• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Apresentação3 revisão provão 2 ano
 

Apresentação3 revisão provão 2 ano

on

  • 2,038 views

Criação de Silvane Spolaor

Criação de Silvane Spolaor

Statistics

Views

Total Views
2,038
Views on SlideShare
2,038
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
37
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment
  • PROF. MÁRCIO LOMAS

Apresentação3 revisão provão 2 ano Apresentação3 revisão provão 2 ano Presentation Transcript

  • A Geografia das sociedades: cap.25, 26, 27, 28 e 29 Profª. Silvane Spolaor
  • Urbanização=> Industrialização=>Globalização: algunsconceitos
  • INDUSTRIALIZAÇÃONO CAMPO: IMPUSIONA A MODERNIZAÇÃO NA CIDADE: AUMENTA AAGRÍCOLA, CONCENTRANDO OFERTA DE EMPREGOS TERRAS E DIMNUINDO E CAUSA A MELHORIA DA A OFERTA DE POSTOS MIGRAÇÃO CAMPO-CIDADE INFRA ESTRUTURA DE TRABALHOS ÊXODO RURAL ATRAÇÃO REPULSÃO URBANIZAÇÃO: AUMENTO DA POPULÇÃO DA CIDADE EM RELAÇÃO AO CAMPO.
  • A urbanização resulta fundamentalmente da transferência de pessoas domeio rural (campo) para o meio urbano (cidade).Assim, a idéia de urbanização está intimamente associada à concentraçãode muitas pessoas em um espaço restrito (a cidade) e na substituição dasatividades primárias (agropecuária) por atividades secundárias (indústrias)e terciárias (serviços).Entretanto, por se tratar de um processo, costuma-seconceituar urbanização como sendo "o aumento dapopulação urbana em relação à população rural", enesse sentido só ocorre urbanização quando opercentual de aumento da população urbana é superiora da população rural.
  • URBANIZAÇÃO: FENÔMENO RECENTEApesar de o processo de urbanização ter se iniciadocom a Revolução Industrial, foi até meados doséculo XX um fenômeno relativamente lento ecircunscrito.Após a Segunda Guerra Mundial, esse fenômeno foiconcluído nos países desenvolvidos e iniciado demaneira avassaladora em muitos paísessubdesenvolvidos, na maioria dos países latino-americanos e em muitos países asiáticos. Ocontinente africano até hoje é pouco urbanizado.
  • _Com exceção da China e da Índia, com as maiorespopulações do planeta e de industrialização recente,todos os países industrializados são urbanizados. _Conclui-se que há dois conjuntos básicos de fatoresque condicionam a urbanização: os atrativos, queatraem populações para cidades; e os repulsivos queas repelem do campo.
  • Rede UrbanaA rede urbana é formada pelo sistema de cidades, interligadasumas as outras através dos sistemas de fluxos, transportes,comunicações, etc.Obviamente, as redes urbanas dos países desenvolvidos são maisdensas e articulados, pois tais países apresentam alto nível deindustrialização e de urbanização, economias diversificadas edinâmicas, vigoroso mercado interno e alta capacidade deconsumo.Quanto mais complexa a economia de um país ou de uma região,maior é a sua taxa de urbanização e a quantidade de cidades, maisdensa é a sua rede urbana e, portanto, maiores são os fluxos que asinterligam.Assim, as redes de cidades mais densas e articuladas surgemjustamente naquelas regiões do planeta onde estão as megalópoles.
  • AGLOMERAÇÕES URBANAS CONCEITOSIMPORTANTESA expansão da urbanização gerou o aparecimento de váriasmodalidades de aglomerações urbanas, além de termos que cadavez mais fazem parte de nosso cotidiano, abaixo definiremosalgumas dessas modalidades e termos: Hierarquia urbana: Corresponde a influência que exercem as cidades maiores sobre as menores. O IBGE identifica no Brasil a seguinte hierarquia urbana: metrópole nacional, metrópole regional, centro submetropolitano, capital regional e centros locais.
  • São PauloMETRÓPOLE NACIONAL Rio de Janeiro Horizonte Belo Curitiba Porto Alegre METRÓPOLE REGIONAL Salvador Fortaleza Recife Belém CENTRO REGIONAL Santa Maria CIDADE LOCAL VILA
  • RELAÇÃO ENTRE AS CIDADES DE UMA REDE URBANA Metrópole Nacional Metrópole Regional Metrópole Regional Centro Submetropolitano Metrópole Nacional REVOLUÇÃOCentro Submetropolitano TECNICO- CIENTÍFICA Centro Regional MEIO Centro Regional TÉCNICO- CIENTÍFICO- INFORMACIONAL Cidade Local Cidade Local Vila Vila
  •  Conurbação: Corresponde ao encontro ou junção entre duas ou mais cidades em virtude de seu crescimento horizontal. Em geral esse processo dá origem a formação de regiões metropolitanas. Megalópole: Corresponde a conurbação entre duas ou mais metrópoles ou regiões metropolitanas. As principais megalópoles do mundo encontram-se em países desenvolvidos como é o caso da Boswash, localizada no nordeste dos EUA, e que tem como principal cidade Nova Iorque; San San, localizada na costa oeste dos EUA, tendo como principal cidade Los Angeles; Chippits, localizada nos grandes lagos nos EUA; Tokaido, localizada no Japão; e a megalópole européia que inclui áreas de vários países.
  • Boston, Nova Iorque, Filadélfia, Baltimore e Washington, DC
  • Chicago, Pittsburgh, Cleveland, Buffalo e Detroit;
  • Tóquio, Kawasaki, Nagoya, Quioto, Kobe, Nagasaki e Osaka
  •  Região metropolitana: Corresponde ao conjunto de municípios conurbados a uma metrópole e que desfrutam de infra-estrutura e serviços em comum. Megacidade: Corresponde ao centro urbano com mais de dez milhões de habitantes. Hoje em torno de 21 cidades do mundo podem ser consideradas megacidades, dessas 17 estão em países subdesenvolvidos. No Brasil São Paulo e Rio de Janeiro estão nessa categoria. Cidade global: são as cidades que polarizam o país todo e servem de elo de ligação entre o país e o resto do mundo, possuem o melhor equipamento urbano do país, além de concentrarem as sedes das instituições que controlam as redes mundiais, como bolsas de valores, corporações bancárias e industriais, companhias de comércio exterior, empresas de serviços financeiros, agências públicas internacionais. As cidades mundiais estão mais associadas ao mercado mundial do que a economia nacional.
  •  Técnopolo: Corresponde a uma cidade tecnológica, ou seja, locais onde se desenvolvem pesquisas de ponta. Como exemplo temos o Vale do Silício na costa oeste dos EUA; Tsukuba, cidade japonesa, dentre outras. No Brasil, temos alguns técnopolos localizados em especial no estado de São Paulo, como Campinas (UNICAMP), São Carlos (UFSCAR), e a própria capital (USP, etc.). Especulação imobiliária: Os especuladores imobiliários são aqueles proprietários de terrenos baldios no espaço urbano que deixam estes espaços desocupados a espera de valorização. Uma das conseqüências da especulação é a falta de moradias em locais mais bem localizados, fazendo com que as populações de mais baixa renda tenham que viver em áreas distantes do centro (crescimento horizontal), ou em favelas. Condomínios de luxo e favelas: os dois estão aqui juntos, pois são fruto da segregação social e econômica que se vive nas cidades, sendo eles o reflexo espacial dessas. Os condomínios são áreas fechadas muito protegidas e bem estruturadas, onde em geral mora a elite; as favelas são áreas sem infra-estrutura adequada e com graves problemas como o tráfico de drogas, onde grande parte da população está desempregada, e a maioria dela é pobre. “segregação sócio- espacial-urbana”.
  • Verticalização: Processo de crescimentourbano que se manifesta através daproliferação de edifícios. A verticalizaçãodemonstra valorização do solo urbano, ou seja,quanto mais verticalizado, mais valorizado.
  • DIFERENÇAS NO PROCESSO DE URBANIZAÇÃO Existem diferenças fundamentais no processo de urbanização de países desenvolvidos e subdesenvolvidos, abaixo estão relacionadas algumas delas: Desenvolvidos: Subdesenvolvidos:Urbanização mais antiga ligada Urbanização mais recente, emem geral a primeira e Segunda especial após a 2ª Guerra mundial;revoluções industriais;Urbanização mais lenta e num Urbanização acelerada eperíodo de tempo mais longo, o direcionada em muitos momentosque possibilitou ao espaço urbano para um número reduzido de cidades,se estruturar melhor; o que gerou em alguns países a chamada “macrocefalia urbana";Formação de uma rede urbana Existência de uma rede urbanamais densa e interligada. bastante rarefeita e incompleta na maioria dos países.
  • Poluição do Ar
  • A INDUSTRIALIZAÇÃO MUNDIAL
  • I- A INDÚSTRIA E APRODUÇÃO DO ESPAÇO GEOGRÁFICO Atividade pela qual os seres humanos transformam matéria prima em algum bem, acabado ou semi- acabado.
  • Tipos de indústrias Transportes e comunicações Indústria de bens de produção Aço, alumínio, plásticos, borracha ou pesada Máquinas, ferramentas, Indústria de bens de capital autopeças ou intermediária Automóveis, eletrodomésticos,Indústria de bens de consumo Vestuário, alimentos ou leve Mercado consumidor
  • Revolução Industrial1ª Revolução industrial -Fonte de energia: carvão(Iniciada no Reino Unido em meados do -Jornada de trabalho: 12 a 16hséculo XVIII, expandiu-se pelo mundo a -Tipo de indústria: têxtil e alimentíciapartir do século XIX)2ª Revolução industrial -Fonte de energia: petróleo(iniciada na segunda metade do século -Jornada de trabalho: 8hXIX-1870) -Tipo de indústria: automobilística, siderúrgica, metalúrgica e petroquímica.3ª Revolução industrial Fonte de energia: nuclear e alternativas(1970) - 4ª R.V.: Conhecimento e -Jornada de trabalho: 4 a 6hinformação? -Tipo de indústria: informática, robótica...
  • ESTRATÉGIAS DE CONTROLE DO MERCADO AS TRANSNACIONAISo Comandadas a partir da sede em país rico.o Controlam o mercado de consumo mundial.o Mantêm filiais em vários países.o inovações absorvidas pelo mercado.o Avanço tecnológico e difusão do mesmo.
  • TRANSNACIONAIS
  • PRINCIPAIS ESTRATÉGIAS DE CONTROLE GEOGRÁFICODESCONCENTRAÇÃO DESCENTRALIZAÇÃO LOCALIZAÇÃO FLEXÍVEL
  • A ADESCENTRALIZAÇÃDESCENTRALIZAÇÃ O O  Ocorre quando a Política de  Ocorre quando a Política de Desenvolvimento Industrial do país Desenvolvimento Industrial do país favorece a implantação de empresas em favorece a implantação de empresas em regiões periféricas, através de: regiões periféricas, através de:  Incentivos Fiscais  Incentivos Fiscais  Incentivos  Incentivos Financeiros Financeiros  Obras de  Obras de infraestrutura infraestrutura
  • A DESCONCENTRAÇÃO ou A DESCONCENTRAÇÃO ou DESECONOMIA DE DESECONOMIA DE ESCALA ESCALA Remoção de unidades produtivas de Remoção de unidades produtivas de antigas regiões industriais para outras antigas regiões industriais para outras regiões pouco industrializadas. regiões pouco industrializadas. NICS: Novos Países Industrializados, NICS: Novos Países Industrializados, como Brasil, Índia, China,Tigres como Brasil, Índia, China,Tigres Asiáticos. Asiáticos.
  • A LOCALIZAÇÃO FLEXÍVEL A LOCALIZAÇÃO FLEXÍVEL É a estratégia em que a produção se dispersa em várias unidades produtivas e a mobilidade geográfica das empresas é acentuada. Se o negócio for lucrativo, abandona- se a área industrial original e migra- se para um lugar adaptado às exigências do mercado.
  • Fatores locacionais da indústria:Fatores locacionais da indústria: Matérias-primas Matérias-primas Mão de obra Mão de obra Transportes Transportes Água Água Fontes de energia Fontes de energia Mercado consumidor Mercado consumidor Comunicações Comunicações Incentivos fiscais Incentivos fiscais
  • Agropecuária e ecologia
  • Agricultura: Como o nome indica (agros = terra; cultura = cultivo), essa atividade consiste na utilização do solo para o plantio e cultivo de plantas úteis ao homem. Existem várias maneiras ou técnicas utilizadas pelo ser humano para a prática da agricultura. Estas maneiras de cultivo são chamadas de sistemas agrícolasDo ponto de vista técnico e científico podemos considerar três principais etapas de desenvolvimento da agricultura: Agricultura arcaica: É aquela caracterizada pela utilização intensiva da força humana e animal nas plantações, é geralmente de subsistência e não usa métodos científicos de organização.
  • Agricultura modernasurgiu após a 1ª Revolução Industrial, combase na utilização da energia a vapor etambém da eletricidade. O aumento daprodução agrícola devido à utilização detratores, colheitadeiras, semeadeiras ealguns novos implementos agrícolas.
  • A agricultura contemporânea É caracterizada pela grande utilização de meios tecnológicos, que ampliaram a quantidade e a qualidade da produção. Uma das maiores conquistas da agricultura contemporânea foi a invenção dos transgênicos, que permitem aumentar a produção, diminuir os custos. Revolução Verde: Proporcionou tecnologias que atingem maior eficiência na produção agrícola,aumentando significativamentea produção de alimentos, entretanto,a fome mundial não foi solucionada,
  • MODIFICAÇÕES GENÉTICAS NA AGRICULTURA Fonte: “A Descoberta”, 8º ano, editora Santillana Constância, 2007.
  • AGRICULTURA MODERNA X AGRICULTURA BIOLÓGICA
  • AGRICULTURA ORGÂNICA OU BIOLÓGICAProdução agrícola que despreza o recurso dos produtos químicos.OBJETIVOS:•Produção de alimentos com elevada qualidade nutritiva;•Manutenção da fertilidade dos solos;•Utilização de energia limpa;•Combate das pragas através de métodos tradicionais.
  • SISTEMAS AGRÍCOLAS E TIPOS DE AGRICULTURA Sistema Extensivo Sistema Intensivo Neste sistema são usados Utiliza tecnologias os elementos dispostos da avançadas, máquinas, natureza; preparação do solo Baixa produtividade; sementes selecionadas; Mão de obra familiar sem Animais criados em muitos recursos e confinamentos; cuidados; Mão de obra qualificada; Animais criados soltos. Grandes propriedades. Ex: Agricultura de Ex: Plantation, subsistência itinerante e a Agricultura comercial, roça. Empresas agrícolas e Agricultura de Jardinagem.
  • PECUÁRIAÉ a criação de gado, isto é, de bois, ovelhas, porcos, cavalos,cabras, asnos ou burros e mulas.No Brasil a pecuária é praticada de duas formas: INTENSIVA EXTENSIVA
  • AGRICULTURA DE SUBSISTÊNCIA ITINERANTE -É praticada em pequenas e médias propriedades; -Uso de mão de obra familiar; -Empregam-se técnicas ultrapassadas de cultivos e de criação; -Atende as necessidades básicas do agricultor e de sua família e quando ocorre excedente é vendido no mercado local; -O agricultor transfere a área cultivada sempre que percebe o esgotamento do solo; -Foi desenvolvido pelos índios e por comunidades nômades de regiões menos desenvolvidas onde ainda existem terras disponíveis para essa finalidade; -Não conhecem ou não tem capital para aplicar na conservação dos solos.
  • NO BRASIL-ROÇAÉ a agricultura desenvolvida pelospequenos lavradores, proprietários earrendatários de pequenas porções deterras e de onde tiram o seu sustentoatravés da policultura, explorando-ajuntamente com sua família e semmuitas técnicas ;
  • OS TIPOS DE AGRICULTURA Agricultura de Empresas Plantation Jardinagem agrícolas Encontrada nas É o cultivo de regiões maisAtividade típica das produtos tropicais ricas (Américaregiões produtoras para exportação. É do Norte,de arroz do praticada através da Austrália,continente asiático. monocultura em Canadá e da latifúndios e tem porApresenta elevada Europa). objetivo atender aoprodutividade. Apresenta mercado consumidorEmprega grande grandes externo.Alternaquantidade de mão investimentos e técnicas modernasde obra. aplicação das com técnicas mais evoluídas rudimentares . tecnologias
  • PRINCIPAIS QUESTÕES NA ZONA RURAL BRASILEIRATrabalho escravo;Migrações para áreas urbanas;Distribuição desigual de terras;Depredação do meio ambiente;Terras improdutivas;Corrupção;Impunidade;Violência.
  • FONTES DE ENERGIA
  • Fontes não renováveis: reservas esgotam(petróleo, carvão, gás natural, urânio)
  • Fontes renováveis: produzem energia semesgotar (Rios, marés, vento, sol, biomassa);
  • GLOBALIZAÇÃO: Fluxos
  • Os meios de transporte: Vantagens e desvantagens.Tipo de Transporte: Rodoviário.Vantagens:- É o mais flexível e o mais ágil no acesso às cargas, permite integrarregiões, mesmo as mais afastadas, bem como o interior dos países.- As vendas ocorrem na condição de entrega porta a porta ou seja, otransporte vai até a carga em vez de obrigar o exportador a levá-laaté ele e a carga vai até o importador ao invés de obrigá-lo a ir retirá-la.- Há a possibilidade de utilização de embalagens mais simples e demenor custo.
  • Transporte RodoviárioDesvantagens:- Possui a menor capacidade de carga entre todos os modais,pois o custo operacional é alto em relação ao pesotransportado, tornando-o mais adequado para pequenosvolumes.- Este modo é um dos modais mais poluentes, pois apresentaaltos índices e tipos de poluição.- É considerado o modo mais inseguro pelas estatísticas deacidentes.
  • Tipo de Transporte: Aéreo.Vantagens:- É seguro por haver exigências rígidas de controle de tráfego aéreo.- Ideal para o transporte de mercadorias com prioridade de entrega (urgência), gerandoassim maior competitividade do exportador, visto que a entrega rápida pode ser um bomargumento de venda.- Os aeroportos, normalmente, estão localizados mais próximos dos centros de produção,industrial ou agrícola, pois encon-tram-se em grande número e espalhados praticamentepor todas as cidades importantes do planeta ou por seus arredores.Desvantagens:- Possui pequena capacidade de carga, sendo mais indicado para mercadorias de altovalor agregado.- Tem o o modo de custo operacional mais alto, em relação ao peso total transportado,pelo fato de não ser econômico energeticamente. E também necessita de altosinvestimentos em infra-estrutura, como aquisição de aeronaves, construção eaparelhamentos de terminais (aeroportos) e ainda, no controle de tráfego aéreo.- Frete relativamente alto em relação aos demais modais.
  • Tipo de Transporte: Aquáviario. Vantagens:- É um dos que exigem menos investimentos em infra-estrutura se a via for francamente navegável.- Competitivo para produtos de muito baixo custo (químicos industriais, ferro, cimento, petróleo, minerais e outros). - Possui grande capacidade de carga. Desvantagens:- Velocidade reduzida, devido à dificuldade de operação de embarcações e das características do canal navegável.- É pouco flexível em rotas e horários, por estar sujeito às condições de navegabilidade dos rios.- Se forem necessárias obras de engenharia exige grandes investimentos.
  • Tipo de Transporte: Ferroviário. Vantagens: - Possui grande capacidade de transporte, dependendo das características técnicas de vias, veículos e terminais. - Tem um custo operacional baixo em relação ao peso total transportado, devido ao fato de ser econômico energeticamente. - Tem como ponto a favor a segurança, que é controlada rigidamente devido à existência de esquemas de controle operacional. Desvantagens:- Os investimentos em infra-estrutura são elevados, devido à necessidade de grande resistência e qualidade da via permanente. Além disso, as vias-férreas têm de ser implantadas totalmente, não podendo ser construídas por etapas. - A flexibilidade de rotas e horários é muito pequena, e há também pouca disponibilidade de malhas ferroviárias.- Não possui como vantagem o transporte porta-a-porta, pela dificuldade de parar um comboio em qualquer lugar da via-férrea.http://arquivos.unama.br/nead/graduacao/ccet/engenharia_civil/8semestre/engenharia_transporte _i/html/unidade2/pdf/aula7.pdf http://www.cursosnocd.com.br/logistica/
  • Globalização: processo de integração dos países. Liberalização econômica. Revolução nos transportes. Revolução nas telecomunicações. Popularização da Internet. Homogeneização cultural. Processo contraditórioeconomicamente.
  • INTERNET:Ferramenta da globalização
  • InternetÉ a maior rede mundial de computadores, aberta ao públicoÉ um sistema de dimensões gigantescas, que abrange todo o mundo e que tem potencialidades surpreendentesSuporta milhões de documentos, recursos, bases de dados e uma variedade de métodos de comunicaçãoSe bem aproveitada, é a melhor oportunidade para melhorar a educação e a comunicação dos últimos tempos