Trabalho

206 views
192 views

Published on

trabalho do dia 14

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
206
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Trabalho

  1. 1. Universidade Estadual Do Norte Do Paraná FALM- CLM Curso de AgronomiaMatheus Moscardini de OliveiraAGRICULTURA FAMILIAR Bandeirantes 2012 1
  2. 2. Matheus Moscardini de Oliveira Agricultura FamiliarTrabalho apresentado no Curso de Graduação da Universidade Estadual do Norte do Paraná de Bandeirantes, Curso de Agronomia para a matéria de Laboratório de Informática, para conhecimentos gerais sobre agricultura familiar no norte do estado do Paraná sob orientação da Profª. Cristiane Yanase Hirabara. Bandeirantes 2012 2
  3. 3. Dedico esse trabalho aos meus familiares e aos amigos! Obrigado! 3
  4. 4. AGRADECIMENTOSAgradeço aos meus pais pelo incentivo E aos colegas de sala pela ajuda 4
  5. 5. RESUMO Entende-se por agricultura familiar o cultivo da terra realizado por pequenosproprietários, tendo como mão-de-obra essencialmente a família, em contraste com a agriculturapatronal, que utiliza trabalhadores contratados, fixos ou temporários, em propriedades médias ou grandes. 5
  6. 6. SUMÁRIO1 INTRODUÇÃO............... 072 AGRICULTURA FAMILIAR................083 CONCLUSÃO................. 096 REFERÊNCIAS...............10 6
  7. 7. INTRODUÇÃO A agricultura familiar apresenta uma relação intima entre terra, trabalho e família,onde o trabalho é realizado pela família, os meios de produção lhes pertencem e cerca de 60%do alimento brasileiro vem deste tipo de agricultura... 7
  8. 8. AGRICULTURA FAMILIAR Diferente do empresário agrícola, que não trabalha diretamente com a terra no dia a dia, o camponês sente na pele a falta dágua e sofre com algumas inundações. Por residir e retirar seu alimento do campo é o primeiro afetado pelas conseqüências dos danos ambientais no meio rural. Sua forma de produzir depende mais diretamente dascondições do solo, das variações climáticas e da disponibilidade de recursos naturais. Por isso sabe a importância de respeitar os ciclos de renovações do meio ambiente, pois não pode recriá-los artificialmente, como fazem os agro-capitalistas. Somente a agricultura camponesa pode aliar produção de alimentos e preservação do meio ambiente. A agricultura familiar é a de produção agrícola que apresenta, ao mesmo tempo, sustentabilidade econômica, social e ambiental. Dar garantias a sua produção é investir na preservação do meio ambiente de forma realista, concreta e sustentável. A partir dos anos 90 vem se notando um crescente aumento na produção agrícola familiar no Brasil, isso chamou a atenção da política, que se concretizou com a criação do PRONAF (Programa nacional de fortalecimento da agricultura familiar), mas ainda falta muito para este tipo de agricultura chegar ao nível de investimento da agricultura patronal, que recebe cerca de 70% do crédito disponibilizado para financiar a agricultura nacional. A agricultura familiar está contribuindo com a diminuição dos problemas climáticos, pois é considerado um desenvolvimento sustentável O alimento produzido pelas famílias é mais barato, pois não têm agrotóxicos, sendo assim, o preço dos alimentos diminui. A agricultura patronal em geral se baseia na monocultura, já a familiar é de policulturas, ou seja, produz mais que um tipo de alimento. 8
  9. 9. CONCLUSÃOA agricultura familiar, com certeza é uma saída muito eficiente para o futuro, com as terrasficando cada vez mais concentradas nas mãos de poucos e os preços subindo sem previsãopara estabilização, o produtor de pequeno porte pode vir a ser um de médio e quem sabe degrande; Além de todas essas vantagens, a produção familiar é sustentável, prática hoje queestá na moda, pois o aquecimento global é cada vez mais notório... 9
  10. 10. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAShttp://www.slideshare.net/fagnerius/13-pontos-sobre-agricultura- familiar-no-debate- ambiental http://www.ceplac.gov.br/radar/Artigos/artigo3.htm 10

×