Professor Reflexivo 2

10,645 views
10,499 views

Published on

Published in: Education, Career
1 Comment
1 Like
Statistics
Notes
  • A reflexão é importante não só na prática pedagógica mas em nossa rotina diária nos permite saber como devemos agir, falar ou ouvir, isso nos torna seres críticos, possibilitando a capacidade de uma conduta que sempre irá agir pensando no melhor para todos. A reflexão assim como a pesquisa nos concede o tempo de analisar, pensar, investigar em um bem comum e derrubarmos a barreiro do acrítico do inerte do estático que não sabe ou não quer abrir brechas para melhorar a sua condição como ser humano no mundo.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
10,645
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
195
Comments
1
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Professor Reflexivo 2

  1. 1. Professor reflexivo Mestrado em Educação Disciplina: Teorias da Educação Prof. Cláudio Dalbosco Maite, Márcia, Simone e Marlova
  2. 2. Diferenças stricto/lato <ul><li>É necessário compreender a distinção entre o pesquisador stricto sensu do pesquisador lato sensu . </li></ul><ul><li>Pesquisa no sentido estrito - Pesquisa no sentido amplo </li></ul>
  3. 3. Professor pesquisador no sentido estrito : <ul><li>Se faz nos cursos de pós-graduação (mestrado e doutorado), mediante projetos de pesquisa. </li></ul>
  4. 4. O pesquisador <ul><li>Um pesquisador não precisa ser professor. </li></ul><ul><li>Pesquisa e ensino cruzam-se na prática. </li></ul>
  5. 5. Professor <ul><li>Alguém que elabora plano de atividades, aplica metodologias, reproduz conteúdos, interpreta esses conteúdos, observa comportamentos e avalia processos. </li></ul><ul><li>PROFESSOR deve construir e reconstruir conhecimentos. </li></ul>
  6. 6. Conhecimento <ul><li>Como capacidade não está pronto, cada indivíduo precisa construí-lo para si. </li></ul>
  7. 7. Professor <ul><li>A lguém que continua aprendendo e ampliando sua capacidade de conhecer; </li></ul><ul><li>Deve conhecer os limites da capacidade de aprender; </li></ul><ul><li>É responsável pelo processo de aprendizagem do aluno = deve conhecer seus alunos; </li></ul><ul><li>Torna-se um pesquisador no sentido amplo. </li></ul>
  8. 8. Empirismo <ul><li>Empirismo: ser humano é tabula rasa. </li></ul><ul><li>Apriorismo = concebe a mente humana como algo pronto. </li></ul>
  9. 9. Construtivismo <ul><li>CONSTRUTIVISMO = construção de conhecimento. </li></ul><ul><li>Está fundado num INTERACIONISMO . </li></ul>
  10. 10. Interação <ul><li>INTERAÇÃO acontece entre o sujeito, com sua complexidade. </li></ul><ul><li>Conhecer o mundo é agir sobre ele e transformá-lo, transformando-se a si mesmo; </li></ul><ul><li>Fazemos para melhor . </li></ul>
  11. 11. Sugestões <ul><li>A individualidade de cada ser perfaz um processo próprio que revela novidades todos os dias. Então, cabe ao professor ser o INVESTIGADOR . </li></ul>
  12. 12. Sugestões <ul><li>Com isto é possível transformar a escola numa escola ativa em que se encontram sujeitos que agem e, agindo, APRENDEM . </li></ul>
  13. 13. O que é preciso ? <ul><li>Faz-se necessário um professor que não apenas ensine , mas aquele que reflita sobre os resultados de suas ações didático-pedagógicas. Um professor REFLEXIVO . </li></ul>
  14. 14. Característica <ul><li>O professor- pesquisador abrirá espaço para as perguntas, pois toda a investigação começa com uma pergunta. </li></ul><ul><li>Nós, professores estamos preparados para a pedagogia da pergunta? </li></ul>
  15. 15. <ul><li>“ ...para que o ensino melhore de forma significativa, é preciso criar uma tradição de pesquisa que seja acessível aos professores e desenvolva o ensino”. (p.153) </li></ul>
  16. 16. Diferencial do Pesquisador <ul><li>O professor-pesquisador diferencia-se dos demais colegas, pois transforma sua docência em atividade intelectual cuja empiria é fornecida por suas atividades de ensino. </li></ul>
  17. 17. <ul><li>E para você, o que é ser professor-pesquisador ? </li></ul>
  18. 18. O professor construtivista: um pesquisador em ação <ul><li>A teoria piagetiana chamada Epistemologia Genética de Jean Piaget explica como o indivíduo, desde o seu nascimento, constrói o conhecimento. </li></ul><ul><li>Ensinar, é antes de tudo resolver problemas, tomar decisões, agir em situações incertas e seguidamente urgentes. </li></ul>
  19. 19. <ul><li>A escola deve compreender que a educação deve ser para todos, , para formação de cidadão autônomos, criativos e livres. </li></ul>
  20. 20. <ul><li>Kebach, relata que o professor necessita conhecer, mesmo que de forma básica, o método clínico, pois é da postura de constante observação da conduta que deve haver embasamento para a ação de orientar os alunos em suas tomadas de consciência dos conteúdos trabalhados. </li></ul>
  21. 21. <ul><li>O professor é um pesquisador, pois não há como ser um bom professor sem que haja uma boa compreensão dos processos de aprendizagem. </li></ul><ul><li>Numa sala de aula construtivista ambos, professor e aluno, estão em constante ação, ação esta que visa a compreender a realidade. Alunos, a partir dos desafios que o professor lhes oferece, que permite que se desequilibre e, com isso, busquem nova equilibração. </li></ul>
  22. 22. <ul><li>Refletir sobre a teoria que o educador para tornar-se um mestre, uma pessoa capacitada e qualificada profissionalmente, em consonância com a responsabilidade que carrega e com a importância de sua profissão. </li></ul>
  23. 23. PROFESSOR OU PESQUISADOR? <ul><li>Professor = é aquele que professa ou ensina uma ciência, uma arte, uma técnica, uma disciplina. Ensinar = transmitir conhecimentos; instruir; lecionar. Pesquisador = que ou aquele que pesquisa. Pesquisar = buscar com diligência; inquirir, perquirir, investigar, informar-se a respeito de... Pesquisa = ato ou efeito de pesquisar; investigação... </li></ul>
  24. 24. O professor ensina ou pesquisa? <ul><li>Ensinar pressupõe, como diz o dicionário, “uma ciência, uma arte, uma técnica, uma disciplina”. E para poder ensiná-la, é preciso conhecê-la.Então professor é aquele que ensina o que sabe, o que ele próprio aprendeu; e  preocupa-se em como ensinar respeitando o processo individual do seu aluno, pois já não se lembra suficientemente do seu próprio processo. </li></ul>
  25. 25. Saber fazer é insuficiente para ensinar <ul><li>O professor precisa dominar não só a técnica, mas o processo pelo qual se constroe os conhecimentos porém não poderá valer-se do seu processo individual devido a um mecanismo ao qual Piaget ( 1990 ) chamou de inconsciente cognitivo. </li></ul>
  26. 26. Pesquisar o pensamento do aluno <ul><li>Professor descobrir o que seu aluno pensa e como pensa. Quais os caminhos que levam a uma construção da inexistência de uma capacidade ativa e efetiva. </li></ul>
  27. 27. Egocentrismo para Piaget <ul><li>Incapacidade para distinguir o próprio ponto de vista dos demais pontos de vista. </li></ul><ul><li>Reconhece diferentes pontos de vista, mas não consegue coordená-los. </li></ul>
  28. 28. Descentração <ul><li>Possibilidade de poder colocar-se no ponto de vista do outro e coordenar os diferentes pontos de vista, mas não abrir mão do seu próprio ponto de vista. </li></ul>
  29. 29. Tânia define três níveis no processo do egocentrismo à descentração : <ul><li>1 – Professores negam a existência do aluno. </li></ul><ul><li>  2 – Professor pensa no aluno a partir de si próprio. Diferencia, mas não coordena os diferentes      pontos de vista. </li></ul><ul><li>3- Pensar no aluno a partir do aluno. </li></ul>
  30. 30. Pesquisar para descentrar <ul><li>É na medida que o professor se coloca na posição de pesquisador em sala de aula que ele consegue superar o seu egocentrismo, entender o pensamento do aluno e coordenar os diferentes pontos de vista que se configuram neste espaço escolar. Quando conhece o processo de seu aluno que ele consegue auxilá-lo a estabelecer as relações que significam a aprendizagem no seu sentido de gênese de estruturas de pensamento e não apenas de estocagens de conteúdos. </li></ul>
  31. 31. <ul><li>Na relação entre as funções de ensinar e pesquisar, Tânia concluí que “o professor precisa pensar no aluno a partir do aluno, e não a partir dele próprio, para ajudar a construir o adulto capaz de conquistar, por si só, a beleza e a verdade do seu tempo”( Marques, 2005, p.254 ). </li></ul>

×