Your SlideShare is downloading. ×
Gestão do Conhecimento - Palestra Pgqp - Congresso da Qualidade - Arquivo (2005)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Gestão do Conhecimento - Palestra Pgqp - Congresso da Qualidade - Arquivo (2005)

1,856
views

Published on

Apresentação feita em 2005 durante Congresso da Qualidade promovido pelo PGQP (do túnel do tempo). É preciso contextualizar esta apresentação ao momento.

Apresentação feita em 2005 durante Congresso da Qualidade promovido pelo PGQP (do túnel do tempo). É preciso contextualizar esta apresentação ao momento.

Published in: Business

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,856
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
103
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Gestão do Conhecimento: Da teoria à prática Marcelo Pimenta Reunião da Qualidade RS Abril 2005
  • 2. Agenda
    • Contexto
    • Conceituando e entendendo Conhecimento e GC
    • Ferramentas para realizar GC
    • Conclusões e dicas
  • 3. Em primeiro lugar...
    • Gostaria de destacar que esta apresentação usou principalmente como fontes dois trabalhos acadêmicos:
      • Aplicações de Softwares de Gestão do Conhecimento: Tipologias e Usos, de Rodrigo Baroni (UFMG);
      • Portais Corporativos: Uma ferramenta estratégica para gestão do conhecimento, de Aline Maria Toledo (UFRJ);
    • Estas informações foram mescladas ao acúmulo das experiências da Conectt e minhas nos últimos anos
  • 4. Contexto
    • Forças externas:
      • Globalização dos negócios e competição internacional;
      • Clientes sofisticados;
      • Competidores sofisticados;
      • Fornecedores sofisticados;
    • Forças internas:
      • Gargalos e restrições à eficácia nas empresas;
      • Avanços das capacidades tecnológicas;
      • Maior importância às funções cognitivas humanas;
    • Desenvolvimento contínuo:
      • Inovação como valor econômico;
      • Customização para atender clientes exigentes;
      • Ciência cognitiva
  • 5. Contexto
    • Para sobreviver, as empresas estão reconhecendo que o conhecimento é a única fonte capaz de gerar vantagem competitiva sustentável;
    • As empresas se diferenciam pelo que sabem, não pelo que é tangível (máquinas, equipamentos, prédios, terras);
    • Ao contrário dos ativos materiais, que se depreciam à medida que são utilizados, o conhecimento é ilimitado e cresce quando estimulado.
  • 6. Conceituando conhecimento
    • O conhecimento surge quando o pensamento lógico do racionalismo e a experiência sensorial do empirismo trabalham juntos (Kant);
    • Conhecimento é a informação eficaz em ação, focalizada em resultados (Drucker);
    • É o que orienta as pessoas no uso de dados e informações para fazer julgamento, tomar decisões ou realizar trabalho (Mello e Burlton).
  • 7. Conceituando e entendendo Gestão do Conhecimento
    • A GC é uma disciplina que se propõe a oferecer instrumentos que auxiliem as empresas a transformar conhecimento em vantagem competitiva;
    • É uma forma de gerenciar (estimular) o capital intelectual das organizações;
    • Os gerentes do conhecimento não gerenciam o conhecimento de fato, mas sim os processos de aquisição, criação, compartilhamento e aplicação do conhecimento.
  • 8. Conceituando e entendendo Gestão do Conhecimento
    • Mesmo que você não faça nada, o conhecimento está circulando na organização (pode estar disperso ou desorganizado, mas ele está lá);
    • Gestão do Conhecimento deve estar intimamente ligado aos objetivos corporativos empresariais (estratégicos); Não deve ser tratado com “algo mais”, mas como a ação “sistêmica”.
  • 9. Ferramentas para realizar GC Gestão do Conhecimento não é tecnologia. É um programa bem estruturado que pode estar apoiado em ferramentas de tecnologia. Deve integrar e alinhar iniciativas já existentes e atuar nos GAPs! Mas existem ferramentas que ajudam de fato...
  • 10. Ferramentas para realizar GC
    • Fonte: Rodrigo Baroni / Não inclui ferramentas de LMS (e-learning) e ERPs.
    Categoria Processo de GC (Davenport & Prusak) Tipos de Conhecimento Ferramentas Voltas para a Intranet Codificação e transferência Explícito e Tácito Sistemas de GED Codificação e transferência Explícito Sistemas de Groupware Geração, codificação e transferência Explícito e Tácito Sistemas de Workflow Codificação e transferência Explícito e Tácito Sistemas para Construção de bases inteligentes de conhecimento Geração, codificação e transferência Explícito e Tácito Business Inteligence Codificação e transferência Explícito Sistemas de mapas de Conhecimento Geração, codificação e transferência Explícito e Tácito Ferramentas de Apoio à Inovação Geração, codificação e transferência Explícito e Tácito
  • 11. CRM Portal Corporativo ERP Groupware / E-mail BI GED Workflow Mapas do Conhecimento Ferramentas de Apoio à Inovação LMS Bases de Conhecimento Blogs Enquetes Fóruns IMs (P2P) Notícias Videoconferência Comunidades Banco de Imagens Banco de talentos Artigos Sistemas Especialistas Fazendo GC a partir do Portal Orientação a Gestão do Conhecimento: Explicitação de Conteúdos Incentivo Reconhecimento Valorização da utilização do conhecimento Apoio à inovação
  • 12. O Portal como ponto único de acesso onde os usuários podem tirar proveito das funcionalidades de cada componente, sem o conhecimento em qual camada de tecnologia os sistemas estão rodando
  • 13.
    • Fonte: Alice Maria Toledo.
    Portal na visão do usuário
    • COLABORAÇÃO
    • Interna
    • Externa
    • Assíncrona
    • Síncrona
    • PUBLICAÇÃO &
    • DISTRIBUIÇÃO
    • Criação de Conteúdo
    • Autorização
    • Inclusão e Distribuição
    • Múltiplos Formatos
    • Agrupamento/Descarte
    • LOCALIZAÇÃO DE
    • ESPECIALISTAS
    • Identificação
    • Seleção
    • CATEGORIZAÇÃO
    • Informação
    • Capturar e Organizar
    • Distribuir
    • Acesso e Metadados
    • INTEGRAÇÃO
    • Inf Estruturada
    • Inf não Estruturada
    • Sistemas Legados
    • ACESSO
    • Único Ponto Acesso
    • Autenticação
    • Segurança
    • Login Usuário
    • BUSCA AVANÇADA
    • Baseada em Conceitos
    • Pré Contexto
    • Filtros Colaborativos
    • Sincronização Documentos
    • Acesso e Metadados
    • ANÁLISE
    • Bussiness Inteligence
    • Strutured Queries
    • Data Mining
    PERSONALIZAÇÃO
  • 14. 2 3 1 4 EXPLICITAR os conhecimento tácitos ORGANIZAR conhecimentos tácitos e explícitos UTILIZAR estes conhecimentos no dia a dia MEDIR o uso deste conhecimento GERAR INOVAÇÃO com o uso do conhecimento IDENTIFICAR Identificar os conhecimento “chave”, principalmente os tácitos Uma hipótese de ciclo de GC APOIAR iniciativas em ferramentas de TI CAPACITAR os colaboradores sobre GC
  • 15. PESSOAS Uma hipótese de programa de GC POLÍTICAS PROCESSOS TECNOLOGIA Liderança Incentivo/ Reconhecimento Inovação
  • 16. Conclusões e dicas
    • Gestão do conhecimento é muito mais que tecnologia. Tecnologia pode ser um viabilizador / facilitador, mas só TI não é suficiente;
    • Crie mecanismos de facilitação, reconhecimento, valorização do conhecimento que é explicitado / utilizado / renovado;
    • Processos de negócio mais típicos de serem potencializados com GC: desenvolvimento de novos produtos (P&D), suporte a clientes, educação e treinamento, vendas e marketing, desenvolvimento de software e gestão de patentes;
    • Integre as áreas. Não deixe que o projeto seja apenas de uma área. Crie comprometimento e conivência.
  • 17. Conclusões e dicas
    • Não crie grande projetos (faraônicos), com grandes expectativas. Pense grande, comece pequeno;
    • Redesenhe sua Intranet para ser um portal do conhecimento. Cada passo é uma conquista!;
    • Integre as aplicações e iniciativas antes de começar a desenhar novos aplicativos e sistemas;
    • Capacite, informe, motive, reconheça!
  • 18. Obrigado! Marcelo Pimenta [email_address] (11) 8122 6237