• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Renha crítica GEOGRAFIA, ESCOLA E CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO
 

Renha crítica GEOGRAFIA, ESCOLA E CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO

on

  • 3,882 views

GEOGRAFIA, ESCOLA E CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO

GEOGRAFIA, ESCOLA E CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO

Statistics

Views

Total Views
3,882
Views on SlideShare
3,882
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
44
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Renha crítica GEOGRAFIA, ESCOLA E CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO Renha crítica GEOGRAFIA, ESCOLA E CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO Document Transcript

    • UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADE FACULDADE DE EDUCAÇÃO MARTA MARIA DOS SANTOS GONÇALVES Turma: 03 Resenha Crítica do livro GEOGRAFIA, ESCOLA E CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO Lana de Souza Cavalcanti Papirus Editora. 2011 (318ª Ed.). 192p. Rio de Janeiro Julho/2013
    • UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES FACULDADE DE EDUCAÇÃO CURSO DE PEDAGOGIA Prof. Hugo Heleno Ensino de geografia aplicada aos anos iniciais do ensino fundamental de crianças, jovens e adultos- UERJ - 1º Sem.2013. MARTA MARIA DOS SANTOS GONÇALVES Resenha Crítica do livro Geografia, escola e construção do conhecimento Lana de Souza Cavalcanti1 . Trabalho apresentado à disciplina geografia aplicada aos anos iniciais do ensino fundamental de crianças, jovens e adultos- UERJ ministrada pelo Prof. Hugo Heleno, como requisito parcial à obtenção de nota. Rio de Janeiro Julho/2013 1 Doutora em Geografia (Geografia Humana) pela Universidade de São Paulo (1996) e pós- doutorado na Universidade Complutense de Madrid/Espanha.Professora associada da Universidade Federal de Goiás
    • INTRODUÇÃO Esse livro destaca as práticas pedagógicas no ensino de geografia a partir de suas categorias centrais (sociedade, território, lugar e paisagem). Trata-se de um estudo sobre os processos envolvidos na construção de conhecimentos geográficos por alunos de 5ª e 6ª séries do ensino fundamental.O livro está organizado em quatro capítulos que tratam sequencialmente de: Ciência geográfica e ensino de Geografia; O conhecimento geográfico através de representações sociais de determinados conceitos elementares; Geografia escolar e a construção de conceitos de ensino; Proposições metodológicas para a construção de conceitos geográficos no ensino escolar. A autorainicia fazendo importantes reflexões sobre a construção de conhecimentos geográficos na escola. Destacando a necessidade de“apreensão da realidadesob o ponto de vista da espacialidade, ou seja, de compreensão do papel do espaço nas práticas sociaise destas na configuração do espaço”, A especialidade em que os alunos vivem na sociedade atual (p.11). No livro além de fazer uma abordagem dos objetivos específicos do ensino de geografia no âmbito no ensino fundamental, Cavalcanti nos coloca a pensar sobre o papel dos conteúdos científico e suas representações sociais frente à organização do trabalho escolar desta disciplina numa perspectiva socioconstrutivista, apresentando os resultados de suas pesquisas com professores e alunos do 5º e 6º ano do fundamental II. Ciência geográfica e ensino de Geografia Neste capítulo Cavalcanti discute os acontecimentos da sociedade na virada do séculona qual ela chama de “uma nova era” que éresponsável pelas denominações dos fenômenos socioeconômicos, culturais e políticos que caracterizam a sociedade contemporânea. É necessário pensarmos a geografia com a qual queremos trabalhar em sala de aula e se essa geografia vai ou está influenciando a formaçãodo educando, do homem cidadão, diante da modernização do trabalho e das mudanças constantes no espaço urbano. De acordo com Cavalcanti (2011, p.16): “A geografia defronta-se, assim, com a tarefa de entender o espaço geográfico num contexto bastante complexo. O avanço das técnicas, a maior e mais acelerada circulação de mercadorias, homens e ideias distanciam os homens do tempo da natureza e provocam um certo “encolhimento” do espaço de relação entre eles. Na sociedade moderna, baseada em princípios de circulação e racionalidade, há um domínio do tempo e do espaço, mecanizados e padronizados, que se
    • torna fonte de poder material e social numa sociedade que constitui à base do industrialismo e do capitalismo (...)” A importância da geografia escolar é indiscutível, para a formação do educando e para a consolidação de uma sociedade sustentável. Há uma necessidade da definição da metodologia a ser adotada em sala de aula. Aqui nós encontramos a ideia de redes sociais, onde o sentido e a compreensão do mundo atual exige uma nova “conexão” espaço-tempo, tornando-se assim uma só categoria para explicar a realidade. A autora explica que o ensino de Geografia foi introduzido nas escolas com o objetivo de contribuir para a formação dos cidadãos, cidadão aquele que é capaz de emitir opinião sobre temas públicos no sentido de direcionar decisões políticas e como aquele que tem conhecimento e acesso aos seus direitos e que admite e assume seus deveres. Cavalcanti faz uma crítica a respeito dos conteúdos da matéria, que não basta somente ter o conhecimento para se ensinar, concordamos com ela, não basta introduzir a Geografia na educação, tem que buscar uma metodologia em que o aluno se sinta inserido, a partir daí o nível de aprendizagem será bem melhor. Fechando este capítulo, a autora fala o queo papel do ensino, parte principalmenteda mediação docente, que deve ter como objetivo promover o encontro dos conceitos científicos e conceito cotidianos possibilitando assim o desenvolvimento intelectual. O conhecimento geográfico através de representações sociais de representações sociais de determinados conceitos elementares O propósito deste capítulo foi investigar como se dá a compreensão das representações sociais para compreender os caminhos da prática do ensino de Geografia. Para obter estas informações importantes para o ensino de Geografia, a autora lançou mão de alguns recursos tais como: registros de observações de aulas nas classes dos alunos pesquisados; questionários aplicados; atividades de grupo e entrevistas. A partir dessa pesquisa vemos quebusca pela qualidade do ensino deve ser uma constante na vida do geógrafo-educador, quando se coloca o uso dos recursos didáticos, tais como usados pela autora. Ao propor uma metodologia em que o aluno se sinta inserido, o nível de aprendizagem pode resultar numa melhor compreensão. A autora pode compreender ao entrevistar os aluno e professores, que o ensino tradicional é um ato mecânico e muitas das vezes não passa de decoreba, o aluno só estuda para fazer prova, na realidade ele não aprendeu o verdadeiro sentido do ensino. Durante as entrevistas a autora constatou as precariedades das condições de trabalho do magistério e os problemas referentes a manejo de classe, isso foi constatado pela autora pela falta de formação de algumas das professoras que possuíam apenas a formação básica. Ela também traz as concepções de algumas das professoras a respeito de concepções de sociedade: “Então, tipo assim, a sociedade ela é muito complexa no seu contexto pela dificuldade de
    • aceitarem alguns aspectos certas questões... mas talvez a maneira de visão do mundo não deixa que eu tenha uma mesma concepção de „valores‟”. A autora faz a análise de que o conceito das representações da sociedade feitas pelos alunos e professoras são diferentes, fica claro pois os alunos não tem formação para elaborar um conceito tão genérico.