I T O - UMA QUESTÃO ESTRATEGICA
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

I T O - UMA QUESTÃO ESTRATEGICA

on

  • 2,702 views

Trabalho apresentado na Universidade Federal de Rondônia, no curso de Administração, dentro da disciplina de Introdução a Teoria das Organizações.

Trabalho apresentado na Universidade Federal de Rondônia, no curso de Administração, dentro da disciplina de Introdução a Teoria das Organizações.

Statistics

Views

Total Views
2,702
Views on SlideShare
2,692
Embed Views
10

Actions

Likes
0
Downloads
25
Comments
0

1 Embed 10

http://www.slideshare.net 10

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

I T O - UMA QUESTÃO ESTRATEGICA I T O - UMA QUESTÃO ESTRATEGICA Presentation Transcript

  • Seminário Temático Teoria Geral das Organizações COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA Prof° Ms. Flavio de São Pedro Filho Fundação Universidade Federal de Rondônia - UNIR
  • CINTIA KELLER BRUNES EDERSON JUNIOR DO AMARANTE FRANCIANE DUMPIERRE DE OLIVEIRA FRANCISCO EUDER DOS SANTOS MAXIMILIANO BARROSO BONFÁ COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL:
  • Metodologia Aplicada COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA Tema Proposto: Redes Interorganizacionais: As Alianças Definimos as Bibliografias Definiu-se os tópicos de Estudo Dividiu-se os temas pela ordem de apresentação Reunimos as pesquisas e articulamos a apresentação
  • A globalização gera uma quebra de limites e fronteiras, no que se refere principalmente à economia e a comunicação, pois os países, as empresas e os grupos de pessoas não sobrevivem mais de maneira isolada, ambos se relacionam e precisam uns dos outros para dar continuidade ao processo de desenvolvimento social e global COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA
  • Objetivos COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA O objetivo principal observado para elaboração do projeto aqui apresentado, foi definir as formas de alianças traçadas pelas empresas e suas funções. Apontaremos nesse projeto em que contexto se forma as alianças estratégicas e com que objetivo elas são firmadas.
  • Joint-Venture COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA - É um tipo de cooperação entre duas ou mais empresas que têm como objetivo estabelecer uma relação que beneficia ambas as partes. - Resulta na criação de uma nova entidade distinta dos seus fundadores, com personalidade jurídica independente, onde a atividade comercial é autônoma das atividades dos seus constituintes; - Contudo, segue a mesma linha de objetivos das empresas matrizes.
  • Joint-Venture COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA - Esta forma de cooperação não tem um prazo limite para a sua cessação, isto é, pode existir um prolongamento da cooperação se ambas as partes estiverem interessadas. - Um exemplo de sucesso de joint-venture é a Fuji Xérox. - - A Xerox e Fuji Photo Film criaram a joint-venture Fuji Xerox
  • Joint-Venture COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA - Para que a Xerox conseguisse vender foto copiadoras no Japão e países vizinhos, deixando de ser uma simples estratégia de marketing, pois ajudou a Xerox a defender-se dos concorrentes japoneses. - Em 1980, a atitude da Xerox em relação à Fuji Xerox modificou-se e a partir da década de 90, a estratégia da Xerox e as capacidades da Fuji Xerox’s tornaram-se comuns, logo a joint-venture transformou-se numa fornecedora da Xerox a nível mundial e parceiro no desenvolvimento de novas tecnologias.
  • Franchising COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA - Foi uma forma de cooperação bastante relevante após a segunda guerra mundial, que se expandiu paralelamente com as empresas norte americanas, em especial na Europa. - A franquia ou também chamada franchising é um contrato no qual, uma empresa (a franqueadora) cede, mediante uma contrapartida, o direito de venda e distribuição dos seus produtos ou serviços a outra empresa (a flanqueada).
  • Franchising COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA - O franqueado depois do contrato passa a poder usufruir do nome, da marca, das insígnias e de todos os sinais distintivos de comércio da empresa franqueadora, numa área geográfica específica. - O franqueador tem que fornecer para além da sua imagem empresarial, assistência técnica, assistência comercial, conhecimentos tecnológicos, regras de organização, know-how, métodos de venda, planos de comercialização e políticas de marketing.
  • Franchising COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA Tipos de Franchising - Na franquia de serviço, o franqueado oferece ao consumidor um serviço sob o nome e marca do franqueador; - Na franquia industrial ou de produção, a empresa franqueada fabrica os produtos sob as ordens e diretrizes do franqueador. - Na franquia de distribuição ou de produto, o franqueado obriga-se a vender certos produtos num estabelecimento com o nome e a insígnia do franqueador.
  • Franchising COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA - A Coca-Cola Amatil é a segundo maior produtor de garrafas da Coca-Cola Company e opera em 18 países. Os acordos de franchising envolvem a partilha da responsabilidade do produto e imagem corporativa. Os produtores de garrafas seguem algumas normas como a conservação da água e a reciclagem dos desperdícios da água. Assim é importante para a Coca-Cola desenvolver parcerias saudáveis com os melhores produtores de garrafas, para se manter em primeiro lugar no mercado dos refrigerantes.
  • Stakeholder COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA - Stakeholder ou, em Português, parte interessada ou interveniente, refere-se a todos os envolvidos num processo, por exemplo, clientes, colaboradores, investidores, fornecedores, comunidade, etc. - O processo em questão pode ser de carácter temporário (como um projeto) ou duradouro (como o negócio de uma empresa ou a missão de uma organização sem fins lucrativos).
  • Stakeholder COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA - O sucesso de qualquer empreendimento depende da participação de suas partes interessadas e por isso é necessário assegurar que suas expectativas e necessidades sejam conhecidas e consideradas pelos gestores. - De modo geral, essas expectativas envolvem satisfação de necessidades, compensação financeira e comportamento ético. - Cada interveniente ou grupo de intervenientes apresenta/representa um determinado tipo de interesse no processo.
  • Stakeholder COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA - O envolvimento de todos os intervenientes não maximiza obrigatoriamente o processo, mas permite achar um equilíbrio de forças e minimizar riscos e impactos negativos na execução desse processo. - Uma organização que pretende ter uma existência estável e duradoura deve atender simultaneamente as necessidades de todas as suas partes interessadas.
  • Stakeholder COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA - Para fazer isso ela precisa gerar valor, isto é, a aplicação dos recursos usados deve gerar um benefício maior do que seu custo total. - O termo “stakeholders” foi criado para designar todas as pessoas, instituições ou empresas que, de alguma maneira, são influenciadas pelas ações de uma organização
  • Outsourcing COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA - Outsourcing nada mais é do que delegar serviços a terceiros. A expressão terceirização também pode ser usada, sendo que esta é uma tradução livre de outsourcing, mas que no Brasil não corresponde inteiramente a realidade de uso. - A maioria das empresas começou a terceirizar escolhendo as áreas mais simples como serviços gerais ou segurança.
  • Outsourcing COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA - Algumas empresas chegaram a terceirizar departamentos inteiros que participavam indiretamente da produção. Nesse primeiro processo, muitos empregados tornaram-se micro ou pequenos empresários, com algum apoio da empresa que trabalhava antes.
  • Outsourcing COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA - Hoje, a terceirização é um fato concreto e um grande vilão para as micro e pequenas empresas em geral. Há empresas de vários tipos que atuam como terceirizadas em várias áreas, da comunicação empresarial à informática, de consultoria ambiental ao serviço de refeições. A terceirização é uma modalidade usada com freqüência pelos governos federal, estadual e municipal.
  • Outsourcing COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA Vantagens e desvantagens para empresa que terceiriza Prós As empresas não precisam se especializar em atividades que não tem a ver com ser negócio principal. Se bem elaborada, as empresas podem conseguir uma diminuição dos custos com esses contratos, já que parte dos gastos de manutenção ficam com a terceirizada. A empresa pode se concentrar em melhorias na sua atividade-fim. Contras Desconhecimento da administração e da filosofia da empresa pelo terceirizado pode atrapalhar. Muitas vezes há dificuldade para encontrar a empresa parceria ideal. Sempre existe o risco de não cumprimento de contratos.
  • Outsourcing COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA Vantagens e desvantagens para empresa Terceirizada Prós Maior mobilização para crescimento da própria empresa, já que não há contrato de exclusividade, a princípio. Possibilidade de fazer uma gestão independente e diferente da forma como cliente atua. Contras Muitas vezes essas empresas têm uma dependência dos grandes clientes. Empresa deve arcar com custo de manutenção e dos encargos trabalhistas.
  • Outsourcing COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA - A Galp Energia e o Grupo Secil celebraram um acordo para o fornecimento de combustíveis, lubrificantes e para a prestação de serviços de lubrificação em regime de outsourcing às 19 empresas do grupo em cerca de 50 locais de entrega. - A Galp Energia assegurou todas as operações de lubrificação, bem como a gestão do armazém de lubrificantes e outras tarefas complementares no âmbito da Manutenção curativa e preventiva.
  • Redes de Cooperação COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA - Um dos temas emergentes dentro da Teoria das Organizações tem sido a aplicação dos conceitos de Redes, dentro do processo de transformação capitalista ocorrida a partir de meados dos anos 70 - A aplicação dos conceitos de Redes decorre de duas premissas básicas: 1 - O constante e crescente aumento da concorrência e competitividade empresarial 2 - As empresas atuando de forma isolada não terão condições de obter as devidas condições de sobrevivência e desenvolvimento
  • Redes de Cooperação COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA - O conceito de redes têm vários enfoques, num sentido etimológico o termo "rede" é derivado do latim, que significa "entrelaçamento de fios, cordas, cordéis, arames, com aberturas regulares fixadas por malhas, formando uma espécie de tecido" - A maioria dos autores apontam às organizações como redes sociais, e devem ser analisadas como tais. Uma rede social tem a ver com um conjunto de pessoas, organizações, etc. ligados através de um conjunto de relações sociais de um tipo específico.
  • Redes de Cooperação COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA - Nohria sugere algumas razões para estudar as organizações numa perspectiva de Redes, dentre elas: · Todas as organizações constituem-se numa importante Rede Social e precisam serem discutidas e analisadas como tal; · O ambiente organizacional pode ser caracterizado como um conjunto de empresas interligadas e em constante interação; · Às ações(atitudes e comportamentos) dos atores nas organizações podem ser melhor explicadas e entendidas em termos de relacionamentos.
  • Redes de Cooperação COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA Os Modelos de Redes de Cooperação . O Modelo de Miles & Snow(1986) – Uma empresa centraliza a rede . O Modelo de Hakänsson (1987) – Inter-Relação entre estas empresas . O modelo de Lipnack & Stamps(1994) – Hierarquia entre as empresas
  • Tecnologia COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA - O ambiente empresarial está mudando continuamente, tornando-se mais complexo e menos previsível, e cada vez mais dependentes de informação e de toda a infra-estrutura tecnológica que permite o gerenciamento de enormes quantidades de dados.
  • Tecnologia COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA - “Na verdade a tecnologia traz a necessidade de mudanças culturais e passa a exigir das pessoas a capacidade de reciclar seus conceitos e seus paradigmas. As pessoas não precisam mais saber gerar informação, pois a sua geração é automática. Precisam sim, saber usar a informação. Caso a empresa não tenha tempo nem recursos para investir em treinamento, torna-se necessário fazer uma reciclagem de quadro. Tenta-se mudar as pessoas, mas, se precisar, muda-se de pessoas”
  • Tecnologia COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA - O uso da reengenharia de processos para direcionar os novos sistemas de informação pode proporcionar um aumento significativo da satisfação dos clientes, e/ou a redução de custos, ao contrário das iniciativas que envolvem o uso de tecnologia apenas para fazer mais rápido o mesmo trabalho.
  • Tecnologia COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA - A Tecnologia vem sendo uma das principais ferramentas de alianças inter-organizacionais e principalmente de desenvolvimento de redes de cooperação entre organizações, porque a tecnologia é algo que veio pra ficar e ser aprimorada, e não uma onda passageira, como o que já aconteceu com outros recursos de desenvolvimento organizacionais.
  • Muito Obrigado pela Atenção COOPERACAO INTER-EMPRESARIAL: UMA QUESTÃO ESTRATEGICA