• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Construção do Texto Cientifico
 

Construção do Texto Cientifico

on

  • 2,522 views

 

Statistics

Views

Total Views
2,522
Views on SlideShare
2,522
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
24
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Construção do Texto Cientifico Construção do Texto Cientifico Document Transcript

    • FICHAMENTOS • FICHA TEMÁTICA: Após a determinação de um tema central, registram-se múltiplas conceituações identificadas nas obras de diferentes autores, na forma de transcrição. • FICHA DE CONTEÚDO: Após a determinação de uma obra, registram-se múltiplas idéias do autor, na forma de transcrição.
    • FICHA TEMÁTICA: EPISTEMOLOGIA ¹ RENATO SOUZA LIMA ² • Segundo Lalande (1989) “é essencialmente o estudo crítico dos princípios, das hipóteses e dos resultados das diversas ciências, destinado a determinar sua origem lógica (não psicológica), seu valor e seu alcance objetivo” (p.293). • Para Japiassu (1992) “Por epistemologia, no sentido bem amplo do termo, podemos considerar o estudo metódico e reflexivo do saber, de sua organização, de sua formação, de seu desenvolvimento, de seu funcionamento e de seus produtos intelectuais” (p.16). REFERÊNCIAS JAPIASSÚ, H. Introdução ao pensamento epistemológico. Rio de Janeiro: Martins Fontes, 1992. LALANDE, M. Dicionário de Filosofia. São Paulo: Atlas, 1989. _________________________________________________________________________ ¹ Trabalho apresentado à Disciplina MC, sob a orientação da Profª Drª Elizabeth Teixeira. ² Aluno do Curso de Turismo da FAP, Turma 1TUN1P1, Matrícula 2003100234.
    • FICHA DE CONTEÚDO ¹ RENATO SOUZA LIMA ² HÜHNE, L. M.(org.) Metodologia científica: caderno de textos e técnicas. 7 ed. Rio de Janeiro: Agir, 2000. • Primeira Parte: As formas de conhecimento 1. Sobre o conhecimento “No dia-a-dia, o ato de conhecer se manifesta tão natural que nós nem damos conta da sua complexidade” (p.27) 2. Sobre o senso comum [...] “o senso comum enquanto conhecimento apreendido à luz das experiências e observações imediatas do mundo circundante” [...] (p.51) ___________________________________________________________ ¹ Trabalho apresentado à Disciplina MC, sob a orientação da Profª Drª Elizabeth Teixeira. ² Aluno do Curso de Turismo da FAP, Turma 1TUN1P1, Matrícula 2003100234.
    • Ficha Resumo : Traz somente as idéias do autor lido. Você escreve com as suas palavras as idéias do autor, na 3a pessoa, e também pode fazer transcrições, ou seja, trazer para o resumo trechos com as palavras do autor exatamente como estão no texto lido, que sempre estarão com destaque gráfico (aspas) Ficha Resenha : Além de trazer as idéias do autor, na 3 pessoa, traz uma análise própria, na 1a pessoa, sobre o conteúdo. Tal análise deve evidenciar seus comentários sobre o texto, questionamentos, posições, impressões etc
    • O PENSAMENTO COMPLEXO DE EDGAR MORIN: VIAS PARA UMA CIÊNCIA COM COMPLEXIDADE¹ Sílvia Helena Gomes Freire ² RESUMO: O trabalho discute o pensamento complexo de Edgar Morin. Destaca de uma de suas obras, Ciência com Consciência, sete avenidas que o autor aponta como caminhos para atingir uma ciência com complexidade. Salienta, ainda, aspectos do pensamento complexo de Ilya Prigogine e Isabele Stengers, que complementam, com mais ênfase, a quarta avenida que o autor refere. PALAVRAS-CHAVE: Pensamento Complexo, Ciência com Complexidade, Ciência. INTRODUÇÃO ...DESENVOLVIMENTO...CONCLUSÃO... REFERÊNCIAS ____________________________________ ¹ Trabalho apresentado à Disciplina MC, sob a orientação da Profª Drª Elizabeth Teixeira. ² Aluna do Curso de Direito da FAP, Turma 1DIN6P1, matrícula 2004100245.
    • RESENHA¹ SANTOS, B. de S. Um discurso sobre as ciências. 11 ed. Porto: Afrontamento, 1999. Elizabeth Rodrigues Maia² Santos (1999) elabora seu discurso sobre as ciências em três momentos. No primeiro, refere-se ao paradigma dominante ou paradigma da modernidade. No segundo, destaca a crise do paradigma dominante, que estamos vivendo atualmente. No terceiro, aponta quatro aspectos ou teses essenciais de um paradigma emergente. Segundo a visão do autor, vivemos em um tempo atônito, e se nos voltarmos para os progressos científicos dos últimos trinta anos, nos deparamos com uma ordem tão dramática de avanços que todo o período anterior parecerá uma pré- história longínqua. Vivemos uma sociedade sem limites para o progresso científico, uma sociedade de comunicação e interação, mas que convive “com perigos cada vez mais verossímeis da catástrofe ecológica ou da guerra nuclear” (p.6). Penso que tais perguntas devem ser dirigidas à ciência mas não somente a ela. Precisamos saber o que a ciência fez para melhorar quanti e qualitativamente a vida das pessoas, mas também o que o Estado, e suas políticas públicas, conseguiram fazer. _________________________________________________________ ¹ Trabalho apresentado à Disciplina MTC, sob a orientação do Prof. Paulo Castro. ² Aluna do curso de Administração da FAP, Turma 1ADMM4P3, matrícula 2001100345.