Autoestima eRelacionamentoInterpessoal no AmbienteLaboralMINISTRANTE: Maurênia NielsenPedagoga LABTED/UEL:FONE: 33714518E-...
Boa tarde!!!!!!!!!!
Dinâmica de acolhida• Cada participante se apresenta;• Falar em voz alta uma palavra que lhe torna único;• Vídeo “Bola che...
Contrato de convivência• Nestas 3 tardes juntos precisamoscombinar algumas regras para umaboa convivência;• Horário de iní...
Objetivos do Curso• É que o participante tenha condiçõesde entender a importância da autoes-tima elevada e seu impacto no ...
Como fazer para alcançá-los• Por meio de dinâmicas de grupo,leituras, reflexões, discussões,enfim, formas que facilitem oe...
“SOMENTE OSTRASINCOMODADAS É QUEGERAM PÉROLAS”Rubem Alves
Iceberg ComportamentalAção/ComportamentoNecessidadesCrenças / ValoresPercepçãoDesejos / SentimentosExpectativasEmoções
Necessidades inerentes àtodos os indivíduos:
Sistemas SociaisFirmam-se em atitudes, percepções,crenças, motivações, hábitos eexpectativas dos seres humanos.
• Homem algum é uma ilha, pessoasnão vivem no vácuo social, ninguémbasta-se a si mesmo.
Autoestima“ Autoestima é se aceitar, se respeitar e confiar em si”.Autoestima significa gostarmos de nós mesmos, nosapreci...
O que é a autoestima?• “Autoestima é a reputação quecriamos de nós mesmos. É o que eupenso e sinto sobre mim mesmo. É aopi...
Autoestima• “ Sobretudo, é uma experiência íntima, umsentimento construtivo, uma consciênciaque se auto afirma, um conceit...
Autoestima = SistemaImunológico da Consciência• Segundo o prof. Chafic Jbeili, “... Damesma forma como o corpo seprotege d...
Conceito de Saúde• Situação de “perfeito” bem estarfísico, mental e social da pessoa.• É uma condição em que um indivíduoo...
Autoestima• Mecanismo de autopreservação edefesa do próprio organismo;• Protege a pessoa dos perigos,agressões, dos desres...
Conceito de Doença• Disfunção sócio ocupacional que causaproblema e/ou perigo para a pessoa epara os outros.
Ansiedade• Reação adaptativa frente a percepçãode um perigo eminente;• Ansiedade é normal quando respondeao evento estress...
Síndromes depressivas –sintomas afetivos Tristeza, melancolia Choro fácil/frequente Apatia (indiferença afetiva) Senti...
Estresse• É o conjunto de reações do organismo,a agressões de ordem física e psíquicacapazes de perturbar o equilíbriohuma...
Saúde Mental• Equipe de Saúde Mental do AHC-UEL:• “...É a capacidade de adaptação flexível aomeio, durante seu desenvolvim...
Indicadores determinantes daSaúde Mental• Atitudes positivas em relação a sipróprio;• Crescimento, desenvolvimento e auto-...
Portanto para que o indivíduonão adoeça é necessário:• Que se tenha resiliência. Termo utilizado pela físicae refere-se à ...
E ainda:• O termo resiliência é utilizado paracaracterizar pessoas que têm acapacidade de retornar ao seuequilíbrio emocio...
ÉTICA• A Ética é um ramo da filosofia quelida com o que é moralmente bom oumau, certo ou errado. As palavrasética e moral ...
ÉTICA• A ética, como expressão única dopensamento correto conduz à idéia dauniversalidade moral, ou ainda, àforma ideal un...
E também qualidade devida• “ A percepção do indivíduo de suaposição na vida, no contexto dacultura e sistema de valores no...
Tripé que vai sustentar aqualidade de vida• Família;• Atividade ocupacional;• Lazer;
Sem qualidade de vida oindivíduo pode:• Ter prejuízo no desempenho social;• Ter prejuízo no desempenho familiar;• Ter prej...
Atitudes para vivenciar aautoestima• Atitude de viver conscientemente• Atitude de autoaceitação = acreditar quesou importa...
E ainda:• Atitude de autoafirmação = honrar minhasvontades, necessidades e valores, serautêntico;• Atitude da intencionali...
Tripé que sustenta auto-estima
ÁREA FÍSICAÁREA EMOCIONALÁREA ESPIRITUALÁREA INTELECTUAL
Como elevar a autoestimapara melhoria no ambientelaboral• Viva responsavelmente;• Seja verdadeiro e ético nas suas ações;•...
Estressores que podeminterferir no ambiente detrabalho• Nível de stress;• Fofocas;• Desconhecimento dos limites do colega ...
E mais:• Um dos grandes problemas norelacionamento dos seres humanos éa maneira de tratar um ao outro;• É indispensável co...
Relações Humanas• “É a arte do relacionamento humano,que surge quando dois ou maisindivíduos se encontram. Destaforma, num...
RelacionamentoInterpessoal• Para Cássia Albuquerque: ...” um dosfatores que influenciam paraobtenção de sucesso na carreir...
Habilidades de relacionamento• Flexibilidade;• Maturidade emocional;• Inteligência;• Bom senso;• Bom humor;• Criatividade;...
Portanto:• Se instauramos um clima positivo decooperação, respeito, ética eharmonia, teremos de volta umambiente sadio, e ...
Ao contrario:• Se o ambiente for negativo,competitivo, onde a falta de éticaseja preponderante teremosinimizades, antipati...
Como estimular um bomrelacionamento interpessoal(Cássia Albuquerque)• Desenvolver um clima de cooperação epertencimento pa...
Atitudes facilitadoras paraconvivência no ambiente laboral• Ter atitude de respeito e apreço peloprofissional;• Estimular ...
E ainda:• Saber administrar os conflitos;• Promover um clima interno agradávelde união e cooperação entre aspessoas;• Sabe...
tipos de autoestima• Autoestima positiva: não se trata decomparar nem, competir, mais sim osentimento de ser capaz e ter v...
Características do indivíduocom autoestima• Tem autoconfiança;• Tem autoconhecimento;• Sabe se valorizar, e ao outro;• Sab...
E ainda:• Aceita as próprias realizações, e a do outro;• É otimista, pois crê em sua capacidade deprogresso e na do outro;...
Porque as pessoas têmdificuldade em ter umaautoestima bem resolvida?
Fatores Possíveis:Infância• Críticas em demasia;• Repetidas Comparações;• Educação sob medo;• Impossibilidade de serouvido...
Autoestima, êxito efracasso• A forma como alguém se senteintimamente, influência os diversosaspectos de sua existência, de...
Sintomas de baixa auto-estima• Imaturidade afetiva, ter suas atitudesreconhecidas e sempre agradar;• Dependência financeir...
• Sentimento de não ser capaz de realizar nada;• Depressão, ansiedade, inveja, medo, raiva,violência, agressividade, comod...
De que forma mudar arealidade atual?• É importante utilizar o passadoapenas para buscar a origem da baixaautoestima, para ...
E ainda:• Quando se pensa em autoestima, nãose deve relacioná-la ao amor próprioexagerado ou ao sentimento de que seé melh...
PERSIGA METAS POSSÍVEIS DESEREM ALCANÇADAS
TENHA OUSADIA ECORAGEMCentro de Aperfeiçoamento em Telemarketing
TENHA ALGUNS AMIGOSEM QUEM CONFIAR
MANTENHA SEUESPÍRITO JOVEM
CORRA RISCOS CALCULADOS
SOB PRESSÃO, MANTENHA-SE CALMO!
DESENVOLVA A HABILIDADE DERELACIONAMENTO
ACREDITE EM VOCÊ MESMO!TENHA CONFIANÇA!
LEMBRE-SE! SEMPRE É TEMPO DECOMEÇAR....OU RECOMEÇAR!!!!
BIBLIOGRAFIA• GOLEMAN, D. Trabalhando com a Inteligência Emocional. Rio de Janeiro:Objetiva, 1999.• GOBITTA, M. and GUZZO,...
Maurênia Nielsen
Autoestima 2013
Autoestima 2013
Autoestima 2013
Autoestima 2013
Autoestima 2013
Autoestima 2013
Autoestima 2013
Autoestima 2013
Autoestima 2013
Autoestima 2013
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Autoestima 2013

542

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
542
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Autoestima 2013"

  1. 1. Autoestima eRelacionamentoInterpessoal no AmbienteLaboralMINISTRANTE: Maurênia NielsenPedagoga LABTED/UEL:FONE: 33714518E-mail: maurenia@uel.br
  2. 2. Boa tarde!!!!!!!!!!
  3. 3. Dinâmica de acolhida• Cada participante se apresenta;• Falar em voz alta uma palavra que lhe torna único;• Vídeo “Bola cheia/Bola murcha;• Leitura e reflexão da parábola do “Cavalo e doPorco”;
  4. 4. Contrato de convivência• Nestas 3 tardes juntos precisamoscombinar algumas regras para umaboa convivência;• Horário de início e término;• Intervalo;• Cigarro;• Celular;
  5. 5. Objetivos do Curso• É que o participante tenha condiçõesde entender a importância da autoes-tima elevada e seu impacto no proces-so de trabalho, bem como, identificarformas de se relacionar que favore -çam seu bem viver;
  6. 6. Como fazer para alcançá-los• Por meio de dinâmicas de grupo,leituras, reflexões, discussões,enfim, formas que facilitem oentendimento desta necessidadebásica para uma vida saudável;
  7. 7. “SOMENTE OSTRASINCOMODADAS É QUEGERAM PÉROLAS”Rubem Alves
  8. 8. Iceberg ComportamentalAção/ComportamentoNecessidadesCrenças / ValoresPercepçãoDesejos / SentimentosExpectativasEmoções
  9. 9. Necessidades inerentes àtodos os indivíduos:
  10. 10. Sistemas SociaisFirmam-se em atitudes, percepções,crenças, motivações, hábitos eexpectativas dos seres humanos.
  11. 11. • Homem algum é uma ilha, pessoasnão vivem no vácuo social, ninguémbasta-se a si mesmo.
  12. 12. Autoestima“ Autoestima é se aceitar, se respeitar e confiar em si”.Autoestima significa gostarmos de nós mesmos, nosapreciarmos, aceitar nossas limitações, de formarealista e genuína, sem excessos de valorização da nossaprópria pessoa. É a percepção subjetiva que a pessoa fazde si mesma.”(Inpa-Instituto de Psicologia Aplicada)
  13. 13. O que é a autoestima?• “Autoestima é a reputação quecriamos de nós mesmos. É o que eupenso e sinto sobre mim mesmo. É aopinião e o sentimento que cadapessoa tem por si mesma e pelo seuinterior. É ter consciência de seuvalor pessoal, acreditar e confiar emsi mesmo”.(Paulo Valzacchi)
  14. 14. Autoestima• “ Sobretudo, é uma experiência íntima, umsentimento construtivo, uma consciênciaque se auto afirma, um conceito positivoque se elabora a respeito de si mesmo,embasado em atitudes corretas, éticas ena integridade do caráter; é o respeito e oapreço da pessoa por si mesma”.(GilbertoCoutinho)
  15. 15. Autoestima = SistemaImunológico da Consciência• Segundo o prof. Chafic Jbeili, “... Damesma forma como o corpo seprotege dos ataques de agentesnocivos ao organismo, a qualidade doafeto e valor próprio que cada pessoanutre sobre si mesma resguardarásua saúde mental...”
  16. 16. Conceito de Saúde• Situação de “perfeito” bem estarfísico, mental e social da pessoa.• É uma condição em que um indivíduoou grupo de indivíduos é capaz derealizar suas aspirações, satisfazersuas necessidades e mudar ouenfrentar o ambiente.
  17. 17. Autoestima• Mecanismo de autopreservação edefesa do próprio organismo;• Protege a pessoa dos perigos,agressões, dos desrespeitos, davulnerabilidade, dos sofrimentos;• É a base da idoneidade, dodesenvolvimento espiritual, daspotencialidades interiores, da saúde eda serenidade interior;
  18. 18. Conceito de Doença• Disfunção sócio ocupacional que causaproblema e/ou perigo para a pessoa epara os outros.
  19. 19. Ansiedade• Reação adaptativa frente a percepçãode um perigo eminente;• Ansiedade é normal quando respondeao evento estressor e retorna aoestado normal; ex: conta para pagar;• Ansiedade é patológica quando aresposta continua inadequada apósevento estressor; ex: “ruminar” umatraição por mais de 3 meses;
  20. 20. Síndromes depressivas –sintomas afetivos Tristeza, melancolia Choro fácil/frequente Apatia (indiferença afetiva) Sentimento de falta de sentimento (“nãoconsigo sentir mais nada”) Sentimento de tédio, de aborrecimentocrônico Irritabilidade aumentada Angústia ou ansiedade Desespero Desesperança
  21. 21. Estresse• É o conjunto de reações do organismo,a agressões de ordem física e psíquicacapazes de perturbar o equilíbriohumano.• Entende-se que o crescimento, odesenvolvimento, o amadurecimentopodem minimizar os efeitos nocivosdeste desequilíbrio.
  22. 22. Saúde Mental• Equipe de Saúde Mental do AHC-UEL:• “...É a capacidade de adaptação flexível aomeio, durante seu desenvolvimento econsiderando suas necessidades instintivasfundamentais, no sentido de proporcionaruma vida criativa, construtiva e integrada acomunidade”.
  23. 23. Indicadores determinantes daSaúde Mental• Atitudes positivas em relação a sipróprio;• Crescimento, desenvolvimento e auto-realização;• Integração e resposta emocional;• Autonomia e autodeterminação;• Percepção apurada da realidade;• Domínio ambiental e competênciasocial;
  24. 24. Portanto para que o indivíduonão adoeça é necessário:• Que se tenha resiliência. Termo utilizado pela físicae refere-se à propriedade de que são dotadosalguns materiais, que ao serem submetidos aestresse vergam-se até um limite sem se quebrar edepois retornam à forma original.
  25. 25. E ainda:• O termo resiliência é utilizado paracaracterizar pessoas que têm acapacidade de retornar ao seuequilíbrio emocional após sofrergrande pressão ou estresse.
  26. 26. ÉTICA• A Ética é um ramo da filosofia quelida com o que é moralmente bom oumau, certo ou errado. As palavrasética e moral têm a mesma baseetimológica: a palavra grega ethos e apalavra latina moral, ambas significamhábitos e costumes.
  27. 27. ÉTICA• A ética, como expressão única dopensamento correto conduz à idéia dauniversalidade moral, ou ainda, àforma ideal universal docomportamento humano, expressa emprincípios válidos para todopensamento normal e sadio. (Laurap.6)
  28. 28. E também qualidade devida• “ A percepção do indivíduo de suaposição na vida, no contexto dacultura e sistema de valores nos quaisele vive e em relação aos seusobjetivos, expectativas, padrões epreocupações”(Orley, 1994)
  29. 29. Tripé que vai sustentar aqualidade de vida• Família;• Atividade ocupacional;• Lazer;
  30. 30. Sem qualidade de vida oindivíduo pode:• Ter prejuízo no desempenho social;• Ter prejuízo no desempenho familiar;• Ter prejuízo no desempenho dasatividades de lazer;• Desenvolver uma causa oucomplicador de doenças físicas eemocionais;•
  31. 31. Atitudes para vivenciar aautoestima• Atitude de viver conscientemente• Atitude de autoaceitação = acreditar quesou importante, estar a meu favor, seramigo de mim mesmo; aceitar a realidade(dor,raiva,medo...)• Atitude de autoresponsabilidade = tercontrole sobre a minha vida(trabalho,amizades, relacionamentos, valores,felicidade);
  32. 32. E ainda:• Atitude de autoafirmação = honrar minhasvontades, necessidades e valores, serautêntico;• Atitude da intencionalidade = tercapacidade de autodisciplina para o alcancee realização de objetivos estabelecidos;• Atitude da integridade pessoal =integração de ideais, das convicções,doscritérios, das crenças e do comportamentoético;
  33. 33. Tripé que sustenta auto-estima
  34. 34. ÁREA FÍSICAÁREA EMOCIONALÁREA ESPIRITUALÁREA INTELECTUAL
  35. 35. Como elevar a autoestimapara melhoria no ambientelaboral• Viva responsavelmente;• Seja verdadeiro e ético nas suas ações;• Se possível compartilhe suas conquistas;• Seja otimista;• Apresente idéias novas e criativas;• Seja harmonioso e controlado;• Seja objetivo;• Livre-se da culpa;
  36. 36. Estressores que podeminterferir no ambiente detrabalho• Nível de stress;• Fofocas;• Desconhecimento dos limites do colega detrabalho;• Dificuldades de relacionamento com chefias;• Sobrecarga de trabalho;• Insatisfação pessoal, ausência de perspectivas;• Relacionamento coletivo comprometido;• Falta de comportamento ético;
  37. 37. E mais:• Um dos grandes problemas norelacionamento dos seres humanos éa maneira de tratar um ao outro;• É indispensável considerar que notrabalho existem pessoas e nãoapenas máquinas;
  38. 38. Relações Humanas• “É a arte do relacionamento humano,que surge quando dois ou maisindivíduos se encontram. Destaforma, num ambiente de trabalho, emque duas pessoas partilham idéias etarefas, gera-se um convívio quepoderá resultar em cooperação, ematritos, comparações, etc”.profº Raimundo Barbosa
  39. 39. RelacionamentoInterpessoal• Para Cássia Albuquerque: ...” um dosfatores que influenciam paraobtenção de sucesso na carreiraprofissional é a forma como nosrelacionamos com os outros, nossaforma de ser, pensar e agir vaidirecionar o clima no ambientelaboral.”
  40. 40. Habilidades de relacionamento• Flexibilidade;• Maturidade emocional;• Inteligência;• Bom senso;• Bom humor;• Criatividade;• Respeito;• Comportamento ético;
  41. 41. Portanto:• Se instauramos um clima positivo decooperação, respeito, ética eharmonia, teremos de volta umambiente sadio, e sem grandesturbulências.
  42. 42. Ao contrario:• Se o ambiente for negativo,competitivo, onde a falta de éticaseja preponderante teremosinimizades, antipatia e desconfiança,aspectos estes que vão impactardiretamente nos resultados, nodesempenho e no crescimentoprofissional e organizacional.
  43. 43. Como estimular um bomrelacionamento interpessoal(Cássia Albuquerque)• Desenvolver um clima de cooperação epertencimento para que o grupo possacompreender o verdadeiro espírito de equipe;• Fazer pesquisas periódicas de climaorganizacional;• Dar oportunidades para se vivenciar crises elimitações pessoais no ambiente corporativo;• Manter canal de comunicação franco e abertocom a equipe de trabalho, a fim de, possibilitaruma gestão participativa de co-responsabilidade;
  44. 44. Atitudes facilitadoras paraconvivência no ambiente laboral• Ter atitude de respeito e apreço peloprofissional;• Estimular e incentivar sempre que possível;• Estabelecer um mecanismo que possibilite aoprofissional vivenciar a tranquilidade, a criativida-de, a autonomia, a liderança, a solidariedade, oespírito de equipe;• Manter sempre a ética profissional;
  45. 45. E ainda:• Saber administrar os conflitos;• Promover um clima interno agradávelde união e cooperação entre aspessoas;• Saber como e quando falar com aspessoas sempre de formahumanizada;• Saber lidar com os pensamentosadversos e diferentes dos seus;
  46. 46. tipos de autoestima• Autoestima positiva: não se trata decomparar nem, competir, mais sim osentimento de ser capaz e ter valor;• Autoestima relativa: oscila entre o sentir-se apto e não, valioso e não, às vezessensato, às vezes imaturo;• Autoestima baixa: inferioridade e deincapacidade pessoal, de insegurança, dedúvidas a respeito de si mesmo, pelasrelações interpessoais destrutivas;
  47. 47. Características do indivíduocom autoestima• Tem autoconfiança;• Tem autoconhecimento;• Sabe se valorizar, e ao outro;• Sabe se respeitar, e ao outro;• Sabe trabalhar em equipe;• Tem boa apresentação pessoal;
  48. 48. E ainda:• Aceita as próprias realizações, e a do outro;• É otimista, pois crê em sua capacidade deprogresso e na do outro;• É tolerante e compreensivo;• É entusiasta, flexível, bem humorado,criativo,corajoso e decidido;• Tem capacidade de empatia, não é rancoroso;• É consciente da importância da saúde física,mental e espiritual;
  49. 49. Porque as pessoas têmdificuldade em ter umaautoestima bem resolvida?
  50. 50. Fatores Possíveis:Infância• Críticas em demasia;• Repetidas Comparações;• Educação sob medo;• Impossibilidade de serouvido, valorizado;• Falta de importânciapara família;• Insegurança, descuido;• Falta de limite;Relacionamentos• Destrutivos;• Dominantes;• Baseados em críticasdestrutivas edesrespeito;• Punições/Agressões;• Nutridos de falta deincentivo;• Não encaram asfrustrações
  51. 51. Autoestima, êxito efracasso• A forma como alguém se senteintimamente, influência os diversosaspectos de sua existência, desde amaneira como age no trabalho, emcasa, na escola, nos relacionamentos,no amor, no sexo, na paternidade, namaternidade, enfim na vida.
  52. 52. Sintomas de baixa auto-estima• Imaturidade afetiva, ter suas atitudesreconhecidas e sempre agradar;• Dependência financeira e emocional;• Insegurança,timidez, não acredita em si mesmo;• Nunca se permite errar;• Inaptidão para a vida: angústia;• Sentimento de desacerto;• Abuso do álcool, tabagismo, uso de drogas;• Baixo aproveitamento escolar, baixo rendimentono trabalho, descaso com a saúde, maus hábitos;
  53. 53. • Sentimento de não ser capaz de realizar nada;• Depressão, ansiedade, inveja, medo, raiva,violência, agressividade, comodismo, dificuldadeem crescer profissionalmente;
  54. 54. De que forma mudar arealidade atual?• É importante utilizar o passadoapenas para buscar a origem da baixaautoestima, para a partir disso nosresponsabilizarmos pelos nossossentimentos, bem como, valorizarnossa capacidade e desenvolverautoconfiança e amor próprio.
  55. 55. E ainda:• Quando se pensa em autoestima, nãose deve relacioná-la ao amor próprioexagerado ou ao sentimento de que seé melhor ou superior aos demais, poisa pessoa com autoestima positiva ésábio, sereno e tem consciência deseu êxito ou fracasso.
  56. 56. PERSIGA METAS POSSÍVEIS DESEREM ALCANÇADAS
  57. 57. TENHA OUSADIA ECORAGEMCentro de Aperfeiçoamento em Telemarketing
  58. 58. TENHA ALGUNS AMIGOSEM QUEM CONFIAR
  59. 59. MANTENHA SEUESPÍRITO JOVEM
  60. 60. CORRA RISCOS CALCULADOS
  61. 61. SOB PRESSÃO, MANTENHA-SE CALMO!
  62. 62. DESENVOLVA A HABILIDADE DERELACIONAMENTO
  63. 63. ACREDITE EM VOCÊ MESMO!TENHA CONFIANÇA!
  64. 64. LEMBRE-SE! SEMPRE É TEMPO DECOMEÇAR....OU RECOMEÇAR!!!!
  65. 65. BIBLIOGRAFIA• GOLEMAN, D. Trabalhando com a Inteligência Emocional. Rio de Janeiro:Objetiva, 1999.• GOBITTA, M. and GUZZO, R. S. L. (2002) Estudo inicial do inventário deAuto estima (SEI): Forma A. Psicologia Reflexão Crítica, vol.15,no.1• VALZACCHI, Paulo. Lições da Vida.• http://blog.psicologoberte.com.br/2009/09/auto-estima-primeiro-pilar-consciencia.html• www.inpaonline.com.br/artigos/voce/auto_estima.html• www.autoconhecimento.valzacchi.com.br/loja• html://www2.uol.com.br/vyaestelar/holismo_auto_estima.html• InPA- Instituto de Psicologia Aplicada.• Profº Raimundo Barbosa é membro do COPE (Committee on PublicationEthics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org• Cássia Albuquerque- especialista em gestão de pessoas;• NASH, Laura. Ética nas empresas. São Paulo : Makron Books do Brasil, 1993,p. 6
  66. 66. Maurênia Nielsen

×