Panorama do Ecommerce Brasileiro Felipe Morais - Ecommerce School

2,139 views

Published on

Palestra dada pelo planner Felipe Morais na Semana Ecommerce, evento de ecommerce gratuito patrocinado pela Ecommerce School: www.ecommerceschool.com.br

Published in: Business
0 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,139
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
72
Comments
0
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Panorama do Ecommerce Brasileiro Felipe Morais - Ecommerce School

  1. 1. Felipe Morais@plannerfelipe O CENÁRIO DO E-COMMERCE BRASILEIRO
  2. 2. • ESPECIALISTA EM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DIGITAL • Autor do livro PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DIGITAL (Ed. Brasport) • Autor do Blog do Planejamento (plannerfelipemorais.blogspot.com) • Professor da Pós Graduação em Marketing Digital da Faculdade Impacta de Tecnologia e do MBA de E-commerce da Universidade Anhembi Morumbi • Professor das escolas: Miyashita Consulting, E-commerce School, Trevisan Escola de Negócios, WhatZon, Digitalks e IntegraCursosFundador da comunidade de Articulista semanal dos sites: Agências por onde passou:Planners Digitais Publicis Brasil, A1 Brasil,www.pedigital.ning.com • iMasters CappuccinoDigital, FTPI Digital, • O Melhor do Marketing Casanova, NeogamaBBH,Comunidades no Facebook: • ForumWeb Salles Chemestri e TV1.comPlanejamento Estratégico • CHMKTDigital e Presença Digital • Marketing Blog Clientes atendidos: • Oficina Web Nestlé, HSBC, Pirelli, Vivo, CanalComunidades no Orkut: • WebContexto Sony, Coca-cola, Puma, JBS-Friboi,Planejamento Estratégico • SOS Designers Bradesco, Chevrolet, Caixa,Digital Mercedes-Benz entre outros. Artigos mensais nos sites:Apresentador do PodCast Webinsider e Mundo do Atualmente:www.futurecast.com.br Marketing Planner da Agência Tesla
  3. 3. Em 9 anos o mercado saltou de 1 para 23 milhões de pessoas que compraram pelo menos um produto na web 23 milhões de e- consumidores1 milhão de e-consumidores 4,8 milhão de e- consumidores 2001 2005 2010
  4. 4. O faturamento do setor cresceu acima dos 13 bilhões dereais em 9 anos Vendas online já superam as vendas em shoppings centers 13,8 bilhões de reais2001 550 milhões de 2010 reais
  5. 5. O número de lojas virtuais no Brasil cresceu 800% desde20052005 = 450 2010 = 3.500
  6. 6. 23 milhões é um 78 milhões grande número. Mas fica pequeno se comprarmos com o número de pessoas que 23 acessam a web milhões Quase 30% dos internautas compram 13º país que mais compra online em todo oEnorme potencial de crescimento no Brasil planeta
  7. 7. BA cresceu de 2,39/5 para 5,65/5 em 2010 SP é o estado que mais compra online 29,43%, porém 2009 respondia por 40,66%http://sitepravoce.com.br/spv/sao-paulo-lidera-compras-on-line-e-outros-estados-crescem-no-ranking-de-compras-nacional
  8. 8. 75% do volume de vendas U. Visitors P.Viewshttp://www.e-commercebrasil.org/numeros/top10-maiores-lojas-online/
  9. 9. A B2W ainda predomina no Netshoes, 100% online vendendo mercado mais que marcas tradicionais no offlinehttp://www.e-commercebrasil.org/numeros/top10-maiores-lojas-online/
  10. 10. Segundo a ComScore, esses é o TOP5 dos sites de varejo online mais acessados do Brasil 54% dos internautas informaram que acham os sites de varejo brasileiros excelentes ou bons (uma média bem acima dos demais países da América do Sul)http://agenciawebpan.blogspot.com/2011/03/pesquisa-internet-e-comercio-eletronico.html
  11. 11. A lista dos produtos / segmentos mais vendidos no Brasil: Livros, Assinaturas de revistas e Jornais se mantém em 1º lugar Eletrodomésticos está em 2º lugar Saúde, beleza e medicamentos está em 3o Informática é o 4º segmento que mais vende Em 5º, estão eletrônicoshttp://www.webshoppers.com.br/webshoppers/WebShoppers22.pdf
  12. 12. As datas que o varejo online mais vende Em 2010, dia das mães e dia dos namorados representou cerca de 18% das vendas do e-commerce do Brasil = 1,24 bilhões de reais Dia das mães é a 2ª data que mais vende no e-commerce perdendo apenas para o Natalhttp://www.webshoppers.com.br/webshoppers/WebShoppers22.pdf
  13. 13. As datas que o varejo online mais vende Em 2010 o Natal movimentou 2,2 bilhões de reais em vendas online, aumento de 40% (2009)o que representou 6 milhões de pedidos apenas no período. Eletrodomésticos e Informática foram os produtos mais vendidos no Natal Em 14/12 houve o pico de vendas com 224 mil pedidos, em 2009 o pico foi em 16/12 com 150 mil.http://www.webshoppers.com.br/webshoppers/WebShoppers22.pdf
  14. 14. Para quem vendemos? •Em média tem 33 anos de idade (48% da pesquisa concentra pessoas de 25 a 44 anos) • 49% dos homens casados compra, ao passo que 41% dos solteiros também são compradores online • São Paulo e Rio de Janeiro representam 37% das vendas online (o que significa, obviamente, que 63% das compras vem de outros estados) • 30% estão interessados em comprar livros, 20% em celulares/acessórios e 18% eletrodomésticos • 80% navegam na web para comparar preços • 66% das pessoas compraram um produto pela web nos últimos 6 meses – 30% gastaram em média R$ 224,00 em compras no mesmo períodohttp://www.empreendedor.com.br/reportagens/descubra-o-perfil-do-e-consumidor-com-o-aux%C3%ADlio-do-ibope-m%C3%ADdia-que-entrevistou-mais-de-2
  15. 15. Como impactar? • Os sites de e-commerce estão cada vez mais acessíveis, seguros e com produtos que os internautas desejam • Com crescimento na casa dos 45% a publicidade online tem se tornado forte estratégia para o varejo online. 14% das vendas são geradas por banners • Links patrocinados, otimização do site, e-mail marketing, o s-commerce, programas de afiliados, compra coletiva, comparativos de preços, games, blogs, marcas que criam sites de conteúdo estão entre as estratégias “além do banner” • 76% das pessoas preferem receber novidades e ofertas das empresas via e-mail marketing, o que coloca essa ferramenta como uma das mais importantes no relacionamento e vendas das lojas virtuais • Mobile commerce é uma das grandes tendências para 2011, com o crescimento da venda de smartphones e tablets como iPad.http://www.empreendedor.com.br/reportagens/descubra-o-perfil-do-e-consumidor-com-o-aux%C3%ADlio-do-ibope-m%C3%ADdia-que-entrevistou-mais-de-2
  16. 16. Desafios para 2011• Melhorar o atendimento e logística • É fato que no Brasil o pós-venda ainda tem muito a evoluir • No Natal de 2010 o e-commerce teve recorde de reclamações • Até a Globo fez matérias com pessoas reclamando da entrega • Março de 2011 e tem pessoas que não resolveram seus problemas com as lojas• Relacionamento • Empresas precisam se relacionar melhor com seus usuários • Em época de Redes Sociais, reputação é tudo • Redes Sociais não são canais promocionais. São canais de conversas • E-mail marketing é direcionado a quem pediu e com o conteúdo que pediu. Spam não funciona• Novas formas de comprar • Mobile deu liberdade a comprar de qualquer lugar • Pessoas pesquisam no mundo físico e compram online • Saraiva, Submarino, Mercado Livre, Buscapé com aplicativos para iPhone • Mundo mobile vai além do iPhone
  17. 17. Tendências para 2011 Redes Sociais como forma de se relacionar, vender, impactar e gerar indicações. O S-commerce começa a ganhar força em 2011. As marcas aprendendo o S-commerce. O consumidor já ampliando sua renda com essa tendência“caçadores de promoções”. As pessoas já perceberamo quanto as marcas estão usando as redes comodivulgação de promoções para atrair seguidores.Marcas atraem curiosos e não fãs com essas ações. Éinteressante fazer esse tipo de ação, mas sempre commuita calma
  18. 18. Tendências para 2011 50% das pessoas que compram online, compram de loja que já tem algum tipo de relacionamento. Precisa dizer mais?Internauta é muito mais ávido por novidade. Secansou da mesmice. 14% das vendas vem de banner.E os outros 86%? Ser criativo nas ações, campanhas,ativações e impactos é algo que será necessário em2011. Mais do mesmo, não vende mais!
  19. 19. Tendências para 2011 Encontrabilidade. 95% dos internautas usam o Google como fonte de pesquisa. 97% dos e-consumidores consultam o Google antes de uma compra. Se posicionar bem no Google é uma guerra sem vencedores, pois se hoje a marca está bem posicionada, amanhã poderá estar em 4º ou 5º.Nicho. Sai de cena as mega lojas “multi-produtos” paraa entrada de lojas focadas em segmento apenas,como sapatos ou camisetas.Grandes varejistas perdendo mercado para nichos
  20. 20. O crescimento chamado Cauda Longa • Em 2010, os pequenos varejos online (Cauda Longa) detinham 19% do mercado de varejo no Brasil, enquanto as 100 maiores lojas perderam 1,7% de participação • Aumento na confiança do consumidor no e-commerce favorece a compra em lojas menores, com valores menores, entrega garantida e mais formas de pagamento • Modelo de pagamento com queda de juroshttp://www.ecommercebrasil.com.br/artigos/comercio-eletronico-cresce-no-%E2%80%9Clong-tail%E2%80%9D/
  21. 21. Resumo do cenário de E-commerce no Brasil Crescemos 22 milhões de Internautas e 13 bilhões de reais em 9 anos Apenas 30% dos internautas compram pela web. Número muito pequeno Nem São Paulo, nem a Classe AB reina mais nesse cenário Uma loja 100% online já supera marcas tradicionais como Casas Bahia, Walmart, Pão de Açúcar Livros ainda são os produtos mais vendidos ao longo do ano, mas no Natal de 2010, eletrônicos e informática foram os produtos mais vendidos
  22. 22. Resumo do cenário de E-commerce no Brasil Sites oferecem produtos, mas não entregam Marcas indo além do banner para impactar o consumidor E-mail marketing ainda é uma excelente ferramenta para impactar o consumidor, mas Redes Sociais e Mobile tem ganhado força Relacionamento é tudo! Venda por nicho, S-commerce, ser criativo, melhor atendimento. São as diferenças para 2011
  23. 23. Slideshare.net/felipemorais2309 – apresentação disponívelnesse endereçopedigital.ning.complannerfelipemorais.blogspot.comfelipemorais2309@gmail.comhttp://www.facebook.com/plannerfelipeParticipe da comunidade PRESENÇA DIGITAL no Facebook@plannerfelipehttp://br.linkedin.com/pub/felipe-morais/9/467/444

×