Proposta Ribeirao pires

994 views

Published on

Projeto plano diretor para Ribeirão Pires

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
994
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
19
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Proposta Ribeirao pires

  1. 1. TAMANH0 A3 Projeto Urb.-Pais.-Diag. Diret. Municipais. Ana Paula Oribe, Carol Arbex, Cristiana Badra, Mayara Virgulino, Virginia Vasques. Turma: 018207A08 Tema: Mobilidade Urbana297 X 420 Orientadora: Grasiella Drumond Bowen
  2. 2. Mapas utilizados para compreensão do Município de Ribeirão Pires. TAMANH0 A3 297 X 420
  3. 3. A política de Mobilidade Urbana é um instrumento da política deDesenvolvimento urbano e tem como objetivo a integração dosdeslocamentos de pessoas e bens na cidade, de forma a garantir oacesso amplo e democrático, que favoreça a vida na cidade. Estesobjetivos podem ser conquistados quando nos fazemos valer dasvantagens encontradas no sistema de mobilidade urbana bemimplantado. O sistema de transporte urbano é constituído pelos serviços detransporte de passageiros e de mercadorias, abrigos, estações depassageiros e operadadores de serviço submetidos aregulamentação específica para sua execução. Tendo como objetivoo deslocamento das pessoas, reduzir as situações de isolamento epossibilitar os acessos aos serviços de saúde, educação, lazeroportunidades de trabalho, promover a interligação das áreasturísticas, priorizar o transporte público sendo acessível aidosos, crianças e PNE. A implantação do Sistema de Mobilidade urbana estacompreendido em:-Meios de transporte urbano motorizado e não motorizado;-Serviço de transporte urbano, de passageiros, carga, individual oucoletivo;-Infraestrutura de mobilidade urbana para vias e logradourospúblicos, ferrovia, hidrovias e ciclovias, criando terminais estaçõese demais conexões, pontos para embarque e desembarque depassageiros e cargas, sinalização viária de transito, instrumentos decontrole, fiscalização, arrecadação de taxas e difusão deinformações . TAMANH0 A3 297 X 420
  4. 4. A política de mobilidade urbana deverá assegurar ocumprimento das seguintes diretrizes:l - Garantir a acessibilidade aos locais de emprego, de serviço, deequipamento de lazer, e ao sistema de transporte público a todapopulação, priorizando pedestre, ciclistas população de baixarenda, idosos e portadores de deficiência física; • Sistema Viário.ll - Priorizar o transporte público sobre o individual; l - Promover a integração fisico-social do município com a regiãolll - Reduzir a necessidade de deslocamento, criando sub- metropolitana e estadual;centralidades; ll - Garantir condições necessárias para priorizar o transporte coletivo;IV - Garantir a fluidez do transito de cargas e mercadorias, visando lll - Instalar faixas de ciclovias nas vias que oferecem condições deo desenvolvimento econômico; relevo e dimensões adequadas;Vl - Estender o serviço de transporte coletivo a todos os núcleos IV - Recuperar as vias e passeios públicos, oferecendo segurança para ohabitacionais; trafego de veículos e pedestres.Vll - Incentivar a adoção de tecnologias junto ao transportecoletivo, visando aumentar o atendimento de pessoas comdeficiências; • Circulação e Trânsito.VIII - Articular o sistema de mobilidade urbana com o l - Desenvolver projetos que promovam a inclusão social dametropolitano e o estadual, existente e planejado; população, facilitando a mobilidade e acessibilidade, contemplandolX - Implementar ações para eliminação de barreiras PNE;arquitetônicas e urbanísticas em espaços públicos e de uso ll - Proporcionar situações de fluidez e segurança, investindo emcoletivo; tecnologia e orientação para o sistema viário, visando melhoria doX - Utilizar os instrumentos de indução do desenvolvimento sistema e qualidade ambiental;urbano para racionalizar o uso da infraestrutura. Para aproveitar lll - Promover incentivo ao transporte coletivo e criar infra-estruturaos recursos naturais e de infraestrutura existentes, preservar para ciclovias e ciclo-faixas.áreas de valor do município, ocupação de áreas desocupadas eexpansão da cidade em bases sustentáveis;XI – Assegurar a criação de um conselho de mobilidade para •Transporte.promover a coordenação da política de acessibilidade e I - Priorizar e garantir o acesso dos cidadãos ao transporte coletivo emobilidade, reunindo diversos agentes institucionais e seus diversos modais. Criação de terminais de acordo com asprivados, operadores de transportes e parceiros sociais necessidades;interessados nesta área. Podendo sugerir recomendações sobre ll – Desenvolver e apoiar projetos de integração tarifária dentro doas redes rodoviárias e ferroviárias, bem como sobre o serviço sistema municipal e metropolitano;público prestado pelas empresas concessionárias. lll - Estruturar linhas com oferta de transporte de qualidade,XII - Elaborar o plano de Mobilidade Urbana com o cumprimento objetivando reduzir o tráfego nos pólos de atração.das diretrizes propostas num prazo de até 5 anos; TAMANH0 A3 297 X 420
  5. 5. Atualmente, no município de Ribeirão Pires, não encontramosnenhum traçado de ciclovia. Nosso projeto propõem uma infra-estrutura para a construção das ciclovias em beneficio a qualidade devida da população, priorizando o uso da bicicleta ao invés de veículos.No município, a população utiliza a bicicleta, porém não há umaestruturação para o uso correto deste. Por meio do uso das ciclovias no município, os deslocamentosproporcionados permitem que as pessoas se apropriem mais da cidadeonde residem, bem como aumentam a qualidade de vida, favorecendoa preservação do meio ambiente, visto ser uma forma de transporteque se utiliza de energia limpa.TRECHOS PROJETADOS.TRECHO 01 : ESTAÇÃO RIBEIRÃO PIRES – ROD. ÍNDIO TIBIRIÇÁ.Tem como ponto de partida a estação férrea de Ribeirão Pires, seguepela Rua Cap. José Gallo até o cruzamento com a Av. Brasil, seguindopela mesma, até mudar de nome para Av. Francisco Monteiro ondecruza com Trecho 02, que passa pela Rod. Índio Tibiriçá.TRECHO 02 : ESTAÇÃO SUZANO – PARQUE MUNICIPAL ESTORIL.Tem início na estação férrea de Suzano , vem sentido ao município deRibeirão Pires, pela Rod. Índio Tibiriçá, passa pelo Centro do TRECHOS DA CICLOVIA:município, continua sentido a Rio Grande da Serra, ao fim da RodoviaÍndio Tibiriçá, segue para a Rod. Caminho do Mar e termina no parqueMunicipal Estoril.TRECHO 03 : ESTAÇÃO AV. BRASIL – PARQUE ECOLOGICO SANTA LUZIA.Tem início junto ao Trecho 01, ao fim da Av. Brasil, segue pela Av. SantaClara, á qual faz uma ligação com o parque Ecológico Santa Luzia.TRECHO 04 : ESTAÇÃO MAUÁ – RIO GRANDE DA SERRA.Tem início a estação férrea de Mauá, vem pela Av. Cap. João, que no Município de Ribeirão Pires passa a se chamar Av. Humberto deCampos, onde próximo a estação no centro passa a se chamar Av. Santo André e segue em Direção a Rio Grande da Serra pela Rod. Dep.Antonio Adib Chammas, e termina na estação ferrovia de Rio Grande da Serra.TRECHO 05 : ESTAÇÃO LIGAÇÃO.Começa junto ao Trecho 01 na Estação de Ribeirão Pires, segue pela Av. Jose Gallo á qual passa a se chama; Av. Cel. Oliveira de Lima, segue pelamesma, até que novamente mude de nome para Av. Kuwahara, segue pela mesma até Av. Barão de Mauá, seguindo até o parque ecológicoSanta Luzia, onde encontra com o Trecho 03 da ciclovia. TAMANH0 A3 297 X 420
  6. 6. Atualmente no município de Ribeirão Pires encontramos CENTRALIDADE - 03apenas um terminal de ônibus, o qual está localizado entre a Av.Kaethe Richers, e a Rua Domingues de Oliveira, devido ademanda ocupacional, observamos nos mapas mais 2centralidades. CENTRALIDADE - 02Para maior integração dentro do município, bem como juntoaos municípios lindeiros (Mauá, Suzano, Rio Grande da Serra eSanto Andre), propusemos a descentralização do sistema viáriae a criação de 2 terminais urbanos , que tem como objetivodescongestionar os fluxos internos gerando a possibilidade deescolha de trajeto, fato que permitira o crescimento horizontaldo município que se refere a maior conexão entre os pólos.CENTRALIDADE 01 -TERMINAL JÁ EXISTENTE. O terminal urbano já é existente e fica localizado entre a Av.Kaethe Richrs e a Rua Domingues de Oliveira, nele propomosuma requalificação e uma ampliação, devido ao grandefluxo, por estar próximo ao centro.CENTRALIDADE 02 – TERMINAL SUISSA Criação de um terminal urbano entre a Rua Sete de Setembroesquina com a Rua Tiradentes; Localizado no Bairro Suissa.CENTRALIDADE 03- TERMINAL TANQUE CAIO Criação do terminal urbano entre a Av MiroAttilio, cruzamento com a Rua Santarem; Localizado no Bairro: CENTRALIDADE - 01Tanque Caio. TAMANH0 A3 297 X 420
  7. 7. Devido ao município de Ribeirão Pires estar em expansão, tambémpelo , fato do município ser protegido pelos órgãos ambientais, existemmuitas vias a serem requalificadas e ampliadas, muitas ainda encontram-se sem pavimentação, e não possuem ligação com o próprio sistemaviário.• Propusemos a requalificação e ampliação da Av. Brasil do trecho queda inicio no Cruzamento com a Rua Santo Bertoldo e vai até o fim damesma onde inicia-se a Av. Francisco Monteiro; Fazendo que ela vireuma via coletora, onde possa haver comércio , principalmente de grandeporte em seu entorno.• Requalificação e ampliação em todas as vias que irão passam aciclovia, dando maior comodidade a quem irão utilizar.• Vias a serem pavimentadas:Bairro, Ponte seca.Rua Santa Branca, Rua Santa Barbara, Rua Penapolis, RuaJangadeiro, Estrada do Culuaçu, Rua do Morro, Rua Lins, Rua SantaBernadete, Rua Santa Ifigenia, Rua do Bonfim, Rua ArgentinoAndreolli, Rua Santa Rosa, Rua Santa Bernadete, Rua Pedro, Rua SantaMadalena, Rua Bonfim, Rua Carlos Cruciani, Av. Piringeus, RuaMaine, Rua Auverne, Av. Lorena.Bairro, Pouso Alegre.Rua Caixias do Sul, Estrada da Soma, Rua Maria Celia, Rua Alzira, RuaPassos, Rua Sonia, Rua Kansas, Rua Carapaia, Rua Marquiri, Rua AntonioAugusto, Rua Jandaia, Rua Oswaldo, Rua Alvares Neves, Rua Yara, RuaVereador Arnaldo Alvez.Bairro Tanque Caio.Rua José Cde. Menezes, Rua Mantiqueira, Rua Jacinto Finamore, RuaEldorado de Paula. TAMANH0 A3 297 X 420

×