conectar à cânula traqueal o dispositivo para aspirar mecônio, já ligado à fonte de vácuo. </li></ul><ul><li>Oferece O 2 inalatório durante todo o procedimento. </li></ul>PAPEL DO AUXILIAR
  29. 29. LÍQUIDO AMNIÓTICO MECONIAL 22/07/09 Reanimação neonatal Pediatra aspira boca e hipofaringe com sonda traqueal n o 10 Auxiliar Respiração irregular/ausente e/ou hipotonia e/ou FC < 100 bpm
  30. 30. 22/07/09 Reanimação neonatal
  31. 31. 22/07/09 Reanimação neonatal Respirando FC > 100 Cianose central AVALIAR Respiração FC e Cor <ul><li>NASCIMENTO </li></ul><ul><li>Gestação de termo? </li></ul><ul><li>Ausência de mecônio? </li></ul><ul><li>Respirando ou chorando? </li></ul><ul><li>Tônus muscular bom? </li></ul>PASSOS INICIAIS O 2 inalatório não 30 seg. VENTILAÇÃO COM PRESSÃO POSITIVA (VPP) R. Irregular ou ausente ou FC < 100 Cianose central persistente VPP
  32. 32. 22/07/09 Reanimação neonatal PASSOS INICIAIS Apnéia ou gasping FC < 100 bpm Cianose central persistente VENTILAÇÃO COM PRESSÃO POSITIVA COM OXIGÊNIO A 100%
  33. 33. EQUIPAMENTOS PARA VPP 22/07/09 Reanimação neonatal <ul><li>Não há necessidade da fonte de gases para inflar o balão. </li></ul><ul><li>É fácil de ser utilizado. </li></ul>BALÃO AUTO-INFLÁVEL
  34. 34. 22/07/09 Reanimação neonatal Reservatório de oxigênio TIPOS: Entrada de O 2 Entrada de AR Válvula de escape RN Fonte de Oxigênio 5 l/min Saída para monitoração da pressão Características do balão auto-inflável
  35. 35. BALÃO AUTO-INFLÁVEL 90-100% O 2 22/07/09 Reanimação neonatal 21% O 2 100% O 2 O 2 O 2 AR 40% O 2 5 L/min. Porque é necessário o reservatório de oxigênio?
  36. 36. PREPARO PARA A APLICAÇÃO DO BALÃO E MÁSCARA 22/07/09 Reanimação neonatal Posicionar o bebê! Posicionar quem reanima! EVITAR !!! EVITAR !!! Posicionar o balão e máscara!
  37. 37. MÁSCARAS RNT e PT 22/07/09 Reanimação neonatal <ul><li>Redonda ou anatômica </li></ul><ul><li>Cobrir ponta do queixo, boca e nariz </li></ul>
  38. 38. 22/07/09 Reanimação neonatal
  39. 39. QUAL A FREQÜÊNCIA? 22/07/09 Reanimação neonatal 40 a 60 movimentos/minuto “ aperta...” compressão “ solta...solta” liberação “ aperta...” compressão “ solta...solta” liberação
  40. 40. 22/07/09 Reanimação neonatal
  41. 41. DURANTE A VPP OBSERVAR: 22/07/09 Reanimação neonatal <ul><li>Adaptação da máscara à face do RN </li></ul><ul><li>Permeabilidade das vias aéreas </li></ul><ul><li>Expansibilidade pulmonar </li></ul>
  42. 42. SINAIS DE VPP EFETIVA 22/07/09 Reanimação neonatal 1º Aumento da FC 2º Melhora da Cor e Tônus 3º Início da respiração regular
  43. 43. 22/07/09 Reanimação neonatal O 2 inalatório Suspender gradativamente FC > 100 bpm e Sem cianose central e Respiração regular VPP + O 2 por 30 seg. RN melhora 30 seg.
  44. 44. 22/07/09 Reanimação neonatal Verificar... Técnica da VPP FC < 100 bpm ou Cianose central ou Respiração irregular VPP + O 2 por 30 seg. RN não melhora 30 seg.
  45. 45. MÁ VENTILAÇÃO COM BALÃO E MÁSCARA <ul><li>Má adaptação da máscara  readaptar a máscara </li></ul><ul><li>Vias aéreas não pérvias  reposicionar a cabeça  aspirar as secreções  ventilar c/ a boca levemente aberta </li></ul><ul><li>Pressão insuficiente  aumentar a pressão </li></ul>22/07/09 Reanimação neonatal
  46. 46. 22/07/09 Reanimação neonatal Sonda gástrica Medir a distância da base do nariz ao lóbulo da orelha e deste até o apêndice xifóide
  47. 47. 22/07/09 Reanimação neonatal NASCIMENTO 4 perguntas PASSOS INICIAIS 30 seg. VPP com B & CET R. Irregular/ausente ou FC < 100 bpm ou Cianose persistente VPP com B&M 30 seg. R. Regular e FC >100 bpm e Róseo O 2 inalatório FC < 100 bpm ou RN não melhora Considerar intubação
  48. 48. INTUBAÇÃO TRAQUEAL 22/07/09 Reanimação neonatal INDICAÇÕES <ul><li>Necessidade de aspiração traqueal (mecônio) </li></ul><ul><li>Ventilação com balão e máscara ineficaz ou prolongada </li></ul><ul><li>Necessidade de massagem cardíaca </li></ul><ul><li>Suspeita ou presença de hérnia diafragmática </li></ul><ul><li>Considerar intubação traqueal, em PT < 30 semanas, se há indicação de surfactante profilático </li></ul>
  49. 49. Diâmetro interno da cânula traqueal 22/07/09 Reanimação neonatal DI (mm) Peso (g) IG (sem) 2,5 < 1000 < 28 3,0 1000 a 2000 28 a 34 3,5 2000 a 3000 34 a 38 3,5 a 4,0 > 3000 > 38
  50. 50. 22/07/09 Reanimação neonatal Prevenir contaminação <ul><li>Usar luvas estéreis. </li></ul><ul><li>Limpeza das peças do laringoscópio com água e sabão após cada uso. </li></ul><ul><li>Utilizar cânula, sonda e fio-guia estéreis. </li></ul><ul><li>Descartar sondas e cânulas após uso único. </li></ul>
  51. 51. DURANTE A INTUBAÇÃO 22/07/09 Reanimação neonatal <ul><li>Fixar a cabeça e segurar o recém-nascido se necessário </li></ul><ul><li>Fornecer o material ao médico que está intubando </li></ul><ul><li>Auxiliar na aspiração de vias aéreas </li></ul><ul><li>Pressionar a traquéia, se solicitado </li></ul><ul><li>Oferecer oxigênio inalatório </li></ul>Papel do Auxiliar
  52. 52. 22/07/09 Reanimação neonatal Estabilizar a cabeça Fornecer O 2 inalatório Pressionar a traquéia se necessário
  53. 53. 22/07/09 Reanimação neonatal Auxiliar na fixação da CET durante a retirada do laringoscópio e do fio-guia
  54. 54. <ul><li>TUBO TRAQUEAL </li></ul>PROFUNDIDADE DA INSERÇÃO 22/07/09 Reanimação neonatal
  55. 55. CUIDADOS DURANTE A INTUBAÇÃO 22/07/09 Reanimação neonatal 20 segundos! <ul><li>Pré-oxigenar antes de cada tentativa de intubação </li></ul><ul><li>Oferecer oxigênio inalatório durante o procedimento </li></ul><ul><li>Limitar o procedimento em 20 segundos </li></ul>
  56. 56. 22/07/09 Reanimação neonatal Fornecer o balão para iniciar a Ventilação com Pressão Positiva!
  57. 57. 22/07/09 Reanimação neonatal <ul><li>Melhora da FC e da cor </li></ul><ul><li>Expansão torácica simétrica </li></ul><ul><li>Ausência de distensão gástrica durante a VPP </li></ul><ul><li>MV torácico bilateral, na região axilar </li></ul><ul><li>Entrada de ar ausente na região gástrica </li></ul><ul><li>Presença de condensação de água na cânula </li></ul>Verificar se a posição da cânula está correta
  58. 58. 22/07/09 Reanimação neonatal Fixar a Cânula Traqueal <ul><li>Limpeza da região com água destilada </li></ul><ul><li>Esparadrapo </li></ul>
  59. 59. INTUBAÇÃO TRAQUEAL 22/07/09 Reanimação neonatal <ul><li>HIPÓXIA </li></ul><ul><li>APNÉIA e/ou BRADICARDIA </li></ul><ul><li>PNEUMOTÓRAX </li></ul><ul><li>LESÃO DE PARTES MOLES ESÔFAGO OU TRAQUÉIA </li></ul><ul><li>INFECÇÃO </li></ul>COMPLICAÇÕES
  60. 60. 22/07/09 Reanimação neonatal 1º Aumento da FC 2º Melhora da Cor e Tônus 3º Início da respiração regular Sinais de VPP efetiva
  61. 61. VPP com técnica efetiva e O 2 100% 22/07/09 Reanimação neonatal FC < 60 bpm Continuar VPP com B&CET e O 2 100% Iniciar massagem cardíaca 30 seg.
  62. 62. MASSAGEM CARDÍACA 22/07/09 Reanimação neonatal Local de compressão Terço inferior do esterno
  63. 63. TÉCNICA Técnica dos polegares (preferível) 22/07/09 Reanimação neonatal
  64. 64. 22/07/09 Reanimação neonatal
  65. 65. 22/07/09 Reanimação neonatal Técnica dos 2 dedos
  66. 66. 22/07/09 Reanimação neonatal
  67. 67. MASSAGEM CARDÍACA 22/07/09 Reanimação neonatal TEMPO DE COMPRESSÃO SÍSTOLE DIÁSTOLE TEMPO DE LIBERAÇÃO
  68. 68. FREQÜÊNCIA 22/07/09 Reanimação neonatal movimento de ventilação movimentos de massagem 1 3 (90/minuto) (30/minuto)
  69. 69. RITMO 22/07/09 Reanimação neonatal Mantenha o ritmo: ( 1 e 2 e 3 e ventila ...) Ventilação por pressão positiva e massagem cardíaca
  70. 70. A massagem cardíaca está sendo efetiva? É preferível, pois não precisa interromper a VPP Avaliar a FC por 6 segundos e multiplicar o valor obtido por 10
  71. 71. 22/07/09 Reanimação neonatal
  72. 72. 22/07/09 Reanimação neonatal Interromper a MC Manter VPP (40-60 mpm) até FC > 100 bpm e respiração regular FC > 60 bpm VPP com B&CET e MC por 30 seg. 30 seg. RN melhora
  73. 73. 22/07/09 Reanimação neonatal Verificar... Posição da CET e Técnica da VPP e Técnica da MC RN não melhora 30 seg. FC < 60 bpm VPP com B&CET e MC por 30 seg.
  74. 74. RN não melhorou R. Irregular/ausente ou FC<100 bpm ou cianose persistente 22/07/09 Reanimação neonatal NASCIMENTO 4 perguntas 30 seg. 30 seg. FC<60 bpm Massagem Cardíaca VPP com B&M VPP com B&CET FC<60 bpm Medicações PASSOS INICIAIS 30 seg. Adrenalina e Expansor de volume
  75. 75. MEDICAÇÕES 22/07/09 Reanimação neonatal <ul><li>Separar o material necessário </li></ul><ul><li>Preparar a adrenalina diluída nas seringas e identificá-las </li></ul><ul><li>Auxiliar na administração por via endotraqueal ou umbilical </li></ul><ul><li>Fornecer material e auxiliar no cateterismo de veia umbilical </li></ul>Papel do Auxiliar
  76. 76. 22/07/09 Reanimação neonatal MEDICAÇÕES VIA PREFERENCIAL veia umbilical Cateter ou Sonda traqueal 1 a 2 cm 0,5 a 1,0 mL SF 0,9% Após medicação, infundir
  77. 77. 22/07/09 Reanimação neonatal VPP após instilação da medicação SOMENTE ADRENALINA Administração endotraqueal
  78. 78. 22/07/09 Reanimação neonatal VPP com B&CET e O 2 100% Massagem cardíaca FC < 60 bpm 30 seg. Continuar VPP com B&CET e O 2 100% Continuar massagem cardíaca Administrar adrenalina
  79. 79. 22/07/09 Reanimação neonatal VPP e MC e Adrenalina FC < 60 bpm Verificar a posição da cânula Verificar a técnica da VPP e da MC Repetir adrenalina EV a cada 3-5 minutos Considerar hipovolemia
  80. 80. 22/07/09 Reanimação neonatal <ul><li>Concentração: 1/10.000 </li></ul><ul><li>Preparo: 1 mL adrenalina 1/1.000 + 9 mL SF 0,9% </li></ul><ul><li>Uso ET é recomendado. Pode-se aplicar por via traqueal uma única vez ( seringa de 5ml) enquanto a veia umbilical é cateterizada. </li></ul>ADRENALINA
  81. 81. 22/07/09 Reanimação neonatal <ul><li>Concentração: 1/10.000 </li></ul><ul><li>Preparo: 1 mL adrenalina 1/1.000 + 9 mL SF 0,9% </li></ul><ul><li>Deixar preparado uma seringa com SF 0,9%, para infundir após a medicação </li></ul><ul><li>Uso EV é recomendado. Pode-se aplicar por via traqueal uma única vez enquanto a v. umbilical é cateterizada. </li></ul>ADRENALINA <ul><li>Uso EV </li></ul><ul><li>Solução a 1/10.000 </li></ul><ul><li>0,1-0,3 mL/kg/dose (0,01-0,03 mg/kg) </li></ul><ul><li>Seringas de 1,0 mL </li></ul><ul><li>Uso ET único </li></ul><ul><li>Solução a 1/10.000 </li></ul><ul><li>0,3-1,0 mL/kg/dose (0,03-0,10 mg/kg) </li></ul><ul><li>Seringa de 5,0 mL </li></ul>
  82. 82. 22/07/09 Reanimação neonatal EXPANSORES DE VOLUME Indicações <ul><li>RN não melhora com VPP e MC e adrenalina. </li></ul><ul><li>RN com evidências de perda sangüínea (DPP ou placenta prévia) e/ou sinais de choque (palidez, má perfusão periférica, pulsos finos e taquicardia ou bradicardia persistente). </li></ul>
  83. 83. 22/07/09 Reanimação neonatal Como usar <ul><li>Solução cristalóide  SF 0,9%  Ringer lactato </li></ul><ul><li>Preparo  volume estimado em seringas de 20 mL </li></ul><ul><li>Dose  10 mL/kg  repetir s/n </li></ul><ul><li>Via de infusão  veia umbilical </li></ul><ul><li>Velocidade de infusão  5 a 10 minutos </li></ul>EXPANSORES DE VOLUME
  84. 84. 22/07/09 Reanimação neonatal OBSERVE O RN !!! OLHE O TEMPO !!! Avaliar Respiração FC e Cor Fornecer material Aspirar as vias aéreas Ministrar O 2 inalatório Auxiliar na ventilação Preparar as medicações Ajudar na intubação Identificar RN de risco
  85. 85. Textbook of Neonatal Resuscitation, 5th Ed. AAP/AHA; 2006 Texto disponível em www.sbp.com.br
  86. 86. Obrigada! 22/07/09 Reanimação neonatal
  1. Gostou de algum slide específico?

    Recortar slides é uma maneira fácil de colecionar informações para acessar mais tarde.

×