Web Services - Grupo F
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Web Services - Grupo F

on

  • 1,097 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,097
Views on SlideShare
1,067
Embed Views
30

Actions

Likes
0
Downloads
35
Comments
0

1 Embed 30

http://homepages.dcc.ufmg.br 30

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Web Services - Grupo F Web Services - Grupo F Presentation Transcript

  • -BRENO G. BOUERI -FELIPE O. MOREIRA -MARCELO D. MANSUR WEB SERVICES - GRUPO F
  • O QUE É?
    • Web service é uma solução utilizada na integração de sistemas e na comunicação entre aplicações diferentes. Com esta tecnologia é possível que novas aplicações possam interagir com aquelas que já existem e que sistemas desenvolvidos em plataformas diferentes sejam compatíveis.
  • CONCEITOS BÁSICOS
    • - Os Web services são componentes que permitem às aplicações enviar e receber dados em formato XML. - Cada aplicação pode ter a sua própria "linguagem", que é traduzida para uma linguagem universal, o formato XML . - Os Web Services são identificados por um URI (Unique Resource Identifier), descritos e definidos usando XML (Extensible Markup Language).
  • CONCEITOS BÁSICOS
    • - SOAP (Simple Object Access Protocol) está se tornando padrão para a troca de mensagens entre aplicações e Web Services, já que é uma tecnologia construída com base em XML e HTTP, base de comunicação dos web services. - SOAP é um procolo projetado para invocar aplicações remotas através de RPC ( Remote Procedure Calls - Chamadas Remotas de Procedimento) ou trocas de mensagens, em um ambiente independente de plataforma e linguagem de programação.
  • PRODUTOS DO MERCADO
    • - Os Web Services são utilizados para disponibilizar serviços interactivos na Web. - Um exemplo que pode ser citado é um sistema de Passagens Aéreas
  • PRODUTOS DO MERCADO
    • O diagrama anterior é apenas um exemplo genérico da utilização de Web Services. Como se pode ver a gama de utilização de tal serviço é infinita, podendo ser usada para diversas aplicações, com tecnologias diferentes. Na internet atualmente a sua utilização é bastante difundida em portais/sites e também em sistemas que provêem serviços que necessitam de informações disponibilizadas por terceiros. Relevando o exemplo apresentado no slide anterior, um exemplo de empresa que utiliza web services em seu sistema/site é a CVC Agência de Turismo, que utiliza de tal serviço para disponibilizar em seu sistema datas, valores e outras informações de vôos de companhias aéreas.
  • COMO ESTÁ SENDO USADA
    • Os navegadores são as principais ferramentas utilizadas para a busca de informação na Internet. Portanto é interessante que eles possam acessar Web Services com a mesma facilidade que qualquer outra aplicação desenvolvida no lado do servidor (escrita em linguagens como C++, PHP, JAVA) o faria. Num segundo cenário de utilização de SOAP e Web Sevices, em vez de existir um browser realizando chamadas SOAP, temos uma aplicação cliente (definida em JAVA, C++, ou outra linguagem) enviando estas chamadas para um serviço no servidor.
    • Nossa aplicação cliente pode acessar diretamente um Web Service, seja ele um EJB (Enterprise Java Bean) ou mesmo uma aplicação JAVA. O Web Service processa a chamada (possivelmente acessando o seu Banco de Dados) e retorna uma resposta ao cliente.
  • COMO ESTÁ SENDO USADA
    • A aplicação cliente, após localizar o serviço remoto, definido por um documento WSDL, invoca os seus serviços através de RPC (Remote Procedure Call). O Web Service recebe a chamada, a processa e envia uma resposta. É válido lembrar, que ambos (cliente e Web Service) "conversam" usando SOAP em cima de HTTP.
  • PADRÕES E FORMATOS EXISTENTES
    • - XML é a base em que os Web Services são construídos. O XML fornece a descrição, o armazenamento, o formato da transmissão para trocar os dados através dos Web Services e também para criar tecnologias Web Services para a troca dos dados. - SOAP (Simple Object Access Protocol) baseia-se numa invocação remota de um método e para tal necessita de especificar o endereço do componente, o nome do método e os argumentos para esse método. Estes dados são formatados em XML com determinadas regras e enviados normalmente por HTTP para esse componente. - WSDL (Web Services Description Language) é uma especificação desenvolvida pelo W3C que permite descrever os Web Services segundo um formato XML. O WSDL é extensível para permitir a descrição dos serviços e suas mensagens, independentemente dos formatos de mensagem e dos protocolos de rede que sejam usados.
  • SITES DE REFERÊNCIAS TÉCNICAS
    • < http://www.w3.org/2002/ws/ > Site da W3 que contem os padrões de Web Services, notícias, recomendações, grupos de discução técnica e experimental.
    • < http://www.w3.org/TR/sawsdl/ > Padrões da parte semântica do WSDL e do XML.
    • < http://www.w3.org/TR/soap12-mtom/ > Mecanismos de Otimização de Transimissão de Mensagens SOAP
  • Referências Bibliográficas
    • < http://pt.wikipedia.org/wiki/Web_Service > Conceitos básicos e links para sites com embasamento técnico.
    • <http://imasters.uol.com.br/artigo/4422/webservices/descrevendo_um_web_service_-_wsdl/ > Conceitos básicos e vários exemplos que ilustram as partes envolvidas em um web Service.
    • < http://www.ibm.com/developerworks/library/ws-soap/?dwzone=ws > Página em inglês desenvolvida pela IBM que descreve de forma mais avançada o serviço de web services, mas de uma forma bem completa e ilustrativa.