Quem vai fazer Ciência e Tecnologia amanhã?
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Quem vai fazer Ciência e Tecnologia amanhã?

on

  • 564 views

Vivemos uma total inversão de valores. Amenidades e superficialidades ganham cada vez mais destaque, em detrimento de debates profundos que contribuam para o repensar de valores, com vistas à ...

Vivemos uma total inversão de valores. Amenidades e superficialidades ganham cada vez mais destaque, em detrimento de debates profundos que contribuam para o repensar de valores, com vistas à construção de uma sociedade livre e soberana. A Ciência é a base da construção do futuro! Como podemos levar nossos princípios de liberdade e colaboração para a educação de Ciências e Tecnologia, para crianças e jovens? Como manter o interesse dessas crianças e jovens ao longo do tempo, para garantirmos que as próximas gerações estarão imbuídas do desenvolvimento tecnológico e social com sustentabilidade? Oficinas mão-na-massa, em que crianças e jovens sejam os agentes de seu próprio aprendizado, games, realidade aumentada são algumas das ferramentas-chave para incrementar todo esse processo.
Apresentada na Latinoware 2011 - http://latinoware.org

Statistics

Views

Total Views
564
Views on SlideShare
559
Embed Views
5

Actions

Likes
1
Downloads
7
Comments
0

3 Embeds 5

http://paper.li 2
https://twitter.com 2
http://a0.twimg.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as OpenOffice

Usage Rights

CC Attribution-ShareAlike LicenseCC Attribution-ShareAlike License

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment
  • Não é para entrar aqui em EPISTEMOLOGIA, ONTOLOGIAS, HERMENEUTICAS E SEMIOTICA De materialismo determinista ou de positivismo radical Não é desse tipo de coisa que eu quero falar. Mas da ciÊncia do dia a dia, da ciência das escolas, …
  • Pesquisa: Aula de ciências na escola Aulas de física Aulas de biologia Quimica
  • Amenidades, superficialidades dominam Em detrimento de debates profundos sobre o papel das tecnologias e das ciências na sociedade. O que se debate é se o Adriano vai jogar 90 minutos ou se o artista A e B estão saindo ou é só amizade Ainda bem que aqui, neste forum, a coisa é um pouco diferente, mas ainda assim, muita gente vê a tecnologia de uma forma utilitarista e sem pensar em seus impactos – mas esse é outro assunto. Sociedade livre é o que queremos, então, precisamos de cidadãos conscientes – não só para usar software livre, mas para debatê-lo,inclusão digital não só para votar no BBB mas para buscar e saber avaliar as informações encontradas na rede
  • A ciência e a tecnologia constroem o futuro. Gente interessada, apaixonada pelo que faz, com boa formação O futuro significa: Saude Educação Desenvolvimento social, comunitário Tecnologia
  • Projeto de “reinvenção” da Grã-bretanha Divulgação e atração de crianças e jovens para carreiras técnicas Foco em energias renováveis, TICs e engenharia genética. Nos EUA, a mesma coisa: a necessidade de atrair jovens para carreiras científicas e técnicas desencadeou grandes projetos no governo deles Na UE, projetos de diversos países (Fibonacci) para despertar o gosto pelas ciências Até o Bill Gates, em geral obtuso – não percebe o básico como que o sw livre é a única opção,, também percebeu a necessidade das STEM para crianças, ensinada de forma diferente
  • Quem vai fazer a ciência e a tecnologia no futuro? Quem vai inovar para fazer a sociedade avanças?
  • Manter acesa a aquela chama Do desafio do por quê Não? Da paixáo por aprender e saber mais Da riqueza da criação e do sentir Da Alegria da descoberta Da excitação do Por quê?
  • Manter acesa a aquela chama Do desafio do por quê Não? Da paixáo por aprender e saber mais Da riqueza da criação e do sentir Da Alegria da descoberta Da excitação do Por quê?
  • Manter acesa a aquela chama Do desafio do por quê Não? Da paixáo por aprender e saber mais Da riqueza da criação e do sentir Da Alegria da descoberta Da excitação do Por quê?
  • Manter acesa a aquela chama Do desafio do por quê Não? Da paixáo por aprender e saber mais Da riqueza da criação e do sentir Da Alegria da descoberta Da excitação do Por quê?
  • Manter acesa a aquela chama Do desafio do por quê Não? Da paixáo por aprender e saber mais Da riqueza da criação e do sentir Da Alegria da descoberta Da excitação do Por quê?
  • Ameaçados, como nós, pela apropriação por parte do grande capital, dos esforços que deveriam ser solidários, de todos Licenças e patentes no software Apropriação pelas revistas científicas do produzido por cientistas e pesquisadores
  • Elas sáo as portadoras do futuro. Náo é cloud, não é mobilidade, privacidade... É tudo isso, mas principalmente, a cabeça das crianças que vai fazer o futuro
  • Brasil - 8ª economia mundo (Exame Expresso, 18-08-2010, pode vir a ser a 5ª) Custo-Brasil elevado Apagão de mão-de-obra qualificada Crescente desinteresse pelas carreiras científicas (SBC, Finep, IFEs) Dificuldades no ensino experimental das Ciências 1114 físicos, 1942 matemáticos 35% formados em engenharia China 5% no Brasil 15% México
  • Pegá-los cedo, Encantá-los jovens e não deixar que as ciências se tornem enfadonhas Dar oportunidades para crianças experimentar, pensar, aprofundar em ciências Através da brincadeira, do lúdico, da diversão Brinquedo e brincadeira estão no universo infantil Contexto positivo e agradável Promissor -> ensino-aprendizagem Ciência – complexa, difícil, enfadonha Associar brincadeira com ciência Associar conceitos científicos sobre uma atividade em que as crianças possuem grande DOMÍNIO
  • Alguns, talvez, muitos, melhor, mas todos não. Exposição à ciência, à tecnologia para poder viver melhor no mundo Para poder tomar decisões com consciência das mesmas: - Clonagem - DNA - Mudanças climáticas - Pré-sal, fontes de energia alternativas, renováveis - Software livre, Privacidade e segurança Ou seja, uma cidadania plena, consciente! Para construir futuro
  • K-12 Horizon report New Media Consortium Financiado pela HP
  • Mundo digital, nativos digitais Aula analógica Temos que falar a lingua deles (que também é a nossa, mas não é a dos professores)

Quem vai fazer Ciência e Tecnologia amanhã? Quem vai fazer Ciência e Tecnologia amanhã? Presentation Transcript

  • Scientia Ciência Conhecimento
  • Filosoficamente Conhecimento mutável e atrelado ao cenário cultural Questionar o conhecimento aceito e considerado verdadeiro
  • Aqui entre nós...
  • Inversão de valores
  • Ciência, e daí?
  •  
  • Ciência, e daí? Daí tudo!
  • Crianças e Ciências?
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  • A.M.
  • D.M.
  • Como manter isso?
  •  
  •  
  •  
  •  
  • Pausa... E nós do software livre com isso?
  • Ciência é remix!
  • Ciência precisa ser livre
  • Pesquisa científica “re-útil” Dados abertos Ferramentas livres Protocolos livres
  • Princípios de liberdade e colaboração
  • Sim… E as crianças?
  • O problema
    • Deficiências crônicas na educação, em especial na área de Ciências;
    • Redução do interesse pelas carreiras de Ciências e Tecnologia
    • Apagão profissional: necessidade de atrair jovens para a área, para sustentar o firme crescimento do país;
    • A maioria dos processos educativos é analógico e
    • A vida da criança e do jovem é cada vez mais digital e conectada (celular, games, mp3, vídeos, redes virtuais),
    • Portanto, na visão desses jovens, escola é chato, enfadonho.
  • “Release early...” X Catch them young...
  • Educação para a Ciência e Tecnologia Formal e não formal
  • Ensino no Brasil Faixa etária Estabelecimentos Matrículas Fundamental II 11 - 14 62.077 14.499.910 Médio 15 - 17 25.923 7.966.794 Profissional 18 - 3.535 861.114 Nova Indústria* 10 - SESI/SENAI 16.260.000 Fonte: MEC/Inep – Sinopse Estatística * CNI/Sesi/Senai – Programa Educação para a Nova Indústria
  • A C&T dos brinquedos
  •  
  •  
  •  
  • Os brinquedos científicos e tecnológicos
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  • A Programação e Robótica como instrumentos didáticos
  •  
  •  
  •  
  • Pequen@s cientistas?
  • Tod@s engenheir@s?
  • Tod@s hackers?
  • Não, não, não.
  • Vamos além?
  • Ambientes colaborativos Cloud computing Game-based learning Mobile Realidade aumentada
  •  
  •  
  •  
  • Universo da Ciência
  •  
  •  
  • Ciências Matemática Tecnologia Cidadania Trabalho em equipe Habilidade social Indivíduos mais atuantes Mais críticos e mais conscientes Desenvolvimento econômico social e ambiental
  • “ A receita para ter jovens interessados em ciência é oferecer educação de melhor qualidade. Também é importante começar o mais cedo possível, de preferência antes de a criança ir para a escola, quando a família representa um papel crucial. Por isso, a TV, a internet, o museu, o jornal e outros meios de comunicação têm fundamental importância em divulgar informação científica de qualidade a todo o país. ” Jerson Lima Silva, professor titular do Instituto de Bioquímica Médica da UFRJ, vencedor do Prêmio Conrado Wessel na categoria Ciência Geral
  • Talvez haja milhões de mentes brilhantes que se apaixonariam pela ciência e contribuiriam para a ciência nacional... A ciência tem que ser desmistificada como algo que só os eleitos podem fazer. O Brasil está cheio de gente para construir uma ciência tropical. Não seria um modelo norte-americano, um modelo europeu, mas um modelo nosso. Miguel Nicolelis, neurocirurgião brasileiro, o brasileiro mais cotado para ganhar um Nobel atualmente
  • Obrigado José Eduardo De Lucca [email_address] Universidade Federal de Santa Catarina [email_address] Projeto Universo da Ciência www.mentes-brilhantes.com