Hip hop
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Hip hop

on

  • 1,079 views

Um estilo de dança, Hip-Hop

Um estilo de dança, Hip-Hop

Statistics

Views

Total Views
1,079
Views on SlideShare
1,079
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
59
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Hip hop Hip hop Presentation Transcript

  • - Este movimento cultural teve início no fim da década de 60 nos Estados Unidos, mais precisamente nosarredores de Nova York.- Na altura, os menos favorecidos reivindicavam os seus direitos e faziam-se ouvir por meio da sua arte.Procuravam também, resolver os conflitos quotidianos sem nenhum tipo de violência e sim por meio dedisputas criativas.- O Hip Hop é dançado ao som de músicas que falam destes conflitos sociais, temas polémicos é um dosprincipais objectivos, continua a ser o de questionar a nossa sociedade.- Movimentos fortes, bruscos e marcantes configuram esta dança que nasceu nas ruas.- Desde o seu nascimento, o ritmo contagiante do Hip Hop, conquistou gerações e chegou até aos maispequeninos que interessam-se cada vez mais por aprender este estilo de dança.
  • A moda do hip hop é um estilo de se vestir de origemafro-americana, caribenha e latina.Teve origem no bairro The 5 Boroughs, em Nova Iorque.E mais tarde influenciou em cenas do hip hop em LosAngeles, Galesburg, Chicago, Porto Rico, entre outros.Cada cidade contribuiu com vários elementos para o seuestilo geral visto hoje no mundo inteiro.A moda do hip hop complementa as expressões eatitudes da cultura hip hop em geral.A moda do hip hop mudou claramente em toda a suahistória, e hoje é uma parte elevada da modapopular, como um todo em todo o mundo e para todasas idades.
  • - Expressão plástica. - O grafite representa desenhos, apelidos ou mensagens. Feitas com spray, rolinho e pincel em muros ou paredes.- Sendo considerado por muitos uma forma de arte diferente, do que têm outra função deapenas deixar a sua marca, o grafite é usado por muitos como forma de expressão edenúncia.
  • O rap é um ritmo de música parecido com o hip hop, que engloba principalmente rimas.É um dos seis pilares da cultura hip hop.A tradução literal de rap é Ritmo e Poesia, ou seja, uma poesia feita através de rimas,geralmente feitas em velocidade superior à do hip hop.O rap na maioria das vezes é feito sem acompanhamento de nenhum instrumento, ousimplesmente um DJ mixer.
  • O termo beatbox (que, a partir do inglês, significa literalmentecaixa de batida).Refere-se a percussão vocal do hip-hop. Consiste na arte em reproduzir sons de bateria com a voz, boca ecavidade nasal. Também envolve o canto, imitação vocal de efeitosde DJs, simulação de cornetas, cordas e outros instrumentosmusicais, além de outros efeitos sonoros.
  • Break Dance (B-boying, Popping e Locking), porconvenção, chama-se todas essas danças deBreak Dance. Apesar de terem a mesma origem,são de lugares distintos e por isso apresentaminfluências das mais variadas.Alma em suas canções.Os Ganges da época usavam o break paradisputar território, o que se destacava melhor eraa que comandava o território.A dança é inspirada nos movimentos da guerra.
  • Hip Hop , Rimas … São tipos como tu que querem dar cabo daPensas que és muito bom sociedademas nem consegues rimar Querem governar o globo na sua totalidadeAchas que bastava uma Vocês, extremistas, são capazes de tudomúsica para me ultrapassar De matar qualquer pessoa, seja cego ou seja mudoEntão temos pena pois, estás A Única coisa que tens em ti é o vazio eternoenganado Onde ardem chamas mais quentes que a doQuando te enfrentam Infernopareces um cãozinho Para seres boa pessoa nunca terás o que é precisoamestrado E se isso acontecesse o mundo seria um paraísoEnfrentas para criar o medo Se eu pudesse, atirava-te ao mar, para voltar ae a loucura olharMas eu enrolei-te num papel Para essa cara maldosa, sem expressão para ditare mandei te para Singapura Não, desculpa, afinal só dita raiva e ódio Pensavas que assim poderias chegar ao Pódio Mas não chegaste, continuas aqui no chão Que é o sítio donde os gajos como tu não passarão
  • Mariana Pinto & Joana Ramos-10º Sec.- A.I