Relato maria jose
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Relato maria jose

on

  • 1,967 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,967
Views on SlideShare
1,512
Embed Views
455

Actions

Likes
0
Downloads
6
Comments
0

8 Embeds 455

http://webfoliosalvadorba.blogspot.com.br 411
http://www.blogger.com 29
http://www.webfoliosalvadorba.blogspot.com.br 8
http://webfoliosalvadorba.blogspot.com 2
http://webfoliosalvadorba.blogspot.pt 2
http://4.bp.blogspot.com 1
http://1.bp.blogspot.com 1
http://webfoliosalvadorba.blogspot.in 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Relato maria jose Relato maria jose Document Transcript

  • CREDENCIAIS DA PROFESSORA ALFABETIZADORA PROFESSORA MARIA JOSÉ DA SILVA Escola Municipal Centro Social Mangueira 3º Ano – Turmas: B-Matutino e C-Vespertino GRADUAÇÃO Serviço Social – UFPB Normal Superior-Séries Iniciais - Faculdade Jorge Amado PÓS-GRADUAÇÃO História Social e Cultura Afro-Brasileira- UNIME Educação Especial com foco em Atendimento Especializado Educacional (AEE) - UFCE. EXPERIÊNCIAS PROFISSIONAIS Educação de Jovens e Adultos; Atendimento Educacional Especializado; Salas Mistas, com trabalho focado na inclusão. Relatos de experiência de atividades desenvolvidas em sala de aula regular com foco na inclusão de alunos com Síndrome de Down e Deficiência Mental nos Auditórios da APAE - Salvador e Petrobrás – Salvador. ORIENTADORA DE ESTUDOS DO 3º ANO CRE Cidade Baixa Marisa Seara
  • RELATO Nº 01 ALUNA: RANIA DOS SANTOS ABDON DETALHES DA AULA EIXO Linguagem Oral. CONTEÚDOS Alfabeto, Símbolos, desenhos, textos diversos. HABILIDADES Organizar o pensamento com clareza; Articular corretamente as palavras, levando em conta a dicção, a pronúncia, o tom da voz e as concordâncias nominal e verbal; Praticar a linguagem oral por meio de dramatizações, advinhas, jogos e outros; identificar as ideias do texto e conversar sobre elas; Relacionar as ideias do texto com situações cotidianas; Reproduzir oralmente os textos ouvidos ou lidos. DIREITO DE APRENDIZAGEM Dominar as correspondências entre letras ou grupos de letras e seu valor sonoro, de modo a ler palavras e textos. SOBRE A ALUNA A aluna em análise encontra-se no 3º ano do ensino fundamental I, é repetente, tem 11 anos, reconhece poucas letras do alfabeto. É copista e gosta de desenhar e pintar. Possui dificuldade de compreensão, bem como, retenção das informações e das atividades propostas em sala de aula.
  • ANALISANDO AS ATIVIDADES Na atividade nº 1, foi realizado um trabalho em sala de aula com uma história em quadrinhos da turma do Xaxado no combate a Dengue. No primeiro momento, a professora organizou a turma em dupla, formando agrupamentos produtivos; depois, distribuiu para cada aluno, uma história em quadrinhos da Turma do Xaxado que falava da Dengue e os meios de combatê-la. Foi solicitada a leitura individual de cada aluno. Alguns conseguiram ler uma tirinha, outros alunos, apenas algumas letras. A professora sempre procura orientá-los, buscando as letras do alfabeto, no pôster fixado na parede da sala de aula. Este foi o caso da aluna em estudo. Num segundo momento, foi entregue a cada aluno uma folha de papel com um retângulo colorido, desenhado no alto desta. Foi solicitado que cada aluno fizesse um desenho que representasse a história lida e em seguida escrevesse um texto com o título: “A turma do Xaxado no combate a dengue”. Para os alunos alfabéticos, foi solicitado um texto; para os silábicos uma frase e para os pré-silábicos, uma palavra do jeito que eles soubessem. A aluna R, não conseguiu entender as orientações e copiou algumas coisas do livro trabalhado. Esta é uma prática comum desenvolvida pela aluna, ela sempre copia de alguém as respostas das atividades desenvolvidas em sala de aula e não realiza nenhuma atividade de casa. Ela está no nível de escrita silábico, sem valor sonoro. Mesmo assim, realiza todas as atividades com auxílio dos colegas de sala.
  • RELATO Nº 02 ALUNO: MIGUEL DE JESUS CIRNE DETALHES DA AULA EIXO Linguagem escrita CONTEÚDOS Alfabeto, Símbolos, desenhos, textos diversos. HABILIDADES Compreender a função social da escrita em sua forma de registro, comunicação, organização, orientação e localização; Apropriar-se da ideia de representação escrita por meio de desenhos, logotipos e símbolos diversos; Reconhecer a escrita como uma das possibilidades de representação; Identificar as letras nas palavras do texto; Identificar as palavras no texto; Identificar as frases no texto; Fazer relações entre letra e som; Traçar corretamente as letras, os números e os sinais; Produzir textos escritos. DIREITOS DE APRENDIZAGEM Dominar as correspondências entre letras ou grupos de letras e seu valor sonoro, de modo a escrever palavras e textos. Usar diferentes tipos de letras em situações de escrita de palavras e textos.
  • SOBRE O ALUNO O aluno número 2 é tri-repetente do 3º ano, tem 10 anos, está descobrindo agora o valor das letras na construção das palavras. Reconhece quase todas as letras do alfabeto e encontra-se no nível de escrita silábico com valor sonoro, oscilando entre vogal e consoante. Consegue identificar a letra inicial e final das palavras. Gosta de desenhar e pintar como forma de ilustração das atividades propostas. ANALISANDO AS ATIVIDADES Na atividade nº 1 foi proposto à identificação e escrita da letra inicial, final, vogais, consoantes e o total de letras de cada palavra sugerida na atividade. Toda a atividade foi desenvolvida com a intervenção da professora. Sua maior dificuldade foi identificar as consoantes das palavras; pois as vogais ele reconhece e as grafa com facilidade.
  • DIAGNÓSTICO GERAL DA SALA DE AULA DO 3º ANO 1º SEMESTRE DE 2013 Quantidade de alunos: 28 Pré-silábicos: 09 Silábicos quantitativos (sem valor sonoro): 04 Silábicos qualitativos (com valor sonoro): 07 Alfabéticos não ortográficos: 06 Alfabéticos ortográficos: 02 Para reflexão: A linguagem e a educação são inseparáveis e isto quer dizer que a função essencial da educação é desenvolver habilidades de fala e escuta e de leitura e escrita ao longo da escolaridade básica, em todas as áreas do conhecimento, pois são instrumentos que contribuem efetivamente para que o indivíduo participe da ressignificação cultural e social. A leitura, mais do que uma ação decodificadora, é (...) um processo ou prática social que permite à pessoa compreender a sua razão de ser no mundo, buscando, incessantemente, mais conhecimentos sobre a realidade, seja observando diretamente a concretude do real, seja dando vida aos registros da cultura, expressos por meio de diferentes linguagens ou códigos (SILVA, 1991, p. 75). 1 1 SILVA, Ezequiel Theodoro da. Reflexão sobre o desenvolvimento da leitura no Brasil. São Paulo: Ática, 1991.