Your SlideShare is downloading. ×
Jornal escolar    palavras d'encantar 12.ª ed.
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Jornal escolar palavras d'encantar 12.ª ed.

866
views

Published on

Published in: Travel

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
866
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Volume 12, Edição 12 Jo r n a l E s c o la r — E B I d e G i n e t e s Junho de 2011 Coordenador: Prof. Max Teles Alunos: António Travassos, Mil- PALAVRAS D’ENCANTAR ton Ponte, Pedro Ferreira. FORMAÇÃO DE PROFESSORES NESTA EDIÇÃO: Umas breves notas sobre o projectoEditorial 2 “INTERVIR PARA VENCER”Formação de profes- 3-10soresFerraria Limpa, Ferra- 11-13ria Linda!Visita de Estudo à 14Biblioteca PúblicaTrabalho da floresta 14laurissilva 5.ºC5.º ano concurso 15 FERRARIA LIMPA, FERRARIA LINDA!“Eco-código”Criação do vermi- 16compostorDia Mundial da árvore 17EBIGIogurtes 18-19Campeonato inter- 20turmas jogo do 24A Escola Inclusiva 21Actividades realiza- 22-23das NEE 2010-2011Dia Mundial do 24Ambiente 5º Ano participa no concurso “Eco - Código”Recolha de lixo EBIG 25 “DIA MUNDIAL DA ÁRVORE NA ESCO-Visita de estudo 26Escolas Capelas e LA BÁSICA INTEGRADA DE GINETES.Domingos RebeloOficina da matemá- 27tica CDEGBalanço das activi- 28-29dades Mat 3.º ciclo GPCampeonato 29Regional cálculo LAGOAMentalEB1/JI P.ª José 30Cabral LindoGrupo B EB1/JI P.ª 31-36 ACTIVIDADES NEE 2010-2011José Cabral LindoCDEG Atletismo e 37-43 Quinta do Priôlo CDEGXadrez REGIO-Trabalhos EVT 44 NAL XADREZ
  • 2. Página 2 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 Editorial Para conhecer melhor o Novo Ministro da Educação Nuno Crato, o matemático que deu protagonismo à ciência exata e se distinguiu pela sua divulgação, é o novo ministro da Educação, do Ensino Superior e da Ciência. Terá de poupar 195 milhões de euros e reduzir pessoal num setor com mais de 10 sindi- catos de professores. Nascido em Lisboa, em 1952, onde se licenciou, é sindicatos de professores, constantes ameaças de gre- atualmente presidente executivo do Taguspark, em Oei- ve e um plano de austeridade que envolve a criação de ras. Professor catedrático e pró-reitor da Universidade mais mega agrupamentos e redução de pessoal. Para Técnica de Lisboa (UTL), começou por dar aulas no cumprir as medidas inscritas no memorando de enten- Ensino Secundário. Viveu em Lisboa, nos Açores e nos dimento assinado com a troika (UE, FMI e BCE), o novo Estados Unidos da América, onde fez o doutoramento ministro vai ter de poupar 195 milhões de euros na área em Matemática Aplicada (1992), depois do mestrado da Educação. em Métodos Matemáticos para Gestão de Empresas Para 2013, o documento aponta o aprofundamento de (1987), na capital portuguesa. medidas, com vista a poupar mais 175 milhões de Foi também em Lisboa que se licenciou em Economia euros. As escolas públicas deverão obter financiamento (1980/81), no Instituto Superior de Economia. com base na evolução de desempenho e na prestação É autor de um vasto conjunto de publicações, entre arti- de contas. gos em revistas científicas e livros que tornaram a O Governo deve elaborar um plano para melhorar a matemática acessível a todos e o popularizaram entre qualidade do ensino secundário, nomeadamente atra- os mais jovens. Para essa popularidade contribuiu tam- vés da generalização de "contratos de confiança" com bém o cargo de presidente da Sociedade Portuguesa as escolas públicas, para as quais se recomenda mais de Matemática (SPM), que ocupou desde 2004 e que autonomia. deixou para Miguel Abreu, nas últimas eleições, após Simultaneamente, exige-se o reforço do papel fiscaliza- assumir funções de administrador do Taguspark, no dor da Inspeção-Geral da Educação. ano passado. Mantém-se na SPM como presidente da O financiamento com base em contratos programa, Mesa da Assembleia-Geral, prometendo continuar a como já acontece com algumas universidades e hospi- escrever e a divulgar a matemática. tais, havia sido defendido pelo Conselho Nacional de Em 2008, foi condecorado pelo Presidente da Repúbli- Educação. ca com a comenda da Ordem do Infante Dom Henrique. Mantém-se o objetivo de combater a baixa escolaridade A União Europeia atribuiu-lhe, no mesmo ano, um pré- e o abandono escolar precoce, de melhorar a qualidade mio de comunicador científico do ano. do ensino e da formação. Crítico da educação em Portugal, defendeu nas várias Está prevista a criação de um sistema de análise, entrevistas que deu a necessidade de medidas urgen- acompanhamento, avaliação e comunicação para aferir tes no ensino da matemática, sugerindo alterações na com precisão os resultados das políticas de educação, estrutura do Ministério da Educação, como a extinção nomeadamente as que já estiverem em vigor para con- do gabinete responsável pelos exames e pelas estatís- tenção de custos. ticas, que quer ver entregues a uma entidade indepen- O Coordenador do Clube de Jornalismo dente. Prof. Max Teles Nuno Crato tem pela frente mais de uma dezena de
  • 3. Página 3 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 FORMAÇÃO DE PROFESSORES Umas breves notas sobre o projecto “INTERVIR PARA VENCER” Ao longo deste ano lectivo, 10 Professores do 1º Ciclo e 9 Educadoras de Infância desta BI aderiram voluntariamente ao projecto de formação contínua “Intervir para Vencer” da DREF. Neste âmbito, tiveram 100 horas de formação em 4 áreas essenciais à prática educativa bem sucedida: a Diferenciação Curricular e Pedagógica Autorregulação Pedagógica, das Aprendizagens Literacia e Apoio Pedagógico Aprendizagens, Pedagógico. Como esta formação se realizou em tempo pós-laboral, os formadores apostaram numa metodologia mais interactiva, onde todos os participantes tive- ram oportunidade de partilhar as suas experiências.
  • 4. Página 4 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 Como conseguiram estes profissionais de ensino sobreviver a tantas horas de for- mação, depois de um dia de trabalho??? Para ajudar a ame- nizar o cansaço, em todas as sessões houve um lanchi- nho simpático generosamente for- necido pelo grupo que anda a anga- riar fundos para se poder deslocar à ilha Terceira. Com esta deslocação, pretende-se, por um lado, participar no Congresso Regional do Movimento da Escola Moderna e, por outro, observar aulas de colegas que já organizam e gerem os seus contextos educativos de forma a optimizar a indi- vidualização do ensino a autonomização progressiva dos alunos o espírito coope- ensino, alunos, rativo e solidário a autogestão da aprendizagem as competências de Literacia e solidário, aprendizagem, Numeracia, Numeracia utilizando a abordagem personalizada ao currículo, a organização social das aprendizagens e instrumentos de pilotagem adequados. Quem tiver curiosidade e quiser visitar o blogue deste projecto: http:// intervirparavencer.wordpress., poderá ler os testemunhos dos participantes e com- preender o impacto positivo que esta formação está a ter neles. Quem entra nas suas salas de aula depara-se com uma nova dinâmica iniciada ao longo deste ano lectivo, que se traduz numa pedagogia mais activa, mais diferenciada, mais autor- regulada e mais adequada às necessidades dos alunos.
  • 5. Página 5 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 Por exemplo, estas alunas estão a apresentar aos colegas um projecto que elas desenvolveram em tempo de estudo autó- nomo (TEA) sobre os meios de transporte. A fim de promover as estratégias de autorre- gulação dos alunos, no início do dia, esta turma do 2º ano programa as suas actividades, reser- vando tempo para cada um trabalhar o seu PIT (plano individual de tra- balho), no tempo de estudo autónomo, numa perspectiva de Diferen- ciação Pedagógica e Curricular.
  • 6. Página 6 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 Esta planificação diária surge igualmente no Jardim de Infância. Para além desta planifi- cação para o grupo turma, cada criança, mesmo as que têm 3 anos fazem o seu plano indivi- dual de traba- lho (PIT), seleccionando as actividades que vão fazer no tempo de trabalho autó- nomo. Para seleccionarem a actividade preten- dida, as crianças têm de respeitar a regra do número total de elementos permitido em cada cantinho. Quando seleccio- nam a actividade, as crianças dese- nham uma circunfe- rência . Quando a terminam, pintam o círculo com a cor Esta estratégia permite avaliar as suas escolhas e ajuda-as a esco- do respectivo dia lher outras actividades menos requeridas, numa perspectiva de da semana. Autorregulação das Aprendizagens.
  • 7. Página 7 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 O ciclo PLEA, que implica que os alunos pensem bem e planifi- quem as suas acções antes de agir, consigam monitorizar o momento da execução e avaliem a acção realizada, foi intro- duzida em todos os con- textos educativos, do Jardim de Infância ao 4º ano de escolaridade. Através desta metodolo- gia, pretende-se que as crianças aprendam a autorregular as suas aprendizagens na escola e transfiram esta compe- tência para as situações do seu quotidiano.
  • 8. Página 8 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 A MÚSICA DO AMARELO Esta metodologia PLEA foi induzida, através da obra de referência no âmbito da Autogestão da Aprendizagem, OS SARILHOS DO AMARELO, que todos exploraram aos mais diversos níveis. Até uma música surgiu desta estória !
  • 9. Página 9 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 Os nomes que rimam… A promoção da consciência fonológica também foi muito traba- lhada, essencialmente nos JI e 1º e 2º anos de escolaridade. É nesta área, que se afirma como uma via eficaz na melhoria da competência leitora, que a maior parte dos participantes nesta forma- ção desenvolveu projectos de inves- tigação-acção que vão ser apresen- tados no dia 18 de Julho. No contex- to do APOIO PEDAGÓGICO, introduziu-se a metodologia dos SEIS PASSOS, de forma a que as crianças desenvolvam competências que as ajudem a superar eficaz- mente as dificul- dades de apren- dizagem que apresentam.
  • 10. Página 10 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 No âmbito deste projecto, também se desenvolveram muitas acções destinadas a estreitar os laços entre a escola e as famílias. Uma delas, refere-se ao programa de formação a pais nas temáticas seleccio- nadas por eles, como sendo as mais significativas. Artigo da responsabilidade de Conceição Medeiros, coordenadora do projecto “Intervir para Vencer”
  • 11. Página 11 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 FERRARIA LIMPA, FERRARIA LINDA! No dia mundial do ambiente os alu- ambiente, nos da turma FIXE e os de Oportuni- dade I saíram da escola às 9:15 I, para se encontrarem com os alunos da Escola Bettencourt Leça e, de lá, fazerem todos juntos uma caminha- da até à Ferraria a fim de colocarem painéis com mensagens sobre a pre- servação do Ambiente e uma árvore cinzeiro para os fumadores coloca- rem as beatas. Na Escola Bettencourt Leça, o senhor João Paulo, presidente da Junta de Freguesia de Ginetes, que desde a primeira hora acarinhou este projecto, juntou-se ao grupo. Todos ouviram com atenção as regras a seguir no percurso até à Ferraria e recordaram os objectivos desta iniciativa.
  • 12. Página 12 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 Durante a caminhada, fomos cantando a música de Iran Costa “É o bicho, é o bicho!”, mas com uma letra muito especial, escrita pela professora Teresa Duarte, que abaixo transcrevemos. REFRÃO: NÃO AO LIXO, NÃO AO LIXO/VIMOS DECLARAR/QUEREMOS RECI- CLAR / PARA PRESERVAR I HÁ MUITO TEMPO QU` ANDÁMOS APREENSIVOS COM A FERRARIA TÃO MATIZADA DE LIXO Ó MEUS AMIGOS VAMOS TODOS INTERVIR PARA EMBELEZAR! I HÁ MUITO TEMPO QU` ANDÁMOS APREENSIVOS II COM A FERRARIA TÃO MATIZADA DE LIXO AQ UI JUNTOS, ACTUAREMOS MUITO UNIDOS INTERVIR Ó MEUS AMIGOS VAMOS TODOS PARA LIMPAR E PROTEGER ESTE LUGAR PARA EMBELEZAR! E REDUZIR AQUI BEM JUNTINHO AO MAR AS BEATAS E OS DEMAIS III DETERMINÁMOS DEFENDER O EX-LIBRIS Já na Ferraria, os alunos estive- DA NOSSA TERRA, COM GESTOS AMBIENTAIS ram a ler as mensagens nos pai- REDUZINDO E REUTILIZANDO MATERIAIS PARA RECUPERAR néis que, de seguida, foram afixa- dos em lugares estratégicos por IV funcionários da Junta de fregue- TRAZEMOS LATAS BEM PINTADAS, COLORIDAS sia de Ginetes. EM BONS CINZEIROS AS QUISEMOS TRANSFORMAR P´RÓS FUMADORES AS PODEREM UTILIZAR P´RÓ PLANETA SALVAR! Depois, foi plantada uma árvore V muito, muito especial, com a aju- SABEMOS BEM QUE É POSSÍVEL RENOVAR da dos alunos do PROFIJ AS NOSSAS MENTES ATITUDES E LOCAIS OS CINCO “ERRES” NÓS DEVEMOS APLICAR BASTA ACREDITAR! A árvore dos cinzeiros!!! Pretende-se que os fumadores «Artigo da responsabilidade de Concei- coloquem as suas beatas nas lati- nhas (que os alunos da Turma ção Medeiros, coordenadora do projecto FIXE pintaram para servirem de “Ferraria Limpa, ferraria Linda!” cinzeiros.
  • 13. Página 13 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 Numa perspectiva de Escola Inclusiva, a aluna Raquel, apesar dos seus problemas de mobilidade, também participou nesta actividade, graças à boa von- tade da professora Graça Dâmaso que a transportou na sua viatura particular. Estes cinzeiros ficam presos na árvore, através de molas de roupa. Depois da AULA ABERTA, dada pelo Dr. Paulo Araújo, onde se sublinhou a importância de manter a FERRARIA LIMPA, como se fosse a nossa casa, a simpática equipa da FERRA- RIA ofereceu sumos, ao som de música infantil. Depois do lanche, regressámos à escola mais sensibilizados para as causas ambientais e para a importância de exercermos uma cidadania activa neste domínio.
  • 14. Página 14 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 Visita de Estudo à Biblioteca Pública e Arquivo de Ponta Delgada Durante o mês de Março, as turmas do 5ºB e C e todas as turmas do 6ºano, no âmbito da disciplina de Português, realizaram uma visita de estudo à Biblioteca Pública de Ponta Delgada, tendo como objectivos: desenvolver o gosto pela Trabalho da Floresta pesquisa; conhecer as características e potencia- lidades de uma biblioteca e motivar os alunos Laurissilva 5ºC para a leitura. As alunas Fátima Medeiros e Maria Rai- mundo, do 5º C, no 2º Período, fizeram Assim, os alunos aderiram com entusias- um trabalho em Power Point, sobre a Flo- mo às actividades propostas, realizando uma resta Laurissilva, na disciplina de Cida- dania. pequena visita guiada ao espaço infanto-juvenil e Decidiram trabalhar no Projeto “A participando nos jogos organizados pela bibliote- Floresta Laurissilva” porque gostavam de saber mais sobre a mesma, queriam ca, nomeadamente “A História da Princesa e do trabalhar juntas e desejavam partilhar Garfo”; “Roleta das Histórias” e “Pesquisa orien- com os colegas os novos conhecimen- tos. tada para crianças”. Começaram por pesquisar textos e ima- Professoras: Elsa Rego e Fátima Perestrelo gens sobre a Floresta Laurissilva. Depois elaboraram o Power Point. Finalmente, apresentaram-no à sua tur- ma. Prof.ª Fátima Medeiros e Maria Raimundo Professoras: Elsa Rego e Fátima Perestrelo / alunos do 6 .º ano
  • 15. P á g i n a 1 5 P a l a v ra s d ’ E n c a n t a r Volume 12, Edição 12 5º Ano participa no concurso Primeiro concurso “Eco- “Eco - Código” Código” com participação Este ano do 5º ano lectivo, pela Alguns dos alunos do 5ºC participa- 1ª vez, os ram no concurso “Eco-Código” nas aulas alunos do de Cidadania, durante o segundo período. 5ºano parti- Esta participação surgiu após uma ciparam no apresentação de vários temas acerca da concurso da Eco – Eco-Escola, pelas professoras de Cidada- Escola denominado de Eco – Código ao qual con- nia, no dia 13 de Janeiro do presente ano correram alguns alunos do 5º C da EBI Ginetes. letivo. Decidiram participar neste concurso para Os alunos decidiram participar no melhorar a prática do desenho, da pintura, da citado concurso porque acharam que escrita e para serem amigos do ambiente. deviam chamar a atenção dos seus cole- Tiveram de pesquisar no regulamento do concur- gas, professores e auxiliares sobre a pre- so, no qual estavam as regras que tinham de cum- servação do Ambiente. prir. Este alunos fizeram uma flor, por- Realizaram este trabalho com a ajuda dos que esta precisa de água e este é o tema professores de Cidadania: Guida Medeiros e Ana deste Ano da Eco-Escola. Utilizaram os Fonte e de E.V.T: Rui Ferreira e Paula Morais. O seguintes materiais: pedaços de revista, trabalho foi elaborado com tintas e colagens, com- guache e lápis de cor. praram uma cartolina A2 branca e com ajuda dos Conseguiram concretizar o seu pro- professores de E.V.T. melhoraram o desenho. jeto com alguma ajuda dos professores de Pintaram o desenho com tintas de guache, E.V.T., Rui Ferreira e Paula Morais. fizeram colagens com recortes de revistas e as Os alunos: Ana Filipe, Brian Duarte, Fran- frases foram feitas a computador. cisca Branco e Liliana Silva Quando acabaram, entregaram-no às professoras de Cidadania que o deram à coorde- nadora do programa Eco – Escola para ser sub- metido a votação. Os alunos: Carlos Gonçalves, Carolina Melo, Élson Medeiros, Miguel Almeida e Nina Pavão
  • 16. Página 16 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 A criação do vermi- compostor Os alunos do 5º c do grupo que trabalhou o tema “Agricultura Biológica” realizaram o projeto “vermicompostor” no 2º e 3º período, nas aulas de cidadania. Para realização deste projeto os alunos fizeram várias pesquisas e consultaram um panfleto cedido pela professora Guida Medeiros. Eles escolheram este tema porque que- riam preservar o ambiente e a desenvol- ver uma agricultura mais saudável. A função do vermicompostor é a degrada- ção de lixo orgânico e a reprodução de minhocas para serem utilizadas nas estu- fas desta escola. Os alunos: Bruno Rebelo, Carlos Ponte, Filipe Bar- bosa, João Cordeiro, Miguel Pavão, Rodrigo Medeiros e Rui Ferreira Feira das trocas O Grupo de Português do 3.º ciclo irá na terça- feira dar continuidade à feira das trocas. Quem pretender trocar ou comprar um livro poderá fazê-lo nesta feira. O grupo de Português pretender fazer a liquidação total dos livros, por isso apareçam, poderão encontrar algo que procuravam a algum tempo. Para o próximo ano lectivo estamos a pensar inovar e apresentar uma nova iniciativa ligada aos livros! Até lá, obrigado! O Grupo de Português
  • 17. Página 17 palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 “DIA MUNDIAL DA ÁRVORE NA ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE GINETES. No dia 21 de Março de 2011, segunda- feira, comemorou-se na E.B.2,3 de Ginetes o “DIA MUNDIAL DA ÁRVORE”. Às nove horas dirigimo-nos para o pátio da escola e esperamos pelas outras turmas e pelas plantas. Participaram todos os alunos do 2º ciclo e as turmas oportunidades. Nos jardins já estavam preparados os buracos para colocar as camélias e um aluno da turma de PROFIJ do curso de Jardinagem indicou o local para as plantar. As oportunidades e duas turmas do 5º ano plantaram no jardim lateral da escola e os 6º anos e restantes turmas do 5º ano no jardim à frente da escola. Com a turma do 6ºA estava a profes- sora Luísa Ribeiro, a Ana Luísa Avelar segurou a camélia e a professora pegou na enxada para colocar a terra, mas quem aca- bou o serviço foi a Mariana Melo. Depois de plantada a árvore cada tur- ma tirou uma fotografia de grupo para fazer parte da história. A turma do 6ºA é da opinião que a comemoração do “Dia da Árvore” na nossa escola foi uma boa iniciativa e era divertido repetir esta actividade mais vezes. A turma do 6º ano e a Professora Luí- sa Ribeiro
  • 18. Página 18 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 Iogurtes No dia 23 de Maio a turma do 6ºA, depois de realizar a PASE de Matemática, dirigiu- se ao laboratório de Ciências da Natureza. A professora Luísa Ribeiro aguardava-os com uma surpresa. À partida já sabiam o que era pois na aula anterior foram distribuídas tarefas à turma. Nas aulas anteriores a professora esteve a falar sobre micróbios patogénicos e micró- bios úteis. Com a actividade experimental que os esperava a turma iria ver como podem ser utilizados os micróbios úteis em nosso benefício. Foi seguido o seguinte protocolo experimental: Desafio: Como preparar iogurtes caseiros Podes fabricar iogurte em tua casa, utilizando as bactérias que vivem num iogurte comprado. Materiais: 1 litro de leite gordo 1 iogurte natural 1 frasco de vidro ou copos Iogurteira (ou forno eléctrico ou mala térmica). Procedimento: Amorna o leite e coloca-o no frasco de vidro. Mistura-lhe um iogurte natural. Coloca a mistura durante 12 horas num local quente: pode ser a iogurteira, o forno elétrico regulado a cerca de 30ºC ou uma mala térmica (neste caso, é melhor embrulhá-la num pano). O iogurte está pronto e podes adicionar-lhe bolachas ou pedaços de fruta ou cereais, a teu gos- to. Bom apetite! No dia seguinte antes do intervalo das 10h fomos todos comer o nosso iogurte. Este foi o resultado
  • 19. Página 19 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 Umm! Belos iogurtes! Vou juntar cereais. É muito bom! Ainda sobra algum para eu comer mais? Quem tem açúcar? Gosto do iogurte bem doce! E cereais? Quero comer de tudo! Prof.ª Luísa Ribeiro
  • 20. Página 20 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 “CAMPEONATO INTER- TURMAS do 6º ano DO JOGO DO 24” na E.B. 2,3 de Ginetes. No dia 3 de Junho realizou-se na nossa escola o “CAMPEONATO INTER- TURMAS do 6º ano DO JOGO DO 24”. Da turma do 6º A participaram os alu- nos: Alexandra Resendes, Carolina Pereira, Carolina Feliciano e Frederico Sousa. O Alexandre Ponte, João Almeida, Marco Veríssimo foram os alunos escolhidos no 6ºB. E do 6ºC vieram as alunas Ana Beatriz Duarte, Joana Cordeiro, Vanessa Costa, Eliana Viveiros. As professoras de matemática expli- caram as regras, e os alunos foram dividi- dos em três grupos. Deu-se início ao jogo e após a jogada de duas voltas as professoras fizeram contas. Foram apurados para a final do “JOGO DO 24” que se vai realizar em Vila Franca do Campo, no dia 8 de Junho, os alunos: 1º lugar – Carolina Pereira – 17 pontos 2º lugar – Carolina Feliciano – 11 pontos Notícia de última hora: 3º lugar – Alexandra Resendes – 10 pontos A Carolina Pereira foi a grande vencedora 4º lugar – Alexandre Ponte – 8 pontos do Campeonato inter-escolas em Vila Franca do Campo. Neste campeonato par- Reportagem realizada pela turma 6ºA e pro- ticiparam 9 escolas da ilha de S. Miguel. fessora Luísa Ribeiro
  • 21. Página 21 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 intervenção especializada e individualizada. A Escola Inclusiva Embora de origem endógena, estas limitações ou incapacidades podem ser condicionadas por A educação é um direito universal consa- factores ambientais, exógenos. grado na Constituição. Como tal, os órgãos governamentais têm de assegurar que todas as Durante este ano lectivo, o Núcleo de crianças, independentemente de terem ou não Educação Especial (NEE) da EBI de Ginetes, necessidades educativas especiais, têm acesso apesar de todos os constrangimentos a nível de a uma educação de qualidade. recursos humanos, conseguiu realizar onze ava- Dado que, as crianças com necessidades liações especializadas, dando as respostas edu- educativas especiais são uma realidade presen- cativas possíveis às diferentes problemáticas te nas escolas, é fundamental criar condições e evidenciadas pelas crianças. Para além disso, respostas educativas que promovam a sua pela primeira vez em alguns anos, foram organi- inclusão. A escola para poder dar uma resposta zadas visitas de estudo e convívios com todos adequada às necessidades destas crianças os alunos do Núcleo, actividades que serviram deve fazer um diagnóstico e avaliação o mais para estreitar “laços” de amizade, “alargar hori- precocemente possível, tendo em atenção não zontes” e constatar a falta de vivências por parte só as dificuldades de aprendizagem, mas tam- de algumas crianças. Foram actividades muito bém o meio familiar, económico e social. profícuas que serão novamente exploradas no A caracterização e definição das necessi- próximo ano lectivo, que se quer cada vez mais dades educativas especiais são feitas com base inclusivo. na Classificação Internacional da Funcionalida- Nunca se esqueçam: de, Incapacidade e Saúde de Crianças e Jovens “Temos o direito a sermos iguais quando (CIF-CJ) da Organização Mundial de Saúde. A a diferença nos inferioriza. Temos o direito a CIF-CJ contribui para a uniformização dos crité- rios de diagnóstico, avaliação e caracterização sermos diferentes quando a igualdade nos desca- das crianças e jovens com necessidades educa- racteriza. As pessoas querem ser iguais, mas tivas especiais. Este é um modelo de classifica- querem respeitadas suas diferenças. Ou seja, ção da funcionalidade e incapacidade dinâmico, querem participar, mas querem também que suas interactivo e multidimensional porque abrange diferenças sejam reconhecidas e respeita- várias dimensões que resultam da interacção das.” (Boaventura de Sousa Santos) permanente entre a criança/jovem e o meio ambiente envolvente. A educação especial assume, por isso, a O Coordenador do NEE premissa de dar resposta às necessidades das Prof. Márcio Ferreira crianças e jovens com limitações ou incapacida- des de carácter permanente através de uma
  • 22. Página 22 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 Actividades realizadas pelo NEE no ano lectivo de 2010/2011 Quinta do Priôlo Regimento de Guarnição 2, Arrifes Apresentação de Projectos/trabalhos
  • 23. Página 23 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 Actividades realizadas pelo NEE no ano lectivo de 2010/2011 (continuação) Convívios Desportivos CURIOSIDADE DESAFIO 1- Escreve os 3 primeiros algarismos de seu O número de cada bola representa a telemóvel (não vale o indicativo 91, 96, 21 ou diferença entre os números das bolas sobre as 22 ou 26...). quais se sustenta. Completa os números que faltam, sabendo que na fila inferior os algaris- 2- Multiplica por 80. mos 0 e 9 só aparecem uma vez no conjunto 3- Adiciona 1. de todos os números desta fila. 4- Multiplica por 250. 2 5- Adiciona o número formado pelos 4 últi- mos algarismos do mesmo telemóvel. 2 __ 6- Adiciona, novamente, o número formado pelos 4 últimos algarismos do mesmo tele- 4 __ 2 móvel __ __ __ __ 7- Subtrai 250. 8- Divide por 2. __ 2 5 __ __ Reconheces o resultado ??????? Prof. João Carvalho
  • 24. Página 24 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 DIA MUNDIAL DO AMBIENTE No passado dia 3 de Junho de 2011, todos os alunos do 9ºano de escolaridade, acompa- nhados por doze professores, participaram numa caminhada até às Sete-Cidades, onde puderem participar num churrasco, confecciona- do por alguns alunos e professores, a fim de comemorar o Dia Mundial do Ambiente. A actividade foi planeada com o objectivo de proporcionar aos participantes práticas de vida saudáveis, nomeadamente exercício físico em contacto com a Natureza e momentos de confraternização. Assim sendo, os objectivos foram alcançados, uma vez que foi notório a satisfação dos participantes, apesar do cansaço revelado. Ao longo do percurso e durante a pre- paração do churrasco, esteve sempre presente o espírito de entreajuda e todos tiveram uma ati- tude exemplar. Esta actividade consta do Plano Anual de Actividade e foi da responsabilidade das docen- tes Rosa Martins, Maria José Aurélio e Corália Henriques. Prof.ª Rosa Martins
  • 25. Página 25 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 Recolha de Lixo no recinto escolar No passado dia 6 de Junho de 2011, os alu- nos das turmas 9ºB e 9ºC, na aula de Cidada- nia, sob a responsabilidade das docentes Lúcia Cosme e Rosa Martins, procederam à recolha de lixo no recinto escolar. Esta iniciativa foi levada a cabo pela segun- da vez, este ano, tendo os alunos enchido um contentor de lixo e constatado a existência de mais lixo espalhado pelo recinto escolar, com- parativamente ao primeiro período. Prof.ª Rosa Martins
  • 26. Página 26 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 Visita de estudo à Escola Profissional de Capelas e Secundária Domingos Rebelo No passado dia 14 de Junho de 2011, os alunos das três turmas do 9ºano de escolaridade, acompanhados por cinco professores, participaram numa visita de estudo à Escola Profissional de Capelas e Secundária Domingos Rebelo. A actividade foi planeada com o objectivo de dar a conhecer a três tur- mas do nono ano de escolaridade, as opções curriculares e profissionais que as escolas mencionadas oferecem bem como promover a participação dos alunos em actividades interpessoais e de grupo, respeitando nomes, regras e critérios de actuação, de convivência e de trabalho, em vários contextos. Assim sendo, os objectivos foram alcançados, uma vez que foi notório a satisfação dos participantes. Esta actividade consta do Plano Anual de Actividade e foi da responsabilidade das docentes Rosa Martins, Lúcia Cosme e Clementina Botelho. Prof.ª Rosa Martins
  • 27. Página 27Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 Supertmatik, UNO, Jogos do Tio Papel entre outros. Os alunos ainda aproveitaram para se Oficina da Matemática prepararem para o campeonato inter-turmas e inter-escolas do jogo do 24. O terceiro ciclo, por seu turno, aderiu Ao longo deste ano lectivo, o Departa- menos a esta iniciativa, uma vez que em mento de Matemática e Informática dinamizou alguns casos, o horário da Oficina coincidiu um espaço denominado por “Oficina da Mate- com o Apoio Educativo ou com a hora de mática”. Ao criá-lo foi intenção deste departa- almoço. No entanto, verificou-se a assiduida- mento curricular, envolver os alunos em acti- de regular de um grupo restrito de alunos do vidades lúdicas de modo a que pudessem 9º ano que aproveitou a oficina para esclare- aprender, brincando com a Matemática, na cer dúvidas e consolidar conhecimentos. tentativa de desenvolver o gosto pela discipli- Gostaríamos que tomassem consciên- na e contribuir para um melhor relacionamen- cia que a Oficina da Matemática foi criada to com a mesma. Pretendeu-se, também, para vocês alunos, para poderem jogar e brin- prestar maior apoio pedagógico à disciplina, car com a matemática de forma descontraída esclarecendo dúvidas e aprofundando os e para poderem melhorar o seu desempenho conhecimentos dos alunos, através de exercí- na disciplina. cios de consolidação e/ou metodologias diver- Aproveitem as oportunidades que vos sificadas. são dadas! A Oficina da Matemática funcionou nas Prof.ª Mariana Cabral salas 9 e 10 e esteve aberta a todos os alu- nos, sem exigência de qualquer formalidade. As docentes responsáveis pelo seu funciona- mento foram: Gorete Fonseca (2º Ciclo), Luí- sa Ribeiro (2º Ciclo) e Mariana Cabral (3º Ciclo). Os alunos aderiram a esta iniciativa com algum entusiasmo, em especial os alu- nos do segundo ciclo que nas sessões da Ofi- cina da Matemática tiveram oportunidade de experimentar diversos jogos como por exem- plo: hex, ouri, rastros, “quarto”, “quoridor”, “rummi classic”, playmind”, jogo do 24,
  • 28. Página 28 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 Balanço das actividades desenvolvidas pelo grupo Mate- mática do 3ºciclo O grupo de Matemática do 3ºciclo da Escola Básica 2, 3 de Ginetes organizou, no decorrer do ano lectivo 2010/2011, diversas actividades com os alunos, nomeadamente: Concurso de presépios, que decorreu de 15 a 17 de Dezembro de 2010. Este concurso teve como objectivo fundamental sensibilizar os alunos para a diversidade de aplicações matemáticas no meio que os envolve. Em primeiro lugar classificou-se o presépio 9, construído pelos alunos Car- los Torres, Júlio Oliveira, António Alves e Paulo Cunha. Decoração de uma árvore de Natal, no final do 1º período, com figuras geo- métricas e figuras alusivas à época, recorrendo à técnica de origami e utili- zando papel reciclado. Concurso de Jogos Matemáticos, que decor- André Costa 1º Lugar reu no dia 16 de Dezembro de 2010. O Este concurso teve como objectivo u Tiago silva seleccionar alunos para a participação no II R 2º Lugar Campeonato Regional de Jogos Matemáticos. i Os alunos seleccionados, no 3ºciclo, 3º Lugar Mariana Cordeiro foram : (ver tabela). Rodrigo Oliveira É de referir que os alunos que partici- 1º Lugar param no II Campeonato Regional de H Cristiana Pereira Jogos Matemáticos, que decorreu no e 2º Lugar Pavilhão do Mar no dia 21 de Janeiro x do corrente ano, fizeram-no de forma António Travassos empenhada, interessada e sobretudo 3º Lugar revelaram um espírito de camarada- Hugo Cordeiro gem e boa disposição. Destacou-se a R 1º Lugar a participação do aluno Pedro Ferreira, S da turma A do 7ºano, que obteve o 3.º t Pedro Ferreira lugar no jogo intitulado “Rastros”. R 2º Lugar O s Pedro Costa 3º Lugar
  • 29. Página 29 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 Campeonato Regional de Primei- Cálculo Mental em 5 minutos ra fase das XXIX Olimpía- À semelhança do que se passou com as das da Mate- turmas de 7º ano as turmas de 5º ano, também mática, que se tiveram a oportunidade de participar no Campeo- realizou no dia nato Regional de Cálculo Mental em 5 minutos. 10 de Novembro de 2010. Participaram 21 alu- nos, dos quais 6 na categoria júnior e 15 na Ao longo do ano letivo todos os alunos do categoria A. 5º ano, nas suas aulas de matemática, treinaram Apurados os resultados nacionais desta o cálculo mental. primeira eliminatória, ficaram apurados para a segunda eliminatória os alunos Entre 21 e 25 de Fevereiro foram selec- Milton Ponte da turma A do 7.º ano e cionados os quatro melhores alunos de cada tur- João Chaves da turma A do 9.º ano, ma. Assim passaram para a fase de Escola os respectivamente, na categoria júnior e alunos: Inês Viveiros, João Medeiros, Mariana na categoria A. Viveiros, Carlos Ponte, Rodrigo Medeiros, Ana • Divulgação dos Jogos Matemáticos nas Rita Sá, João Viveiros, Leandro Raposo, Helena escolas do 1ºciclo, sobretudo nas turmas dos Pacheco e Pilar Cacilhas. 3.º e 4.º anos. Com esta iniciativa pretendeu-se A 8 de Abril decorreu a fase escola e mostrar aos mais novos que a matemática tam- foram selecionados apenas três alunos que bém tem um vertente lúdica e divertida. representaram a nossa escola na final regional. • Dinamização de uma sala de jogos, no final Estes alunos foram: Carlos Ponte, Leandro Rapo- dos 2º e 3º períodos. so e Rodrigo Medeiros. • Construção de um jogo de damas, em gran- No dia 4 de Maio, aconteceu a fase Final, des dimensões, no espaço exterior da escola. a prova tinha 40 perguntas. Assim em primeiro Final do jogo do “24” e do cálculo mental, que lugar, com 36 respostas certas ficou o Carlos decorreu no dia 21 de Junho durante a “Escola Ponte, em segundo lugar com 29 respostas cer- aberta, Escola em festa”. Algumas destas actividades também abran- tas ficou o Leandro Raposo e por fim o Rodrigo geram o 2ºciclo, pelo que os professores deste Medeiros com 26 respostas certas. ciclo também estiveram envolvidos na sua A nível Regional o Carlos Ponte ficou na organização. 4ª posição, o Leandro Raposo na 10ª posição e o O grupo de Matemática do 3º ciclo agrade- Rodrigo Medeiros na 13ª posição. ce o empenho e criatividade de todos os alunos Os resultados obtidos foram bons, para- participantes. béns a todos, só temos de continuar a treinar para sermos melhores. Professora Sílvia Aguiar
  • 30. Página 30 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 Olá, mais uma vez a todos os leitores! Para finalizarmos mais um ano lectivo, nada melhor do que uma sessão de Movimento! Pois, foi o que se passou mais uma vez na nossa escola: O Convívio Desportivo do 3º Período! Apesar do tempo não ter ajudado muito, o Professor Ricardo presenteou-nos com uns jogos muito interessantes, que nós adorámos Primeiro, ouvimos atentamente as suas explicações e depois, “passámos à acção”, ora vejam lá: Os mais velhos ajuda- ram os mais pequenos e, assim, todos podemos jogar! Depois de um lanche e de uma pausa para descansar jogá- mos ao “Jogo do Queimado” e finalmente, para “acalmar os ânimos”, o Professor Ricardo fez connosco uma sessão de relaxamento inspirada na filo- sofia oriental: Gostávamos que o Professor Ricardo voltasse para o ano! Umas Boas Férias a todos os leitores!
  • 31. Página 31 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 Olá a todos os leitores! Já desde o ano lectivo passado que não vos contávamos as novidades da nossa sala. Este ano, os nos- sos Pais/Encarregados de Educação e familiares continuaram a vir à escola fazer actividades connosco. Bem, tudo começou com a Reunião de Pais. A nossa profes- sora sugeriu que fizessem um animal, para nos oferecer, com mate- rial de desperdício e, vejam só como eles estão felizes a pintar/ recortar/colar. Ah! Os animais ficaram muito giros! Depois, foi a vez de todos os Pais/Encarregados de Educação da nossa sala se juntarem e fazerem uma sopa gostosa, para a “Amostra de Sopas” que realizámos na nossa escola, a propósito do Dia Mundial da Alimentação.
  • 32. Página 32 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 Como estávamos a falar sobre o milho e suas utilidades, a avó Maria convidou-nos para irmos a casa dela ver as espigas de milho. Ela explicou-nos como é que se faziam as desfolhadas e tinha milho cozido para nós comermos. A avó Lina explicou- nos como se faziam os “machucos” e os “piões”, onde o milho secava. Até fez um brin- quedo de milho! Nós tirámos o milho da espiga para cozer e comermos.
  • 33. Página 33 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 E sabiam que a avó Fátima faz umas pipocas muito boas? Nós fomos aprender afinal tam- bém são feitas de milho. Com o dia do “Pão por Deus” (Halloween) a aproximar-se explorámos as utilidades da abóbo- ra, da qual as bruxinhas tanto gostam! Ouvimos dizer que a avó Venilde fazia uns “Pastéis de Abóbo- ra” muito bons, e de facto foi verdade!
  • 34. Página 34 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 E o “Doce de Maçã e Pêra” da avó Lina? Nós fomos ajudar a fazer e depois recortámos tecido para tapar os frasquinhos de doce que levámos para casa, nham! nham! A mãe Maria ofereceu-se para vir à escola ensinar-nos como se fazem flores com meias de mousse e arame. Nós aproveitámos estas flores para oferecermos aos Idosos e Acamados da nossa freguesia, pela altura do Natal.
  • 35. Página 35 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 A mãe Elisabete teve a ideia de fazermos uma sessão de cinema na escola. Com pipocas, sumos, bilhetes e tudo! Ao entrarmos na sala de cinema dávamos um beijinho à mãe Elisabete e ela rasgava os nossos bilhetes. 1 BILHETE SESSÃO DE 1 CINEMA BEIJINHO Sapo” “A Princesa e o Sapo” Das 13:30h às 14:50h PARA 19/11/2010 ENTRAR A Mãe Susana veio visitar-nos à escola com o seu bebé, o irmão do nosso colega, Miguel. Nós tínhamos estado a conversar acerca dos bebés. Vimos as ecografias do bebé na barri- ga da mãe, pegámos-lhe ao colo e vimos como é que a mãe lhe muda a fralda. O Miguel explicou-nos o que é que o seu irmão come e os cuidados que é necessário ter com ele.
  • 36. Página 36 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 Esperamos que tenham gostado! Até para o ano! Boas Férias amigos leitores!
  • 37. Página 37 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 KM Jovem Regional KM Jovem Nacional O Clube Desportivo Escolar de Ginetes O Clube Desportivo Escolar de Gine- participou com 6 atletas no «KM Jovem tes participou com 3 atletas no «KM Jovem Regional», no dia 10 Abril de 2011, na Ilha Nacional», no dia 21 Maio de 2011, em Terceira. Ponte de Sôr / Portalegre. Três dos nossos atletas ganharam Iniciados M, Roberto Cordeiro; em o KM Jovem Regional, em Iniciados M, Juvenis M, Artur Vasconcelos e em Juve- Roberto Cordeiro; em Juvenis M, Artur nis F, Vânia Araújo. Vasconcelos e em Juvenis F, Vânia Araújo. Os resultados foram modestos, face Estes atletas vão participar no KM Jovem a um nível competitivo muito elevado prati- Nacional, dia 21 de Maio em Ponte de Sôr / cado a nível Nacional. Portalegre. Além dos iniciados também temos vários atletas infantis e iniciados nos 3 primei- ros lugares do Ranking de AASM. As várias atle- tas femininas que participa- ram no Km Jovem, das quais a Catari- na Cordeiro do CDEG
  • 38. Página 38 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 24.º Corrida da Liberdade No dia 25 de Abril 2011, o Clube Desporti- vo Escolar de Ginetes participou na 24.ª Corrida da Liberdade, pelas 10h00, na Ribeira Grande, com 7 atletas. O clube obteve óptimos resultados nas camadas jovens, visto que todos os nossos atletas subiram ao pódio: 1.º e 2.ºlugares Infantis M; 1.º e 3.ºlugares Iniciados M e 1.º lugar Inicia- 2.º Lugar Juvenil M Artur Vasconcelos dos F e 2.º lugar Juvenis M. Finalmente em Vete- ranos I 1.º lugar. 1.º Lug. Iniciados F Catarina Cordeiro 1.º Lugar Veterano I Max Teles 1.º e 3.º Lugares Inic. M Roberto e Lau- dalino 1.º e 2.º Lugares Infantis M Luís e João
  • 39. Página 39 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 Campeonato AASM Olímpico Jovem AASM O CDEG participou no Campeonato AASM Olímpico Jovem, no dia 30-04-2011, com 13 atletas, masculinos e femininos, de vários escalões: Benja- mins, Infantis, Iniciados e Juvenis, competindo em 26 provas e em 10 disciplinas: peso, dardo, 60m, 80m, 100m, 150m, 200m, 800m, 1000m e 1500m. O saldo foi bastante positivo, ainda não temos os resultados oficiais, mas pensamos que mais de 70% das provas em que os nossos atletas entraram foram ganhas por eles (posteriormente serão divulgados os resultados oficiais). Parabéns, mais uma vez, aos meus jovens atletas! Partidas dos Benjamins, Infantis, Iniciados e Juvenis do CDEG
  • 40. Página 40 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 Campeonato Regional Olímpico Jovem O Clube Desportivo Escolar de Ginetes participou com 9 atletas, integrados na selecção da AASM, no Cam- peonato Regional Olímpico Jovem, na Pista das Laran- jeiras, em S. Miguel. Também participaram as Associa- ções de Atletismo da Terceira, do Faial e do Pico. Todos os nossos atletas subiram ao pódio, obtendo 5 primei- ros lugares; 5 segundos e 6 terceiros. Assim, o Roberto Cordeiro foi o nosso herói, já que se sagrou Campeão Regional em 1500m obstáculos; 1000m e Estafeta 4x80m. Também podemos salientar o Laudalino Vascon- celos que se sagrou Campeão Regional em Estafeta 4x80m e Vice-Campeão Regional em 1500m obstácu- los; 1000m e Dardo. Para além destes dois nossos atle- tas, destacamos o João Martins em 600m e o Artur Vas- concelos em 2000 obstáculos e 3000m, Vice- Campeões Regionais. Os restantes atletas também reservaram um lugar no pódio, como foi referido, 6 tercei- ros lugares. O Roberto Cordeiro; o Laudalino Vascon- celos e a Catarina Cordeiro vão ao Nacional Olímpico Jovem. Pódios — Atletas do CDEG infantis, iniciados e juvenis
  • 41. Página 41 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 Campeonato AASM Infan- Taça Regional de Infantis tis e Iniciados e Iniciados Ilha Terceira O Clube Desportivo Escolar de Gine- O Clube Desportivo Escolar de Ginetes tes participou com 4 atletas no Campeonato participou com 2 atletas, integrados na selec- AASM Infantis e Iniciados, no dia 14 de Maio ção da AASM, no Campeonato Regional de de 2011, na Pista das Laranjeiras. Este cam- Infantis e Iniciados, que se realizou no dia 28 peonato serviu para apuramento para o e 29 de Maio de 2011, na Ilha Terceira. Regional. Assim, foram apurados os 3 atle- Mais uma vez, tivemos os nossos dois tas Infantis e Iniciados: Adelino Vasconce- atletas no pódio e mais um Campeão los; Roberto Cordeiro e Catarina Cordeiro Regional nesta Taça Regional de Infantis e para participaram no Taça Regional de Iniciados – Roberto Cordeiro (Iniciado M). Infantis e Iniciados, na Ilha Terceira, nos dias 28 e 29 de Maio. Campeonato Regio- nal de Juvenis O Clube Desportivo Escolar de Campeão Regional em 1500 m Taça Ginetes participou com 6 atletas no Regional de Inf. e Inic. – Roberto Cordeiro Campeonato Regional de Juvenis, Domingo, 22 de Maio de 2011, na pista das Laranjeiras, Ponta Delgada. Obtendo bons resultados, 4 atletas no pódio e mais uma Campeã Regional de Juvenis – Catarina Cordeiro (ainda Iniciada), nos 800m. Campeã Regional de Juvenis – Catarina Cordeiro (ainda Iniciada), nos 800m.
  • 42. Página 42 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 GP Agua de Pau / Lagoa No dia 05 de Junho 2011, o Clube Desportivo Escolar de Ginetes participou no GP Agua de Pau / Lagoa, pelas 10h00, na Lagoa, com 7 atletas masculi- nos. Obtivemos os melhores resultados possíveis, já que todos os nossos atletas subiram ao pódio, obtendo cinco 1.ºlugares, ou seja, ganhamos em Luís, João e Adelino1.º, 2.º e 3.º lugares todos os escalões que apresentamos: benjamins; Infantis M infantis, iniciados, juvenis e veteranos. Mais uma vez, nesta prova de estrada, o CDE de Ginetes fez o pleno, confirmando que é, neste momento, o melhor clube desportivo em atletismo de estrada, em S. Miguel, nos escalões de formação. Tiago Silva 1.º lugar iniciados M Artur Vasconcelos 1.º lugar juvenis M André Vasconcelos 1.º lugar benjamins Max Teles 1.º lugar veteranos M
  • 43. Página 43 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 Campeonato Regional por Equipas de Xadrez No passado sábado, 7 de Maio, o CDE de Ginetes venceu a Série A do Cam- peonato Regional por Equipas, ao vencer o CDEP Capelas A (2,5 – 1,5) e ao empatar com o CDEP Capelas B (2 – 2). Com a vitó- ria já conquistada em Abril contra o CDES Ribeira Grande, o nosso clube garantiu o Com o objectivo de formar uma equipa primeiro lugar do grupo B no próximo ano, o clube decidiu que no jogo contra o CDEP Capelas B jogassem jogadores com menos expe- riência. Neste jogo e apesar do Antó- nio Travassos perder contra o José Martins na mesa 1 e o Diogo Silva per- der na mesa 4, o nosso clube conse- guiu o empate com as vitórias dos estreantes Francisco Mateus e Afonso Fonseca. O resultado final do encontro foi de 2 – 2 (duas vitórias e duas derro- tas). No jogo decisivo, o Rodrigo Oliveira empa- tou contra o n.º 1 do CDEP Capelas, Henri- que Cardoso. O Tiago Meireles, na mesa 2, venceu com relativa facilidade o Jorge Pinheiro. Na mesa 3, o Milton Ponte perdeu com a Vânia Rodrigues, num jogo bastante disputado e onde a vantagem de peões foi determinante na vitória da Vânia. Na mesa 4, o Fernando Silva venceu o Paulo Silva, Com esta vitória na Série A, o CDE colocando o resultando final em 2,5 – 1,5 Ginetes vai participar na poule final na (duas vitórias, um empate e uma derrota). Ilha de S. Jorge, com o objectivo de subir de divisão. Prof. Fernando Silva
  • 44. Página 44 Palavras d’Encantar Volume 12, Edição 12 EDUCAÇÃO VISUAL E TECNOLÓGICA No âmbito do Plano Anual de Actividades o grupo curricular disciplinar de Educação Visual e Tecnológica participou no Corso de Carnaval promovido pelo Município de Ponta Delgada, através do ANIMA- Cultura. Os alunos participa- ram utilizando máscaras, realizadas nas aulas de E.V.T., alusivas aos temas: - RECICLAGEM (5ºB e 5ºC); • O MAR e a FLORESTA: - comemoração do Ano Internacional da Floresta. (5ºA e 5ºD) - o mar, tema escolhido este ano pela escola. (6ºA, 6ºB, 6ºC e 6ºD). (ver fotos) O grupo curricular disciplinar de Educação Visual e Tecnológica agradece a todos os professores e funcionárias que acompanharam os alunos no Corso.