Experiências em Sala de Aula

264 views
166 views

Published on

Palestra para o Programa de Qualificação Docente (PQD). Faculdade de Ciências Econômicas de São Paulo da Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (FACESP/FECAP), Campus Liberdade, São Paulo, 31 de Julho de 2013.

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
264
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Experiências em Sala de Aula

  1. 1. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Referˆncias e Experiˆncias em Sala de Aula e Matheus Albergaria de Magalh˜es a ´ Funda¸˜o Escola de Com´rcio Alvares Penteado (FECAP) ca e 31 de Julho de 2013 Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Experiˆncias em Sala de Aula e Apresenta¸˜o ca
  2. 2. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Referˆncias e Organiza¸˜o ca Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Referˆncias e Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Experiˆncias em Sala de Aula e Apresenta¸˜o ca
  3. 3. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Referˆncias e Objetivos Compartilhar experiˆncias com colegas de profiss˜o. e a Enfatizar importˆncia did´tica de experimentos em sala de a a aula. Destacar potencial diferenciado da FECAP para realiza¸˜o de ca experimentos. Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Experiˆncias em Sala de Aula e Apresenta¸˜o ca
  4. 4. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Referˆncias e Motiva¸˜o ca Minha Meta: demonstrar que experimentos podem representar importante recurso did´tico nos dias de hoje. a Vantagens: 1. H´ mais facilidade para aprendermos novos conceitos quando a vivenciamos determinadas experiˆncias. e 2. Utiliza¸˜o de experimentos em sala de aula pode ser um ca diferencial da universidade no futuro. 3. Por incr´ que pare¸a, aprender Economia pode ser divertido! ıvel c Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Experiˆncias em Sala de Aula e Apresenta¸˜o ca
  5. 5. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Referˆncias e Motiva¸˜o ca Breve Hist´rico Profissional na FECAP: o 2003-2007: Professor Auxiliar. Disciplinas ministradas para cursos de Administra¸˜o, ca Economia e Rela¸˜es Internacionais. co “Pol´ ıtica do Cart˜o”: (i) Amarelo: fora de sala por 05 (cinco) a minutos; (ii) Vermelho: fora de sala pelo resto da noite. Depois de algum tempo, alunos pediam uso do cart˜o em sala a de aula! Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Experiˆncias em Sala de Aula e Apresenta¸˜o ca
  6. 6. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Referˆncias e Motiva¸˜o ca Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Experiˆncias em Sala de Aula e Apresenta¸˜o ca
  7. 7. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Referˆncias e Motiva¸˜o ca Desafio: motivar alunos em sala de aula. Dificuldades: 1. Gera¸˜es Y e Z (dinˆmicos e multi-tarefas). co a 2. Excesso de est´ ımulos sensoriais (e.g., celulares, Facebook, Twitter, Instagram, etc.). Possibilidades: 1. Utiliza¸˜o de est´ ca ımulos sensoriais a favor do ensino. 2. Transforma¸˜o da sala de aula em ambiente dinˆmico e ca a desafiador, focado na resolu¸˜o de problemas aplicados e reais. ca Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Experiˆncias em Sala de Aula e Apresenta¸˜o ca
  8. 8. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Referˆncias e Motiva¸˜o ca Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Experiˆncias em Sala de Aula e Apresenta¸˜o ca
  9. 9. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Referˆncias e Evidˆncias e Economistas vem utilizando experimentos h´ pelo menos 60 a anos (Edward Chamberlin, em Harvard, na d´cada de 1950). e Existem evidˆncias apontando para vantagens na utiliza¸˜o de e ca experimentos como recursos did´ticos (Duffy 2008, 2011). a Aprendizado de novos conceitos econˆmicos tende a ser o significativamente superior em cursos introdut´rios. o Estudantes tˆm melhor desempenho em provas envolvendo e quest˜es relacionadas a experimentos realizados em sala de o aula. Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Experiˆncias em Sala de Aula e Apresenta¸˜o ca
  10. 10. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Referˆncias e Evidˆncias e Pioneiro na Utiliza¸˜o de Experimentos ca Edward Chamberlin (1899-1967) Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Experiˆncias em Sala de Aula e Apresenta¸˜o ca
  11. 11. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Referˆncias e Evidˆncias e Quest˜o: ` medida em que abordagem experimental fica cada a a vez mais comum em Economia, por que n˜o utiliz´-la em sala a a de aula? De fato, o experimento que realizamos hoje testa um comportamento espec´ ıfico. Experimento voltado para comportamentos oportunistas. H´ situa¸˜es onde indiv´ a co ıduos querem usufruir dos benef´ ıcios conjuntos de um bem sem ter de arcar com custos individuais associados. Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Experiˆncias em Sala de Aula e Apresenta¸˜o ca
  12. 12. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Referˆncias e Evidˆncias e Bens P´blicos Puros: n˜o rivais e n˜o-excludentes. u a a Exemplos Cl´ssicos: farol mar´ a ıtimo, seguran¸a nacional c (Stiglitz 2000, cap.6). Outros Exemplos: metrˆ, vias urbanas, Parque do Ibirapuera, o etc. Como, em muitos casos, iniciativa privada n˜o tem incentivos a para prover bens p´blicos, esta acaba sendo uma justificativa u para interven¸˜o governamental na economia. ca Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Experiˆncias em Sala de Aula e Apresenta¸˜o ca
  13. 13. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Referˆncias e Evidˆncias e Problema: provis˜o de bens p´blicos exige que sociedade a u contribua para seu financiamento. Questionamento em n´ individual: ”por que eu deveria ıvel contribuir se o bem ser´ ofertado de qualquer maneira?”. a Em situa¸˜es assim, pessoas tˆm incentivos a agir como co e free-riders (”caronas”). Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Experiˆncias em Sala de Aula e Apresenta¸˜o ca
  14. 14. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Referˆncias e Evidˆncias e Insight: podemos testar a ocorrˆncia deste tipo de e comportamento em um ambiente controlado (Andreoni 1988). No caso, vamos simular uma situa¸˜o onde indiv´ ca ıduos tenham a oportunidade de contribuir voluntariamente para a provis˜o a de um bem p´blico. u Como fazer isto? Acabamos de fazˆ-lo a partir de nosso experimento inicial. e Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Experiˆncias em Sala de Aula e Apresenta¸˜o ca
  15. 15. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Referˆncias e Evidˆncias e ´ Indice Free Rider (IFR) (Leuthold 1993): IFR = (Investimento no Ativo A)/R$100 Detalhe: IFR varia entre 0 e 1. Quanto mais pr´ximo de 1, maior a ocorrˆncia de o e comportamentos do tipo free rider (”carona”). Vamos analisar resultados do mesmo experimento, embora aplicado a uma turma de gradua¸˜o em Economia. ca Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Experiˆncias em Sala de Aula e Apresenta¸˜o ca
  16. 16. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Referˆncias e Evidˆncias e Resultados do Experimento: 1. IFR M´dio: 0,57. e 2. IFR Mediano: 0,60. 3. Moda (IFR): 1,00. Conclus˜o: maior parte da turma exibiu comportamento free a rider. Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Experiˆncias em Sala de Aula e Apresenta¸˜o ca
  17. 17. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Referˆncias e Evidˆncias e Resultados: Sexo Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Experiˆncias em Sala de Aula e Apresenta¸˜o ca
  18. 18. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Referˆncias e Evidˆncias e Resultados: Educa¸˜o ca Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Experiˆncias em Sala de Aula e Apresenta¸˜o ca
  19. 19. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Referˆncias e Evidˆncias e Resultados: Orienta¸˜o Pol´ ca ıtica Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Experiˆncias em Sala de Aula e Apresenta¸˜o ca
  20. 20. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Referˆncias e Evidˆncias e Primeiro Semestre de 2013: realiza¸˜o de diversos ca experimentos em sala de aula, em Vit´ria (ES). o Institui¸˜o: FUCAPE Business School. ca Disciplina: Economia do Setor P´blico. u . Turma: 5o Per´ ıodo do Curso de Economia. Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Experiˆncias em Sala de Aula e Apresenta¸˜o ca
  21. 21. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Referˆncias e Evidˆncias e Experimento n.01: Comportamento Free-Rider. Experimento n.02: Externalidades e Meio Ambiente. Experimento n.03: Equidade e Eficiˆncia. e Experimento n.04: Trag´dia dos Comuns. e Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Experiˆncias em Sala de Aula e Apresenta¸˜o ca
  22. 22. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Referˆncias e Evidˆncias e Recursos utilizados: 1. Question´rios impressos (Experimento n.01). a 2. Folhas de papel em branco (Experimento n.02). 3. Quadro Negro (Experimento n.03). 4. 2 (dois) pacotes de Mentos (Experimento n.04). Conclus˜o: n˜o ´ preciso gastar muito para realiza¸˜o de a a e ca experimentos em sala de aula. Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Experiˆncias em Sala de Aula e Apresenta¸˜o ca
  23. 23. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Referˆncias e Evidˆncias e Caracter´ ısticas dos Experimentos Realizados: Tempo M´dio: 15 a 20 minutos. e Experimentos simples e baratos. Ativa participa¸˜o dos alunos. ca Conceitos cobrados em avalia¸˜es. co Possibilidade de conhecimento das caracter´ ısticas da turma. Constru¸˜o de base de dados para pesquisa acadˆmica em ca e andamento. Ainda no meio do semestre, alunos estavam pedindo a realiza¸˜o de experimentos! ca Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Experiˆncias em Sala de Aula e Apresenta¸˜o ca
  24. 24. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Referˆncias e Evidˆncias e Detalhe: experimentos did´ticos foram parte complementar a do curso. Outros recursos adicionais utilizados foram os seguintes: Aulas expositivas (com slides de Power Point). Listas de exerc´ ıcios. V´ ıdeos do Youtube. Recomenda¸˜es de leitura (Peri´dicos Acadˆmicos). co o e Aplicativos da Internet (Google, Google Trends, etc.). Ressalva: experimentos n˜o devem ser vistos como a substitutos aos conte´dos ministrados em sala de aula. u Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Experiˆncias em Sala de Aula e Apresenta¸˜o ca
  25. 25. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Referˆncias e Conclus˜es o Possibilidades Futuras: 1. Realiza¸˜o de experimentos de laborat´rio e campo dentro do ca o col´gio e centro universit´rio da FECAP. e a 2. Cria¸˜o de um Laborat´rio de Pr´ticas Did´ticas na ca o a a FECAP. 3. Inclus˜o de se¸˜o especial na Revista Brasileira de Gest˜o de a ca a Neg´cios (RBGN), com compartilhamento de experiˆncias e o e relatos de pr´ticas did´ticas de sucesso. a a Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Experiˆncias em Sala de Aula e Apresenta¸˜o ca
  26. 26. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Referˆncias e Referˆncias e ANDREONI, J. Why free ride? Strategies and learning in public goods experiments. Journal of Public Economics, v.37, n.3, p.291-304, Dec.1988. DUFFY, J. Experimental economics in the classroom. 2008 Teaching Economics Conference. Robert Morris University, 2008. DUFFY, J. Introduction to experimental economics. Why experiment? Economics 2200 Lecture Notes, University of Pittsburgh, 2011. LEUTHOLD, J.H. A free rider experiment for the large class. Journal of Economic Education, v.24, n.3, p.353-363, 1993. STIGLITZ, J.E. Economics of the public sector. 3 ed. New York: W. W. Norton & Company, 2000. Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Experiˆncias em Sala de Aula e Apresenta¸˜o ca
  27. 27. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Referˆncias e Obrigado! Matheus Albergaria de Magalh˜es a matheus.albergaria.magalhaes@gmail.com http://www.sites.google.com/site/malbergariademagalhaes Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Experiˆncias em Sala de Aula e Apresenta¸˜o ca

×