• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Pregação Pr. Coty - Casamento
 

Pregação Pr. Coty - Casamento

on

  • 23,107 views

Resumo da pregação do Pr. Coty sobre casamento, realizada no Ministério Mevam Sede, Itajaí/SC, em 23 de agosto de 2010. Vale a pena conferir. ...

Resumo da pregação do Pr. Coty sobre casamento, realizada no Ministério Mevam Sede, Itajaí/SC, em 23 de agosto de 2010. Vale a pena conferir.

Redatora: Karine Mendonça (http://mendoncakarine.blogspot.com)

Statistics

Views

Total Views
23,107
Views on SlideShare
23,069
Embed Views
38

Actions

Likes
6
Downloads
296
Comments
1

4 Embeds 38

http://mendoncakarine.blogspot.com 19
http://diariodabita.blogspot.com 16
http://eutamarbar.blogspot.com 2
http://www.slideshare.net 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

11 of 1 previous next

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Pregação Pr. Coty - Casamento Pregação Pr. Coty - Casamento Document Transcript

    • RESUMO DA PREGAÇÃO Pr. Marcos de Souza Borges - Coty Tema: Casamento Itajaí, 23 de agosto de 2010. Escrito por Karine Mendonça mendoncakarine.blogspot.com
    • 2 Os 4 alicerces do Matrimônio / As 4 bênçãos Um Ministério Apostólico tem por objetivo reformar os fundamentos da sociedade. Precisamos viver este momento. Estamos em um processo de extrema inversão de valores: aborto, homossexualismo, fornicação, divórcio etc. O que é certo está virando errado e vice- versa. Precisamos de reposicionamento/avivamento em relação ao casamento para conseguirmos mudar os valores da sociedade. Seguem abaixo os 4 alicerces ou as 4 bênçãos do matrimônio, sem os quais não teremos um casamento segundo o coração de Deus. Texto base: Gênesis 2:18-25 18 Depois o SENHOR disse: — Não é bom que o homem viva sozinho. Vou fazer para ele alguém que o ajude como se fosse a sua outra metade. 19 Depois que o SENHOR Deus formou da terra todos os animais selvagens e todas as aves, ele os levou ao homem para que pusesse nome neles. E eles ficaram com o nome que o homem lhes deu. 20 Ele pôs nomes nas aves e em todos os animais domésticos e selvagens. Mas para Adão não se achava uma ajudadora que fosse como a sua outra metade. 21 Então o SENHOR Deus fez com que o homem caísse num sono profundo. Enquanto ele dormia, Deus tirou uma das suas costelas e fechou a carne naquele lugar. 22 Dessa costela o SENHOR formou uma mulher e a levou ao homem. 23 Então o homem disse: “Agora sim! Esta é carne da minha carne e osso dos meus ossos. Ela será chamada de ‘mulher’ porque Deus a tirou do homem.” 24 É por isso que o homem deixa o seu pai e a sua mãe para se unir com a sua mulher, e os dois se tornam uma só pessoa. 25 Tanto o homem como a sua mulher estavam nus, mas não sentiam vergonha. Escrito por Karine Mendonça mendoncakarine.blogspot.com
    • 3 Nestes versos de Gênesis estão os valores iniciais e principais do matrimônio segundo o coração de Deus. Antes de Deus receber do Senhor sua esposa Eva, ele tinha um jardim inteiro para cuidar (vs. 19-20).Portanto, antes de Deus te dar um marido, este precisa ter um emprego. A família é a principal instituição para dar início a um casamento. É essencial a bênção dos pais do noivos para ter um casamento bem-sucedido. O verso 24 diz: É por isso que o homem deixa o seu pai e a sua mãe para se unir com a sua mulher, e os dois se tornam uma só pessoa. Existe uma maneira correta de deixar pai e mãe. O “deixar” é sinal de maturidade e emancipação. Todo processo de maturidade demanda de emancipação, tanto emocional quanto financeira. De acordo com o dicionário Priberam, emancipação significa o estado daquele que, livre de toda e qualquer tutela, pode administrar os seus bens livremente. O casamento é o xeque-mate em relação à dependência dos filhos aos pais. Por exemplo, o casal que mora com a sogra comete, definitivamente, uma tragédia e desobediência a Deus. A grande bênção do casamento é duas pessoas diferentes tendo que conviver juntas, dependendo uma da outra, não dos seus pais. 1 – A PRIMEIRA BÊNÇÃO: SUBMISSÃO O que vai determinar o sucesso do casamento é a bênção dos pais. O “deixar pai e mãe” não se refere a largar tudo e se juntar com aquele que você julga o amor da sua vida, mas sim deixar pai e mãe com autorização, realizar uma ruptura sadia. Honrar pai e mãe é o primeiro mandamento com promessa: “Respeite o seu pai e a sua mãe, como eu, o seu Deus, estou ordenando, para que você viva muito tempo, e tudo corra bem para você na terra que estou lhe dando”. Dt 5:16 Escrito por Karine Mendonça mendoncakarine.blogspot.com
    • 4 Se submeta à bênção dos seus pais, não se envolva em um relacionamento sem consentimento deles, não provoque a ira, nem palavras de maldição. Um casamento que se firma sem esta primeira bênção fundamental sempre caminhará incompleto, encontrará dificuldades para viver o melhor do matrimônio, fluir em Deus e no ministério. Se você é casado e não recebeu a bênção de seus pais, existe uma maneira para corrigir seu erro. A correção não está em abandonar seu(sua) esposa(o) e procurar um novo casamento segundo os princípios de Deus, não! Graças à misericórdia do Pai, Ele permite retornarmos ao momento do erro, arrependermo-nos de coração e trilharmos caminho um reto segundo a Sua vontade. “Então, se o meu povo, que pertence somente a mim, se arrepender, abandonar os seus pecados e orar a mim, eu os ouvirei do céu, perdoarei os seus pecados e farei o país progredir de novo”. 2Cr 7:14 Retorne à casa dos seus pais juntamente com o seu cônjuge, desta vez, para pedir- lhes perdão e a bênção. Compartilhem os momentos que vocês têm passado, abram o coração, orem juntos, se arrependam. Tenho certeza que brecha que estava aberta e permitindo a ação do inimigo no seu casamento será tapada. “Ele tem a chave que pertencia ao rei Davi; quando ele abre, ninguém fecha, e quando ele fecha, ninguém abre”. Ap 3:7b 2 – A SEGUNDA BÊNÇÃO: BÊNÇÃO SACERDOTAL A bênção sacerdotal diz respeito à bênção de nossos pastores e líderes. Em alguns momentos os nossos pais não terão certos discernimentos que são revelados à nossa cobertura espiritual, por isso é preciso se aconselhar com eles. O pastor Coty sugeriu que passássemos algumas “peneiras” em nosso futuro marido/esposa, que são importantes para abolirmos toda e qualquer dúvida em relação ao sucesso do casamento. Acompanhe: 1ª peneira: Proteção espiritual Escrito por Karine Mendonça mendoncakarine.blogspot.com
    • 5 Case-se com o Deus do seu parceiro. É ingenuidade pensar: “Vou casar para converter o meu(minha) esposo(a)”. Os conflitos virão e não são poucos os casos relatados que após o casamento os maridos, principalmente, passaram a impedir suas esposas de irem e se envolverem com o corpo de Cristo. Isto gera o atrofiamento da fé e do relacionamento com Deus, até que ele se desfaleça por completo. 2ª peneira: Proteção moral Case-se com os valores da pessoa. Você aprova a conduta, valores e princípios do seu parceiro? O seu caráter lhe proporciona satisfação ou vergonha? 3ª peneira: Uma só carne, uma só missão Case-se com a missão do marido/esposa. Com missões distintas, cabe à mulher abrir mão do seu chamado para acompanhar o marido. Você está disposta a isso? Não com tristeza ou amargura, mas com amor. Outra alternativa é se casar com alguém que tenha o mesmo chamado e mergulhar juntos no sobrenatural de Deus. No entanto, não podemos nos esquecer que todos nós fomos chamados e escolhidos para uma única missão, a diferença consiste na maneira como realizamos isso: “Vão pelo mundo inteiro e anunciem o evangelho a todas as pessoas”. Mc 16:15 4ª peneira: Como é o teto familiar? Case-se com a família. Procure conhecer a família da pessoa com a qual você pretende se casar. Como são os parentes que você terá de conviver ao longo do seu casamento? Você se sente bem perto deles? Ir a um almoço de família resultará em uma discussão? Pense nisso, zele pela paz. Logicamente, jamais encontraremos alguém perfeito e que se encaixe exatamente naquilo que é idealizado. Como dito anteriormente, a grande bênção do casamento consiste em duas pessoas diferentes conviverem juntas. Toda via, é aconselhável passar ao menos Escrito por Karine Mendonça mendoncakarine.blogspot.com
    • 6 estas quatro peneiras para que se tenha um relacionamento harmonioso. Para ajudar nesse processo, os pastores e líderes são os mais indicados. Não negue a bênção sacerdotal. 3 – A TERCEIRA BÊNÇÃO: JUDICIAL Qual o problema em não se casar judicialmente? Uma atitude como essa gera irregularidades no mundo espiritual, tais como fornicação e adultério, que por sua vez, refletirão também na vida dos filhos: acabarão por fazer a mesma coisa. Seja correto no mundo espiritual, bem como no governo dos homens. “O homem, não é meramente um ser carnal. Apesar de morar em um corpo físico, o homem é essencialmente espiritual e por isso está tão relacionado com o mundo espiritual quanto com o mundo físico. Não é suficiente conhecermos apenas as leis físicas que governam a natureza. Se não entendermos os princípios morais que estão sendo quebrados, se não discernimos o mundo espiritual ignorando os ardis do diabo, vamos continuar fracassando”. (BORGES, 2008, p.13) 4 – A QUARTA BÊNÇÃO: SEXUAL A relação sexual entre o casal é um pacto de sangue, uma ligação no mundo espiritual. A bênção sexual diz respeito à pureza e fidelidade, para tanto, marido e mulher devem ser totalmente transparentes um para com o outro, sem segredos. Confesse tudo o que aconteceu antes do matrimônio, desde relações com outros parceiros a abusos sexuais. Por mais que essas situações tenham sido confessadas e perdoadas por Deus e não haja mais culpa e condenação no reino espiritual, é necessária a transparência com o seu cônjuge. “Segredos” como estes são um grande entrave no relacionamento sexual do casal. No texto inicial de Gênesis, o capítulo 2 é encerrado no versículo 25, que diz o seguinte: Tanto o homem como a sua mulher estavam nus, mas não sentiam vergonha. O casamento tem de ser de intimidade plena e transparência. Busque manter um Escrito por Karine Mendonça mendoncakarine.blogspot.com
    • 7 relacionamento sincero, pois tanto o casal como a sua geração vão colher bons frutos e colocar uma estaca em toda maldição hereditária. Para edificação, vou compartilhar um testemunho do Pastor Luiz Hermínio, presidente do Ministério Mevam. Quando sua esposa, pastora Iraci, estava grávida de seu filho mais novo, Samuel, ele foi diagnosticado como portador da Síndrome de Down. A ultrassonografia também revelara a ausência de um dos dedos das mãos. Ao saber da notícia, o pastor se colocou em oração e o Espírito Santo revelou a ele que tinha uma brecha em seu casamento, pela qual o inimigo encontrou uma oportunidade para agir. Para tapá-la, se fez necessária a confissão de todas as ações pecaminosas cometidas na área sexual. Estes atos, praticados antes da conversão, estavam gerando maldição na vida de Samuel, ainda em gestação. Naquele momento, o pastor Luiz Hermínio se colocou diante de sua esposa e confessou os seus pecados um a um e pediu perdão. A consequência dessa atitude? A síndrome simplesmente desapareceu e o dedinho antes inexistente foi diagnosticado como “em crescimento”. Hoje, Samuel é realmente especial, uma criança saudável e muito inteligente, para a glória a Deus! FAMÍLIA FUNDAMENTADA Quando temos essas quatro bênção no nosso casamento, não vai ser qualquer brisa ou maldição que vai atingir a nossa família, pois ela tem fundamento, alicerce. Antes de selar um compromisso, não abra mão de buscar todas as bênção para o seu relacionamento. Nossa vida aqui na terra é uma semeadura, certamente colheremos tudo o que plantarmos. Quais sementes você tem lançado para colher no seu casamento? Pense nisso. “Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará. Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna”. Gl 6:7-8 Escrito por Karine Mendonça mendoncakarine.blogspot.com