Your SlideShare is downloading. ×
Inclusão Digital Web 2.0
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Inclusão Digital Web 2.0

115
views

Published on


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
115
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Inclusão Digital
  • 2. O que é Inclusão Digital?É o nome dado ao processo dedemocratização do acesso às tecnologias daInformação, de forma a permitir a inserçãode todos na sociedade da informação.Inclusão digital é também simplificar a suarotina diária, maximizar o tempo e as suaspotencialidades. Um incluído digitalmentenão é aquele que apenas utiliza essa novalinguagem, que é o mundo digital, paratrocar e-mails, mas aquele que usufrui dessesuporte para melhorar as suas condições de
  • 3. O que é Inclusão Digital?A inclusão digital, para acontecer, precisa detrês instrumentos básicos que são:computador, acesso à rede e o domíniodessas ferramentas pois não basta apenas ocidadão possuir um simples computadorconectado à internet que iremos considerarele, um incluído digitalmente. Ele precisasaber o que fazer com essas ferramentas.fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/inclus%c3%A3o digital
  • 4. Destinatários:Em termos concretos, incluir digitalmentenão é apenas "alfabetizar" a pessoa eminformática, mas também melhorar osquadros sociais a partir do manuseio doscomputadores. Como fazer isso? Nãoapenas ensinando o bê-á-bá doinformatiquês, mas mostrando como elapode ganhar dinheiro e melhorar de vidacom ajuda daquele monstrengo de bits ebytes que de vez em quando trava.
  • 5. Destinatários:O erro de interpretação é comum, porquemuita gente acha que incluir digitalmente écolocar computadores na frente das pessoase apenas ensiná-las a usar Windows epacotes de escritório. A analogia errôneatende a irritar os especialistas e ajuda apropagar cenários surreais da chamadainclusão digital, como é o caso decomunidades ou escolas que recebemcomputadores novinhos em folha, mas quenunca são utilizados porque não há telefone
  • 6. Destinatários:Desde a década de 90, acadêmicos eespecialistas em tecnologia da informação(TI) deram início a uma série de debatessobre um quadro preocupante e que poucomudou: os países subdesenvolvidos e emdesenvolvimento, sobretudo os mais pobres,estão perdendo o bonde da informação. Semos meios necessários (computadores elaboratórios) e recursos apropriados (internetrápida, telecomunicações), esses paísesdeixam para trás um amplo leque de opções
  • 7. Destinatários:Somente colocar um computador na mãodas pessoas ou vendê-lo a um preço menornão é inclusão digital. É preciso ensiná-las autilizá-lo isso ainda é um cenário poucoestudado no Brasil, mas tem à frente osbons resultados obtidos pelo CDI no País,cujas ações são reconhecidas e elogiadasmundialmente. Estudiosos consultados pelareportagem, que costumam classificar asações do Comitê como exemplo empalestras mundo afora.
  • 8. A importância:A inclusão digital só será um instrumento detransformação social se for usada nademocratização da informação, no acesso àcultura e como ferramenta educacional.Usando como parâmetro, pesquisas feitasem vários sites da Internet, apontam que ocomputador esta presente em quase 32%dos domicílios brasileiros, mas somente 24%deles tem Internet.
  • 9. A importância:Com esse calculo, chegamos a umpercentual aproximado de 8% de domicíliosbrasileiros com acesso a Internet, ou seja,em nosso pais, 92% dos lares não temacesso a Internet, com este PROJETO, oMunicípio de Timóteo, irá ajudar o País ademocratizar o acesso a Rede Mundial deComputadores.
  • 10. A importância:Objetivo do projeto é fazer com que oscidadãos tenham acesso aos sistemas doórgão municipal e seus serviços em geral,além de poder ter acesso a sites deeducação, cultura e lazer. No Projeto éprevisto o bloqueio a determinados sites,principalmente aos sites pornográficos, ouque fazem apologia ao crime ou a materiaisilícitos, prevê mecanismo que um sitebloqueado erroneamente possa ser liberadoatravés de requerimento feito junto ao
  • 11. Analfabetismo Digital:O governo brasileiro está em francanegociação para dar seguimento ao PlanoNacional de Banda Larga, que tem comoobjetivo levar infraestrutura detelecomunicações para os municípios, tendocomo fundamentos cobertura, velocidade epreço, para atender a demanda de acesso àInternet pela população. Diante do altoíndice de analfabetismo no Brasil, estaria asociedade brasileira preparada para essanovarealidade?
  • 12. Analfabetismo Digital:É incontestável a escalada no uso decomputadores e da internet. Suapopularização tende a ser diretamenteproporcional à lacuna que se caracterizapelo despreparo da quase totalidade doscidadãos em lidar com este meio decomunicação, aos quais deve ser dada amínima noção de que o mundo virtual nadamais é que uma extensão do mundo real eque suas ações “virtuais” resultarão emreações reais.
  • 13. Analfabetismo Digital:É um tema que merece a coalizão entrediversas ciências, numa relação “simbióticacomensalista”, que propicie projetosaudaciosos para a construção de um futuromenos caótico e que, por meio de pesquisae desenvolvimento, sejam abertas múltiplasfrentes de ação que minimizem os impactoscausados pelas desproporções ocasionadaspela preponderância de quaisquer das áreasde conhecimento envolvidas e que visem aocidadão, tornando-o cidadão digital.
  • 14. Analfabetismo Digital:Surgirão novos personagens para o bem epara o mal por isso deverão ser implantadas,aparelhadas e mantidas de forma coesa euníssona com as forças de Justiça, com afinalidade de estarem, ao menos, na “cola”da criminalidade digital.http://www.webartigos.com/articles/66235/1/ANALFABETISMO-DIGITAL-E-RESPONSABILIDADE-OBJETIVA/pagina1.html