• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Nossas funÁűes
 

Nossas funÁűes

on

  • 7,062 views

Uma apresentaÁ„o em PowerPont, falando sobre nossas funÁűes e de onde somos.

Uma apresentaÁ„o em PowerPont, falando sobre nossas funÁűes e de onde somos.

Statistics

Views

Total Views
7,062
Views on SlideShare
7,044
Embed Views
18

Actions

Likes
1
Downloads
0
Comments
0

5 Embeds 18

http://www.slideshare.net 11
http://plantarum.blogspot.com 4
http://www.blogger.com 1
http://www.osvaldoescola.blogspot.com 1
http://osvaldoescola.blogspot.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Nossas funÁűes Nossas funÁűes Presentation Transcript

    • ‚Äú A pr√°tica e a reflex√£o sobre a pr√≥pria pr√°tica s√£o fundamentais para que os educadores possam dispor de amplas e variadas perspectivas pedag√≥gicas em rela√ß√£o aos diferentes usos da inform√°tica na escola.‚ÄĚ L√©a Fagundes FALA MESTRE! ‚Äď ‚ÄúRevista Escola‚ÄĚ Maio 2004 Orientador Tecnol√≥gico Aluno Monitor Orientador Tecnol√≥gico e Aluno Monitor Programa Estadual de Inform√°tica aplicada √† Educa√ß√£o 2005 Dinamizando o uso do Laborat√≥rio de Inform√°tica da escola SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCA√á√ÉO Coordena√ß√£o de Tecnologia Educacional N√ļcleos de Tecnologia Educacional
    • O Programa Estadual de Inform√°tica Aplicada √† Educa√ß√£o √© um conjunto de iniciativas,articuladas, que visam dotar as escolas p√ļblicas da rede estadual de laborat√≥rios de inform√°tica com a devida infra-estrutura f√≠sica, tecnol√≥gica, de pessoal e de capacita√ß√£o, de forma a possibilitar o uso da inform√°tica com fins pedag√≥gicos. Atualmente, a rede p√ļblica estadual de ensino conta com 224 laborat√≥rios de inform√°tica educativa, 14 N√ļcleos de Tecnologia Educacionais (NTE) em funcionamento, al√©m de 70 professores Multiplicadores, todos especialistas na √°rea, distribu√≠dos por todas as regi√Ķes do Estado. Em 2005, visando ampliar a abrang√™ncia do Programa, foram aprovados recursos para a implanta√ß√£o de 250 novos laborat√≥rios de inform√°tica educativa e 4 novos N√ļcleos de Tecnologia Educacional (NTE). O destaque para o programa em 2005 √© o envolvimento de Alunos Monitores em todos os Laborat√≥rios de Inform√°tica da rede, al√©m da designa√ß√£o de Professores Orientadores Tecnol√≥gicos em todas as escolas que participam do Programa. Apresenta√ß√£o Orientador Tecnol√≥gico Programa Estadual de Inform√°tica aplicada √† Educa√ß√£o 2005
      • Dinamizar o processo de utiliza√ß√£o das ferramentas tecnol√≥gicas √† disposi√ß√£o na escola;
      • Elaborar um Plano de Gerenciamento do laborat√≥rio de inform√°tica da escola;
      • Organizar os hor√°rios de utiliza√ß√£o do laborat√≥rio;
      • Auxiliar os professores na constru√ß√£o do planejamento das aulas a serem ministradas nos laborat√≥rios;
      • Selecionar sites e demais recursos pedag√≥gicos necess√°rios ao cumprimento da matriz curricular da SEE;
      • Coordenar junto aos alunos e professores a confec√ß√£o da p√°gina da escola na internet;
      Fun√ß√Ķes do Orientador Tecnol√≥gico Orientador Tecnol√≥gico Programa Estadual de Inform√°tica aplicada √† Educa√ß√£o 2005
    • Orientador Tecnol√≥gico
      • Orientar o aluno monitor em sua atua√ß√£o junto aos demais alunos na unidade escolar;
      • Avaliar a atua√ß√£o do aluno monitor;
      • Zelar pelo funcionamento dos computadores, antenas e demais aparatos tecnol√≥gicos existentes nas escolas;
      • Promover a inclus√£o digital da comunidade escolar como um todo;
      • Atuar como agente respons√°vel pelo Hardware e Software;
      • Manuten√ß√£o do sistema instalado;
      • Manter-se em cont√≠nua intera√ß√£o com os NTEs visando sua reciclagem.
      Fun√ß√Ķes do Orientador Tecnol√≥gico Orientador Tecnol√≥gico Programa Estadual de Inform√°tica aplicada √† Educa√ß√£o 2005
    • Orientador Tecnol√≥gico
      • A fun√ß√£o do Professor Orientador Tecnol√≥gico;
      • Apoio pedag√≥gico aos professores da escola para cumprimento da matriz curricular;
      • Planejamento das atividades interdisciplinares;
      • Pol√≠ticas de uso e gest√£o dos laborat√≥rios;
      • Como trabalhar com o aluno monitor;
      • Organiza√ß√£o de arquivo e seguran√ßa;
      • Organiza√ß√£o do site da Unidade Escolar;
      • Sistemas Operacionais, Editor de texto, Planilha Eletr√īnica, Blog, Software de Apresenta√ß√£o e Linux;
      • Ambiente e-proinfo.
      Módulo I (24 horas) Orientador Tecnológico Programa Estadual de Informática aplicada à Educação 2005
    • Orientador Tecnol√≥gico M√≥dulo II (16 horas)
      • Cria√ß√£o de Webquest
      • Cria√ß√£o de Projeto
      Orientador Tecnológico Programa Estadual de Informática aplicada à Educação 2005
    • M√≥dulo a Dist√Ęncia (80 horas)
      • Softwares pedag√≥gicos;
      • Organiza√ß√£o de arquivos e seguran√ßa;
      • Otimiza√ß√£o de computadores;
      • Banco de dados;
      • Sele√ß√£o de sites e recursos de pesquisa na Internet;
      • Editor de HTML e site da escola.
      Orientador Tecnológico Programa Estadual de Informática aplicada à Educação 2005
      • Trabalhar em conjunto com o Orientador Tecnol√≥gico no Laborat√≥rio de Inform√°tica da unidade escolar;
      • Auxiliar o professor Orientador na identifica√ß√£o de sites de interesse espec√≠fico conforme matriz curricular definida pela SEE e planejamento pedag√≥gico da escola;
      • Apoiar os colegas da unidade escolar na utiliza√ß√£o da inform√°tica como ferramenta de apoio pedag√≥gico;
      • Criar grupo para elaborar a homepage da escola e mant√™-la atualizada;
      Fun√ß√Ķes do Aluno Monitor Aluno Monitor Programa Estadual de Inform√°tica aplicada √† Educa√ß√£o 2005
      • Manter c√≥pias de disco e produzir CD ROM de interesse da escola conforme orienta√ß√£o do Professor Orientador Tecnol√≥gico;
      • Verificar v√≠rus nos drives permanentemente;
      • Zelar pela limpeza e organiza√ß√£o dos equipamentos do laborat√≥rio;
      • Elaborar relat√≥rios mensais sobre os problemas, dificuldades e solu√ß√Ķes ocorridas no laborat√≥rio.
      Fun√ß√Ķes do Aluno Monitor Aluno Monitor Programa Estadual de Inform√°tica aplicada √† Educa√ß√£o 2005
    • M√≥dulo I (48 horas)
      • Fun√ß√Ķes do aluno monitor;
      • Rela√ß√Ķes interpessoais Aluno Monitor / Orientador Tecnol√≥gico / Professor / Alunos;
      • Sistemas Operacionais ‚Äď Organiza√ß√£o de arquivos e pastas;
      • Editor de texto;
      • Planilha eletr√īnica;
      • Software de apresenta√ß√£o;
      • Blogs na Educa√ß√£o;
      • Editor de HTML (site da escola).
      Aluno Monitor Programa Estadual de Informática aplicada à Educação 2005
      • Atualiza√ß√£o de antiv√≠rus e otimiza√ß√£o;
      • Verificar conex√£o de cabos l√≥gicos, el√©tricos e perif√©ricos;
      • Compartilhamento de arquivos e impressoras na rede;
      • Ferramentas e programas que melhoram o desempenho do SO;
      • Configura√ß√£o de Rede.
      Módulo II (16 horas) Módulo III (16 horas)
      • Configura√ß√£o da Internet;
      • Correio Eletr√īnico;
      • MSN;
      • Pesquisas e busca na Internet.
      Aluno Monitor Programa Estadual de Informática aplicada à Educação 2005
    • Orientador Tecnol√≥gico e Aluno Monitor Programa Estadual de Inform√°tica aplicada √† Educa√ß√£o 2005 Secretaria de Estado de Educa√ß√£o - SEE/RJ Coordena√ß√£o de Tecnologia Educacional - CTED Subordinada √† Subsecretaria Adjunta de Planejamento Controle e Integra√ß√£o da Rede http://www.cted.see.rj.gov.br Elaborado pela Equipe de Apoio