Your SlideShare is downloading. ×
Projeto luminária estabi lu_zador
Projeto luminária estabi lu_zador
Projeto luminária estabi lu_zador
Projeto luminária estabi lu_zador
Projeto luminária estabi lu_zador
Projeto luminária estabi lu_zador
Projeto luminária estabi lu_zador
Projeto luminária estabi lu_zador
Projeto luminária estabi lu_zador
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Projeto luminária estabi lu_zador

179

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
179
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. estabiLUZador Mateus Silva Brum Nina Guida Gonçalves de BritoProjeto de Iluminação de Espaços Comerciais e Residenciais Professoras: Claudia Bem e Izabele Colusso Porto Alegre 2011
  • 2. INTRODUÇÃO Luminária arandela de design exclusivo, estabiLUZador é feita emmaterial reciclável a partir de um estabilizador para PC, cuja proposta destaluminária é de causar um efeito decorativo quando em uso. Comotradicionalmente são as aradelas, a estabiLUZador tem como fonte deenergia um ponto elétrico na parede – onde será instalado o soquete daluminária. Nesta luminária estamos usando técnica de reaproveitamento, cujoobjetivo é ter um efeito decorativo no ambiente. Devido a sua forma eestampa, o efeito de luz também é decorativo em ambientes de poucaluminosidade ou sem luminosidade. A opção de usar material reciclado se deve principalmente ao fato deque se diminuirmos a poluição gerada por plásticos, vidros, e outrosmateriais que podem ser reciclados, estaremos ajudando no cuidado com onosso planeta, além de que desta forma, também economizaremos dinheiro.Outra conseqüência importante, referente a produção desta luminária, estáassociada a geração de emprego, pois haverá necessidade de profissionaisdistintos para esta produção, serão necessário trabalhadores que atuam nacoletas de peças, bem como os que atuem na customizações das mesmas,na pintura e nos cortes artesanais.METODOLOGIA Foi através de um problema rotineiro que se deu o conceito dessaluminária: o reaproveitamento e transformação de um objeto alterando suafunção e relação com o ambiente. Um estabilizador de PC que estragou,onde não já não havia sequer alguma utilidade, surgiu a possibilidade decustomização e criação de um objeto de forte potencial decorativo. A seguir,o passo a passo:- Da criação:  Coletar o estabilizador já sem utilidade;  Retirar seu equipamento interno, ficamos apenas com a casca - estrutura de plástico PVC que cobre as ferragens;  Realizar a arte/estampa que envolverá a parte externa do produto;  Realizar os recortes com base na estampa criada – cortes estes mais concentrados nas faces laterais do produto – e dois cortes de forma circular centralizados e rentes à parte traseira do produto, nas faces inferior e superior, cada um;  Realizar cortes internos na face traseira – na aba que cobre a peça - de modo que fique com superfície lisa também dentro, para encaixe de peça que irá fechar a luminária;  Recortar peça no molde da face traseira que ficará junta à parte com abertura, entre uma peça e outra do estabilizador – fixada por meio de dois parafusos, ambos na lateral da borda da abertura, com maior 1
  • 3. distância possível entre os mesmos, a fim de suportar a peça de fechamento;  Preparar furos na aba com abertura e peça de fechamento – em mesma posição/altura a fim de ficarem fixados um ao outro – dois furos, cada;  Na peça de fechamento: fixar por meio de parafusos um soquete reto sem chave, já com abertura para ligação dos fios, centralizado à peça;  Preparar as esperas para dois parafusos na face traseira – na aba maior – mais acima e mais abaixo, respectivamente;  Executar pintura/acabamento;  Realizar testes com lâmpada.- Da aplicação/usabilidade (dividimos e nomeamos a luminária em trêspeças:peça 1 – aba lateral maior, que cobre parte das outras peças;peça 2 – a aba na qual está a abertura traseira;peça 3 – criada além do estabilizador, com função de fechamento).  Aplicar na parede - em torno da espera/fio já existente – com dois parafusos, a peça 1;  Unir, por meio de dois parafusos, peças 2 e 3;  Colocar lâmpada no soquete;  Fazer a ligação espera x soquete pela parte externa traseira;  Encaixar a união das peças 2 e 3 na peça 1, fechando a luminária;  Parafusar as partes nos furos existentes abaixo do estabilizador.Obs.: A posição em que ficará a luminária na parede não interfere noprocesso de colocação/montagem/manutenção, podendo assim privilegiar aface da arte ou luminosidade de acordo com cada intenção. Essa montagemé possível devido ao produto ser em peças encaixáveis.DESENVOLVIMENTO DA PROPOSTAInspiração Luminária inspirada na reutilização de materiais que já não têm maisfuncionabilidade, uma tendência que devemos ter em nossas mentes comofonte inesgotável de recursos, só depende da criatividade de cada um. A fimde dar uma outra utilidade para aparelhos que certamente seriamdescartados, optou-se por reutilizar um aparelho estabilizador de PC paratransformá-lo em uma luminária. 2
  • 4. Ambientação Pode ser usado como luminária de dormitório e/ou sala de estar,desde um lounge à uma sala de jogos, ou qualquer ambiente de caráterpessoal e descontraído. Sugerimos o uso da lâmpada incandescente comumClassic A, da marca OSRAM, de 60 watts de potência e temperatura de corde 2.700K. Esta lâmpada torna o ambiente agradável, evitando um cansaçovisual, criando uma luminosidade confortável, privilegiando a funcionalidadee a economia de energia elétrica. Sabemos do aquecimento que causa a lâmpada incandescente, porisso, idealizamos essa luminária para alturas acima de 170cm – onde ficafora do alcance das crianças que tem atitudes instintivas – prevendo opossível aquecimento da mesma. A permanência por esta lâmpada é devida aos seus resultados sobtestes com lâmpadas de diferentes estilos e características técnicas, etambém porque o estabilizador, além de ser em material anti-chamas, aluminária tem cortes que possibilitam a “respiração” da lâmpada, nãomantendo o calor produzido todo dentro da luminária. O próprio soquete –reto, rosca E27 – é de plástico anti-chamas, uma característica que motivousua definição juntamente com a leveza do material e baixo custo. Sugerimos também, como um “plano b”, a lâmpada Twister da marcaPhilips de 27W, com equivalência a uma lâmpada comum de 130 W. É umaLâmpada Fluorescente Compacta com Reator Eletrônico Integrado, tambémde 2.700K. As duas sugestões de lâmpadas, trarão uma baixa iluminação aoredor proporcionando, por exemplo, a leitura de um livro até uma sugestãode fluxo, quando mais de uma, enfim. Segue abaixo o que as diferenciam,uma lâmpada e outra: Incandescente  Iluminação mais baixa – mais conforto aos olhos  A transposição dos desenhos em recorte para as superfícies próximas – devido a sua trajetória de luz  Aquecimento da luminária Fluorescente  Iluminação mais brilhante – mais agressiva aos olhos  A não-transposição dos desenhos, mas uma claridade ao seu redor salientando o desenho apenas na própria luminária, preenchendo os recortes com luz – devido à sua luz difusa  Baixo aquecimento da luminária Com pequenos fachos de luz pelas laterais causando sensações, eoutros dois, um na parte superior e outro na inferior da luminária, criam uma 3
  • 5. luminosidade geral indireta, para todos os lados da luminária como emdireção de cruz, não focando e concentrando toda sua intensidade sobreuma superfície ou objeto, tornando assim um ambiente de luminosidadebaixa e aconchegante.Estimativas de Custo O custo de mão-de-obra não é previsível, pois envolverá artista – nodesenho/estampa – artesão – nos recortes do objeto – e eletricista, tal comoalgum coletador dos estabilizadores. ITEM UN. R$ UN. R$ TOTALCaixa do estabilizador 1 0,00 0,00Soquete 1 2,50 2,50Lâmpada 60watts 1 3,00 3,00Placa aglomerado revestida de fórmica branca 1 10,00 10,00CUSTO TOTAL 15,50Viabilidade A viabilidade de execução e produção do nosso projeto tem comoprincipal fator, identificar fornecedores, uma vez que o material utilizado naprodução da luminária é de fácil acesso, isto porque hoje, a utilização decomputadores domésticos pela população cresce cada vez mais e,conseqüentemente os periféricos que acompanham estes computadores,entre eles o estabilizador, matéria prima da estabiLUZador.Manutenção A manutenção deste produto se dá de forma simplificada, pois o queenvolve neste processo é apenas a troca da lâmpada, ou seja,desparafusando os dois parafusos que estão na parte inferior edesencaixando a peça que não está fixada na parede – para fechar, oprocesso inverso. Portanto, havendo a queima da lâmpada e/ou mal funcionamento damesma, basta proceder a troca.CONCLUSÃO O objetivo do projeto da estabiLUZador foi alcançado com sucesso.Transformamos um objeto de nenhum aspecto decorativo e de já nulafuncionalidade, em outro objeto com características decorativas de baixailuminação. A produção desta luminária, ira gerar oportunidades de empregopara pessoas distintas, com variações na faixa etária e no grau de formação. Temos a plena consciência de que à partir desse projeto, surgemnovas idéias neste segmento, entre as quais podemos citar: luminárias demesa e luminárias pendentes. 4
  • 6. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICASRagtech, Estabilizador Sidepro 2010, Disponível emhttp://www.ragtech.com.br/produtos_side_pro.html. Acesso em: 06 de abrilde 2011. 5
  • 7. ANEXOS 6
  • 8. 7
  • 9. 8

×