• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Mentes Em Liberdade
 

Mentes Em Liberdade

on

  • 1,172 views

NADA ALÉM DA VERDADE!

NADA ALÉM DA VERDADE!

Statistics

Views

Total Views
1,172
Views on SlideShare
1,171
Embed Views
1

Actions

Likes
0
Downloads
9
Comments
0

1 Embed 1

https://twitter.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Mentes Em Liberdade Mentes Em Liberdade Document Transcript

    • Eu quero Liberdade de expressão, Liberdade de ação... Eu necessito De liberdade para pensar, Liberdade para sonhar... Será que eu tenho que fugir? Será que eu tenho que agir? Liberdade par andar, Sem ninguém para mandar, E na hora de morrer Será? Que nem isso posso escolher? Eu preciso desabafar, Eu preciso me encontrar, Necessito voar Ir ao impossível, Num lugar inacessível... Sem ninguém para me chamar, Sem ninguém para me atormentar! Quero Liberdade! Será que é possível? Ou será... Que é um sonho, Apenas mais um sonho de adolescente?
    • PROJETO MENTES EM LIBERDADE Maria Christina Mendes Caldeira Conscientização das conseqüências da corrupção e impunidade que assola o Brasil, e indução a valores sólidos através de personagens (Líderes) e suas histórias como exemplo.Empreendedores Sociais que através da criatividade, do lúdico e de novas idéias para enfrentar grandes problemas, são incansáveis em busca de seus ideais, homens e mulheres que não aceitam um não como resposta e que não desistirão até disseminarem as suas idéias o mais amplamente possível através da internet. Primeira Novela de internet. Utilizando a tradição e expertise brasileira em novelas que começou com a Fotonovela e hoje está consolidada através da Telenovela no mundo inteiro, pois já é um produto de exportação.MY IDEA Qual o impacto que as novelas do Brasil têm sobre a vida real? Pesquisadores analisaram a expansão da Globo, a principal rede de TV brasileira, e fizeram uma comparação entre os resultados obtidos e dados sobre fertilidade e divórcio no país. A taxa de fertilidade no Brasil caiu de 6,3 crianças por mulheres em 1960 para 2,3 em 2000. Segundo os pesquisadores, a queda se deve ao fato de as mulheres terem se mudado para as cidades e optado por ter menos bebês. Os pesquisadores acreditam que as famílias pequenas e felizes retratadas nas novelas também contribuíram para essa tendência. A chegada da Rede Globo foi associada a um declínio de 0,6% na probabilidade de uma mulher dar à luz. Os pesquisadores descobriram também que entre 1975 e 1984 cerca de um em cada cinco protagonistas das novelas da Globo era divorciado ou separado — uma porcentagem mais alta do que a realidade brasileira na época. De meados dos anos 1960 a meados dos anos 1980 cerca de 30% das protagonistas das novelas eram infiéis a seus parceiros. Pesquisadores associaram as telenovelas da Globo a um aumento de 0,1% a 0,2% na proporção de mulheres com idades entre 15 e 49 anos divorciadas ou separadas. Outra pesquisa revelou que o divórcio e a taxa mais baixa de fertilidade estão associados à queda da violência doméstica, o que leva a crer que a influência das novelas pode ser bem mais positiva do que muitos acreditam. A "Economist" brinca, dizendo que talvez valha a pena a Globo fazer uma novela sobre reforma fiscal. Article printed from Opinião e Noticia: http://opiniaoenoticia.com.br
    • FORMATO - FEASIBILITY Criar um formato de apresentação diferente que serve tanto para net como para celulares 3G. Sendo dividido em 14 videos de mais ou menos 2 minutos a serem enviados diariamente via e- mail ou através da página da Novela no Facebook. Podem ser assistidos individualmente ou todos os capítulos do site através da página no Facebook. Conscientizar o cidadão num mercado neutro onde não existe compromisso com ideologias ou partidos políticos. ARGUMENTO –INTELECTUAL PROPERTY TRIBO DO NÃO DITO “Todos sentiam a verdade, ou melhor, até sabiam, mas como essas verdades se encaixam nos personagens daquele quadro tão valioso. Afinal, ali ao menos todos deveriam parecer nobres, bonitos, bem sucedidos e bem tratados. A verdade não importa, afinal poderia estragar o quadro tão tradicional do retrato de uma família “quatrocentona” e isso era inadmissível.Eles não estavam ali para sentir, sua função era dar continuidade a uma tradição. Nunca cogitaram que quando foi feito, era o retrato das conquistas daqueles personagens, era legítimo. Mas substituir hereditariamente os personagens não lhes imprimia autenticidade, só um monte de referências do passado, que no momento atual eram ultrapassados. E de alguma forma toda essa herança se transformou em maldição, impedindo aos novos personagens criar possibilidades de seu tempo, que poderiam com técnica e disciplina se transforma num novo retrato. Pobres desses personagens presos a trajes inconfortáveis de outro tempo, com a covardia de inovar não percebem que estão fadados a serem reféns de um mundo que nunca vai materializar nada, nada... Só desfrutar do que já existe. Afinal, quem não consegue sequer materializar em palavras a sua realidade cotidiana, não vai conseguir nunca transformar as suas possibilidades de felicidade, sucesso, amor, cumplicidade...”
    • MARKET PAIN NADA ALÉM DA VERDADE ! Primeira minissérie da NET, a ser exibida em 2010. É fato notório que a teledramaturgia trata-se da melhor forma de conversar com o cidadão brasileiro. Através dela explico como os políticos ao invés de monstros são apenas parte de um sistema decadente onde o cidadão, mal informado, mal educado e despreparado não tem consciência ou responsabilidade política na hora da escolha de seus representantes. Por sua vez, a iniciativa privada financia as campanhas políticas com interesses pré-estabelecidos e depois exige a contrapartida em superfaturamentos de obras e/ou licitações públicas ou para satisfazer interesses próprios. E como toda campanha é uma “máquina” que funciona regada a grandes investimentos necessários para atingir o objetivo principal: se eleger. Assim se desperta a reavaliação no senso de realidade e moralidade do cidadão comum. A sociedade tem sua parcela muito significativa na trama, abordando a escravidão das pessoas e dos casais a um padrão social de relacionamentos superficiais e artificiais baseados em aparências, às vezes ditos necessidades profissionais, por conveniência. A infelicidade desses exemplos ilustra bem essa realidade, e a personagem principal tem como objetivo nesse tema, mostrar o contraponto desses falsos laços através do interesse em relacionamentos onde o envolvimento, o afeto, o amor, o lado interno e espiritual das pessoas sejam fatores preponderantes nessa busca eterna do ser humano chamada felicidade. Drogas também será um tema abordado com profundidade, baseado na experiência da protagonista com pessoas próximas que viviam imersas em um mundo de fantasia, frustração, baixa estima e necessidade de extravasar sua insatisfação com o “status quo” através do abuso dessas substâncias como forma de fuga. Outro tema será a violência contra a mulher (feridas invisíveis) com o intuito de mostrar como o homem que pratica essa forma cruel de abuso pode vir de um ambiente social e principalmente familiar tumultuado, desestruturado e que de certa forma também é uma vítima, mas que infelizmente acaba por traduzir essa revolta interna em violência contra um ser mais frágil fisicamente.
    • Tendo como trama o amadurecimento político e envolvimento da prtagonista com a política Brasileira . Mostrando a trajetória de uma menina mimada, bem nascida, impulsiva, idealista e passional de completamente apolítica à Presidente de um partido político no segmento das mulheres e candidata a Deputada Federal.Os temas abordados sob a ótica e a perspectiva de quem está “inside the history”, um relato fiel e verdadeiro dos meandros desse mundo, desmistificando a imagem de “Conto de Fadas” das classes sociais mais abastadas e da política, fazendo assim um paralelo com todas as classes sociais. A conclusão da trama marca a transformação de uma socialite em idealista e que pretende ser uma agente transformadora na política, a passos lentos, porém firmes em direção a um futuro mais honesto e realista, transformando o sistema. Ela percebe que seu verdadeiro grande amor é o Brasil e que podem existir formas de melhorar o sistema. Ela nessa busca de um país melhor se apaixona por quem sempre lhe protegeu e foi injustamente acusado de participar de um esquema de corrupção no Brasil, do qual a protagonista tinha sido uma das principais testemunhas. O amor dela faz com que ele volte a essência que o levou a iniciar sua luta por um país mais justo através da UNE, ambos juntos passam a se dedicar ao ideal de um país melhor. E ele a ajuda a formar um Instituto com o nome de seu pai que tem como foco principal transformações através da arte, seja música, circo, dança e festas, para arrecadar fundos para Projetos já existentes, como Formação de líderes de Carolina Lariera,ABRACE (Câncer Infantil)
    • MERCADO BRASILEIRO DE INTERNET ATUAL Market Share “Atualmente o Brasil é com certeza um dos países onde mais se vendem computadores no mundo. Com a marca da venda de aproximadamente 20 máquinas por minuto, ficamos atrás apenas da Estados Unidos, China, Japão e Reino Unido. Em 2010 a previsão é inclusive que o Brasil se torne o terceiro maior mercado atrás apenas dos Estados Unidos e China. Ano passado foram vendidos no Brasil aproximadamente 13 milhões de computadores. Um dado interessante sobre as vendas de computadores no Brasil é a preferencia por Notebooks. Os Laptops atualmente representam 33% de todas as vendas, ou seja 1 a cada 3 computadores vendidos. Esse fato se deve principalmente a evolução dos Notebooks que com o passar do tempo foram ficando mais robustos e também mais baratos. Pouco tempo atrás, era preciso desembolçar R$ 4000 reais para comprar um Notebook razoável e R$ 2000 para um bom desktop. Hoje em dia com R$ 1200 ou R$ 1500 pode-se comprar um bom desktop ou laptop, hoje em dia optar por um computador de mesa ou portátil, é uma mera questão de escolha, questão de preferência. Nos ultimos anos varios fatores positivos trabalharam em paralelo para que os mercados de computadores e internet no Brasil prosperasse: o dolar estável e relativamente barato ( apesar de ter tido uma alta razoável em 2008 ), a fartura de dinheiro disponível para financiamentos nos bancos que possibilitou que as classes C e D também tivessem acesso a tecnologia a prestações baratas e prazos longos e também o gosto natural que o Brasileiro tem por tecnologia. Pode parecer uma afirmação subjetiva, mas é fato que o Brasileiro tem sim, uma predileção natural por tecnologia e novidade, esse fato pode ser demonstrado por exemplo, comparando a renda média das famílias Brasileiras com as familias de países mais desenvolvidos e a quantidade de computadores vendidos, aqui se gasta muito mais com tecnologia.
    • Além do fato das vendas de maquinas em sí estarem em alta, temos também um próspero mercado de Internet. Poucos anos atrás, Internet era expendiosa e cara, poucas pessoas tinham acesso e a imensa maioria acessava por conexão discada ( o que já havia sido superado por outros países anos atrás ). Mas recentemente junto com as vendas de PCs houve também um grande aumento da quantidade de pessoas que tem acesso a Web. Esse fenômeno vem acontecendo em 2 frentes: nas classes A, B e C, a quantidade de assinantes de Banda Larga vem crescendo a passos largos, atualmente temos cerca de 5.000.000 de assinantes de Banda Larga e esse número cresce cerca de 5% ao ano. Por outro lado nas classes D e E o número de pessoas com acesso a internet vem crescendo graças a expansão das Lan-Houses, que vem crescendo tanto em número, quanto em tamanho. Devido ao grande movimento dessas casas hoje em dia, a hora de internet está cada vez mais barata e acessível a todos” Dados Mundoseo Aparelhos de celular 3G serão maioria no mercado em 5 anos Pesquisa aponta avanço da nova geração nos próximos anos, enquanto a segunda geração despenca e a quarta ainda estará engatinhando em 2012. Os aparelhos de telefonia celular de terceira geração manterão forte crescimento nos próximos cinco anos, enquanto os de segunda geração verão suas vendas minguarem, de acordo com uma pesquisa da In-Stat divulgada hoje (29/11). De acordo com a pesquisa do instituto de tecnologia, as vendas de aparelhos celulares vão alcançar 165 bilhões de dólares até 2012, quando os modelos de terceira geração serão maioria. Segundo o estudo, naquele ano já existirão modelos de quarta geração no mercado, mas não em quantidade significativa. O que deve contribuir para o aquecimento nas vendas de celulares será
    • a tendência de que um mesmo usuário tenha mais de um aparelho, como já é o caso de funcionários que trabalham remotamente. FONTE COMPUTERWORLD TV x INTERNET NO BRASIL A Deloitte divulgou nesta sexta, 27, o resultado da terceira edição da pesquisa "O Futuro da Mídia", que, pela primeira vez, inclui o Brasil no quadro de países participantes, que tem ainda Estados Unidos, Japão, Alemanha e Grã-Bretanha. Segundo a pesquisa, as pessoas passam três vezes mais tempo por semana conectados à Internet do que assistindo televisão. A pesquisa diz ainda que o Brasil apresenta crescimento em termos de consumo de mídia, sendo que os consumidores gastam 82 horas por semana utilizando diversos tipos de mídia e tecnologias de entretenimento. Para a maioria dos consumidores pesquisados, o computador superou a televisão em termos de entretenimento, sendo que 81% consideram o computador um meio de entretenimento mais importante que a TV, e 58% deles disseram que videogames, jogos no computador e online são importantes fonte de entretenimento. Além disso, a pesquisa aponta que 50% dos entrevistados estão atentos aos lançamentos tecnológicos e tentam adquirir rapidamente esses equipamentos. Ainda 47% usam o celular como um dispositivo de entretenimento. Segundo a Deloitte, foram ouvidos cerca de 9 mil pessoas no total, sendo 1.022 no Brasil. O grupo foi dividido em quatro categorias, de acordo com a idade: Geração Millennials (ou geração Y), na faixa etária de 14 a 25 anos; Geração X, na faixa etária de 26 a 42 anos; Geração "Boomers", na faixa dos 43 aos 61 anos; Geração "Matures", na faixa etária de 62 a 75 anos. A chamada Geração X é a mais envolvida com atividades interativas na Internet, como assistir a programas de TV ou usar o computador para chamadas telefônicas. Os pesquisados apontam ainda o computador como importante ferramenta de entretenimento, mas não necessariamente como mais importante mídia,
    • já que o conteúdo próprio tem grande importância. 83% dos entrevistados fazem seu próprio conteúdo de entretenimento por meio, por exemplo, da edição de fotos, vídeos e músicas. Publicidade O alto investimento publicitário na TV, contudo, se justifica. Pela pesquisa, a publicidade na televisão é considerada mais influente por todos os segmentos de idade, seguida da propaganda em revistas, on-line e jornais. Contudo, a TV perde influência entre os mais jovens. Os da chamada Geração Millennials, consideram a televisão e os jornais relativamente menos influentes sendo que a curva estatística da influência da Internet, dos telefones celulares e dos videogames cresce entre esse segmento de idade.The Initial Target Market Na Internet, os entrevistados consideram a publicidade apresentada nos resultados de mecanismos de busca e banners de propaganda os mais influentes. Acesso A maioria dos entrevistados da pesquisa diz sentir-se limitada em função da velocidade de conexão, sendo que 85% afirmaram estar dispostos a pagar mais para ter conexões mais velozes. As pessoas da faixa etária acima de 43 anos são as mais dispostas a pagar mais por velocidades maiores. Um total de 92% dos entrevistados possui celular. Entre os aplicativos oferecidos por este tipo de aparelho, as mensagens de texto são as mais utilizadas (92%), seguidas da câmera digital (78%), jogos (67%) e a câmera de vídeo (62%).Fonte MEDIALAND
    • Time Luis Badona, Carla Luzatti, Maria Christina Mendes Caldeira, Adriana Sansone .