Logistica aplicada ao e-business - aula 1 - turma 01 e 02

5,107 views

Published on

Slides da 1ª aula de Logistica aplicada ao e-business, ministrada para a 1ª e 2ª turma do MBA em Marketing Digital e Gestão de Projetos Web da Faculdade Pitágoras de Londrina em 26/05/2012.

Published in: Education

Logistica aplicada ao e-business - aula 1 - turma 01 e 02

  1. 1. Logística Aplicada ao e-business Willian Costa Aula 1 26/05/2012
  2. 2. Conteúdo Programático1. Conceitos de Logística2. Planejamento, organização e controle de sistemas logísticos3. Estratégias de distribuição4. Sistemas de transporte4.1 Frota própria4.2 Transportadora4.3 Correios (E-sedex e outros tipos de sistemas de encomendas)# Cases (B2W)5. Bitributação e guerra fiscal entre os estados6. Gestão de Compras e Fornecedores7. Gestão de estoques8. Cauda Longa
  3. 3. Conceitos deLOGÍSTICA APLICADA AOE-COMMERCE
  4. 4. Logística• Planejamento• Execução – Produto, matéria-prima, material parcialmente acabado• Recebimento• Informação• Armazenagem• Envio/Distribuição• Tempo vs. Espaço
  5. 5. Logística & E-commerce• Diferente da logística do “O cumprimento de mercado tradicional prazos e o tratamento• Loja virtual: dado ao cliente são os – Precisão pontos que os – Velocidade consumidores mais – Respostas rápidas observam em lojas – Frete Grátis virtuais” – Pós-venda de alto nível (e-commerce brasil) (suporte: Atendimento) – RMA/Garantia – Troca (processo rentável)
  6. 6. Não prometa o que vocênão pode cumprir• Regras claras de Frete Grátis• Fenômenos sazonais• Informações sobre previsões de entrega são essenciais. Defina: – Abrangência de entrega • Custos, procedimentos fiscais • Produtos perecíveis?! – Prestadores de serviços de entrega • Manuseio do produto • Políticas de entrega e logística reversa
  7. 7. Supply Chain• Gestão da cadeia de fluxo de suprimentos, desde o recebimento até a entrega dos produtos, passando por toda a armazenagem e distribuição, além de auxílio nos fluxos de equipamentos e pessoas – Planejamento, organização e controle de sistemas logísticos – Estratégias de distribuição
  8. 8. FLUXO Planejamento, Estratégias de • Centro de organização e controle distribuição de sistemas logísticosInfreaestrutura Capacidade deProduto Armazenagem Distribuição • Layout e Recebimento Conferência Input (ERP) Cadastro e classificações fiscais arquitetura Código do produto WMS WMS Código de barras EAN Armazenagem • localizaçãoVenda Integração: Plataforma vs. ERP AlocaçãoProcedimentos financeiros Análise de risco Confirmação de pagamentoSeparação & Faturamento Picking List Picking (coleta) Faturamento (NF-e) Packing List (presente?) • Frete & Packing (embalagem)Expedição Posting (envio)DistribuiçãoAcompanhamento Serviços de entrega Frete Grátis Tracking Entrega EfetuadaPós-venda AtendimentoLogística Reversa Desistência Troca Vício/Garantia (estoque)
  9. 9. Planejamento• Centro de Distribuição • Natureza do CD – Estoques (inventários) – Próprio exclusivo para e- • Geral commerce • Frações – Próprio compartilhado: • Reservas/Alocações operação multicanal • Perecíveis – Produtos Perecíveis • Devoluções – Terceirizado – Avaliação – Consignado – Troca – Produto virtual – Garantia (Serviços) – RMA – Layout e Arquitetura – Localização
  10. 10. Operadores Logísticos eEstoquesOperadores LogísticosSetores (próprios ou terceirizados) responsáveis pelaarmazenagem e distribuição do sortimento. Armazenam edistribuem os produtos conforme seu perfil, o escopo dascategorias do e-commerce e a amplitude geográfica dedistribuição.Estoque próprioEstoque dedicado para o canal de vendas e-Commerce, que éo modelo mais adequado para segurança da operação. Estaoperação pode tanto ser realizada pelo próprio lojista,quanto terceirizada para uma empresa especializada.Estoque compartilhadoEstoque híbrido, compartilhado em lojas multicanal (on-line efísico). Geralmente, adota-se o estoque mínimo comomedida de segurança para alocação de produtos.
  11. 11. Natureza dos CDsNatureza Vantagens Desvantagens ExemploPróprio exclusivo para Alocação Espaçoe-commerce Flexibilidade de ofertas Compra e reposição ($)Próprio híbrido, para Disponibilidade para envio Alocaçãooperação multicanal Sortimento Compra e reposição ($)Produtos Perecíveis Legislação Disponibilidade para envio Produção sob demanda Trocas e perdasTerceirizado Não há Compra e reposição ($) Falta de controleConsignado Não há Compra e reposição ($) Falta de controle Produtos de menor giroProduto virtual Espaço Tangibilidade(Serviços)
  12. 12. CDs Próprios & Terceirizados• PRÓPRIOS • TERCEIRIZADOS – Vantagens – Vantagens • Estrutura e Operação • Custo de manutenção • Qualidade de serviços • Treinamento de equipe • Flexibilidade • Plano de Crescimento – Desvantagens – Desvantagens • Custo de manutenção • Menor Lucratividade • Plano de crescimento • Pouco conhecimento do • Segurança mercado e do produto • Depreciação de • Fluidez de entrega equipamentos (throughput posting) • Integração com ERP
  13. 13. Layout de um CD1. Recebimento e conferência 7. Put away2. Input (ERP) > EAN 8. Picking3. Estoques principais 9. Packing4. Estoque de frações (Gaiola) 10. Posting5. Estoques secundários (Grades) 11. Laboratório de análise de vícios6. Estoque de Vícios, RMA e Garantia
  14. 14. Produtos e Stock Keeping Unit (SKU)Stock Keeping Unit (SKU) significa aunidade de manutenção estocável. Aexpressão representa especificaçõesdo produto: tamanho, cor, modelo.Cada SKU possui um código deidentificação específico. A leituradesse código pode ser óptica, pormeio do código de barras. A Código do Produtocatalogação no momento dorecebimento pode identificar pelo TamanhoEAN o local mais apropriado para a Corarmazenagem desse produto.
  15. 15. Armazenagem & DistribuiçãoARMAZENAGEM• Recebimento• Conferência• Armazenamento (put away)• Conservação• Picking (coleta)#ALGUNS PRODUTOS TÊMDEMANDA SAZONAL#
  16. 16. Warehouse Management Systemou Sistema WMS• Mapeamento EAN • Rotação do Estoque• Grade e cubagem de produtos • Put-away em tempo real• Aproveitamento de espaço • Inteligência de picking
  17. 17. Cross-DockingOtimização do processo de armazenagem edistribuição”. A mercadoria é recebida eredirecionada para o envio (posting) sem quehaja um armazenamento conciso.O objetivo é diminuir o tempo de permanênciae o custo do produto em estoque.
  18. 18. Picking, Packing e Posting• Picking – Separação e conferência dos produtos • São os mesmos comprados? • Têm alguma avaria, violação de embalagem? – Escolha do serviço de entrega – FATURAMENTO
  19. 19. Picking, Packing e Posting• Packing – Informações para – Embalagens transportadoras e • Plástico bolha clientes • Lacres – Embrulho para presente • Fitas adesivas – Treinamento da equipe • Etiquetas de postagem http://youtu.be/CYMg2t6T4d8
  20. 20. Picking, Packing e Posting• Posting – Envio do produto – Horários de coleta – Etiquetas de destinatário – Escolha do serviço de entrega – Transporte do checkout até o caminhão da transportadora – Tracking (rastreamento)
  21. 21. Sistemas deDISTRIBUIÇÃO & TRANSPORTE
  22. 22. Distribuição• Serviço próprio – Menor Cobertura – Menor prazo de entrega – Mais especialização• Serviços terceirizados – Maior abrangência – Maior prazo de entrega – Menos especialização • Manuseio dos produtos – Tracking (rastreamento) • Eletronic Data Interchange (EDI)
  23. 23. Escolha bem o seu distribuidorPara o cliente, o responsável pela entrega será sempre você!• Abrangência • Políticas da empresa:• Prazos de entrega – Permite acompanhamento por funcionários da loja?• Volume de envios – Tem treinamento, pessoal• Tabela de frete especializado no transporte• Frete cobrado da sua mercadoria? – Pedágio – Como procede em caso de extravio? Reembolso total, – Segunda e terceira tentativa parcial?• Prazos de pagamento – Como procede em caso de – Geralmente, faturamento avarias? para 30 dias
  24. 24. Políticas de Frete• Mostre ao cliente quais são: – as políticas de troca e disponibilidade em estoque – os procedimentos de envio• Distribuidores cadastrados por região• Regras de Frete e Frete Grátis da loja – Customize a plataforma para que o cliente possa escolher o serviço de entrega de sua preferência
  25. 25. Frete Grátis: decisivo para a venda• Lojas Físicas – Transporte próprio – Não existe a figura do Frete• Mercado norte-americano – Frete grátis é padrão, mas com prazo de entrega bem maior! – Frete cobrado é diferencial, com objetivo de diminuir o prazo.
  26. 26. Frete Grátis: decisivo para a vendaComo para ter uma boa política de Frete Grátis?1. Parcerias nas macrorregiões (sazonalmente) – Aumentar volume de envios • Fidelização Lojista > Transportadora – Diminuição de custos2. Valor mínimo para FG – Para toda a loja ou por categorias3. FG em bandeira própria de Cartão de Crédito – Fidelização de clientes
  27. 27. Distribuidores• Transporte próprio • Serviços:• Transportadoras • Empresa pública: grande volume de funcionários e risco de Greve
  28. 28. Willian CostaGerente de Marketing, Relacionamento e Projetos da lojaMegaMamute.com.br. Jornalista pela Universidade Estadual deLondrina. MBA em Marketing & Vendas pela UniversidadeFederal do Paraná.willian-costa@hotmail.com
  29. 29. Logística Aplicada ao e-business Abner Debiasi Aula 1 26/05/2012
  30. 30. Conteúdo Programático1. Conceitos de Logistica2. Planejamento, organização e controle de sistemas logísticos3. Estratégias de distribuição4. Sistemas de transporte4.1 Frota própria4.2 Transportadora4.3 Correios (E-sedex e outros tipos de sistemas de encomendas)5. Bitributação e guerra fiscal entre os estados6. Gestão de Compras e Fornecedores7. Gestão de estoques8. Cauda Longa
  31. 31. 1 Gestão de PRODUTOS
  32. 32. Gestão de Produtos 1Produto é qualquer coisa que possa ser oferecida aum mercado para atenção, aquisição, uso ouconsumo, e que possa satisfazer a um desejo ounecessidade.O produto é o primeiro elemento do CompostoMercadológico: todos os demais componentesdependem do estudo e conhecimento do produto
  33. 33. Gestão de Produtos 1 Ciclo de Vida do Produto
  34. 34. Gestão de Produtos 1 Ciclo de Vida do Produto Reposicionamento
  35. 35. Gestão de Produtos 1 Ciclo de Vida do Produto
  36. 36. Gestão de Produtos 1Gerir de Produtos…• Identificar oportunidades• Lançar produtos no mercado• Acompanhar o desempenho• Desacelerar produtos
  37. 37. Gestão de Produtos 1Gerir de Produtos…• Se comunicar com os consumidores• Gerenciar os ganhos e perdas• Potencializar o desempenho• Prover valores
  38. 38. Gestão de Produtos 1 desenvolvimentoexperiência do usuário preço promoção informação vendas serviço ao cliente
  39. 39. Gestão de Produtos 1SKU – Stock Keeping UnitDegsina os diferentes itens do estoque,qualquer diferença (cor, tamanho) representaum SKU.CategoriasConjunto de produtos semelhantes ourelacionados entre si.
  40. 40. Gestão de Produtos 1Classificação de mercadoriasDegsina a importância/demanda do produtopara cada linha de produtos.Por exemplo:Lançamentos, sazonais, evento, básica.
  41. 41. 2 Gestão de COMPRAS
  42. 42. Gestão de Compras e Fornecedores 2Gestão de Compras…• Planejamento de Estoques• Planejamento de Vendas ou Metas• Planejamento de Compras
  43. 43. Gestão de Compras e Fornecedores 2Prospecção de FornecedoresOnde e como encontrá-los?
  44. 44. Gestão de Compras e Fornecedores 2Prospecção de FornecedoresQualifique-os!
  45. 45. Gestão de Compras e Fornecedores 2Dinâmicas de compras• Orçamentos de compras• Oportunidades• Liquidações
  46. 46. Gestão de Compras e Fornecedores 2Avaliando o desempenho das mercadoriascompradas: A margem brutaAlém dos indicadores de Gestão do Estoque, asmargens brutas determinarão o desempenhodas compras/vendas dos produtos.
  47. 47. Gestão de Compras e Fornecedores 2Avaliando o desempenho das mercadoriascompradas: A margem bruta Margem Vendas líquidas – Custo mercadorias Bruta = Vendas líquidas
  48. 48. 3 Promoções e PDV
  49. 49. Promoções e PDV 3“A velocidade e competitividade dos e-businessexigem constante comunicação entre todos osenvolvidos.
  50. 50. Garantir a máxima disponibilidade com o menor estoque possível.
  51. 51. Gestão de Estoques ComercialMarketing Estoque Financeiro Garantia
  52. 52. Gestão de EstoquesA procura constante pelo equilíbrio entre aoferta e a demanda. Indicadores dedesempenho:• Giro dos estoques• GMROI• Cobertura dos estoques• Nível atendimento
  53. 53. Gestão de EstoquesGiro de EstoqueNúmero de vezes em determinado período emque o capital investido em estoque é recuperadoatravés das vendas. Soma das vendas GIRO = Custo do estoque médio no período
  54. 54. Gestão de EstoquesGiro de Estoque GIRO = 1Todo o estoque vendido e reposto por produtosnovos. Melhor Maior Giro
  55. 55. Gestão de Estoques Qual oGIRO DE ESTOQUE ideal?
  56. 56. Gestão de EstoquesGMROIRetorno da margem bruta do investimento emestoque.Indica os produtos com maior contribuição paraa composição geral da margem do negócio.
  57. 57. Gestão de EstoquesGMROI GMROI = MARGEM (%) x GIROPor exemplo:Produto X gerou R$ 200,00 em faturamento e lucro deR$ 50,00 R$ 50,00 / R$ 200,00 = margem de 25%
  58. 58. Gestão de EstoquesGMROI GMROI = 25% x GIROProduto X gerou R$ 200,00 em faturamento e oestoque médio de R$ 120,00 R$ 200,00 / R$ 120,00 = 1,6 de giro
  59. 59. Gestão de EstoquesGMROI GMROI = Margem 25% x Giro 1,6 = GMROI 40%Quando o GMROI é avaliado em toda a operação,permite descobrir os produtos com melhor performance.Servindo como fator indicativo e avaliatório.
  60. 60. Gestão de EstoquesCobertura dos EstoquesPor quanto tempo seu estoque atenderá suasvendas.- O estoque permitirá o atingimento de metas- Quanto comprar- Fluxo de caixa necessário
  61. 61. Gestão de EstoquesCobertura dos EstoquesImportante avaliar o giro, valor em estoque eresultados pretendidos.Coberturados Estoques = Estoque x GIRO Meta Pretendida Tempo de Estoque
  62. 62. Gestão de EstoquesNível de atendimentoAvaliar a quantidade de vendas perdidas pelafalta de produtos em estoque.Existem diversas formulas e diferentesinformações para avaliar o nível de atendimento
  63. 63. Gestão de EstoquesNível de atendimentoDe todos os itens disponíveis, qual aabrangência do teu estoque. Itens à venda x dias CURVA = Total de itens x dias /100
  64. 64. Gestão de EstoquesNível de atendimentoCalcular o valor das vendas perdidas por falta deestoque. Vendas Preço de Venda Produtos em falta x Falta (dias) Perdidas = X média da demanda diária
  65. 65. Gestão de EstoquesDescomplicando oESTOQUE
  66. 66. Gestão de Estoques • Ciclo de Estoque ReposiçãoEstoque Período de Consumo
  67. 67. Gestão de Estoques • Estoque Mínimo ou de SegurançaEstoque Estoque Mínimo
  68. 68. Gestão de Estoques• Estoque Máximo – Curva ABC – Demanda passada – Oportunidade – Cobertura de estoque
  69. 69. Gestão de Estoques • Ponto de Pedido Ponto de PedidoEstoque Estoque Mínimo Tempo de Atendimento
  70. 70. Gestão de Estoques• Estratégias de reabastecimento – Baseadas em Demanda Passada: PR = DM x TR + ES Onde PR = Estoque mínimo – ponto de reposição DM = Demanda diária TR = Tempo de entrega (em dias) ES = Estoque de Segurança (trocas, erros)
  71. 71. Gestão de Estoques• Estratégias de reabastecimento – Reposição Sazonal – Ponto de Reposição
  72. 72. Gestão de Estoques• Previsão de Estoque – Informações quantitativas • Influência de propagandas/ações • Evolução das Vendas • Variações por modismos • Variações econômicas – Informações qualitativas • Pesquisas de mercado • Opinião dos envolvidos
  73. 73. Gestão de Estoques• Alguns modelos de Estoque – In-house – Consignado – Drop Shipping
  74. 74. Gestão de Estoques• Custos – Custo de armazenagem / Desvalorização – Oportunidades – Custo de falta de estoque (stockout cost) – RMA
  75. 75. Gestão de Estoques• Critérios de avaliação de estoques – FIFO (First-in, first-out) Primeiros a entrar, são os primeiros a sair – Preço médio ponderado – Custo Padrão
  76. 76. Abner DebiasiPublicitário por formação,product guy por vocação.aedebiasi@gmail.com@abnerdebiasiabout.me/abnerdebiasi

×