• Save
Residuos 9e
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Residuos 9e

on

  • 399 views

Este trabalho não foi objeto de qualquer correção!

Este trabalho não foi objeto de qualquer correção!
Foi postado tal e qual como foi enviado por o(s) autor(es).
O mérito (se for caso disso) é exclusivo dele(s)!

Statistics

Views

Total Views
399
Views on SlideShare
365
Embed Views
34

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

3 Embeds 34

http://cadernosdegeografia.blogs.sapo.pt 26
http://blogs.sapo.pt 7
http://blogs.sapo.cv 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Residuos 9e Residuos 9e Document Transcript

    • Introdução Com este trabalho pretendo mostrar a importância que deve ser dada aos resíduos e que não e dada. O QUE É UM RESIDUO? Resíduo ou lixo, é qualquer material considerado inútil, e/ou sem valor, gerado pela actividade humana, e a qual precisa ser eliminada. O conceito de lixo pode ser considerado uma concepção humana, porque em processos naturais não há lixo, apenas produtos inertes. Muito do lixo pode ser reutilizado, através da reciclagem, desde que adequadamente tratado, gerando fonte de renda e empregos, além de combater a poluição ambiental. Outros resíduos, por outro lado, não podem ser reutilizados de nenhuma forma, como lixo hospitalar ou nuclear. TIPOS DE RESÍDUOS Existem vários tipos de resíduos entre os quais se encontram: -Resíduos orgânicos -Resíduos inorgânicos -Resíduos/lixos altamente tóxicos Resíduos orgânicos: Os resíduos orgânicos são todos os resíduos de origem animal ou vegetal, o principal componente do lixo orgânico é o lixo humano, composto pelos resíduos produzidos pelo corpo humano, tais como fezes e urina. O lixo humano pode ser altamente perigoso, uma vez que pode abrigar e transmitir com facilidade uma grande variedade de vermes, bactérias, fungos e vírus causadores de doenças. Uma realização primária da civilização humana tem sido a redução da transmissão de doenças através do lixo humano, graças à higiene e o saneamento básico.
    • Resíduos inorgânicos: Os resíduos inorgânicos são todos aqueles que não possuem origem biológica, ou que sofreu alterações do ser humano como por exemplo o vidro, o plástico, metais, etc. A maioria do lixo inorgânico possui um grande problema: quando deitado directamente no meio ambiente, sem tratamento prévio, demora muito tempo para ser decomposto. O plástico, por exemplo, é constituído por uma complexa estrutura de moléculas fortemente ligadas entre si, o que torna difícil a sua degradação e posterior digestão por agentes decompositores (primariamente bactérias). Resíduos altamente tóxicos: Estes produtos necessitam receber um tratamento especial, ou podem causar sérios danos ambientais e/ou à saúde de muitas pessoas. Os resíduos ainda podem ter outros grupos Resíduos doméstico - formado pelos resíduos sólidos produzidos pelas actividades residenciais e apresenta em torno de 60% de composição orgânica e o restante formado por embalagens plásticas, latas, vidros, papéis, etc. Resíduos sólidos urbanos - incluem o resíduo doméstico assim como o resíduo produzido em instalações públicas (parques, por exemplo), em instalações comerciais, bem como restos de construções e demolições. Resíduos industriais - gerado pelas indústrias, e é geralmente altamente prejudicial ao meio ambiente ou à saúde humana. Resíduos hospitalares - é a classificação dada aos produtos sem valor e considerados perigosos produzidos dentro de um hospital, como por exemplo seringas usadas e aventais. Por serem perigosos, podendo conter agentes causadores de doenças, este tipo de lixo é separado do restante produzido dentro do hospital (restos de comida, etc), e é geralmente incinerado. Porém, certos materiais hospitalares, como aventais que mantiveram constante contacto com raios electromagnéticos de alta energia como raios X, são categorizados de forma diferente (o mencionado avental, por exemplo, é considerado lixo nuclear), e recebem tratamento diferente. Resíduos nucleares - composto por produtos altamente radioactivos, como restos de combustível nuclear, produtos hospitalares que tiveram contacto com radioactividade (aventais, papeis, etc), enfim, qualquer material que teve exposição prolongada à radioactividade e que possui algum grau de radioactividade. Devido ao fato de que tais materiais continuarem a emitir radioactividade por longos períodos de tempo, eles precisam ser totalmente confinados e isolados do resto do mundo. Resíduos de Construção e Demolição - abreviadamente conhecidos por RCD, são resíduos provenientes de obras de construção, reconstrução, ampliação, alteração,
    • conservação e demolição e da derrocada de edifícios, assim como os solos e lamas de escavação. TRATAMENTO Actualmente existem vários tipos de tratamentos de resíduos entre os quais se encontram: Aterros sanitários: Aterros sanitários são considerados uma maneira prática e barata de destinar os resíduos urbanos e industriais, além de esgoto não tratado. Por isso, são a forma mais utilizada para tratamento de resíduos. Utilizam grandes áreas de terra, onde o lixo é depositado. Porém, tradicionalmente, inutilizam vários materiais que poderiam ser reciclados, além de ser uma fonte de poluição do solo, de rios, de lagos e do ar. A poluição deve-se ao processo de decomposição da matéria orgânica que gera enormes quantidades de biogás, que contém metano e outros componentes tóxicos, e de chorume, líquido contendo componentes tóxicos que flui do lixo para o solo e corpos de água (como rios e lagos) da região. Actualmente, os novos aterros têm sido construídos de maneira a evitar a contaminação dos solos, exigindo-se a instalação de mantas impermeabilizantes que evitam a infiltração do chorume além da área destinada ao aterro. O líquido que fica retido no aterro, o chorume, é então conduzido até um sistema de tratamento de efluentes para posterior descarte em condições que não agridam o meio ambiente. Aterro sanitário Incineradores: Incineradores literalmente incineram o lixo, reduzindo-o a cinzas. São altamente poluidores, gerando enormes quantidades de poluentes, como gases que contribuem ao agravamento do efeito estufa. É o método utilizado para a destruição de lixo hospitalar,
    • que pode conter agentes causadores de doenças potencialmente fatais. No século passado até meados dos anos cinquenta era comum, o resíduo industrial e até a matéria orgânica serem eliminados com uso de grandes fornos por dissipação atmosférica das chaminés. Compostagem: É um tratamento aeróbio, através do qual a matéria orgânica se decompõe em adubo ou composto. Biogasificação: A biogasificação ou metanização é um tratamento por decomposição anaeróbica que gera biogás, que é formado por cerca de 50% de metano e que pode ser queimado ou utilizado como combustível. O resíduo sólido da biogasificação pode ser tratado aerobicamente para formar composto. Confinamento permanente: Lixo altamente tóxico e duradouro, e que não pode ser destruído, como lixo nuclear, precisa de ser tratado e confinado permanentemente, e mantidos nalgum lugar de difícil acesso, como túneis escavados a quilómetros abaixo do solo. Reciclagem: A reciclagem é o processo de reaproveitamento de material orgânico e inorgânico do lixo. É considerado o melhor método de tratamento de lixo, em relação ao meio ambiente, uma vez que diminui a quantidade de lixo enviado a aterros sanitários, e reduz a necessidade de extracção de mais matéria-prima directamente da natureza. Porém, muitos materiais não podem ser reciclados continuadamente (fibras, em especial). A reciclagem de certos materiais é viável, mas pouco ou não praticada por ser economicamente inviável. Algumas formas de lixo, em especial, lixo altamente tóxico, não pode ser reciclada, e precisa de ser descartado. São considerados recicláveis aqueles resíduos que constituem interesse de transformação, que têm mercado ou operação que viabiliza a sua transformação
    • industrial. Como por exemplo: fraldas descartáveis são recicláveis , mas essa tecnologia ainda não e muito comum. Portanto não há destino alternativo às lixeiras ou aterros sanitários para fraldas descartáveis na maior parte dos países. CONCLUSÃO Espero que tenha esclarecido o que é um resíduo e a sua importância no meio ambiente.
    • industrial. Como por exemplo: fraldas descartáveis são recicláveis , mas essa tecnologia ainda não e muito comum. Portanto não há destino alternativo às lixeiras ou aterros sanitários para fraldas descartáveis na maior parte dos países. CONCLUSÃO Espero que tenha esclarecido o que é um resíduo e a sua importância no meio ambiente.