Guia de Produção de Conteúdo

  • 87 views
Uploaded on

Para ajudar as marcas a criarem conteúdo de qualidade em blogs e redes sociais a boo-box reuniu uma série de textos em um guia de Branded Content. O material foi criado para colaborar com as ações de …

Para ajudar as marcas a criarem conteúdo de qualidade em blogs e redes sociais a boo-box reuniu uma série de textos em um guia de Branded Content. O material foi criado para colaborar com as ações de marketing de conteúdo das empresas.

Criado originalmente para ajudar os anunciantes a divulgarem materiais de qualidade para divulgar por meio da plataforma 8causes, o guia agora está sendo disponibilizado para download. O ponto de partida para os textos foram posts no blog da boo-box para publishers, que foram adaptados ou reescritos para se adequarem ao universo das marcas.


Além de uma introdução ao conceito de branded content, o guia traz dicas para criar ou melhor um blog corporativo e também traz dicas para redes sociais como Twitter, facebook, Google+, YouTube e Pinterest.

More in: Marketing
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
87
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
9
Comments
0
Likes
2

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Guia de produção de conteúdo
  • 2. 3. O que é Branded Content? Por definição, branded content é uma forma de publicidade que consiste na integração do que é promocional, a publicidade propriamente dita, com a diversão, o entretenimento, fazendo com que a mensagem da marca torne-se muito mais agradável e consequentemente natural e contextualizada com o universo do público-alvo. É uma forma de branding sustentável que garante muito mais engajamento do consumidor. Independente do canal de comunicação utilizado, o branded content tem como objetivo fazer as marcas cada vez mais presentes na vida das pessoas. E por quanto mais tempo melhor! Pois é uma forma de fixar a marca e associá-la ao consumo de determinados conteúdos. Seja através de música, vídeo, texto, ou o que a imaginação quiser.
  • 3. .4 Como fazer um Branded Content de sucesso O sucesso do branded content é alcançado quando o conteúdo produzido não tem cara de publicidade, mesmo transmitindo a mensagem da marca. Trabalhar nas entrelinhas é a fórmula de sucesso, principalmente em uma era em que a tecnologia e as redes sociais fazem parte da rotina das pessoas. Ao buscar por um produto de seu interesse, o consumidor pesquisará a opinião de seus contatos na web, através de blogs, sites especializados, Facebook, Twitter, entre outros. E é aí que a oportunidade está: assumir o papel de especialista em um assunto. Estar presente em todos os canais, falando com o público da maneira correta é o primeiro passo. A recorrência também é crucial, já que o branded content busca engajar os consumidores, e uma vez conquistados pelo conteúdo, é necessário mantê-los satisfeitos, com atualizações e novidades constantes, e é claro, de qualidade e sempre alinhadas com os atributos de marca.
  • 4. 5. 8causes e seu papel no universo do Branded Content Os aplicativos 8causes foram criados pelo Grupo 42 para promover a união entre as pessoas interessadas em determinados assuntos e produtores de conteúdo, como as marcas, que possuem o knowhow em determinada área e podem contribuir para a circulação de informações e conteúdos de qualidade, alimentando este ecossistema na web. Ao escolher patrocinar determinada causa, sua marca assumirá o papel de especialista no assunto, o que lhe propiciará várias possibilidades como: Branding - Exposição da marca associada a uma causa. Massa - Alto poder de alcance e viralização. Storytelling – Mais um canal de comunicação para a criação de conteúdo que reforce os atributos de marca. Comunidade – A base de seguidores é um excelente indicativo de quem é o seu público-alvo. Uma oportunidade de conhecê-los melhor. E finalmente, Content Marketing – Uma forma de alavancar outros canais de conteúdo, como blogs, Twitter, Facebook, etc.
  • 5. .6 Como promover conteúdo através do 8causes 1. Liste todos todos os canais de comunicação da sua marca. blogs, Twitter, Facebook, Youtube, Flickr, Pinterest, Google+ e onde mais sua empresa estiver. Inclua nesta lista a frequência com que sua empresa costuma postar novidades em cada canal e quais os temas mais frequentes. Este conteúdo poderá ser um ótimo material para divulgar através do 8causes. Mas lembre-se que o conteúdo deverá estar totalmente alinhado com a causa escolhida. E é claro, tome cuidado com propagandas e postagens de cunho comercial, pois o objetivo do aplicativo é ser uma plataforma social e colaborativa. Para garantir a qualidade da comunicação, todos os aplicativos contam com um moderador especialista no assunto que fará a curadoria de conteúdo.
  • 6. 7. 2. Mantenha a frequência de produção de conteúdo Caso perceba que a produção de conteúdo da sua marca não seja tão frequente, crie o hábito de pensar em pautas novas com antecedência. A inspiração pode sair das próprias redes sociais. Acompanhe o perfil de outras marcas e blogueiros especialistas, para a partir daí dar a sua contribuição ao tema. Lembre-se sempre de colocar fontes e dar o crédito ao produtor de conteúdo. Existem muitas agências ou mesmo freelas produtores de conteúdo, que podem ajudá-lo a manter seus canais de comunicação sempre movimentados. Outra fonte de conteúdo podem ser os próprios funcionários. Muitas vezes a área de produtos e pesquisa de mercado, por exemplo, tem como hábito buscar referências e informações para o trabalho do dia-a-dia. Estes profissionais podem ser colaboradores em potencial! Os comentários e a interação do público também podem servir de indicadores para ajudá-lo a definir novas pautas.
  • 7. .8 3. Use e abuse do 8causes para gerar tráfego para seus canais de conteúdo Agora que você já tem colaboradores, temas, e frequência de produção de conteúdo, inclua o seu aplicativo do 8 causes no processo de divulgação do seu conteúdo. Basta encaminhar um breve resumo do que se trata o material para o moderador. Lembre-se que este conteúdo será divulgado através do Twitter, portanto as mesmas regras valem: seja sucinto, tente não usar mais que 95 caracteres e utilize palavras atraentes, que façam com que as pessoas se interessem em clicar para saber mais. 4. Acompanhe a construção da comunidade de perto Não se limite a produzir e divulgar conteúdo. Siga seu aplicativo e acompanhe de perto o crescimento da comunidade. Ela será uma excelente amostragem do seu público-alvo. Com o Zenzey ainda será possível acompanhar a evolução das menções à sua marca e sentir o impacto do aplicativo na sua estratégia de comunicação. Confira as dicas que preparamos para sua marca bombar na web com conteúdo de qualidade!
  • 8. 9. Índice Blog Como produzir conteúdo interessante na web e fazer seus posts mais relevantes para sua audiência.....11 Criando conteúdo compartilhável......................................................................................................................13 Conheça algumas dicas básicas para divulgar seu blog............................................................................14 Aumente a visibilidade do seu blog com estratégias de SEO........................................................................16 Use as redes sociais para ter mais comentários em seu blog......................................................................18 Aumente a credibilidade do seu blog.................................................................................................................20 Saiba porque fazer um projeto editorial para seu blog.........................................................................................22 Twitter Dicas básicas para manter uma conta no Twitter..............................................................................................25 Como aumentar sua influência no Twitter em 5 passos.....................................................................................27 Como encontrar conteúdo interessante para compartilhar nas redes sociais.................................................29 6 utilidades para as listas do Twitter..................................................................................................................31 Outras redes sociais: Conheça a nova timeline do Facebook para as Fan Pages................................................................................33 Saiba como o Pinterest pode ajudar a movimentar seu blog...........................................................................35 Crie seu banco de imagens com o Flickr..........................................................................................................36 Como utilizar o YouTube para aumentar o fluxo e a relevância do seu blog...................................................38 7 passos para criar uma página bacana para a sua marca no Facebook.....................................................40 Seu blog no Google+, #comofaz.......................................................................................................................43
  • 9. .10 Blog Seja através dos construtores de blogs gratuitos como WordPress, Blogger e outros, ou de um site elaborado exclusivamente para a produção de conteúdo para a sua marca, siga o passo-a-passo para criar conteúdo interessante e voltado para a sua audiência, e fazer sua marca bombar entre os consumidores. . Como produzir conteúdo interessante na web e fazer seus posts mais relevantes para sua audiência . Criando conteúdo compartilhável . Conheça algumas dicas básicas para divulgar seu blog . Aumente a visibilidade do seu blog com estratégias de SEO . Use as redes sociais para ter mais comentários em seu blog
  • 10. 11. Blog Como produzir conteúdo interessante na web e fazer seus posts mais relevantes para sua audiência Prestar atenção no feedback dos seus leitores e ter domínio sobre o assunto são as principais dicas. Criar conteúdo interessante para agradar e conquistar leitores na web não é uma tarefa fácil. Com a infinidade de opções de leitura que os usuários têm à disposição, oferecer um conteúdo relevante para manter sua audiência conectada se tornou um desafio. Para garantir o sucesso de seus textos, posts e tweets, o primeiro passo é ter um domínio sobre o que você está escrevendo. Pesquisar bastante para entender sobre o assunto e buscar referências ajudam a produzir conteúdo com mais relevância para os leitores. Além disso, ter conhecimento sobre vários assuntos possibilita fazer articulações e ligações num texto, por exemplo, para torná- lo bem mais atraente. Inspire-se no core business da sua empresa, afinal será um assunto do qual você terá knowhow e muitos especialistas dentro de casa para contribuir. Depois de estar familiarizado com o assunto, é preciso ouvir a audiência. Para começar, analise o fluxo de consumo de informação que você está distribuindo em suas redes sociais. Alguns conteúdos recebem mais comentários, likes e retweets. Isso indica aquilo que está agradando o público. E é sobre esses assuntos que você precisa fornecer conteúdo. Para ajudar
  • 11. .12 nessa tarefa, destacamos uma série de sugestões: •Uma boa estratégia é perguntar diretamente para seus leitores o que eles gostam de ler ou quais os assuntos mais interessantes. Além de questioná-los diretamente através de suas redes sociais (o Facebook já tem uma opção para perguntas), existem vários questionários online gratuitos, como o Survey Monkey e o Free Online Surveys, para você distribuir entre seus seguidores. Outra opção é incluir em email marketing ou no site de sua marca. •Como a maioria dos links são postados no Twitter através de um encurtador para economizar espaço, como o Bit. ly ou um dos oferecidos pelo Hootsuite, por exemplo, você pode ter acesso a estatísticas dos links mais clicados. A maioria desses serviços oferece esses dados, e essas informações irão ajudar a descobrir quais os tweets que mais geraram links e os assuntos mais interessantes. •Os comentários de blogs também têm informações muito preciosas sobre o que sua audiência mais gosta de ler. Sabe aquele post com vários comentários? Certamente é um dos assuntos que mais agradou sua audiência. Comece a prestar atenção nesses detalhes e também nos assuntos menos comentados e curtidos. Assim, você estabelece uma lista de pautas e a melhor forma para apresentá-las. •Assim como os posts nos blogs, os tweets mais retweetados ou favoritados são indicadores do tipo de conteúdo que sua audiência quer ler. Além dos seus retweets, pesquise o que seus seguidores estão retweetando e onde eles estão buscando o conteúdo que você poderia oferecer. No Favstar você pode encontrar seus tweets mais favoritados e ir acompanhando os posts com mais sucesso durante um determinado período. Essas dicas são bem simples, mas oferecem um resultado muito valioso. Afinal, descobrir o conteúdo que sua audiência mais gosta e produzir mais sobre esses tópicos para serem compartilhados tornam sua imagem mais relevante e atraente nas redes sociais.
  • 12. 13. Divulgue seu conteúdo e facilite o compartilhamento Um dos elementos que pode aumentar o compartilhamento do seu conteúdo é a facilidade de encontrá-lo. Quanto mais fácil for para encontrar seu blog ou post, melhor. Afinal de contas, se as pessoas encontrarem seu conteúdo e ele for bom, você vai ganhar mais leitores. Assim, seu blog será mais visitado e você terá mais gente divulgando e comentando sobre ele. Para isso, use e abuse de palavras-chave e invista na otimização de seu blog para os sites de busca (SEO). Divulgue seu conteúdo e não se limite à sua página. Utilize redes sociais como: Facebook, Twitter, Google+ e LinkedIn para ajudar a disseminar seus posts, mas lembre-se que divulgar bem não é fazer spam. Um outro fator que pode ajudar bastante é ter botões de compartilhamento (like, tweet, +1 e outros), que permitam ao leitor curtir e compartilhar o que ele achar interessante. Quanto mais você facilitar para que as pessoas divulguem seus conteúdos, mais provável que elas compartilhem. Blog Criando conteúdo compartilhável Alguns fatores simples podem fazer com que seu conteúdo seja mais compartilhado e curtido, atingindo mais pessoas e tornando seu blog/site mais conhecido. Ter mais pessoas compartilhando seu conteúdo faz com seu site se torne mais relevante e atinja um número ainda maior de pessoas. Mas não basta simplesmente fazer seu post e imaginar que ele magicamente será lido e compartilhado por aí. Algumas dicas bem simples podem ajudá-lo a tornar seu conteúdo mais “compartilhável”. Conteúdo de qualidade é mais facilmente compartilhado O primeiro passo para que as pessoas compartilhem seu conteúdo é a qualidade dele. Um texto bem escrito, sem erros gramaticais e com ideias expostas claramente tem muito mais chances de ser compartilhado do que algo truncado e cheio de erros. Outra questão muito importante é a veracidade e a relevância das informações. Se você disser as mesmas coisas que outros sites do mesmo segmento, sem nenhum diferencial ou informação nova, dificilmente as pessoas irão se interessar. Fique atento também ao perfil de seus leitores e ao feedback deles, quanto mais direcionado ao seu público-alvo for seu conteúdo, mais eles irão divulgá-lo. Enfim, existem muitos fatores que podem tornar seu conteúdo mais interessante e quanto melhor você trabalhá-los, maior o sucesso de seus posts.
  • 13. .14 Blog Conheça algumas dicas básicas para divulgar seu blog Para que seu blog receba visitas, as pessoas têm que conhecê-lo. Confira nossas dicas e espalhe seu blog por aí! Então você tem um blog novo em folha e cheio de conteúdo para ser lido, ou um blog veterano que não tem a audiência que merece. Seja qual for o seu caso, uma coisa é certa: você precisa de visitas! vamos te dar algumas dicas bem básicas, mas eficazes, de como divulgar o seu blog e aumentar a visitação. Em primeiro lugar, você precisa descobrir quem é e onde está o seu público-alvo. Como já dissemos aqui, é interessante focar seu blog em um assunto que você domine e tenha a ver com o seu negócio, já que uma das vantagens é a facilidade em identificar sua audiência. Por exemplo, para um blog sobre carros você pode procurar fóruns de discussão. Indique o link em sua assinatura de e-mail. Parece óbvio, mas muita gente esquece desta que é a maneira mais fácil de divulgar o blog para seus contatos. Alguns aplicativos, como o WiseStamp (uma extensão para Firefox, Chrome e Safari), permitem que você crie uma assinatura de e-mail com links personalizados, como seu blog e perfis em redes sociais. Com ele, é possível cadastrar o feed RSS do seu blog, por exemplo, e ele adiciona um link para o seu post mais recente. Comente em outros blogs. Essa é a estratégia de divulgação mais básica. Mas, atenção, não estamos falando em visitar mil blogs aleatórios e deixar um comentário genérico como “Visita lá o meu blog!”. Foque seus esforços, procure blogs que tenham alguma relação com o seu e deixe comentários inteligentes, que estimulem a conversa com os outros leitores. Se suas observações forem interessantes, são grandes as chances de as pessoas passarem a visitar o seu blog também.
  • 14. 15. Divulgue nas redes sociais. Sempre que publicar um novo post, espalhe ele por aí! Faça um post no Twitter com uma chamada instigante, compartilhe no Facebook. Procure também por fóruns relacionados ao assunto do seu blog, ou mesmo comunidades no Orkut (não, ele não morreu!), se é lá que sua audiência está. Crie uma newsletter. Alguns serviços, como o Feedburner, permitem inserir em seu blog um campo onde seus leitores cadastram um e-mail para receber seus posts automaticamente. No entanto, nada impede que você crie um boletim personalizado para seus leitores, onde você pode divulgar seus posts ou outros assuntos de interesse do seu público. Dá para utilizar serviços gratuitos, como o Yahoo! Groups e o Google Groups, ou mesmo ferramentas específicas para e-mail marketing como o Mailchimp. Mas atenção, nada de sair comprando lista de e-mails e enviar sua newsletter para o mundo todo; isso é considerado SPAM e o efeito será completamente o oposto do desejado. Faça o cadastro em ferramentas de pesquisa. Use serviços como o SubmitForce para cadastrar seu blog nas principais ferramentas de busca internacionais. Tome cuidado para utilizar um e-mail descartável nesse tipo de ferramenta, pois você vai receber muito SPAM. Envie seus posts para agregadores de conteúdo. Em sites como o Ueba!, você divulga seu conteúdo e pode descobrir textos interessantes dentro do seu nicho de atuação.
  • 15. .16 Blog Aumente a visibilidade do seu blog com estratégias de SEO Tornar seu blog conhecido não é uma tarefa fácil, requer tempo e paciência, mas existem ferramentas eficazes que podem ajudar o seu blog a ganhar mais visibilidade na web. Para isso, o conselho da boo-box é que você invista na otimização do conteúdo. Fique por dentro das estratégias de SEO (Search Engine Optimization) que vão auxiliar você a entender melhor como potencializar o seu site para receber mais acessos e aparecer nas principais páginas de resultado em serviços de busca como Google, Yahoo! e outros. A primeira etapa a ser seguida é ter tempo para cuidar do conteúdo do seu blog e desenvolver o site de forma que o usuário tenha facilidade em encontrar o que deseja. Então, escreva um texto original! Também é válido pesquisar os temas que mais renderam cliques para o seu blog no Google Analytics, o que é uma das melhores formas de otimizar o conteúdo e gerar engajamento para os seus perfis na rede. Ao começar a produzir seus posts, é interessante você concentrar as principais informações no começo do texto, principalmente, nos dois primeiros parágrafos. Se o post for informativo sobre um evento, por exemplo, coloque as informações de data, local e horário no começo do texto. Isso aumenta as chances de seu blog estar entre os primeiros colocados na pesquisa do Google. Outro aspecto relevante é o título de seu post, que deve ser objetivo e conciso, com a utilização de palavras-chave. As keywords são ferramentas muito importantes para o texto e devem ser usadas ao longo dele, variando a ordem, se possível. Mas lembre-se repetição de palavras desvaloriza o texto. Então, tenha cuidado! O expert em estratégias de SEO, Fábio Ricotta, tem uma dica especial quanto a esses itens que estamos discutindo. “Um ótimo exemplo para o caso seria um artigo sobre o São Paulo Fashion Week, evento que aconteceu há pouco tempo. Digamos que você fez um artigo sobre os vestidos das celebridades e ele
  • 16. 17. recebe uma quantidade de visitas razoável. Olhando melhor os seus dados no Google Analytics, você nota que recebe algumas visitas pelo termo “roupa dos famosos”, algo que você não focou no artigo, pois direcionou o termo “vestidos das celebridades”. Desta forma, se você deseja aparecer bem para ambos os termos, você deve contemplá-los em seu conteúdo, título do artigo e imagens. Logo, uma alteração em todo o artigo é necessária. Com estas correções o artigo poderá aparecer bem posicionado para ambos os casos”, completa. •Com o conteúdo preparado, agora está na hora de pensar na parte técnica da estrutura do seu blog. Para plataformas de WordPress, a boo-box sugere dois plugins que vão ajudar nessa busca por visibilidade do seu blog. Os melhores são: •All in One SEO Pack - plugin básico, porém muito eficiente. Ele engloba diversas funcionalidades que não estão disponíveis nos padrões de HTML. WordPress SEO by Yoast – plugin mais complexo e voltado para produtores de conteúdo que tenham maior experiência na web. Existem diversos plugins que irão te ajudar com a velocidade do seu site, fator que conta muito para o Google, e outros que diagnosticam o comportamento do seu público e ainda alguns que facilitam o update automático de informações de imagens e fotos. Em relação às URLs do seu blog, defina a estrutura e configure o permalink para que as URLs não sejam geradas automaticamente. Sempre utilize hífens no lugar dos espaços, URLs amigáveis são um passo fundamental para o sucesso. Todas essas dicas devem fazer parte da estratégia de marketing para o seu blog. É importante entender que as ferramentas de SEO vão desde a criação da marca do seu blog, passando pela escolha de temas abordados, códigos simples e chegando as técnicas mais complexas de plugins, além, é claro, de um conteúdo de qualidade. Agora que você já sabe sobre como utilizar o SEO de forma positiva, se prepare para receber milhares de visitas e bombar o blog da sua marca!
  • 17. .18 Blog Use as redes sociais para ter mais comentários em seu blog Alguns serviços rastreiam estes sites e transformam todas as menções aos seus posts em comentários para o seu blog. Confira. Se você tem notado uma queda no número de comentários do seu blog desde a popularização das redes sociais, você não está só. Cada vez mais, as pessoas preferem compartilhar suas opiniões em lugares de maior alcance, como Twitter e Facebook. Uma boa solução é aproveitar estes comentários externos e juntá-los ao seu blog, e já existem alguns serviços gratuitos que facilitam esta tarefa. Listamos abaixo alguns deles para que você possa escolher o que se adequa melhor às suas necessidades. Na lista, há plugins que funcionam somente em WordPress, mas alguns deles funcionam em outras plataformas. Estes sistemas têm ainda a vantagem de diminuir a carga no seu servidor, já que os comentários são hospedados fora de seu site. Disqus É um sistema de comentários completo que oferece várias funções sociais, como a possibilidade de comentar assinando com seu perfil de Facebook ou Twitter, o que facilita o compartilhamento nestas redes. Além disso, com a função de Reactions, ele procura menções ao seu post em redes sociais e agrega tudo no seu blog. Intensedebate Mais um sistema de comentários “na nuvem”, o Intensedebate conta com o chamado Social Commenting: os usuários se logam no sistema com suas contas de Twitter ou Facebook e postam comentários em seu site e nos próprios perfis ao mesmo tempo. Facebook Comments para WordPress Este plugin transforma sua seção de comentários em algo bastante parecido com um mural do Facebook. Seu leitor se loga no Facebook, deixa um comentário na rede social e este é replicado em seu site. O plugin facilita o trabalho de moderação, já que não permite comentários anônimos nem spam.
  • 18. 19. Twitter Mentions as Comments Mais uma extensão para WordPress, esse plugin procura por menções a seus posts no Twitter e inclui estes tweets na seção de comentários de seus posts, junto com outros comentários deixados por seus leitores. No entanto, ao escolher hospedar seus comentários em servidores alheios, você deve atentar para alguns detalhes. Se você já tem um blog, será necessário exportar os comentários existentes para o serviço escolhido, o que pode ser difícil para usuários menos avançados. E sempre existe o risco de a ferramenta escolhida sair do ar e você perder todo o seu conteúdo. É bom pesar todos os prós e contras antes de fazer sua escolha.
  • 19. .20 Blog Aumente a credibilidade do seu blog Confiabilidade faz toda a diferença para um blog, principalmente quando ele representar uma marca. Veja nesse post nossas dicas para você construir uma relação de confiança com seus leitores e aumentar sua credibilidade. Quais são os caminhos a serem tomados para que seu blog tenha credibilidade? O que deve ser evitado? Como fazer com que seu blog não passe uma imagem de falso, meramente comercial ou pouco confiável? Reunimos nesse post algumas dicas que você pode seguir e assim garantir que seus leitores sempre confiem no seu conteúdo. • Conteúdo original - Quem copia e cola notícias sem acrescentar nada está perdendo a oportunidade de criar conteúdo novo e identificado com a sua marca. Seu post é inspirado em outro post ou notícia? Apenas indique o link, ou se necessário copie apenas os trechos mais relevantes citando a fonte, mas nunca deixe de acrescentar seus comentários. O que importa para quem lê o seu blog é ter uma nova visão sobre o assunto e não o mesmo texto que ele pode encontrar em outros sites. • Citação de fonte - Você construiu a ideia do seu post a partir da leitura de diversos outros posts, jornais, revistas, etc.? Deixe isso claro para o leitor, encha seu artigo de links ou faça uma coletânea de urls no final do seu texto. Saber onde você descobriu aquilo permite que o leitor se assegure daquilo que você está escrevendo e reconstrua seu pensamento, o que o levará a concordar ou discordar de você e provavelmente produzir comentários mais inteligentes. Muita gente reclama da falta de comentários e participação dos leitores, mas não dá subsídios para que ele construa opiniões divergentes.
  • 20. 21. • Profundidade - Antes de publicar uma nota rápida sobre o assunto pesquise mais sobre ele, olhe as primeiras respostas no Google, descubra se existem listas de discussão que tratam do tema, se existem vídeos no Youtube satirizando o assunto, se o assunto já foi tratado em outros blogs, se já existem hashtags sendo usadas no Twitter e se há algo sendo compartilhado no Facebook, além de ver o que a mídia tradicional já falou disso. Nada contra notas rápidas, mas para conquistar sua audiência você precisa ser mais profundo e, ao citar um material completo com todas as referências, ele perceberá que você tratou o assunto com seriedade e provavelmente voltará. • Propaganda - Excesso de propaganda atrapalha a leitura e pode acabar tirando a concentração do seu leitor. Se você tem mais propaganda no seu blog do que a home de um portal é bom você rever seus conceitos. A ideia é que seu blog seja um canal que passe conteúdo relevante sobre sua marca e área de atuação e não que ele seja um amontoado de banners e textos publicitários. Além das dicas acima é importante ter paciência, blogs ligados a marcas sempre serão vistos com desconfiança, até que você mostre que não está apenas fazendo propaganda, mas gerando conteúdo útil de verdade. A melhor maneira de um blog ser considerado de confiança é aumentar a quantidade de leitores fiéis e criar uma comunidade em torno do seu blog é essencial.
  • 21. .22 Blog Saiba porque fazer um projeto editorial para seu blog A boo-box lhe dá algumas dicas para desenvolver um planejamento editorial e mostra como ele pode ajudar o seu blog. Quando há uma estratégia pensada, a chance de determinada ação dar certo é muito maior. Essa teoria vale também para a sua ação na internet. Se você planeja fazer ou já tem um blog para sua marca, saiba que é muito importante pensar na estrutura dele para desenvolver o canal em si. Esse processo pode fazer total diferença para o rumo do seu blog. Um projeto editorial é um documento que registra todas as diretrizes de um produto editorial, seja ele uma revista, um jornal, um site, um blog... Nele ficam estabelecidos os temas a serem abordados, a linguagem a ser utilizada, enfim, é nesse projeto que estarão todas as informações que dizem respeito ao conteúdo do seu blog e como ele será escrito. O projeto editorial tem que ser pensado como parte fundamental para a profissionalização do seu blog como um veículo de credibilidade e relevância na web. O primeiro passo deste planejamento é definir qual linha você deseja seguir e que tipo de segmentação deseja alcançar. Assim você terá um canal com um tema bem definido para atender à expectativa dos seus leitores, consumidores e dos principais interessados pelo assunto. Com isso, aumentam também as chances de seu blog ser identificado facilmente pelo público e, assim, você pode se tornar referência no assunto. Definido o tema, é hora de pensar com quem você deseja falar. Para isso, você precisa pesquisar sobre os interesses e características da sua audiência para ajudar a definir qual é o seu público, sempre tendo em mente, é claro, o público que consome seus produtos e serviços. Tendo em vista quem são os seus leitores, você vai poder escolher o melhor tipo de linguagem. “Uso uma linguagem formal ou descontraída?”
  • 22. 23. No caso do blog sobre carros, por exemplo, o melhor é um texto leve, descontraído e o mais importante, que prenda a atenção do usuário, mas isso varia para cada tema e público e você deve pensar bem para escolher o tipo de linguagem que vai adotar. Com seu plano editorial montado, alinhado às suas expectativas e aos seus leitores, fica mais fácil dar andamento ao trabalho no seu blog. Depois que você desenvolveu essa estrutura de linguagem, objetivo, tema e público-alvo, a sua preocupação com o planejamento deve se voltar para as linhas e categorias de conteúdo. O projeto pode ser atualizado sempre que você desejar, adequando-se aos desafios que vão surgir ao longo do tempo e permitindo a evolução do seu blog e acompanhando o crescimento e as mudanças da sua marca. Vale destacar que o projeto editorial, além de ajudar a traçar o caminho que seu blog deve seguir, ainda serve como um suporte para a evolução do seu canal. Ele funciona como um guia, que ajuda a marca a não perder o foco e consequentemente o público.
  • 23. .24 Twitter Sua empresa já tem uma conta no Twitter? E uma Fan Page no Facebook? Se ainda não tem, garanta já um perfil para a sua marca nestas e em outras redes sociais, e garanta o compartilhamento do conteúdo produzido no seu blog, além da possibilidade de estabelecer um relacionamento mais direto com os seus consumidores. Confira algumas dicas de como manter seus perfis bem movimentados. Twitter . Dicas básicas para manter uma conta no Twitter . Como aumentar sua influência no Twitter em 5 passos . Como encontrar conteúdo interessante para compartilhar nas redes sociais. . 6 utilidades para as listas do Twitter Outras redes sociais . Conheça a nova timeline do Facebook para as Fan Pages . Saiba como o Pinterest pode ajudar a movimentar seu blog . Crie seu banco de imagens com o Flickr . Como utilizar o YouTube para aumentar o fluxo e a relevância do seu blog . 7 passos para criar uma página bacana para a sua marca no Facebook . Seu blog no Google+, #comofaz
  • 24. 25. Procure compreender quais horários são melhores para impactar sua audiência, você pode usar ferramentas como o When to tweet. 3. Ao escrever um tweet, pense em “manchetes”. Use frases curtas, mas completas, com palavras que chamem a atenção dos seus seguidores. Não é uma tarefa fácil, mas melhora com a prática. 4. Boas causas devem ser compartilhadas. Tweete sobre aquela ONG que a sua empresa apoia, ou um projeto social que gostaria de divulgar 5. Hashtags são usadas para classificar ou identificar tweets sobre um determinado assunto, um recurso muito usado em eventos. Os usuários podem clicar nas #palavras ou fazer buscas e encontrar outros tweets relacionados. Use estas tags em seus tweets, #mas #não #exagere. 6. Ficar atento aos seus replies é necessário para manter as interações, mas também é legal configurar uma busca por palavras-chave como seu nome, site etc. para saber o que outras pessoas estão falando. Twitter Dicas básicas para manter uma conta no Twitter Veja mais algumas dicas que organizamos para deixar seu perfil no Twitter mais interessante. Para criar um perfil corporativo, será necessário criar uma persona para a sua marca. Afinal, ela se comunicará com pessoas, compartilhando conteúdo, retwitando outros perfis, ou mesmo conversando diretamente com os seguidores. Para isso é preciso ter em mente que esta persona deverá ter seu próprio estilo, independente do estilo da pessoa por trás da curadoria do conteúdo. Pense nos atributos de marca, quais os valores passados através de sua comunicação. Sua marca é jovem, ou é mais tradicional? Tudo isso influenciará no estilo de escrita, e também na escolha de conteúdos. 1. Inclua em sua biografia algumas palavras-chave relacionadas aos seus interesses e/ou área de expertise de sua marca. É uma boa maneira de mostrar às pessoas porque elas devem te seguir. 2. Preste atenção aos horários em que você tweeta. Um post às 5 da manhã pode não receber a mesma atenção do que se fosse publicado às 5 da tarde, por exemplo.
  • 25. .26 7. Julgar o valor de um perfil de Twitter somente pelo número de seguidores é uma medida bem fraca. De que adianta ter um milhão de seguidores mas não impactar realmente nem 1% dessa audiência? Qualidade é melhor do que quantidade. 8. É provável que uma boa parcela de seus seguidores nunca vá interagir com você de fato. Se você quer respostas para seus tweets, faça perguntas. Estimule conversas, crie engajamento. 9. Crie o hábito de conferir seus tweets duas vezes antes de publicar e verifique se o link que pretende compartilhar está abrindo corretamente. Melhor encontrar erros quando eles ainda podem ser corrigidos. 10. O número de tweets que você deve publicar por dia só depende de você, não existe um número mínimo. Dependendo do que você está divulgando – um post novo no seu blog, por exemplo -, é até interessante repetir o tweet em horários diferentes para atingir um número maior de pessoas, sempre com bom senso para não lotar a timeline de seus seguidores. 11. Dê um toque especial aos seus posts de #FF (Follow Friday). Ao indicar pessoas para seus seguidores, inclua um comentário explicando por que elas são interessantes. Isso pode lhe render boas indicações também, em agradecimento. 12. Uma boa forma de controlar seus posts é reler os seus tweets da semana passada. Veja quais posts geraram mais retorno, procure por lacunas de conteúdo ou redundâncias (intencionais ou não). Use esta análise para criar um conteúdo mais balanceado. 13. Mesmo com a ferramenta de RT automático do Twitter, facilite o compartilhamento: mantenha-se abaixo dos 120 caracteres. Desta forma, seus seguidores podem replicar seu conteúdo da forma antiga e ainda manter os devidos créditos. 14. Só porque a maioria dos usuários acessa o Twitter usando aplicativos, não significa que você não deve personalizar o background do seu perfil. Use bem esse espaço! 15. Não existe uma fórmula específica para fazer sucesso no Twitter, mas conhecendo bem seu nicho e sua audiência você estará no caminho certo.
  • 26. 27. Twitter Como aumentar sua influência no Twitter em 5 passos Algumas dicas simples podem te ajudar a construir uma audiência qualificada e aumentar sua relevância. Confira. O que é ser influente em tempos de Web 2.0? Uma pesquisa recente da Associação para o Avanço da Inteligência Artificial mostra que ter uma base de seguidores enorme no Twitter não é o suficiente para determinar o grau de relevância de um indivíduo. O que a pesquisa indica é que a influência de uma pessoa no Twitter está muito mais ligada ao conteúdo que ela compartilha do que com o número de pessoas que a seguem. Então, nestes termos, como fazer para aumentar a relevância no Twitter? Como já vimos, a pesquisa aponta que o conteúdo é chave. Por isso, é importante focar no compartilhamento de conteúdos relevantes. A seguir, te damos algumas dicas de como fazer isso. Sigam-me os bons! A primeira coisa a fazer é seguir as pessoas certas. Você pode começar por aquelas que você já conhece, clientes, fornecedores, colaboradores, etc., mas procure também por pessoas relevantes em seu mercado. Em seguida, observe quem são os usuários com quem essas pessoas interagem, quem eles retwittam; com isso, você começa a expandir sua base de referências e fontes de informação. Encontrando conteúdo relevante Como já falamos nas dicas para blogs, o ideal é manter o foco em um assunto que você goste e domine. Você começou a seguir algumas pessoas-chave neste mercado, certo? Elas podem ser uma excelente fonte de informações, fique atento ao que compartilham. Outra opção, igualmente importante, é monitorar hashtags e palavras-chave de um determinado assunto, e assim encontrar conteúdos complementares – e, talvez, mais pessoas legais de seguir. Acompanhe também outros blogs e sites sobre o assunto escolhido para aumentar sua base de referências.
  • 27. .28     Como compartilhar esse conteúdo Uma vez encontrado o conteúdo, é hora de pensar na melhor maneira de publicá-lo para seus seguidores. A forma mais simples é retwittar um post que outra pessoa tenha publicado ou utilizar a ferramenta de publicação automática para Twitter que a maioria dos blogs possui atualmente. No entanto, você pode ir um pouco mais além: procure uma citação interessante dentro do artigo escolhido ou sintetize o assunto no tweet, mostrando aos seus seguidores porque é importante que eles leiam aquilo. Esta não é a opção mais fácil, mas isso mostra que você está de fato selecionando conteúdos interessantes, e não somente replicando a opinião de outros. Sobre técnicas de compartilhamento, sugerimos a leitura deste texto do Marco Gomes sobre como escrever um bom post no Twitter   Interagindo com os followers Outro dos fatores que definem a relevância no Twitter é o engajamento. Afinal, não adianta ter esse trabalho todo e falar para as paredes, não é? Felizmente, o Twitter oferece diversos recursos para iniciar conversas. Retweet posts de outras pessoas com comentários, dê replies comentando os tweets de quem você segue, peça opiniões, indique pessoas, agradeça comentários… Enfim, as possibilidades são inúmeras, apenas tome cuidado para não ser muito invasivo e nem transformar sua timeline em spam. O bom-senso é imperativo. Não leve tudo tão a sério! Isto não significa que você precisa parar de publicar piadas e amenidades em seu Twitter – afinal, ele é seu. Mesmo que você siga as dicas acima à risca, eventualmente alguém vai deixar de te seguir, e isso não é pessoal. Significa apenas que a pessoa não está afinal tão interessada no tipo de assunto que você compartilha e, por um lado, isso é bom, pois ajuda a refinar sua audiência. O importante é focar seus esforços naqueles que estão interessados em te ouvir. E, acima de tudo, não esqueça de se divertir. ;)
  • 28. 29. Twitter Como encontrar conteúdo interessante para compartilhar nas redes sociais Saiba o que é curadoria de conteúdo e como isso pode ajudar a aumentar sua relevância O Google está cheio de soluções mirabolantes para quem quer ganhar mais seguidores no Twitter. E na verdade, ganhar mais seguidores não é assim, tão difícil. Há quem use promoções, quem troque follow por follow (o famoso “eu te sigo se você me seguir”) e até mesmo quem apele para o uso de scripts. O grande trunfo do Twitter não está em ter muitos seguidores, mas em mantê-los e conseguir que eles repliquem o conteúdo que você publica. São seus seguidores que vão te trazer mais seguidores, porque os retweets deles aumentam sua relevância. E só tem um método eficiente de manter seus seguidores: postar regularmente conteúdo de qualidade. Essa estratégia tem o nome pomposo de curadoria de conteúdo, mas não tem complicação. Primeiro, você precisa definir qual é (ou quais são) os temas e o público alvo da sua timeline. Depois disso, basta pensar em maneiras interessantes de encontrar conteúdo que se encaixe nessa linha. E é aí que a gente entra: destacamos abaixo algumas ideias de como encontrar e organizar material valioso para compartilhar com seus seguidores nas redes sociais. Serve para o Facebook, também. •Uma boa estratégia é separar os temas interessantes para sua conta e criar, para cada um deles, uma lista das @s mais relevantes no assunto. Você pode usar a funcionalidade de listas do Twitter (na ‘Home’, basta clicar na aba ‘Lists/Create a List’). Daí, é só acessar a lista para receber de maneira mais organizada os principais tweets sobre os assuntos que te interessam.
  • 29. .30 •Use o Google Reader em conjunto com o Google Alertas. O sistema vai te avisar ativamente sempre que grandes sites e blogs postarem conteúdo com as palavras-chave selecionadas. •Que tal acompanhar o Twitter do ponto de vista de uma ou mais palavras-chave? Você vai monitorar seu tema de interesse e filtrar, dentre os milhões de posts que recebe na timeline, só aqueles que possam ser interessantes para o seu conteúdo. O Monitter é um serviço de monitoramento de tags muito útil. Você digita no topo as tags que precisa monitorar e ele acrescenta colunas com todos os tweets que a mencionarem. Outro serviço interessante é o Twilert, que envia e-mails diários com os tweets que incluírem alguma das palavras-chave que você cadastrou. Ambos são em inglês. •Há alguns agregadores de notícia que destacam links diariamente, de acordo com a votação dos usuários (a notícia mais popular ganha o topo). Você pode checar o Linkk, para conteúdo em português, e o Digg, para conteúdo em inglês. Uma boa estratégia para filtrar é assinar os feeds das categorias específicas de interesse, dentro de cada um desses sites. É só clicar nas categorias e copiar o link da barra de endereços para o seu leitor de feeds, como o Google Reader. •Não se esqueça do seu blog! Compartilhe no Twitter e Facebook todos os novos posts. Além de alimentar sua timeline com conteúdo de sua autoria, é uma forma de gerar tráfego para o seu blog. Cada uma dessas medidas pode trazer conteúdo diferente e igualmente valioso para o seu Twitter ou seu feed do Facebook.
  • 30. 31. Twitter 6 utilidades para as listas do Twitter Aproveite esse recurso nativo do Twitter para turbinar seu uso Um dos recursos mais versáteis do Twitter, sem dúvida, são as listas. Com essa ferramenta, é possível agrupar diversos perfis em uma timeline separada e compartilhá-la com outros usuários, entre outras possibilidades. Você pode, por exemplo, criar uma lista com seus clientes ou fornecedores e acompanhar o que eles estão dizendo sem o “ruído” do resto da sua timeline. Pois é, as listas também são timelines, e não só uma listagem de perfis. Isso abre uma série de possibilidades interessantes. Veja nossas dicas! Criar uma lista é bem simples. Na sua página principal do site, logo acima da sua timeline, há a aba “Listas” e, dentro dela, o Link “Criar lista”. Basta dar um nome à sua lista, uma descrição (se quiser), definir se ela é pública ou privada e começar a adicionar pessoas. Se você usa uma ferramenta como o Tweetdeck ou o Hootsuite, é possível deixar uma coluna separada para acompanhar melhor sua nova lista. 1. Organizar a sua timeline Se você, por uma razão qualquer, precisa seguir um número muito grande de pessoas, é bem provável que a sua timeline seja uma bagunça. No entanto, pode ser que você só queira acompanhar realmente algumas pessoas, e isso se resolve fácil com esse recurso. Crie uma lista, adicione essas pessoas e pronto!
  • 31. .32 2. Agrupar fontes para o seu blog Já falamos aqui sobre curadoria de conteúdo. Com as listas, você reúne um grupo com vários perfis influentes em uma determinada área de interesse, como especialistas, executivos, empreendedores etc. e acompanha suas postagens num lugar só. Daí você pode tirar idéias de pauta para o seu blog ou compartilhar esses conteúdos no seu Twitter. 3. Recomendar gente interessante Essa mesma lista que você usa como fonte de informações, por exemplo, outras pessoas podem seguir – desde que ela seja pública. Desta forma, você se torna o curador da lista. Pode inclusive ser uma boa solução para quando alguém te pedir “Me indica uma galera pra eu seguir aí”, se você tiver uma lista, basta passar o link. Encare isto como um #FollowFriday permanente, se quiser. 4. Seguir pessoas… sem ter que segui-las! Sabia que não precisa seguir uma pessoa para adicioná- la a uma lista? Pode ser que você não queira seguir aquele perfil influente porque, sei lá, ele fala demais e vai entupir a sua timeline, mas de vez em quando tweeta alguma coisa interessante e você quer acompanhar. Resolvido: crie uma lista para ele (que pode ser particular) e coloque-o lá. 5. Seguir listas legais de outras pessoas Assim como você pode indicar perfis bacanas, outras pessoas fazem o mesmo. Dê uma olhada em alguns perfis que você segue, ou use serviços como o Listorious para encontrar listas interessantes em qualquer assunto, curadas por outras pessoas. Pra começo de conversa, você pode seguir o time da boo-box no Twitter nessa lista aqui: https://twitter.com/#!/booboxbr/time 6. Interaja com os seus seguidores O Twitter pode ser uma excelente fonte de pesquisa para a sua marca. Promova discussões, entreviste seus seguidores, e o mais importante, escute o que eles estão dizendo. Pode ser uma ótima forma de fazer melhorias no seus serviços, atendimento e até mesmo obter insights para a criação de novos produtos.
  • 32. 33. Outras redes sociais Conheça a nova timeline do Facebook para as Fan Pages boo-box mostra as novidades da timeline. Saiba mais sobre elas e tire proveito das novidades para aumentar o volume de tráfego do Facebook para o seu blog. O assunto sobre a nova timeline do Facebook esteve nos Trending Topics do Twitter por diversos dias seguidos, isso porque no dia 28 de fevereiro o Facebook anunciou a atualização da plataforma, que antes era apenas para perfis, nas Fan Pages. Opiniões distintas rodearam o assunto, mas a boo-box preparou esse post para explicar como tirar proveito da sua página usando a nova timeline do Facebook. Uma das novidades do novo formato que mais chamaram atenção, visualmente, foi a cover, imagem de destaque que fica no topo da página e ocupa as dimensões de 850×315 pixels. Essa mudança é uma grande vantagem, pois dá maior visibilidade a marca de seu blog. Por isso tenha cuidado com a foto que você vai escolher para ilustrar, pois a primeira impressão é muito importante. Quanto ao conteúdo, grandes novidades também estão em destaque. Agora é possível marcar publicações como favoritas e colocá-las no topo da página, o que permite chamar a atenção dos fãs para assuntos específicos. Existem dois ícones ao lado da publicação que permitem fazer isso. O primeiro é o lápis, no qual você pode levar o conteúdo para o começo da página e o outro é a estrela que destaca a publicação e automaticamente aumenta o tamanho dela.
  • 33. .34 No anúncio do Facebook sobre a novidade, a empresa reforçou que o desejo era deixar as visitas às Fan Pages mais interativas e agradáveis através do conteúdo e do novo formato. “O objetivo é tornar as páginas mais atraentes e mais interativas”, disse Gokul Rajaram, diretor de produto para anúncios do Facebook. Agora, a nova timeline do Facebook também apresenta vantagens no seu login, oferecendo um Painel Administrativo. Nele estão incluídas estatísticas em tempo real com números de “likes” da página e o número de pessoas que estão falando sobre seu blog. Também dentro do Painel está integrada a opção “Mensagens”, que facilita o controle das mensagens privadas enviadas pelos fãs a você. Essa é uma super novidade e oferece maior engajamento e comunicação entre a marca e o “fã”. A linha do tempo cria uma cronologia que ajuda a contar a história da sua marca e assim fortalecer a identidade do seu negócio. Você pode compartilhar datas importantes que aconteceram desde o nascimento do seu site até os dias de hoje. É uma das melhores formas para tornar sua página de fãs mais atrativa e organizar o seu trabalho. Muitas páginas já adotaram o novo formato de Fan Page. Essas vantagens podem te ajudar a alavancar ainda mais o seu número de fãs no seu Facebook. Agora que você já está por dentro do novo layout do Facebook, conte para nós como anda sua integração com a timeline e seu fãs! Quer ver como as novas páginas estão se aproveitando da timeline? Então não deixe de curtir a nossa página no facebook!
  • 34. 35. Outras redes sociais Saiba como o Pinterest pode ajudar a divulgar seu conteúdo Rede Social do momento, o Pinterest tem como proposta divulgar o que há de melhor na web. Saiba mais sobre ele e como usá-lo a serviço da sua marca. Você sabe o que é o Pinterest? Então se prepare para conhecer essa novíssima rede social que já conquistou pessoas de todo o mundo e pode ajudar você a divulgar ainda mais a sua marca. O Pinterest é uma ferramenta para compartilhar e divulgar imagens, links, vídeos e tudo que chame sua atenção na web e que seja interessante dividir com seus seguidores. A rede tem integração com o Twitter e Facebook, o que permite fazer o login através dessas contas e ampliar a visibilidade. O mais divertido dessa plataforma, é que ela te proporciona uma interface clean e interativa, com poucos menus de navegação e muita usabilidade. A ideia principal do Pinterest é você fixar conteúdos em sua página, como se fosse um mural onde as fotos são presas por alfinetes, e em seguida divulgá-los. Assim como no Facebook, o Pinterest tem o botão repin para o compartilhamento do conteúdo e o like para mostrar que a imagem ou o link foram curtidos por sua marca ou seguidores. Mas não se engane, a proposta do Facebook e Twitter em mostrar o que você está fazendo agora, não é a mesma do Pinterest. A sua página do Pinterest é denominada “board” e nela é possível criar categorias e compartilhar conteúdos que estejam relacionados ao tema da categoria. O ato de postar é chamado de “pin”, então quanto mais assuntos interessantes você adicionar, maior será a rede interativa da sua página. É nessa hora que você pode divulgar o conteúdo do seu blog para os seguidores do Pinterest. Para facilitar a postagem, há ainda a opção de instalar um botão “pin it” no seu navegador, site ou blog. Achou fácil? Agora que você já sabe como usar o Pinterest e como essa ferramenta pode ajudar a divulgar o seu blog, que tal se tornar um seguidor? Aproveite todas as oportunidades que o Pinterest oferece e diverta-se!
  • 35. .36 Outras redes sociais Crie seu banco de imagens com o Flickr Saiba como utilizar os recursos do Flickr a serviço da sua marca. Fique ligado nas nossas dicas: O Flickr é uma ferramenta gratuita que permite armazenar até 100 MB de fotos mensais, bastante usado por fotógrafos profissionais que desejam divulgar seu trabalho como um portifólio online e também por uma série de empresas e profissionais que precisam ou desejam ter um banco de imagens. Mas também poder ser usado por qualquer pessoa, amadores e apaixonados por fotografias, blogueiros e outros que aspiram compartilhar boas imagens e histórias, nessa rede que ilustra de certa forma a personalidade de cada um. Por meio de perfis, os usuários podem criar sua página, com álbuns, sets e ainda participar de grupos. Vale destacar que para os que tenham interesse em expor mais de 100 MB, é necessário ativar uma conta Pro, na qual você paga para poder usar mais espaço e recursos. Agora que você já sabe o que é o Flickr, fique ligado em como participar dessa rede: Crie uma conta no Flickr. Você pode logar com seus dados do Facebook, Google ou criar uma nova conta do Yahoo. O ideal é manter uma conta cujo acesso seja compartilhado entre a equipe que produzir conteúdo na sua empresa. Assim qualquer pessoa pode alimentar a rede, ou ainda integrá- la às outras redes sociais da marca, o que facilita e muito o compartihamento. Independente do canal que escolheu, você precisa pensar em um username para a sua página, este nome fará parte da sua url. Ex: flickr.com/username. Uma dica legal é adotar como username o nome da sua marca, ou ainda de um produto, caso o objetivo seja postar imagens relacionadas a um deles. Personalize a página. Essa fase é muito legal, você pode deixar o Flickr com a sua cara. É preciso inserir uma foto no seu futuro perfil, preencher alguns dados pessoais (não é obrigatório), escolher fuso-horário, língua e escrever uma breve mensagem para quem visita a sua página.
  • 36. 37. Mãos a obra. Basta fazer o upload das fotos do seu computador, o Flickr é uma ferramenta prática e permite inserir várias imagens ao mesmo tempo. Nessa etapa você pode adicionar descrições, títulos e tags em suas fotos, o que ajuda no SEO da sua marca nos sites de buscas ou mesmo dentro da própria ferramenta. Privacidade. Depois de fazer o upload da foto, você tem duas opções para escolher na área “Definir a privacidade”. A primeira é se a foto será liberada para toda a rede Flickr e a segunda, somente para os amigos do seu perfil. Mesmo que você escolha a opção liberada para toda a rede, as pessoas não conseguem copiar suas fotos com alta resolução. O ideal é que você deixe suas imagens abertas para atingir um número maior de pessoas e, com isso, trazer mais pessoas para a sua página. Álbuns. No Flickr você pode criar álbuns de acordo com a data, assunto, tamanho, título e outras regras que quiser criar. Agrupe suas fotos e vá até a opção “Minhas coisas/Álbuns”. Pronto, você criou seu primeiro álbum. Muito fácil, não? Crie bancos de imagem. Use os recursos de albuns do Flickr para criar bancos de imagens com as fotos e ilustrações de seu blog e também com imagens que tenham a ver com os temas que você aborda nele. O Flickr é uma ótima ferramenta para registrar fotos de eventos, palestras, ou mesmo fazer uma vitrine para cada produto da sua empresa. Faça contatos. Agora que você já tem seu perfil montado e álbuns de fotos, que tal compartilhar esses flashes? Na opção “Contatos” é possível buscar pessoas pelo nome e convidar amigos para participar do seu Flickr. Além dos amigos, você também pode se relacionar com pessoas com interesses comuns e com os leitores do seu blog. Se envolva. A interatividade é um grande ponto positivo no Flickr. Toda vez que você acessa sua página, uma mensagem de saudação aparece em uma língua diferente. Então, porque não reunir ideias e pessoas de lugares e culturas distintas? Para participar de um “Grupo” basta procurar na opção assuntos e temas do seu interesse. Aproveite essa oportunidade para participar de grupos que tenham a ver com o público-alvo da sua marca.
  • 37. .38 Outras redes sociais Como utilizar o YouTube para aumentar o fluxo e a relevância do seu blog Mais do que um site de vídeos, o YouTube pode ser um super aliado para a sua marca. O YouTube é um dos sites mais visitados do mundo e a sua marca pode tirar proveito de mais esta plataforma para aumentar ainda mais sua relevância na web. Elaboramos algumas dicas que podem lhe ajudar, olha só: Crie um canal O primeiro passo para que a sua marca possa aproveitar os benefícios do YouTube é criar um canal próprio. Este canal reunirá todos os seus vídeos e será o lugar em que seus consumidores irão procurá-lo no YouTube. O seu canal deve ser um aglutinador não apenas de vídeos produzidos por você, mas também de vídeos que tenham a ver com a sua marca e com o conteúdo que produz. É mais uma rede em que você pode ser tornar relevante e ainda complementar o conteúdo que você posta. Explorando recursos multimídia na internet A internet é um ambiente naturalmente multimídia, que permite gerar conteúdos em diferentes formatos, como audio, vídeo, foto e texto. E o mais legal é que você pode se focar em um deles ou utilizar vários para produzir conteúdo mais interessante e atrativo. Gravar seus próprios vídeos é uma das alternativas para expandir seu conteúdo. Você pode fazer tutoriais, entrevistas, enfim, tem toda uma gama de coisas que você pode criar sem precisar de ferramentas super especiais. Com uma câmera simples e de boa qualidade, você pode começar a filmar seus vídeos.
  • 38. 39. Mas se você não tem intimidade com as câmeras, você pode ter seu canal no YouTube mesmo assim. Nele, você pode compartilhar vídeos de outros canais ou fontes. Mas lembre-se, só publique vídeos com a devida autorização e indicação da fonte. Se a sua marca costuma produzir vídeos para outros tipos de mídia (TV, Bus TV, Metro TV, etc , este é um canal que possibilita torná-lo online! Mas não se esqueça de verificar se você possui os direitos autorais ou a permissão de quem criou os vídeos para a veiculação na internet. O YouTube como um aliado para o seu blog Uma das grandes vantagens de ter um canal no YouTube, é que os vídeos publicados nele são “encontrados pelos sites de busca, ou seja, seu vídeo pode aparecer nos resultados do Google, por exemplo. Uma outra dica muito boa é incluir links para o seu blog nas descrições dos vídeos e incluir os links para os vídeos nos posts do blog. Assim, você gera tráfego entre o YouTube e o seu blog e vice-versa. O YouTube também permite comentários nos vídeos, dando a você a oportunidade de ter mais uma forma de interagir com seus leitores.
  • 39. .40 Em poucos minutos você pode transformar seu conteúdo em um sucesso também no Facebook E aí? O seu blog está indo bem, o número de acessos crescente e o conteúdo joinha? Que tal começar a pensar em expandir e integrar mais o seu conteúdo nas redes sociais e, de quebra, ganhar novos leitores? Uma boa solução é a criação da página do seu blog ou marca no Facebook. É importante lembrar que o Facebook foi feito para conectar pessoas (reais) e utilizar um perfil pessoal que não represente uma pessoa é uma violação dos Termos e Condições do serviço criado por Mark Zuckerberg, portanto opte pela opção para marcas, através da qual você criará a sua Fan Page. Muito melhor para a sua empresa pois você pode ter mais que amigos: pode ter fãs! Ah, e bem mais do que o limitado número de 5 mil amigos, pois não há limite para a quantidade de fãs. Outra vantagem importante de ter uma página no Facebook é a quantidade de informação que se tem com o recurso. Na página, através da ferramenta Insights, você tem acesso ao número de visualizações dos posts e porcentagem de feedback, além do relatório semanal que é enviado por e-mail aos administradores. Outras redes sociais 7 passos para criar uma página bacana para a sua marca no Facebook Aqui você tem um controle sobre o número de likes e o crescimento deles em relação à semana anterior, gênero e idade de quem frequenta a sua página, mais alguns dados sobre comportamento e localização geográfica. É praticamente o Analytics do Facebook! Bom, né? Está convencido a criar uma página? Então vem com a gente, porque é bem fácil. 1. Crie a página Acesse aí: www.facebook.com/pages e em seguida clique em “Criar Página” no canto superior direito. Agora, escolha entre as opções disponíveis. Em “Marca ou Produto” tem a opção “Website”, que se encaixa bem no caso de um blog, caso queira fazer uma página exclusiva para o blog da sua marca.
  • 40. 41. Depois de escolhida a categoria, escreva o nome que vai dar à sua página (de preferência, use a própria marca), leia e concorde com os termos de uso e… vamos ao próximo passo. 2. Escolha uma imagem Aqui você pode optar por um logotipo, foto, formato de banner lateral. O importante é ser uma imagem que traduza e marque bem o seu território! 3. Não recrute seus primeiros fãs ainda! Em seguida, o Facebook te dá a opção de convidar os amigos do seu perfil pessoal a conhecerem a novíssima página do seu blog, mas recomendamos que você poste algum conteúdo primeiro, seguindo os próximos passos. A título de curiosidade, nesta opção é possível importar contatos de e-mail (hotmail, yahoo e outros serviços particulares – infelizmente ainda não dá para importar do gmail – skype, windows live messenger), marcar para colocar no seu perfil pessoal um post recomendando a nova página e, é claro, já curtir a página. 4. Coloque informações sobre a sua marca e todas as suas redes sociais Esta é a hora de adicionar informações básicas: o endereço das suas redes sociais e um resumo sobre a marca. Ao clicar em “continuar”, você será direcionado a uma página inicial, onde pode complementar informações, adicionar mais fotos, convidar seus amigos e contatos e saber como criar um box curtir (Like Box) para colocar no seu blog, divulgando a sua nova página direto na fonte para os seus leitores. Aqui você adiciona as suas preferências (tamanho, cor, cor da borda) e clica em “gerar código”. Pronto: copie o código e coloque no seu blog (aqui muda de acordo com a plataforma que você está usando). 5. Personalize o nome da sua página Agora que está criada, que tal colocar uma URL personalizada para a página? Ter www.facebook.com/SUAMARCA é bem melhor que aquele endereço enorme que aparece lá em cima, né? Antigamente, somente páginas com mais de 25 fãs podiam ter tal privilégio. Agora este serviço está aberto a todos logo após a criação. Também é bem fácil: acesse www.facebook. com/username, selecione a página que você quer nomear e, ao lado, digite o nome que você gostaria que aparecesse na URL. Clique em “checar disponibilidade”. Se estiver disponível, confirme e está pronto. 6. Comece a postar conteúdo Agora que sua página tem uma URL personalizada, está com uma foto bacana e traz as informações sobre sua marca, comece a postar conteúdo. Aí sím é hora de convidar todo mundo para curtir sua página! Na própria página de administração você pode convidar seus amigos ou importar contatos de e-mail, como descrito no passo 3. Sempre que quiser recomendar algum link, opte por adicionar ao post clicando em “Link”. É uma opção bem melhor do que simplesmente jogar este link na opção “Status”, já que você vai poder comentar um pouco sobre ele, colocando um título diferente do que vai aparecer. Além disso, você tem as opções “Vídeo”, “Fotos” e “Perguntas”. Esta última opção pode ser bem útil no caso de querer a opinião dos seus fãs sobre determinado assunto, ou alguma melhoria que queira fazer no blog. Arrase no conteúdo do Facebook da mesma forma que você arrasa no blog. Não faça da página um simples feed para o blog: traga conteúdo único, aproveite a interatividade possível neste espaço cheio de recursos que um simples perfil não disponibiliza.
  • 41. .42 7. Aproveite as ferramentas de análise A ferramenta Insights (que você encontra na sua página à direita, logo abaixo dos administradores) é realmente bem útil para entender o seu público, identificá-lo, ter ideia de quais postagens repercutem melhor e em qual horário. Enfim, use-a em seu favor.
  • 42. 43. Crie uma página para a sua marca no Google+ e aproveite todas as vantagens desta rede social Desde que o serviço foi lançado, a comparação com o Facebook foi inevitável, mais ainda depois que a equipe do Google disponibilizou o recurso de páginas para as empresas. Uma página no Google+ funciona exatamente como um perfil. Você publica seu conteúdo, adiciona pessoas aos círculos, comenta posts de outras pessoas… Isso porque é possível alternar a “identidade” entre seu perfil e sua(s) página(s). Outras redes sociais Sua marca no Google+, #comofaz Daí você se pergunta: “OK, mas qual a vantagem de ter uma página no Google+, se já tenho uma página no Facebook?”. As vantagens são várias. Primeiro, por ser um serviço do Google, sua página é indexada automaticamente, sem nenhum esforço da sua parte. Segundo, o recurso de video hangouts, onde você pode interagir diretamente com seus fãs, em tempo real. E, falando em fãs, há o recurso dos círculos. Com ele, você pode classificar os maiores fãs do seu blog em um círculo de VIPs e compartilhar conteúdo exclusivo só com eles, por exemplo. Enfim, as possibilidades são muitas. Criando sua página Para criar sua página no Google+, acesse https://plus.google. com/pages/create, logado na sua conta do Google – se você não tem um perfil no Google+, pode ativá-lo nessa página mesmo. Em seguida, escolha uma categoria. Em “Product or Brand” (Produto ou Marca) existe a sub-categoria Website, que é mais apropriada para um blog, caso você queira diferenciar o perfil da sua marca e do seu blog. Aqui você insere alguns dados básicos como o nome do seu blog, a URL e a classificação (se livre, 18 ou 21 anos), aceita os Termos de Uso e pronto, a página está criada.
  • 43. .44 Em seguida, vem a customização. Adicione uma breve descrição da sua marca (breve mesmo, só 10 palavras!) e uma imagem. Sugerimos que pule o passo de convidar seus amigos por enquanto (quem quer ver uma página vazia?), sempre há a opção de fazer isso depois, na tela de administração. Comece logo a popular sua página novinha em folha com o seu conteúdo! Na tela principal da sua página você pode publicar conteúdo, pegar o código para incluir uma badge do G+ no seu blog, a URL da sua página, adicionar pessoas aos círculos e tudo mais. Infelizmente não é possível criar uma URL customizada para a sua página, mas o serviço externo Gplus.to dá um jeitinho, basta seguir as instruções.
  • 44. Publisher boo-box Diretor de Marketing e Fundador Marco Gomes Produção do Conteúdo Ana Freitas Eliane Fronza Fernanda Abreu Isabela Rangel Jessica Travassos Paula Coruja Paulo Alckmin Roberta Martins Cuiabano Direção, Projeto Gráfico e Editoração Vinícius Sales da Cruz Ilustrações Vinícius Sales da Cruz Preparação de texto Jessica Travassos Revisão Roberta Martins Cuiabano