Your SlideShare is downloading. ×
0
Scientia Ciência Conhecimento
Filosoficamente Conhecimento mutável e atrelado ao cenário cultural Questionar o conhecimento aceito e considerado verdade...
Aqui entre nós...
Inversão de valores
Ciência, e daí?
 
Ciência, e daí? Daí tudo!
Crianças e Ciências?
 
 
 
 
 
 
 
 
 
A.M.
D.M.
Como manter isso?
 
 
 
 
Pausa... E nós do software livre com isso?
Ciência é remix!
Ciência precisa ser livre
Pesquisa científica “re-útil” Dados abertos Ferramentas livres Protocolos livres
Princípios de liberdade e colaboração
Sim…  E as crianças?
O problema <ul><li>Deficiências crônicas na educação, em especial na área de Ciências;
Redução do interesse pelas carreiras de Ciências e Tecnologia
Apagão profissional: necessidade de atrair jovens para a área, para sustentar o firme crescimento do país;
A maioria dos processos educativos é analógico e
A vida da criança e do jovem é cada vez mais digital e conectada (celular, games, mp3, vídeos, redes virtuais),
Portanto, na visão desses jovens, escola é chato, enfadonho. </li></ul>
“Release early...” X Catch them young...
Educação para a Ciência e Tecnologia Formal e não formal
Ensino no Brasil Faixa etária Estabelecimentos Matrículas Fundamental II 11 - 14 62.077 14.499.910 Médio 15 - 17 25.923 7....
A C&T dos brinquedos
 
 
 
Os brinquedos científicos e tecnológicos
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
A Programação e Robótica  como instrumentos didáticos
 
 
 
Pequen@s cientistas?
Tod@s engenheir@s?
Tod@s hackers?
Não, não, não.
Vamos além?
Ambientes colaborativos Cloud computing Game-based learning Mobile Realidade aumentada
 
 
 
Universo da Ciência
 
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Quem vai fazer Ciência e Tecnologia amanhã?

385

Published on

Vivemos uma total inversão de valores. Amenidades e superficialidades ganham cada vez mais destaque, em detrimento de debates profundos que contribuam para o repensar de valores, com vistas à construção de uma sociedade livre e soberana. A Ciência é a base da construção do futuro! Como podemos levar nossos princípios de liberdade e colaboração para a educação de Ciências e Tecnologia, para crianças e jovens? Como manter o interesse dessas crianças e jovens ao longo do tempo, para garantirmos que as próximas gerações estarão imbuídas do desenvolvimento tecnológico e social com sustentabilidade? Oficinas mão-na-massa, em que crianças e jovens sejam os agentes de seu próprio aprendizado, games, realidade aumentada são algumas das ferramentas-chave para incrementar todo esse processo.
Apresentada na Latinoware 2011 - http://latinoware.org

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
385
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
9
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • Não é para entrar aqui em EPISTEMOLOGIA, ONTOLOGIAS, HERMENEUTICAS E SEMIOTICA De materialismo determinista ou de positivismo radical Não é desse tipo de coisa que eu quero falar. Mas da ciÊncia do dia a dia, da ciência das escolas, …
  • Pesquisa: Aula de ciências na escola Aulas de física Aulas de biologia Quimica
  • Amenidades, superficialidades dominam Em detrimento de debates profundos sobre o papel das tecnologias e das ciências na sociedade. O que se debate é se o Adriano vai jogar 90 minutos ou se o artista A e B estão saindo ou é só amizade Ainda bem que aqui, neste forum, a coisa é um pouco diferente, mas ainda assim, muita gente vê a tecnologia de uma forma utilitarista e sem pensar em seus impactos – mas esse é outro assunto. Sociedade livre é o que queremos, então, precisamos de cidadãos conscientes – não só para usar software livre, mas para debatê-lo,inclusão digital não só para votar no BBB mas para buscar e saber avaliar as informações encontradas na rede
  • A ciência e a tecnologia constroem o futuro. Gente interessada, apaixonada pelo que faz, com boa formação O futuro significa: Saude Educação Desenvolvimento social, comunitário Tecnologia
  • Projeto de “reinvenção” da Grã-bretanha Divulgação e atração de crianças e jovens para carreiras técnicas Foco em energias renováveis, TICs e engenharia genética. Nos EUA, a mesma coisa: a necessidade de atrair jovens para carreiras científicas e técnicas desencadeou grandes projetos no governo deles Na UE, projetos de diversos países (Fibonacci) para despertar o gosto pelas ciências Até o Bill Gates, em geral obtuso – não percebe o básico como que o sw livre é a única opção,, também percebeu a necessidade das STEM para crianças, ensinada de forma diferente
  • Quem vai fazer a ciência e a tecnologia no futuro? Quem vai inovar para fazer a sociedade avanças?
  • Manter acesa a aquela chama Do desafio do por quê Não? Da paixáo por aprender e saber mais Da riqueza da criação e do sentir Da Alegria da descoberta Da excitação do Por quê?
  • Manter acesa a aquela chama Do desafio do por quê Não? Da paixáo por aprender e saber mais Da riqueza da criação e do sentir Da Alegria da descoberta Da excitação do Por quê?
  • Manter acesa a aquela chama Do desafio do por quê Não? Da paixáo por aprender e saber mais Da riqueza da criação e do sentir Da Alegria da descoberta Da excitação do Por quê?
  • Manter acesa a aquela chama Do desafio do por quê Não? Da paixáo por aprender e saber mais Da riqueza da criação e do sentir Da Alegria da descoberta Da excitação do Por quê?
  • Manter acesa a aquela chama Do desafio do por quê Não? Da paixáo por aprender e saber mais Da riqueza da criação e do sentir Da Alegria da descoberta Da excitação do Por quê?
  • Ameaçados, como nós, pela apropriação por parte do grande capital, dos esforços que deveriam ser solidários, de todos Licenças e patentes no software Apropriação pelas revistas científicas do produzido por cientistas e pesquisadores
  • Elas sáo as portadoras do futuro. Náo é cloud, não é mobilidade, privacidade... É tudo isso, mas principalmente, a cabeça das crianças que vai fazer o futuro
  • Brasil - 8ª economia mundo (Exame Expresso, 18-08-2010, pode vir a ser a 5ª) Custo-Brasil elevado Apagão de mão-de-obra qualificada Crescente desinteresse pelas carreiras científicas (SBC, Finep, IFEs) Dificuldades no ensino experimental das Ciências 1114 físicos, 1942 matemáticos 35% formados em engenharia China 5% no Brasil 15% México
  • Pegá-los cedo, Encantá-los jovens e não deixar que as ciências se tornem enfadonhas Dar oportunidades para crianças experimentar, pensar, aprofundar em ciências Através da brincadeira, do lúdico, da diversão Brinquedo e brincadeira estão no universo infantil Contexto positivo e agradável Promissor -&gt; ensino-aprendizagem Ciência – complexa, difícil, enfadonha Associar brincadeira com ciência Associar conceitos científicos sobre uma atividade em que as crianças possuem grande DOMÍNIO
  • Alguns, talvez, muitos, melhor, mas todos não. Exposição à ciência, à tecnologia para poder viver melhor no mundo Para poder tomar decisões com consciência das mesmas: - Clonagem - DNA - Mudanças climáticas - Pré-sal, fontes de energia alternativas, renováveis - Software livre, Privacidade e segurança Ou seja, uma cidadania plena, consciente! Para construir futuro
  • K-12 Horizon report New Media Consortium Financiado pela HP
  • Mundo digital, nativos digitais Aula analógica Temos que falar a lingua deles (que também é a nossa, mas não é a dos professores)
  • Transcript of "Quem vai fazer Ciência e Tecnologia amanhã? "

    1. 1. Scientia Ciência Conhecimento
    2. 2. Filosoficamente Conhecimento mutável e atrelado ao cenário cultural Questionar o conhecimento aceito e considerado verdadeiro
    3. 3. Aqui entre nós...
    4. 4. Inversão de valores
    5. 5. Ciência, e daí?
    6. 7. Ciência, e daí? Daí tudo!
    7. 8. Crianças e Ciências?
    8. 18. A.M.
    9. 19. D.M.
    10. 20. Como manter isso?
    11. 25. Pausa... E nós do software livre com isso?
    12. 26. Ciência é remix!
    13. 27. Ciência precisa ser livre
    14. 28. Pesquisa científica “re-útil” Dados abertos Ferramentas livres Protocolos livres
    15. 29. Princípios de liberdade e colaboração
    16. 30. Sim… E as crianças?
    17. 31. O problema <ul><li>Deficiências crônicas na educação, em especial na área de Ciências;
    18. 32. Redução do interesse pelas carreiras de Ciências e Tecnologia
    19. 33. Apagão profissional: necessidade de atrair jovens para a área, para sustentar o firme crescimento do país;
    20. 34. A maioria dos processos educativos é analógico e
    21. 35. A vida da criança e do jovem é cada vez mais digital e conectada (celular, games, mp3, vídeos, redes virtuais),
    22. 36. Portanto, na visão desses jovens, escola é chato, enfadonho. </li></ul>
    23. 37. “Release early...” X Catch them young...
    24. 38. Educação para a Ciência e Tecnologia Formal e não formal
    25. 39. Ensino no Brasil Faixa etária Estabelecimentos Matrículas Fundamental II 11 - 14 62.077 14.499.910 Médio 15 - 17 25.923 7.966.794 Profissional 18 - 3.535 861.114 Nova Indústria* 10 - SESI/SENAI 16.260.000 Fonte: MEC/Inep – Sinopse Estatística * CNI/Sesi/Senai – Programa Educação para a Nova Indústria
    26. 40. A C&T dos brinquedos
    27. 44. Os brinquedos científicos e tecnológicos
    28. 55. A Programação e Robótica como instrumentos didáticos
    29. 59. Pequen@s cientistas?
    30. 60. Tod@s engenheir@s?
    31. 61. Tod@s hackers?
    32. 62. Não, não, não.
    33. 63. Vamos além?
    34. 64. Ambientes colaborativos Cloud computing Game-based learning Mobile Realidade aumentada
    35. 68. Universo da Ciência
    36. 71. Ciências Matemática Tecnologia Cidadania Trabalho em equipe Habilidade social Indivíduos mais atuantes Mais críticos e mais conscientes Desenvolvimento econômico social e ambiental
    37. 72. “ A receita para ter jovens interessados em ciência é oferecer educação de melhor qualidade. Também é importante começar o mais cedo possível, de preferência antes de a criança ir para a escola, quando a família representa um papel crucial. Por isso, a TV, a internet, o museu, o jornal e outros meios de comunicação têm fundamental importância em divulgar informação científica de qualidade a todo o país. ” Jerson Lima Silva, professor titular do Instituto de Bioquímica Médica da UFRJ, vencedor do Prêmio Conrado Wessel na categoria Ciência Geral
    38. 73. Talvez haja milhões de mentes brilhantes que se apaixonariam pela ciência e contribuiriam para a ciência nacional... A ciência tem que ser desmistificada como algo que só os eleitos podem fazer. O Brasil está cheio de gente para construir uma ciência tropical. Não seria um modelo norte-americano, um modelo europeu, mas um modelo nosso. Miguel Nicolelis, neurocirurgião brasileiro, o brasileiro mais cotado para ganhar um Nobel atualmente
    39. 74. Obrigado José Eduardo De Lucca [email_address] Universidade Federal de Santa Catarina [email_address] Projeto Universo da Ciência www.mentes-brilhantes.com
    1. A particular slide catching your eye?

      Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

    ×