• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Diagrama de Rede e Cronograma
 

Diagrama de Rede e Cronograma

on

  • 60,265 views

 

Statistics

Views

Total Views
60,265
Views on SlideShare
60,135
Embed Views
130

Actions

Likes
20
Downloads
0
Comments
5

8 Embeds 130

http://mcpro.com.br 61
http://2091680343871334391_3983b6b80e4867131bb2ede07b1971733fd4ad83.blogspot.com 24
http://www.novastartup.com.br 17
http://novastartup.com.br 12
http://atividadesetarefas.blogspot.com.br 11
http://mcprobr.tumblr.com 2
http://pinterest.com 2
http://www.par2.ead.ufrpe.br 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

15 of 5 previous next Post a comment

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • Não tem como salvar?
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • Legal as explicações, me ajudou bastante a compreender melhor principalmente a formação do diagrama de rede.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • Good presentation, very usefull for first contact and concpet overview.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • Parabéns pelo trabalho, muito esclarecedor.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • GOSTEI FOI O SUFICIENTE PARA TIRAR DUVIDAS
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Diagrama de Rede e Cronograma Diagrama de Rede e Cronograma Presentation Transcript

    • Diagrama de Rede e Cronograma
    • Sumário Histórico O que é o Diagrama de Rede? Por que usar o Diagrama de Rede? Como criar o Diagrama de Rede? Cronograma Exemplo
    • Histórico
    • PERT O modelo PERT (Program Evaluation and Review Technique) é um sistema probabilístico, desenvolvido pela empresa Booz-Allen and Hamilton, para o projeto POLARIS da Marinha dos EUA. A adoção deste modelo permitiu a redução da duração prevista do projeto, envolvendo a coordenação de cerca de 10.000 fornecedores, de 5 para 3 anos.
    • CPM O modelo CPM (Critical Path Method) é um sistema determinístico, desenvolvido pelas empresas DUPONT e Remington-Sperry, na mesma época do desenvolvimento do modelo PERT. As diferenças entre os dois modelos são irrelevantes, sendo tratados de forma integrada com a denominação de Modelo PERT/CPM.
    • O que é o Diagrama de Rede?
    • Visão Geral O Diagrama de Rede (Rede PERT/CPM) consiste na representação gráfica das atividades do projeto e suas respectivas relações de dependência. Posteriormente, as durações das atividades são acrescentadas à rede, permitindo a elaboração do cronograma do projeto.
    • Método do Diagrama de Precedência O Método do Diagrama de Precedência (PDM - Precedence Diagramming Method) é um método de construção do diagrama de rede (Rede de Precedência) que usa blocos (quadrados ou retângulos) para representar as atividades e conecta-os através de flechas que representam as relações de dependência entre as atividades. Este método é o mais utilizado para a elaboração do diagrama de rede do projeto, sendo também denominado de método AON - Activity on Node.
    • Exemplo de Diagrama de Blocos A D G Início Fim B E H C F I
    • Método do Diagrama de Flechas O Método do Diagrama de Flechas (ADM - Arrow Diagramming Method) é um método de construção do diagrama de rede que usa flechas para representar as atividades e usa nós para mostrar as relações de dependência entre as atividades. Este método possui utilização restrita a algumas áreas de aplicação, sendo também denominado de método AOA - Activity on Arrow.
    • Exemplo de Diagrama de Flechas B 2 4 A C 1 6 D F E 3 5
    • Por que usar o Diagrama de Rede?
    • EAP A Estrutura Analítica de Projetos - EAP (WBS), analisada no Módulo 1 do curso de capacitação, representa a saída do processo de definição do escopo do projeto, ou seja, responde a pergunta: O que fazer?
    • Diagrama de Rede O Diagrama de Rede, imagem síntese do planejamento, representa a saída do processo de seqüenciamento de atividades do projeto, que tem como entradas principais a lista de atividades decompostas dos pacotes de trabalho da EAP e respectivas relações de dependência, respondendo a pergunta: Como fazer?
    • Cronograma O Cronograma do Projeto, imagem síntese da programação, representa a saída do processo de desenvolvimento do cronograma, que tem como entradas principais o diagrama de rede e as durações estimadas das atividades, respondendo a pergunta: Quando fazer?
    • Como criar o Diagrama de Rede?
    • Visão Geral Como visto, o diagrama de rede é uma representação gráfica de atividades interdependentes, numa seqüência lógica, com a finalidade de atingir um determinado objetivo. Desta forma, o sucesso da sua elaboração depende diretamente da correta identificação das atividades e suas respectivas interdependências.
    • Desenvolvendo o Diagrama de Rede Passo 1 Definir a lista de atividades do projeto.
    • Lista de Atividades Os pacotes de trabalho definidos na EAP devem ser decompostos em atividades, que podem ser atividades executivas diretamente relacionadas ao trabalho do projeto (duração > 0) ou marcos do projeto (duração = 0).
    • Desenvolvendo o Diagrama de Rede Passo 2 Efetuar o seqüenciamento das atividades.
    • Seqüenciamento de Atividades Um vez definida a lista de atividades do projeto, deve-se determinar as relações de dependência entre elas. Estas relações podem ser de 4 tipos distintos: TI, II, TT e IT.
    • TI - Término para Início O início da atividade sucessora depende do término da atividade predecessora. É a relação mais utilizada na elaboração do diagrama de rede. Predecessora Sucessora
    • II - Início para Início O início da atividade sucessora depende do início da atividade predecessora. Predecessora Sucessora
    • TT - Término para Término O término da atividade sucessora depende do término da atividade predecessora. Predecessora Sucessora
    • IT - Início para Término O término da atividade sucessora depende do início da atividade predecessora. E a relação menos utilizada na elaboração do diagrama de rede. Predecessora Sucessora
    • Atraso O início da atividade sucessora depende de um tempo de espera após o término da atividade predecessora. Predecessora Sucessora Atraso Predecessora Sucessora
    • Adiantamento O início da atividade sucessora é adiantado em relação ao término da predecessora (técnica para reduzir a duração do projeto denominada fast tracking). Predecessora Sucessora Predecessora Adiantamento Sucessora
    • Desenvolvendo o Diagrama de Rede Passo 3 Estimar a duração das atividades.
    • Duração das Atividades A duração de uma atividade é o tempo necessário para sua execução. Este tempo deve ser medido sempre na mesma unidade adotada para o planejamento (hora, dia, semana, etc.), de acordo com o bom senso e precisão desejada.
    • Duração Fixa x Orientada a Recursos (1) Se a alocação de recursos à atividade não influencia sua duração ela é denominada atividade de duração fixa. Se a alocação de recursos à atividade influencia sua duração ela é denominada atividade de duração orientada a recursos.
    • Duração Fixa x Orientada a Recursos (2) Um aumento da quantidade de recursos alocados a uma atividade de duração orientada a recursos provoca, até um determinado limite, uma diminuição da duração da atividade. A técnica de aumentar a quantidade de recursos alocados para reduzir a duração de uma atividade é denominada crashing.
    • Análise PERT (1) O modelo CPM (determinístico) pressupõe que a duração de cada atividade seja perfeitamente conhecida. O modelo PERT (probabilístico), por outro lado, admite a dificuldade de estimar a duração exata de cada atividade (situação de incerteza), trabalhando com durações aleatórias.
    • Análise PERT (2) No modelo PERT, a duração de uma atividade é determinada pela média ponderada das estimativas de duração otimista, mais provável e pessimista: otimista + 4 x mais provável + pessimista Duração = 6
    • Cronograma
    • Calendários Calendários: Os calendários do projeto e dos recursos servem para identificar os períodos nos quais o trabalho é permitido. Os calendários do projeto afetam todos os recursos, como, por exemplo, aquele que considera semana de trabalho de 5 dias. Os calendários de recursos afetam um categoria específica de recursos, como, por exemplo, aquele que limita o trabalho de determinadas pessoas a dias da semana específicos.
    • Restrições (1) Restrições: Existem duas categorias principais de restrições no processo de desenvolvimento do cronograma: datas impostas e marcos principais. Os programas para elaboração de cronogramas tipicamente implementam as seguintes restrições para as atividades:
    • Restrições (2) •iniciar o mais cedo possível (as soon as possible); •iniciar o mais tarde possível (as late as possible); •não iniciar antes/ depois de (start no earlier/ later than); •não terminar antes/ depois de (finish no earlier/ later than); •deve iniciar em (must start on); •deve terminar em (must finish on).
    • Datas (1) •Primeira Data de Início (PDI): Primeira data possível de se iniciar uma atividade; • Primeira Data de Término (PDT): PDT = PDI + duração da atividade; Última Data de Término (UDT): Última data possível de se terminar uma atividade •Última Data de Início (UDI): UDI = UDT - duração da atividade.
    • Datas (2) PDT = PDI + D e UDI = UDT - D D PDI PDT Atividade Atividade UDI UDT D
    • Folga Total (1) A Folga Total representa o maior atraso que uma atividade pode ter, sem atrasar o término do projeto. Ela pode ser calculada através das seguintes relações:
    • Folga Total (2) Folga Total = UDI - PDI = UDT - PDT UDT - PDT PDI PDT Atividade Atividade UDI UDT UDI - PDI
    • Folga Livre (1) A Folga Livre (ou Individual) representa o máximo atraso que uma atividade pode ter, sem afetar a primeira data de início (PDI) de qualquer uma de suas sucessoras.
    • Caminho Crítico O Caminho Crítico (Critical Path) representa o caminho de maior duração em um projeto, composto por atividades denominadas atividades críticas. Caso as atividades críticas não possuam folga, qualquer atraso na execução de uma dessas atividades acarretará uma atraso do mesmo valor no término do projeto.
    • Representação Gráfica Atividade Duração Folga Total PDI PDT UDI UDT
    • Exemplo
    • Exemplo - EAP Sistema Pesquisa Projeto Construção Teste Divulgação Mercado Sistema Sistema Internet Usuários Manuais Manuais Mala Direta
    • Exemplo - Lista de Atividades Pesquisa de Projeto dos Teste do mercado manuais sistema 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 Pesquisa com Desenvolvimento Divulgação na usuários do sistema internet 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 Projeto do Desenvolvimento Divulgação por sistema dos manuais mala direta 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000
    • Exemplo - Seqüenciamento Pesquisa de Projeto dos Teste do mercado manuais sistema 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 Pesquisa com Desenvolvimento Divulgação na usuários do sistema internet 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 Projeto do Desenvolvimento Divulgação por sistema dos manuais mala direta 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000
    • Exemplo - Durações Pesquisa de Projeto dos Teste do mercado manuais sistema 010 000 010 000 015 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 Pesquisa com Desenvolvimento Divulgação na usuários do sistema internet 020 000 090 000 005 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 Projeto do Desenvolvimento Divulgação por sistema dos manuais mala direta 030 000 060 000 015 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000 000
    • Exemplo - Datas - Mais Cedo Possível Pesquisa de Projeto dos Teste do mercado manuais sistema 010 010 010 035 015 000 000 010 050 060 140 155 000 000 000 000 000 000 Pesquisa com Desenvolvimento Divulgação na usuários do sistema internet 000 020 000 090 000 005 010 170 000 020 050 140 155 160 000 000 000 000 000 000 Projeto do Desenvolvimento Divulgação por sistema dos manuais mala direta 030 000 060 035 015 000 020 050 060 120 155 170 000 000 000 000 000 000
    • Exemplo - Datas - Mais Tarde Possível Pesquisa de Projeto dos Teste do mercado manuais sistema 010 010 010 035 015 000 000 010 050 060 140 155 010 020 085 095 140 155 Pesquisa com Desenvolvimento Divulgação na usuários do sistema internet 000 020 000 090 000 005 010 170 000 000 020 050 140 155 160 170 000 020 050 140 165 170 Projeto do Desenvolvimento Divulgação por sistema dos manuais mala direta 030 000 060 035 015 000 020 050 060 120 155 170 020 050 095 155 155 170
    • Exemplo - Folgas Pesquisa de Projeto dos Teste do mercado manuais sistema 010 010 010 035 015 000 000 010 050 060 140 155 010 020 085 095 140 155 Pesquisa com Desenvolvimento Divulgação na usuários do sistema internet 000 020 000 090 000 005 010 170 000 000 020 050 140 155 160 170 000 020 050 140 165 170 Projeto do Desenvolvimento Divulgação por sistema dos manuais mala direta 030 000 060 035 015 000 020 050 060 120 155 170 020 050 095 155 155 170
    • Exemplo - Caminho Crítico Pesquisa de Projeto dos Teste do mercado manuais sistema 010 010 010 035 015 000 000 010 050 060 140 155 010 020 085 095 140 155 Pesquisa com Desenvolvimento Divulgação na usuários do sistema internet 000 020 000 090 000 005 010 170 000 000 020 050 140 155 160 170 000 020 050 140 165 170 Projeto do Desenvolvimento Divulgação por sistema dos manuais mala direta 030 000 060 035 015 000 020 050 060 120 155 170 020 050 095 155 155 170
    • Exemplo - Cronograma Atividade DR FT I F 0 1 2 Sistema 000 170 1 Pesquisa de mercado 010 010 000 010 2 Pesquisa com usuários 020 000 000 020 3 Projeto do sistema 030 000 020 050 4 Projeto dos manuais 010 035 050 060 5 Desenvolvimento do sistema 090 000 050 140 6 Desenvolvimento dos manuais 060 035 060 120 7 Teste do sistema 015 000 140 155 8 Divulgação na internet 005 010 155 160 9 Divulgação na por mala direta 015 000 155 170