Your SlideShare is downloading. ×
Como evitar o mico da grafia 1
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Como evitar o mico da grafia 1

213

Published on

Published in: Entertainment & Humor
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
213
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Como evita,~o. mico REVISTA LrN ---,- - E eu, Micos de concordância e regência Micos da seanelbança z:.Jt" lC,4!. o PROBLEMA > OEQúi"dcO i A:CORREÇÃO A EXPLICAÇÃO PROBLEMA EXPLICAÇÃO j ::li" Fazer "Fazem" dez meses. "Faz" dez meses. Se "fazer"exprime tempo, é impessoal. DE ENCONTRO A De encontro a,= Contra. ~ Cl~, "Haver", no sentido de "existir", x Ao encontro de = Na direção de; C:~~· Haver, "Houveram" ni~itos fatos. "Houve" muitos fatos.. é invariável. i,j AO ENCONTRO DE De acordo com. f"" 4 •• j ~. ~ -~!: A conjugação é: Se eu vir, revir, previr. ~ -t AO INV~SDE ., Ao invés de = Ao contrário ,G,J,:ll Ver I vir Se eu "ver" você por ar ... Se eu vir" você por aí... Da mesma forma: Se eu vier (de vír), x HÁ SEMPRE convier; se eu tíver (de ter). mantiver. ~I Em vez de = Em .Iugar de -eq .:, .... ;~,I . EM VEZ DE ALGO .. l ; -,, ,)~. . :~ ..~ .. "l I, ,,,. • • ,:. ui ~J ~ ,Existir .·.~~)dste" hiuitáscriahças. " E~i~t~~ muii~s cri~ ~~~:(r;:~~~~ in~fr~~I~~ ~;:s!a ~;u~aI. ~::;~~~::~ :;; DESCRiÇÃO x DISCRiÇÃO Descrição = Ato de detalhar como algo é ou foi, Discrição = Qualiôade de discreto, PARA MIM O,~~I Mim I eu Pari) "mim" fazer. Para "eu" fazer. . "Mim" não fai, porque não pode ser sujeito, recatado e sensato APRf:ND~R ·•. r 11 , E~ti,e:; lritr~iéH~;~~V~çê. Entre ~lTIiin·e:vo(ê..""· :_;~i;;Dépois:depreposíção, usa-se "mim" ou "ti". t,. , Estada = Ato de.permanecer, >~f~ ,. ,I RedundânCia com :~;~s~~z anos I Dez anos "Há" e "atrás" indicam passado na frase. ESTADA X .ESTADIA "Há" dez anos "atrás". Estadia = Estada por tempo limitado. "haver" ".l.:;. Pr~(er)k .•.• ""," .•,Rr~feria ir "dci,cjue" flcar, ,Preferia ir ~a~.fiCá;"::i~,:;:~,;,Pr~fére;se urna coisa a outra "Onde = Em que lugar N, ONDE X AONDE 11 Chegar + preposição Chegou" em" São Paulo. Chegou a" São Paulo. Verbosdemovimentoexigema",.enão"em" "Aonde" = Para onde. ,o. , ,,~,Cnegou ·á~duas horas.e. Chegou ·há~duashor~~"",·Há·indica passado e equivale a "faz", . ,.:" .{ :---;"-:~.Ti;--;;;:~ -:-:~~.,-.;.:. :.~·.I: :_1 . o::::.~;-.:••i.·-:;).~.;..:.~:·{~":, ~~~.;..•.;..,,·...:·""~/r:·.~·.;.;:.!.:.~:;..·;~,iA~.IY.~·;,:..r;:r.:i: " . Chegar:+, Haver " .,. , :p~rt[[ádaqui.~W dnco , • , epartirád;lqü,i ~ér.~.dflÇÇi:.:;;J:~pcjuanto.!~" exprime distância ou tempo ;" " rÍii~~tq~. . minutos. . ... ... . futuro(não pode ser substituído por faz). Se ele "manter" o acordo" Se ele mantiver o acordo, que adota. Ao ouvir a frase "Não Manter A conjuqação é: Se eu/ele mantiver. teremos ótimos resultados. teremos ótimos resultados. J esquece de levar a vitrola" deduzi- ,Quando eles" proporem" Quando eles propuserem o mos que ela é dita por alguém se- Propor o valor... valor... . A conjugação é: Se eu propuser ete. xagenário, para quem o artefato te- Implicou" em" três etapas. Implicou três etapas. No caso, "implicar" rejeita preposição. Micosque :;:;.:, Implicar nha tido presença forte na paisa- ~~ Meio Ela era meia louca. Ela era meio louca. "Meio", advérbio, não varia, gem social de sua juventude. "Não viraan,vício 2:" ·,rJ : ~..":"" ,t:f V",,:_,·:,," .:~/.~~,.: .., Co " .. ,,.:.~" ::•../.,.••••:_ .l~,~,,;,~:.: :j~:,.~ ~ I • , ..• • .o-,...:;., ~,.: . .": ", . .::··;·,ll· ••..:il·ri o-e.,:·:,v:··h~ ----- , ~Íf ambiente e por incorreções grama- nistro da Educação [arbas Passari- ticais que põem a perder a boa ima- nho (1969-74). eSlO{J t gem - construída ou apenas deseja- ~ lIJe.l/J da - do falante ou redator. Quem Entrega ~ sou UMA ./{7.I?is./{lJ/J desrespeita uma convenção ortográ- Na anedota, o reitor de uma EXCESSÃO .fica, por exemplo, dá mostras de ser universidade teria começado sua 1) mal alfabetizado e 2) displicente solicitação com deferências a Pas- - e, com isso, projeta para si 3) uma sarinho, a quem chamou de "imi- ,imagem de .despreparo em outros nente ministro". Fosse mais aten- .carnpos, não s60 da.língua. to e o redator teria corrigido "imi- Domesmo modo, quem incorre nente" (prestes a realizar-se) por em vícios de linguagem típicos de "eminente" (importante, exce- uma atividade pode sinalizar uma lente, elevado). Não o tendo fei- falta de criatividade e versatilida- to, foi simplesmente ignorado pelo de expressiva. Se for assim inter- ministro - e consta que com ale- pretado, sua mensagem pode ter gação irônica: "Ele deveria saber o destino dado àquele ofício, que que jáfui nomeado". outra lenda (esta nacional) garan- A pessoa se entrega pelas pa- te ter sido recebido pelo então rni- lavras que enuncia e pela sintaxe :*~"{1i-""1-~.:;:;-:·t?~·i<,;..A"~~~:·!o:.~ ~ .~::-~::I.~~(:i.Jf<~" ...,"4?

×