2“Fazendo o que Deve Ser Feito”O valor pode ser criado apenas ao ajudar um cliente a executarcertos serviços. A Rolls-Royc...
5Taxa de CorretagemDerivado do serviços de intermediação executados em prolde duas ou mais partes. Operadoras de cartão de...
45
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português

4,213

Published on

Business Model Generation - Inovação em Modelos de Negócios é um manual prático e inspirador para qualquer um que busque aprimorar um modelo de negócios ou desenvolver um novo. Ele ensinará a você técnicas de inovação poderosas e práticas utilizadas hoje pelas empresas líderes no mundo. Você aprenderá a compreender, projetar e implementar sistematicamente um novo modelo de negócios - ou analisar e renovar um antigo.

BMG pratica o que prega. Com a autoria de 470 praticantes da Tela de Modelo de Negócios de 45 países, o livro foi financiado e produzido independentemente da indústria tradicional de publicação. Ele apresenta um design bem integrado, visual e direto que permite sua utilização imediata. Esta obra é para aqueles que estão prontos para abandonar o pensamento ultrapassado e abraçar modelos modernos e inovadores de criação de valor: executivos, consultores, empreendedores - e líderes de todas as organizações - http://www.altabooks.com.br/inovacao-em-modelos-de-negocios-business-model-generation.html

Transcript of "Inovação em Modelo de Negócios - 1o capítulo em português"

  1. 1. 2“Fazendo o que Deve Ser Feito”O valor pode ser criado apenas ao ajudar um cliente a executarcertos serviços. A Rolls-Royce entende disso: as companhiasaéreas, que são suas clientes, dependem inteiramente dacompanhia para fabricar e executar a manutenção dos seusmotores a jato. O negócio permite que esses clientes seconcentrem em gerenciar suas companhias aéreas. Por outrolado, a empresa aérea paga a Rolls-Royce uma taxa para cadahora de funcionamento do motor.DesignO design é um elemento importante, porém difícil de medir. Umproduto pode se destacar por seu design superior. Na modae na indústria de eletrônicos, o design pode ser uma parteparticularmente importante da Proposta de Valor.Marca/statusOs clientes podem considerar como valor o simples ato depoder usar e exibir uma marca específica. Usar um relógioRolex, por exemplo, é sinal de riqueza. Do outro lado doespectro, skatistas, por exemplo, podem vestir marcas“underground” para mostrar que estão “por dentro”.PreçoOferecer valores similares por um preço menor é uma maneiracomum de satisfazer as necessidades dos Segmentos deCliente aos quais esse fator interessa. Mas a Proposta deValor de baixo preço têm implicações importantes no restodo modelo de negócios. Companhias aéreas “econômicas”,como a Southwest, a EasyJet e a Ryanair criaram modelosde negócio inteiramente baseados em permitir viagensaéreas de baixo custo. Outro exemplo de Proposta de Valorbaseada no preço pode ser vista no Nano, um novo carroprojetado e fabricado pelo conglomerado indiano Tata. Seupreço surpreendentemente baixo torna o automóvel acessívelpara um novo segmento da população indiana. Cada vezmais, ofertas gratuitas começam a permear vários ramos daindústria. Tais ofertas vão de jornais gratuitos até serviços dee-mail gratuito, telefones celulares gratuitos e mais (veja a pag.88 para mais sobre GRÁTIS).
  2. 2. 5Taxa de CorretagemDerivado do serviços de intermediação executados em prolde duas ou mais partes. Operadoras de cartão de crédito, porexemplo, obtêm renda tomando um percentual do valor decada transação entre mercador e cliente. Corretores e agentesimobiliários ganham uma comissão cada vez que combinacomprador e vendedor.AnúnciosResulta de taxas para anunciar determinado produto, serviço oumarca. Tradicionalmente, a indústria da mídia e de organizadoresde evento dependem demais das rendas com a publicidade. Emanos mais recentes, outros setores, incluindo os de software eserviços, começaram a depender mais delas, também.Cada Fontes de Receita pode ter diferentesmecanismos de precificação. O tipo de mecanismode preço escolhido pode fazer uma grandediferença em termos da receita gerada. Há doistipos principais de mecanismos de preço: preçofixo e dinâmico.
  3. 3. 45
  1. Gostou de algum slide específico?

    Recortar slides é uma maneira fácil de colecionar informações para acessar mais tarde.

×