• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Instalacao Le3 Bancadas Sed
 

Instalacao Le3 Bancadas Sed

on

  • 1,387 views

BANCADAS

BANCADAS

Statistics

Views

Total Views
1,387
Views on SlideShare
1,385
Embed Views
2

Actions

Likes
0
Downloads
24
Comments
0

1 Embed 2

http://nteararangua.blogspot.com 2

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Instalacao Le3 Bancadas Sed Instalacao Le3 Bancadas Sed Document Transcript

    • Instalação do Linux Educacional 3.0 Bancadas SED A instalação do Linux Educacional 3.0 segue os mesmos moldes da instalação normal, porém, com algumas considerações. Backup de Configurações Para evitar transtornos futuros, é aconselhado que sejam copiadas as configurações presentes no arquivo /etc/hosts da versão 2.0 já instalado nas bancadas, para posteriormente indicarmos as mesmas configurações no LE 3.0. Para visualiza-lo, acessamos o menu iniciar, executar e então digitaremos kedit /etc/hosts. Aparecerá então uma janela com as configurações do hosts, precisamos anotar as configurações que encontram-se abaixo da linha ff02::3 ip6-allhosts. Estas configurações equivalem ao número de IP e o nome dado pelo sistema a cada estação, para que ele possa reconhece-las individualmente. Guarde essas configurações pois iremos usa-las posteriormente.
    • Instalação do Sistema LE 3.0 Feito isto, podemos partir para a instalação do sistema. É importante lembrar que, para a instalação de qualquer versão do Linux Educacional, é preciso que o boot pelo CD-Rom já esteja habilitado na BIOS. Nas bancadas, está configuração já é setada por padrão. Vejamos os passos a seguir: ➔ Primeiro passo: Na primeira tela do CD, escolheremos a opção Instalar o Linux Educacional 3.0 pressionando o ENTER. ➔ Segundo passo: Seleção do idioma do sistema. A opção Português do Brasil é a padrão. ➔ Terceiro passo: Escolha da Localidade. A opção Brasil/São Paulo (Utilizada para cidades no Sul/Sudeste) também é padrão. ➔ Quarto passo: Escolha do layout de teclado. A opção Português Brasileiro (ABNT2) é a padrão. Você pode conferir a configuração utilizando algumas teclas na de testes, como por exemplo o ç, acentuações e barras. ➔ Quinto passo: Este é o passo mais importante para a instalação, é onde iremos particionar o disco rígido e escolher a divisão do disco. Para instalarmos o LE 3 nas bancadas da SED, utilizaremos a opção de instalação Manual. Ao selecionar esta opção, veremos a seguinte disposição do disco rígido: As partições SDA1 e SDA5 são respectivas ao sistema operacional Microsoft. As partições SDA3 e SDA6 são, respectivamente, o raiz ( / ) e a área de troca (swap) do sistema GNU/Linux já instalado (LE 2). As partições que iremos utilizar são as partições SDA3 (seleção em vermelho) e SDA6 (seleção em azul). A partição SDA6 será utilizada como área de troca (swap) e não será necessária nenhuma alteração na mesma. Já a partição SDA3 será necessário dividi-la em 2 partes, uma para o sistema raiz ( / ) e outra para o diretório dos usuários ( /home ). Para isso, primeiro clicamos na partição SDA3 e depois na opção APAGAR PARTIÇÃO. Este passo irá deletar a partição, tornando-a um espaço livre ( free ).
    • Após apaga-la, clicaremos sobre o espaço free e depois em Nova Partição. Uma janela se abrirá, onde vamos definir o tamanho da partição e a utilização da mesma. O LE 3.0 Usa aproximadamente 3GB do disco para o sistema, definiremos então a partição de raiz com 6GB, para que tenhamos espaço suficiente para a utilização do sistema e criação de logs, definiremos a partição como sendo primária, em sistema de arquivos ext3 e o ponto de montagem como /, conforme a imagem abaixo. Após criarmos o raiz, restarão ainda aproximadamente 40GB de espaço livre. Neste espaço iremos criar a nossa partição de Home dos usuários. O processo é o mesmo que o utilizado anteriormente, apenas será necessário mudar o ponto de montagem para /home. Com isso finalizamos o processo de particionamento de disco, podemos avançar para o próximo passo. ➔ Sexto passo: Criação do usuário Adminstrador. Neste passo teremos a opção de criar o usuário que terá permissão de administrador no sistema. O aconselhado é que seja criado um usuário com o nome diferente de Professor
    • ou Aluno, para que este seja um usuário que apenas o técnico do laboratório utilize, trazendo assim mais segurança para o sistema. São necessários definir o nome do utilizador, nome de usuário, senha (2 vezes) e o nome do computador. Passados os 6 passos, o sistema faz um resumo das opções escolhidas durante a instalação. Caso todas estejam corretas, basta clicar em Instalar e aguardar o processo de instalação do sistema. Configuração para o uso das bancadas Após a instalação do sistema, é necessário a alteração de 2 arquivos para que sistema de bancadas possa funcionar corretamente. Para localiza-los, utilizaremos o gerenciador de arquivos, que encontra-se em iniciar, sistemas, gerenciador de arquivos (modo super-usuário). No gerenciador, precisamos editar o arquivo kdmrc, que encontra-se no diretório /etc/kde3/kdm, para isso, clicaremos sobre o arquivo com o botão direito e escolheremos a opção Abrir com Kate. Este arquivo contem as opções de inicialização do ambiente gráfico. Precisamos editar na linha 118 a opção [XDMCP], para facilitar a localização da linha no arquivo, podemos habilitar na aba ver a opção Mostrar o Número de Linhas.
    • Por padrão, esta opção esta marcada como Enable=False, precisamos alterar para Enable=True e salvar o arquivo. Isso irá habilitar o sistema para aceitar sessões de computadores remotos, no nosso caso, os terminais das bancadas. Além deste arquivo, precisamos alterar também o Xaccess que também encontra-se no mesmo diretório, o procedimento é igual ao utilizado anteriormente. Neste arquivo, precisamos descomentar (remover o #) da linha 38 (Pressionando F11 iremos visualizar o número das linhas do arquivo). Esta opção indicará que o sistema irá aceitar requisições de acesso remoto de qualquer computador da rede local.
    • Para finalizar, editaremos também o arquivo /etc/hosts e retornaremos as opções copiadas anteriormente do Linux 2.0. O procedimento é o mesmo utilizado para as edições anteriores (iniciar, executar e digite kdesu kate /etc/hosts). Pronto, basta reiniciarmos o servidor e as bancadas estarão prontas para acessarem o Linux Educacional 3.0. Adicionando Usuários Para que o sistema se bancadas funcione corretamente, é preciso que cada terminal utilize um usuário diferente. Para isso, utilizaremos o menu iniciar, sistemas, gerenciador de usuários. Neste menu, utilizaremos a opção Usuário, Adicionar. O sistema então solicitará o nome que queremos dar para esse usuário. Na tela seguinte, devemos escolher a opção definir senha e indicar, 2 vezes, a senha que o usuário utilizará para o login.
    • Para que este usuário não tenha permissões de super-usuário, devemos retira-lo do grupo Admin, conforme mostra a imagem abaixo. Basta repetir este procedimento 12 vezes e teremos um usuário diferente para cada terminal, evitando problemas com a privacidade dos usuários! Créditos deste Tutorial Peterson Danda – peterson@softwarelivre.org Jonathan Nardelli – jonathannardelli@hotmail.com Jonathan Fernandes – jonathan.m.fernandes@hotmail.com Thiago Priest – thiagopriest@gmail.com
    • Licença