Convergência Digital (interativa-si.blogspot.com)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Convergência Digital (interativa-si.blogspot.com)

on

  • 3,074 views

Primeira apresentação sobre Convergência Digital (TV Digital, voIP, HI-FI, Telecom, GPS, PDA) apresentada pelo grupo de pesquisa "InterATIVA" da UFS. Acesse nosso blog: ...

Primeira apresentação sobre Convergência Digital (TV Digital, voIP, HI-FI, Telecom, GPS, PDA) apresentada pelo grupo de pesquisa "InterATIVA" da UFS. Acesse nosso blog: http://interativa-si.blogspot.com/

Statistics

Views

Total Views
3,074
Views on SlideShare
3,040
Embed Views
34

Actions

Likes
2
Downloads
57
Comments
0

5 Embeds 34

http://interativa-si.blogspot.com 22
http://www.slideshare.net 7
http://interativa-si.blogspot.com.br 3
http://www.interativa-si.blogspot.com 1
http://www.google.com.br 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Convergência Digital (interativa-si.blogspot.com) Convergência Digital (interativa-si.blogspot.com) Presentation Transcript

  • interativa-si.blogspot.com/
  •  
  •  
  • Definição
    • Termo criado para designar a tendência mundial em integrar universalmente hardware, software, serviços e meios sobre uma plataforma única de transmissão e comunicação ... acabando com inúmeros protocolos e padronizações adversas, permitindo ao usuário acessar as informações desejadas em qualquer meio de comunicação através de uma interface única.
    • A Cada novo meio de comunicação criado surgia também uma nova rede para disponibilizá-lo, com padrão novos. Com a migração para uma tecnologia digital criou-se a necessidade de desenvolver uma única de infra-estrutura de transporte e distribuição de mídias e serviços.
  • Alavancadores
    • Acelerada digitalização de conteúdo;
    • Crescente oferta de banda de comunicação;
    • Crescente poder de processamento das máquinas;
    • Crescimento da Internet;
    • Redução de tempo = requisito de mobilidade e acesso global;
    • Oportunidade de ingressar em novos mercados (estagnação do mercado de comunicação);
    • Nova demanda de consumidores;
    • Concorrência mercadológica;
  • Viabilidade - Brasil
    • Grandes Players e suas plataformas.
    • Empresas Brasileiras
    • Universidades
    • Desenvolvimento local.
    • Wireless Competence Network.
    • Processo Bilateral de lucro.
    • Assimilação da ferramenta de trabalho.
  • Ganhos
    • Acesso à distribuição de bens e serviços e, portanto, do fortalecimento de mercados.
    • Disseminação e aprimoramento de conhecimento e informação e, portanto, da democracia.
    • Distribuição das oportunidades e, portanto, de riquezas.
    • Criação e geração de novas atividades profissionais e, portanto, de empregos.
    • Acesso rápido e seguro à educação, saúde e justiça, entre outros direitos do indivíduo como cidadão perante o Estado.
  • Consequências
    • Competição Fixo x Móvel;
    • Competição entre Plataformas (DSL/FO x Cable x Satélite);
    • Competição entre Operadores de origem diversa (TV X IPTV; TELEFONIA X VoIP; MÓVEL X BROADBAND WIRELESS).
    • Riscos de perda pelo desalinhamento do modelo de negócios pioneiros;
    • Riscos de ocupação acelerada de mercados emergentes por pioneiros com o modelo de negócio adequado;
    • Riscos de perda pela obsolescência de modelos de negócio e tecnológico;
    • Riscos na ausência de uma estratégia de padronização;
  • TV DIGITAL
    • Aplicativos;
    • Midleware;
    • Compressão de
    • áudio e vídeo;
    • Transmissão;
    • Modulação;
  • TV DIGITAL
    • Padrões TV DIGITAL
    • ATSC (Advanced Television System Comitee): padrão americano;
    • DVB-T (Digital Vídeo Broadcasting – Terrestrial): padrão europeu;
    • ISDB-T(Integrated Service Digital Broadcasting – Broadcasting): padrão Japonês;
    • SBTVD (Sistema Brasileiro de TV Digital): padrão brasileiro;
    • ADBT (Advanced Digital Vídeo Broadcasting): padrão chinês;
  • TV DIGITAL ATSC DVB ISDB SBTVD ADTB Digitalização de Vídeo MPEG-2 MPEG-2 MPEG-2 H.264 MPEG-2 Digitalização de Áudio DOLBY AC-3 MPEG-2 ACC MPEG-2 ACC MPEG-2 ACC MPEG-2 ACC Multiplexação MPEG MPEG MPEG MPEG MPEG Middleware DCAP ARIB ARIB GINGA ARIB Transmissão dos Sinais Modulação 8-VSB Modulação COFDM Modulação COFDM Modulação 64, 16 ou 4 QAM
  • TV DIGITAL
    • Formatos de vídeos possíveis em TV digital
    • LDTV( Low Definition Television ) – baixa definição empregado para transmissão de sinais para dispositivos móveis, como celulares e PDA’s.
    • SDTV ( Standard Definition Television ) – resolução padrão, equivalente ao sinal de TV analógica.
    • EDTV ( Enhanced Definition Television ) – ganho de qualidade de imagem a mesma empregada No cinema.
    • HDTV ( High Definition Television ) – melhor qualidade possível de imagem em um sistema de TV digital terrestre.
  • TV DIGITAL
    • SBTVD
    • Baseado no padrão japonês;
    • Adota o padrão H.264 (mais recente e mais eficiente);
    • Midleware desenvolvido pela PUC-RJ e UFPB, o GINGA;
    • As camadas físicas são iguais ao modelo japonês;
    • O canal de codificação utiliza um código convolucional puncionado e um entrelaçador convolucional.
    • COFDM: Múltiplas portadoras ortogonais modificadas, aumenta a robustez frente aos múltiplos percursos.
    • Banda segmentada;
  • TV DIGITAL
    • Legislação Aplicável
    • Lei nº 4.117, de 27/8/1962 (Institui o Código Brasileiro de Telecomunicações);
    • Decreto nº 52.026, de 20/5/1963 (Regulamento Geral do CBT);
    • Decreto nº 52.795, de 31/10/1963 (Regulamento dos Serviços de Radiodifusão);
    • - Art. 21 - O CONTEL poderá, em qualquer tempo, determinar que as concessionárias e permissionárias de serviços de radiodifusão atendam,dentro de determinado prazo, às exigências decorrentes do progressotécnico-científico, tendo em vista a maior perfeição e o mais alto rendimento dos serviços.
  • TV DIGITAL
    • Legislação Aplicável
    • Lei nº 9.472, de 16/7/1997 (Lei Geral de Telecomunicações)
    • - Art. 211 - A outorga dos serviços de radiodifusão sonora e de sons e imagens fica excluída da jurisdição da Agência, .... Devendo a Agência elaborar e manter os respectivos planos de distribuição de canais, levando em conta, inclusive, os aspectos concernentes à evolução tecnológica.
  • TV DIGITAL
    • Regulamentação Pertinente
    • Recomendação UIT-R nº BT.798-1 – A Assembléia de Radiocomunicação da UIT, recomenda
    • (…) que a televisão digital terrestre deve ser inserida nos canais (6, 7, e 8 Mhz) destinados às emissões de televisão analógica nas faixas de VHF/UHF
    • Recomendação UIT-R nº BT.1368-4 – Critérios de planejamento para serviços de televisão digital terrestre nas faixas de VHF/UHF
      • • Sistema ATSC- T: Canal de 6 Mhz
      • • Sistema DVB-T: Canal de 6, 7 ou 8 Mhz
      • • Sistema ISDB-T Canal de 6 MHz
  • TV DIGITAL
    • Regulamentação Técnica
    • Canalização (Resolução nº 284, de 7/12/2001 e Recomendação UIT- R nº BT.470-4)
    • Faixa baixa de VHF: canais 2 ao 6 – não considerados devido à ineficiência técnica dessa faixa de freqüência para a utilização na transmissão digital de sinais de televisão;
    • Faixa alta de VHF: canais 7 ao 13 – considerados, necessitando de uma melhor avaliação;
    • Faixa de UHF: canais 14 ao 59
  • VOIP
    • Voz convertida em pacote de dados;
    • Maior mobilidade e praticidade;
    • Menor preço;
    • Protocolo UDP;
    • Não permite criptografia;
    • Telefone movel+voIP.
  • PDA (Assistente Pessoal Digital)
    • Computador de dimensões reduzidas, dotado de grande capacidade computacional;
    • Os PDA’s vem crescendo muito, mas tendências indicam que em poucos anos os Smartphones serão maioria absoluta;
  • PDA (Assistente Pessoal Digital)
    • IBGE inova e reduz custo ao usar PDA’s
    • Foram adquiridos 82 mil Pocket PCs, 82 mil licenças de Windows Mobile 5.0;
    • Com os PDA’s os pesquisadores podem corrigir facilmente algumas informações incorretas;
    • Menos tempo para coleta e apuração dos resultados;
    Milhares de Questionários de papel 82 mil PDA’s
  • GPS (Sistema de Posicionamento Global)
    • Sistema de posicionamento por satélite utilizado para determinação da posição de um receptor na superfície da Terra ou em órbita;
    • Além de sua aplicação óbvia na aviação geral e comercial e na navegação marítima, qualquer pessoa pode-se beneficiar com o sistema. de infra-estrutura de transporte e distribuição de mídias e serviços.
  • GPS (Sistema de Posicionamento Global)
    • Tornozeleira com GPS começa a ser usada pela Justiça de MG
    • A tornozeleira por GPS representa um avanço, porque permite o monitoramento com melhor qualidade, 24h por dia e em qualquer lugar onde esteja o sentenciado;
  • HI-FI: Alta fidelidade
    • High End.
    • Menos estágios
    • Gravações
    • Gravações ao vivo
    • Especialização ao tratar com Hi-Fi.
    • Estilos mais propícios.
  • TELECOM
    • O que é Telecom?
    • Alguns dispositivos de telecomunicações
    • Telefonia Móvel
    • Telefone Celular
    • 3G
    • Smartphones
    • Portabilidade Numérica
  • O que é TELECOM?
    • TELECOM ou TELECOMUNICAÇÃO é o processo de comunicação a longa distância por qualquer meio elétrico, radioelétrico, óptico ou eletromagnético.
    • É um erro muito comum achar que TELECOM está ligado apenas com telefonia, isto é, com a transmissão da voz.
    • Qualquer informação gerada num ponto (origem) e transferida a um outro ponto (destino) faz uso da telecomunicação. Quanto maior a distância entre a origem e o destino, maior será a dificuldade em transmitir a informação e a necessidade de dispositivos que permitam tal comunicação.
  • Dispositivos de TELECOM
    • TELÉGRAFO – Inventado em 1835 por Samuel Morse, utilizava fios elétricos para transmissão de mensagens codificadas utilizando um sistema de pontos e traços posteriormente conhecido como Código Morse.
    • TELEFONE – Inventado em 1860, permitia a transmissão de sons por meio de sinais elétricos. Há discussão em torno do seu inventor. Até 2002, acreditava-se ser Alexander Graham Bell, porém, recentemente a invenção foi atribuída a Antonio Santi Giuseppe Meucci.
    • RÁDIO – Alguns autores atribuem ao italiano Guglielmo Marconi o desenvolvimento da tecnologia de transmissão de som por ondas de rádio.
  • Telefonia Móvel
    • 1ª Geração
      • AMPS – Advanced Mobile Phone System
    • 2ª Geração
      • GSM – Global System for Mobile Communications (arquitetura aberta)
      • TDMA – Time Division Multiple Access
      • CDMA – Code Division Multiple Access
      • PDC – Japanese Personal Digital Cellular
    • 3ª Geração
  • Telefone Celular
    • Por que Telefone Celular?
  • 3G
    • As tecnologias 3G permitem às operadoras oferecerem serviços avançados aos usuários.
    • Acesso rápido à internet através do celular.
  • Smartphones
    • Smart – inteligente; Phone – Telefone
    • Junção do PDA com o Telefone.
  • Portabilidade Numérica
    • O assinante passa a ser o dono do número.
    • Possibilidade de mudar de operadora e manter o seu número.
  • Referências
    • O QUE MUDA NA MOBILIDADE COM A CONVERGÊNCIA DIGITAL? CONIP –M.Gov -Brasília, 23 de abril de 2007
    • http://labspace.open.ac.uk/mod/resource/view.php?id=325416
    • http://eprints.rclis.org/archive/00001751/
    • www.ibcd.com.br
    • Anatel : A TV Digital no Brasil (Ara Apkar Minassian – 30/03/2007)
    • Wikipédia