O professor frente à tecnologia

13,347 views

Published on

0 Comments
17 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
13,347
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3,447
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
17
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O professor frente à tecnologia

  1. 1. " O orientador , professor e escola frente as novas tecnologias".
  2. 2. Será que o homem está sendo dominado pela sua própria criação? Até que ponto o homem exerce controle sobre seus inventos? Hoje somos totalmente dependentes daquilo que criamos. Nossa vida não pode mais nem ser imaginada sem a tecnologia, em praticamente todos os setores da vida humana.
  3. 3. O homem já nasceu com inteligência e poder de criação. A inteligência humana é capaz de coisas inimagináveis. Até há pouco tempo atrás, ninguém ousaria pensar que hoje seria assim, que poderíamos cruzar o mundo com um simples clique .
  4. 4. Estamos correndo atrás da informação. Hoje não sabemos mais, porque o que era ontem, já não é. Se olharmos à nossa volta, dentro de nossa casa, cada vez mais a tecnologia está presente no dia a dia: o celular, o microondas, a TV, o DVD, etc, etc. No banco, no hospital, na loja... Somos movidos pela máquina. E a escola, como está acompanhando tudo isso?
  5. 5. A escola tem uma função social. Deve preparar o educando para ser um cidadão do mundo. Ignorar a tecnologia dentro da escola é não promover a futura inclusão social.
  6. 6. Como o educador reage a essa necessidade de incorporar a tecnologia à sua prática pedagógica? A grande maioria tenta justificar o não uso, afinal em toda a sua vida profissional nunca houve quem os preparasse para isso. De repente, uma criança de 3 ou 4 anos domina a ferramenta muito melhor que o coitado do professor que ralou durante uma vida inteira, em cima de livros e livros. Isso é um choque!
  7. 7. Num primeiro momento o professor se sente um inútil, incapaz. Portanto evita o confronto, evita assumir novas posturas frente o aluno. Afinal durante anos, ficou sacramentada a idéia de que o mestre ensina , o aluno aprende. E nunca se cogitou que talvez se poderia aprender junto, fazendo trocas de saberes.
  8. 8. Na verdade, mesmo que o professor seja um excelente orientador dentro da sala de aula, aproveitar as tecnologias, enriquece muito mais as possibilidades de ter uma aula de maior qualidade, oferecendo ao educando possibilidades impossíveis sem ela.
  9. 9. Através da grande rede, a internet, é possível estabelecer relação da escola com o mundo, contextualizar a aprendizagem, dando mais sentido ao aprender.
  10. 10. A grande questão atual quanto ao professor é que ele mesmo vá em busca do conhecimento para que possa estar competente a atuar com a tecnologia. Para isso, inserir-se em comunidades virtuais, participar de listas de discussão, fóruns, etc, é de grande valia para sua formação. O professor multiplicador deve fazer essa ponte com os colegas, deve mostrar essas possibilidades, deve facilitar a aproximação dos colegas ao ambiente virtual.
  11. 11. A simples presença da tecnologia na escola não é garantia de melhoria na ação pedagógica. E isso é ainda o grande nó que precisa ser desfeito, através da formação continuada do professor.
  12. 12. Outra questão que o professor deve se perguntar não é “vou ou não usar” , mas sim “como vou usar”. A cada dia descobrimos novas possibilidades, novas ferramentas. No entanto existe por vezes a supervalorização destas em detrimento do projeto pedagógico que deva ser viabilizado através delas.
  13. 13. Não podemos cair na armadilha do modismo, vestir um verniz de modernidade, se temos por dentro ainda as mesmas velharias. Por outro lado, temos experiências fantásticas que vem acontecendo através das mais variadas ferramentas. tecnológicas, que priorizam a criatividade e a construção cooperativa dos educandos, fazendo-o sujeito de seu processo de construção do conhecimento.
  14. 14. As tecnologias devem servir para o exercício da cidadania, para facilitar contatos, para aproximar, humanizar o homem, por trás de sua frieza aparente.
  15. 15. Até quando a resistência??? É preciso que alguém abra caminhos, é preciso acreditar no sonho,voar alto, mesmo sofrendo a solidão dos incompreendidos. Marli                                  

×