• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Be 9 ano_geografia-8345-523aef1cb97b3 prova
 

Be 9 ano_geografia-8345-523aef1cb97b3 prova

on

  • 583 views

 

Statistics

Views

Total Views
583
Views on SlideShare
583
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
9
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Be 9 ano_geografia-8345-523aef1cb97b3 prova Be 9 ano_geografia-8345-523aef1cb97b3 prova Document Transcript

    • GEOGRAFIA 9ºano 3º Trimestre / 2013 BATERIA DE EXERCÍCIOS ALÉM DA LEITURA DO LIVRO E DO CADERNO É IMPORTANTE PRESTAR ATENÇÃO NA EXPLICAÇÃO DURANTE AS AULAS E RESOLVER OS EXERCÍCIOS DO LIVRO E DESTA BATERIA. Unidade V 1. Discuta o problema portuário da União Soviética. 2. Quais foram os principais problemas socioeconômicos da antiga URSS? 3. Com relação à desintegração da União Soviética, responda: a) Gorbatchev era pressionado por duas forças antagônicas. Quais eram estas forças? b) Em agosto de 1991, ocorreu um golpe de Estado contra Gorbatchev. Explique resumidamente esse fato. 4. Na questão a seguir, escreva no espaço apropriado a soma dos itens corretos. Os acontecimentos políticos ocorridos na Europa a partir de 1989 promoveram a reorganização de alguns países. Assim, é correto afirmar que: (01) Reapareceram como estados soberanos as Repúblicas Bálticas: Estônia, Letônia e Lituânia, que integravam a URSS desde a Conferência de Yalta. (02) A Albânia, país balcânico, agregou ao seu território a província de Montenegro, porção da antiga Iugoslávia. (04) A Alemanha reunificou-se com a anexação dos antigos reinos da Prússia e Boêmia. (08) A Tchecoslováquia teve seu território desdobrado em dois novos estados independentes: a República Tcheca e a República Eslovaca. (16) Surgiu a República da Moldávia, agregando porções dos territórios da antiga URSS, Polônia e Romênia. Soma: ( ) 5. Desde meados da década de 80, a antiga União Soviética tem passado por profundas mudanças político-econômicas que culminaram em dezembro de 91 com a formação da CEI (Comunidade de Estados Independentes). No entanto, estas transformações não têm sido pacíficas, ao contrário, têm provocado intensos conflitos motivados, entre outros fatores ( A ) pelas reações negativas dos antigos aliados da Europa Oriental, que viram com o fim da URSS, a perda do mercado consumidor. ( B ) pelo forte centralismo das repúblicas bálticas, mais desenvolvidas e portanto hegemônicas sob o ponto de vista político. ( C ) pela grande diversidade étnica que cria impasses regionais na busca de autonomia política e na delimitação de fronteiras. ( D ) pela reação popular contra a admissão das novas repúblicas ao FMI e Banco Mundial, símbolos do capitalismo internacional, antes tão combatido. ( E ) pelas profundas reformulações na velha Constituição, datada da década de 20, por uma Assembléia Constituinte pouco representativa.
    • 6. Tornou-se independente em abril de 1992. O reconhecimento internacional não a poupou de uma violenta guerra étnica. Os conflitos entre muçulmanos (44% da população, dividida em duas áreas nas fronteiras noroeste e leste), sérvios (33%) e croatas (17%) sugerem a cantonização como alternativa de paz, mas isso também gera incerteza sobre o futuro do país. Identifique o país de que se fala: (A) (B) (C) (D) (E) Bósnia - Herzegovina Armênia Turquia Ilha de Capri Macedônia 7. Nos últimos anos, o fim do regime socialista em um país europeu provocou também a sua desintegração territorial, resultando em conflitos entre as nações ali presentes. É o caso do território anteriormente denominado (A) (B) (C) (D) (E) Polônia. Alemanha. Finlândia. Áustria. Iugoslávia. 8. Os números, na linha do tempo, indicam alguns acontecimentos importantes que marcaram a geopolítica mundial nesta segunda metade do século. (Ebeling/ Birkenfeld. DIE REISE IN DIE VERGANGENHEIT. Deutschland, Westermann, 1991) Assinale a alternativa montada com figuras adiante, que represente respectivamente 1, 2, 3, 4 e 5. (A) (B) (C) (D) (E) (I), (II), (III), (IV), (V) (IV), (II), (III), (V), (I) (I), (V), (II), (III), (IV) (II), (I), (V), (IV), (III) (IV), (II), (I), (III), (V)
    • 9. Desde o início dos anos noventa, a área assinalada no mapa adiante tem sido palco de sangrenta guerra civil. Indique a alternativa que exprime as causas dessa guerra e o país ao qual pertenciam estas porções territoriais. (A) (B) (C) (D) Ideal sérvio de construir a "Grande Sérvia", independente da Tchecoslováquia. Rivalidades étnicas, religiosas, históricas, culturais e territoriais entre os povos da antiga Iugoslávia. Antiga oposição política entre sérvios e croatas na Romênia. Ideias separatistas reforçadas pela "Glasnost" e pela "Perestroika" entre os povos das repúblicas componentes da antiga União Soviética. ( E ) Dominação estrangeira entre búlgaros da antiga Iugoslávia. 10. Após a II Guerra Mundial, a Alemanha Ocidental recuperou-se em curto espaço de tempo, transformando-se na mais importante potência econômica da Europa. Assinale a alternativa que mais corretamente explica as causas do crescimento da economia alemã. ( A ) Abundância de recursos minerais, ajuda financeira dos Estados Unidos, criação do Mercado Comum Europeu, agricultura itinerante, grande fluxo migratório. ( B ) Existência de mão-de-obra qualificada, reforma agrária, infraestrutura de transportes, criação do Mercado Comum Europeu, altas taxas de população rural. ( C ) Combustíveis fósseis, qualificação da mão-de-obra, densa rede de transportes, recursos do Plano Marshall, participação do Mercado Comum Europeu. ( D ) Densa rede hidroviária, investimentos em pesquisa científica e tecnológica, qualificação da mão-deobra, altas taxas de natalidade. ( E ) Carvão de excelente qualidade, petróleo em abundância, mão-de-obra qualificada, tradição industrial, altos índices de desmatamento. 11. Qual das opções a seguir apresenta características da República Soviética da Ucrânia? ( A ) Pequena ocupação humana, numa fase de ocupação por frentes pioneiras. Conflitos opondo cristãos e muçulmanos. Jazidas de petróleo e cultivo de cana-de-açúcar. ( B ) Relevo montanhoso de formação recente. Importantes recursos minerais como o cobre e a bauxita. Cultivo do algodão. ( C ) Solos pobres. Presença de dobramentos antigos. Baixas densidades demográficas e pequena produção agrícola. ( D ) Solos ricos de "terras negras". Importante atividade agrícola, principalmente de cereais. Diversificação industrial ligada às jazidas minerais de ferro e carvão. ( E ) Grande diversidade étnica. Importância da criação e da pesca. Grandes portos, no mar Báltico, relacionados ao comércio exterior.
    • 12. "Em primeiro lugar, é preciso reconhecer que algo, de fato, 'DEU ERRADO' na União Soviética. Não havia nenhuma semelhança entre o processo de emancipação socialista imaginado por Marx e aquilo que existiu naquele país". FONTE: "Revolução em 3 tempos; URSS, Alemanha, China". José Arbex Jr. Ed. Moderna. Assinale, dentre as opções a seguir, aquela que expressa um fator que tenha contribuído decisivamente para a ex-URSS ter "dado errado". (A) (B) (C) (D) (E) Descentralização das atividades de planejamento econômico. Controle do poder político por apenas dois partidos: o Comunista e o Social-Democrata. Adesão tardia das autoridades soviéticas ao mercado comum dos países socialistas, o COMECON. Predomínio de uma estrutura de economia paralela de mercado sobre os setores estatais. Ênfase na produção industrial militar e aeroespacial em prejuízo de setores civis. 13. A partir da vitória dos bolcheviques na guerra civil, Lênin implantou a NEP (Nova Política Econômica), que consistia: ( A ) na coletivização forçada das terras e no extermínio de milhares de camponeses. ( B ) na implantação de algumas medidas capitalistas com intuito de aumentar a produção e desenvolver a indústria. ( C ) no incentivo à indústria pesada através da estatização de todas as fábricas do país. ( D ) na transferência do poder político do Partido Comunista para os Sovietes. ( E ) na fundação do GOSPLAN. 14. ATAQUE RUSSO MATA 27 E FERE 40 TCHETCHENOS "Folha de São Paulo", Sábado, 13/05/95. Nos últimos meses, a Tchetchênia constantemente aparece em grandes manchetes da grande imprensa, devido à luta que trava com os russos para conquistar a sua independência. É verdadeiro afirmar que essa área se localiza na ( A ) Europa, ao sul da península Balcânica que, após um período de trégua sob a ação efetiva da ONU, retorna ao conflito armado (maio) com danos para a população civil. ( B ) Ásia, ao sul do Cáucaso, sendo uma das muitas áreas de etnias e culturas diversificadas que se opõem aos russos, enfrentando divergências internas que dificultam a estabilização e unificação política. ( C ) Europa, na região do Cáucaso, sendo uma das áreas de oposição aos russos, os quais já conquistaram várias cidades e enfrentam a resistência de guerrilheiros abrigados nas montanhas. ( D ) Ásia, ao norte da península Balcânica, onde a eliminação de uma força maior representada pela Rússia, provocou guerras separatistas de ordem religiosa, étnica e econômica, com grandes perdas para a população civil. ( E ) Ásia, no Peloponeso, onde as lutas de ordem religiosa vêm sendo intensas com fugazes tréguas, nas quais famílias e crianças convivem permanentemente com a guerra e com a morte. Unidade VI – Japão e Oceania. 1. A Era Meiji (1868-1912) representou para o Japão uma série de grandes mudanças sócio-políticoeconômicas. Com relação a essas grandes transformações, assinale a única opção correta: ( A ) implantou-se o poder dos "xoguns", que eram senhores feudais interessados no fortalecimento da figura do Imperador como Chefe de Estado. ( B ) reestruturaram-se as Forças Armadas, de acordo com padrões ocidentais, visando ao futuro expansionismo na Ásia de Sudeste e no Pacífico. ( C ) criaram-se condições para a formação dos ZAIBATSUS, isto é, dos grandes monopólios pertencentes a antigos clãs feudais e ao capital norte-americano. ( D ) foi aprovada uma Constituição, em 1889, que aboliria os poderes Legislativo, Executivo e Judiciário e os entregaria aos "Samurais" do Imperador. ( E ) NDA.
    • 2. Pelas características geográficas, o Japão tem sérias dificuldades para suprir suas necessidades de energia e matérias-primas industriais. Esta realidade fez com que o país procurasse desenvolver, sobretudo (A) (B) (C) (D) (E) produção de carvão vegetal junto às usinas siderúrgicas. agroindústrias localizadas na zona rural. grandes usinas siderúrgicas localizadas próximas às jazidas minerais. grandes reservatórios para produção de energia hidrelétrica nas proximidades dos centros industriais. indústrias de tecnologia avançada, como eletrônica, óptica e informática, em novos pólos industriais. 3. “Tudo virou um inferno, como se a II Guerra Mundial estivesse acontecendo novamente: 4.500 mortos, 23.760 feridos e 270 mil desabrigados”. ("ISTO É", 25-01-95). Com base na figura abaixo é correta a explicação para o acontecimento que atingiu a cidade de Kobe, no Japão: ( A ) em uma falha geológica, houve deslocamento e posterior encontro de placas tectônicas - no caso, a placa Euroasiática com a placa das Filipinas. ( B ) houve um processo de orogênese, isto é, movimento horizontal e prolongado que, atuando sobre as camadas de rochas sedimentares, provoca o dobramento dessas camadas. ( C ) houve um processo de epirogênese, ou seja, movimento vertical leve e prolongado, capaz de provocar elevações e abaixamentos de grandes extensões continentais. ( D ) houve um desmoronamento das rochas no interior da Terra, provocando acomodações das camadas de sedimentos devido ao seu próprio peso. ( E ) ocorreu um rompimento da crosta terrestre pela ação de forte pressão causada pelo magma que, através da falha ou fratura, subiu até a superfície. 4. "Pobre em matérias-primas e em fontes de energia, mas contando com numerosa mão-de-obra, este país tornou-se um dos mais industrializados do Globo, após a Segunda Grande Guerra". O texto refere-se (A) (B) (C) (D) (E) à Espanha. à Alemanha. ao Japão. ao Canadá. à Inglaterra. 5. A industrialização do sudeste asiático ocorreu em duas etapas. Na primeira, surgiram os chamados tigres de primeira geração, que receberam capital do Japão. Na segunda, eles investiram nos tigres da segunda geração. Assinale a alternativa que lista corretamente os tigres asiáticos de primeira e de segunda geração.
    • 6. O mundo moderno, dominado pela sociedade de consumo, tem na indústria o mais importante dos setores da sua economia: ela provoca o desenvolvimento de atividades que lhe são complementares, como fornecedores de matérias-primas e de energia, fornecendo oportunidade de emprego à mão-deobra, forçando a sua qualificação, produzem capitais e estimulam o desenvolvimento do comércio, dos transportes e dos serviços. ANDRADE, Manuel Correia de. Geografia econômica. 12. ed. São Paulo: Atlas, 1998. A indústria é vital para colocar os países na vanguarda do processo de desenvolvimento econômico. Sobre a evolução da indústria, é correto afirmar: ( A ) o artesanato que antecedeu à manufatura teve como principal característica um trabalhador altamente especializado. ( B ) a invenção da máquina a vapor está vinculada à primeira fase da Revolução Industrial que teve como principal base energética o petróleo. ( C ) a doutrina liberal predominou na segunda fase da Revolução Industrial, tendo sido implantada, na inglaterra, pelo seu criador Henry Ford. ( D ) os Tigres Asiáticos, países de industrialização tardia, se desenvolveram a partir de uma política agressiva, voltada para o mercado interno. ( E ) a reengenharia e o “just in time” são elementos da terceira fase da Revolução Industrial que teve seu modelo derivado do Toyotismo. 7. O Japão é um país pequeno, localizado em arquipélago montanhoso, com poucos recursos naturais e cerca de 125 milhões de habitantes. Em meados do século XIX, era, ainda, um país feudal, mas, a partir de 1868, iniciou seu processo de modernização. Viveu a primeira metade do século XX envolvido em conflitos militares (com os russos no Extremo Oriente, com a Coréia, com a China e, depois, na segunda Guerra Mundial). a) Analise os fatores que possibilitaram ao Japão tornar-se a segunda potência econômica mundial. b) Por que esse país não ocupa posição equivalente na geopolítica atual? 8. O milagre japonês de desenvolvimento baseia-se em vários fatores, dentre os quais o da orientação da indústria japonesa em trabalhar cada vez mais com valores agregados maiores. Assim, "1 tonelada de satélite" custa 200 vezes mais do que "1 tonelada de automóvel" e 20.000 vezes mais do que "1 tonelada de navio cargueiro". Baseado nesse princípio, o governo japonês estimulou, ha duas décadas, a(o): ( A ) substituição dos materiais que equipam os navios cargueiros, buscando ampliar as margens de lucro dos armadores japoneses. ( B ) reaparelhamento dos estaleiros, informatizando-os e aumentando, também, o valor agregado dos navios. ( C ) sucateamento da indústria naval e os investimentos maciços em "chips" para computadores que vão equipar satélites. ( D ) investimento decrescente na indústria automotiva e naval, e crescente na astronáutica, robótica e de brinquedos. ( E ) deslocamento crescente de instalações industriais de baixo valor agregado para fora do Japão, sobretudo para os Tigres Asiáticos.
    • 9. As figuras abaixo mostram a localização de vários sismos e o arranjo dos continentes sobre as Placas Tectônicas. A partir das informações constantes nas figuras, assinale a afirmativa INCORRETA. ( A ) Os abalos sísmicos são consequências da movimentação das placas tectônicas, sendo as áreas de ocorrência mais comuns coincidentes com as zonas de contato entre elas. ( B ) O aumento no número de abalos sísmicos próximos aos grandes centros urbanos é devido às mudanças climáticas antrópicas e não às naturais. ( C ) O Brasil está situado na Placa Sul-Americana, distante das zonas de impacto entre placas, portanto, os tremores de terra ocorridos no país são de grau baixo. ( D ) No final de 2004, milhares de asiáticos foram surpreendidos por um terremoto seguido por ondas gigantes, conhecidas como tsunamis, que causaram um cenário de destruição total. ( E ) O maior terremoto ocorrido no Brasil teve o epicentro na Serra do Tombador, em Mato Grosso, causado pelo desgaste no interior da placa tectônica, denominado sismo intraplaca. 10. Observe a imagem: Uma das 33 gravuras da série Fuji, elaboradas entre 1823 e 1829, mostra um tsunami. Fonte: Wikipédia Assinale a alternativa verdadeira sobre a formação de um tsunami semelhante ao que atingiu o sudeste asiático ao final de 2004. (A) (B) (C) (D) A origem do fenômeno está associada a eventos de ordem tectônica. A formação de tufões acentuados e áreas de alta pressão atmosférica geram tal fenômeno. A formação de tsunamis está necessariamente associada ao fundo coralígeno do Oceano Índico. O efeito do aquecimento global é o responsável principal pela ocorrência acima do normal desse tipo de tsunamis nos últimos anos. ( E ) O derretimento de geleiras na região do Oceano Índico.
    • 11. No dia 26 de dezembro de 2004, logo após o natal, a região indo-asiática, mais particularmente Sumatra, foi assolada por um tsumani que atingiu três continentes e 12 países. Estimou-se o número de 163 mil mortos apenas na ação direta do tsunami e calculou-se que o número total de mortes tenha chegado a 300 mil, contando as vítimas de epidemias, como a cólera, o tifo, etc. (Adaptados de Paulo Roberto de Morais. “É possível prever as ondas de horror?. Mundo em fúria, ano 1, nº 1, 2005, p. 2-23) a) Explique os principais mecanismos que atuam na formação de um tsunami. b) Quando ocorre um tsunami, PR que as ondas são quase imperceptíveis em alto mar, enquanto na costa podem atingir até 50 metros de altura? 12. Analise o mapa a seguir: A distribuição espacial dos terremotos apresentada no mapa coincide com: (A) (B) (C) (D) (E) áreas de expansão do assoalho oceânico. dorsais oceânicas. limites divergentes de placas tectônicas. margens continentais passivas. zonas de colisão de placas tectônicas. 13. Um dos problemas mais graves que enfrenta a Austrália é a insuficiência de transportes, podendo-se citar como causas para isso: ( A ) a grande extensão territorial do país e a falta de recursos para abrir estradas. ( B ) a inexistência de um plano de transportes para o país. ( C ) as dimensões do país que obrigam a construção de longas estradas e, quanto as ferrovias, cada Estado construiu uma rede ferroviária sem preocupar-se em integrá-la as demais. ( D ) os recursos do país são tantos que não se preocupam com os transportes terrestres. ( E ) n.d.a. 14. “A produção agrícola da Austrália é muito variada porque os diferentes tipos de clima permitem o cultivo dos distintos produtos, no entanto o país apresenta uma grande peculiaridade que é”: ( A ) não exportar produtos agrícolas. ( B ) somente exportar produtos agrícolas. ( C ) ser um país essencialmente urbano embora uma boa parte de suas exportações seja proveniente do setor agropecuário. ( D ) o desenvolvimento urbano fez com que diminuísse sua produção agropecuária. ( E ) a Austrália não exporta produtos agropecuários, pois dessa forma deixaria de ser auto-suficiente.
    • 15. “As condições naturais favoráveis, a escassez de mão-de-obra, explicam a preponderância da pecuária no país. Mais de 90% do leite é obtido através da ordenha mecânica em condições ideais de higiene, levando as cooperativas onde se localizam as indústrias de laticínios. Os ovinos são criados na ilha do sul e os bovinos na ilha do norte. Os derivados de pecuária são vitais para a economia do país que exporta queijo, leite manteiga e lã.” De acordo com o texto, o país referido é. (A) (B) (C) (D) (E) Austrália. Reino Unido da Grã-Bretanha. Tasmânia. Nova Zelândia. Holanda. 16. Na análise do mapa você percebe que a Austrália tem grandes extensões inexploradas que são aproveitadas em função de que fator de ordem natural, basicamente: (A) (B) (C) (D) (E) relevo. clima. vegetação. hidrografia. solo.
    • 17. Os nativos australianos foram praticamente dizimados com a ocupação européia. Hoje vivem confinados em reservas, sendo que suas terras foram tomadas, o que os obriga a contínuos deslocamentos; sendo nômades vivem da caça, são engenhosos para matara cangurus e emas, animais muito rápidos. A vida em contato com os brancos provoca a destribalização e muitas vezes decadência moral. (Coleção Que Sais-je? – Austrália e Nova Zelândia) Sobre o texto podemos extrapolar que: ( A ) essa situação é ultrapassada, atualmente os aborígines já se encontram totalmente assimilados à cultura dos brancos. ( B ) os aborígines australianos têm suas lideranças e lutam pelos seus direitos de posse às terras sendo que em 1988 foi firmado um “Tratado de Entendimento” no sentido de conceder autorizações para a exploração de recursos minerais, sem ferir os direitos de posse aborígine, por parte do chefe do governo Robert Hauke numa jogada política em comemoração ao 200º aniversário da colonização branca. ( C ) os aborígines não reivindicam nada mais, desde que obtiveram o direito inalienável de posse dos parques nacionais, das terras devolutas da região de Crown e das antigas reservas indígenas; satisfeitos pela decisão do governo não protestaram mais. ( D ) as imobiliárias vendiam terras das reservas e davam uma porcentagem aos aborígines, que satisfeitos não reivindicam nada. ( E ) o que na verdade pretendiam os aborígines era não deixar que se explorasse os recursos minerais de seu território, o que conseguiram sem nenhum problema. 18. A economia australiana é bastante diversificada com rico subsolo, produz urânio, níquel, ferro, carvão e petróleo, satisfazendo 70% de suas necessidades. Seu maior parceiro comercial e comprador de seus recursos é: (A) (B) (C) (D) (E) Inglaterra. Reino Unido. Alemanha. EUA. Japão. 19. Analise este mapa ao lado: A partir dessa análise e considerando-se outros conhecimentos sobre o assunto, é INCORRETO afirmar que: ( A ) a Antártida é um continente coberto por uma imensa capa de gelo de água doce, cercada de águas oceânicas, cujo equilíbrio ambiental é de interesse planetário. ( B ) a península lançada em direção à Terra do Fogo é a menos desfavorável à presença do homem na região, pois possibilitou a criação de estações permanentes de pesquisa. ( C ) a tundra, própria de climas muito frios, encontra condições favoráveis para se desenvolver amplamente nessa região e se constitui a base de uma cadeia alimentar diversificada. ( D ) o Círculo Polar Antártico limita, praticamente, o Continente à Zona Polar e, por isso, a Antártida é o mais extenso e contínuo domínio de climas polares continentais da Terra. 20. Que influencia exerce a latitude e a altitude na temperatura de um lugar qualquer da superfície terrestre? 21. Cite 4 atividades econômicas desenvolvidas nas regiões polares.
    • EXERCÍCIOS DE GLOBALIZAÇÃO (capítulos 1 ao 6) 1. A crise econômica atual nos países mais desenvolvidos vem dando origens a manifestações e movimentos populares destinados a questionar os fundamentos e o funcionamento dos sistemas político e econômico nesses países. Exemplo desses movimentos populares contestatórios, o movimento “Ocupe Wall Street” vem ganhando rapidamente adeptos em várias outras cidades norte-americanas, bem como europeias e asiáticas. Sobre tal assunto, assinale a alternativa correta. ( A ) O “Ocupe Wall Street” é um movimento popular caracterizado pela ausência de uma liderança individual e por sua composição por pessoas de várias cores, gêneros e orientações políticas contrárias às decisões políticas favoráveis ao sistema financeiro. ( B ) Nos Estados Unidos, o “Ocupe Wall Street” tem grande semelhança com o movimento “Tea Party”, pois, ambos defendem forte atuação do governo com o objetivo de defender a classe trabalhadora americana. ( C ) O movimento “Ocupe Wall Street” resultou do grande interesse, nos Estados Unidos, pelo debate político levantado pela eleição do Presidente Barak Obama em 2008 e de sua grande popularidade. ( D ) Os participantes do movimento “Ocupe Wall Street” são contrários à utilização de redes sociais disponíveis na rede mundial de computadores (Internet), como forma de divulgação de suas ideias, pois as consideram comprometidas com o sistema financeiro internacional. ( E ) Os movimentos populares semelhantes ao “Ocupe Wall Street” são, de modo geral, ligados a partidos políticos tradicionais, vistos pelos participantes de tais movimentos como representativos de seus interesses junto aos governos de seus países. 2. A Grécia vem enfrentando, notadamente a partir de 2008, uma forte crise econômica, a qual, em 2011, ganhou um novo impulso, afetando não apenas a economia local, mas a economia europeia como um todo e, em especial, os países integrantes da chamada “zona do euro”. Sobre tal assunto, assinale a alternativa correta. ( A ) O previsto déficit das contas públicas na Grécia em 2011 decorre do fato de que o governo desse país terá receitas superiores a suas despesas ao longo desse ano. ( B ) A Grécia deixou de utilizar sua antiga moeda nacional, denominada dracma, passando a utilizar somente o euro como sua moeda, a partir de 1o de janeiro de 2001. ( C ) Os governos dos principais países europeus, tais como França e Alemanha, têm evitado maior envolvimento na busca por uma solução para a crise econômica grega. ( D ) A “zona do euro” (também conhecida como eurozona ou ainda Eurolândia) refere-se à união monetária dentro da União Europeia, na qual todos os estados-membros adotaram oficialmente o euro como moeda comum. ( E ) A população grega tem realizado várias demonstrações de apoio às medidas econômicas voltadas para a superação da crise, implementadas pelo governo de seu país. 3. Faz cerca de vinte anos que “globalização” se tornou uma palavra-chave para a organização de nossos pensamentos no que respeita ao funcionamento do mundo. A palavra “globalização” entrou recentemente em nossos discursos e, mesmo entre muitos “progressistas” e “esquerdistas” do mundo capitalista avançado, palavras mais carregadas politicamente passaram a ter um papel secundário diante de “globalização”. A globalização pode ser vista como um processo, uma condição ou um tipo específico de projeto político. (Adaptado de David Harvey, Espaços de Esperança. São Paulo: Edições Loyola, 2006. p. 79.) a) Identifique uma característica política e uma cultural do processo de globalização. b) Quais as principais críticas econômicas dos movimentos antiglobalização?
    • 4. Leia a frase para responder à questão. Fenômeno decorrente da implementação de novas tecnologias de comunicação e informação, isto é, de novas redes técnicas, que permitem a circulação de ideias, mensagens, pessoas e mercadorias num ritmo acelerado, e que acabaram por criar a interconexão entre os lugares em tempo simultâneo. PCN Geografia. Adaptado A descrição revela o fenômeno da (A) (B) (C) (D) (E) conurbação. metropolização. globalização. revolução industrial. favelização. 5. A globalização é um fenômeno que tem como uma de suas características fundamentais a crescente abertura econômica e política entre os países. Sobre esse fenômeno, é correto afirmar: ( A ) sua emergência tornou obsoletos os blocos econômicos regionais, pois facilitou o comércio direto de país para país. ( B ) uma das consequências políticas do fortalecimento desse fenômeno foi a transferência da soberania nacional para organismos supranacionais, a exemplo da ONU. ( C ) as fronteiras nacionais perderam suas funções legais de controle de fluxos. ( D ) a causa da globalização foi a queda do muro de Berlim, dando fim à divisão do mundo conhecida como bipolaridade e iniciando uma nova fase, a multipolaridade. ( E ) o desenvolvimento tecnológico associado às condições políticas mundiais das últimas décadas do século XX intensificou o processo de globalização 6. O novo rearranjo, ou a nova ordem mundial, tem imprimido uma série de modificações ao mundo contemporâneo. Uma dessas mudanças é a aglomeração de alguns países em blocos. Sobre os blocos econômicos, pode-se afirmar. ( A ) ALCA significa Área de Livre Comércio das Américas, e envolve somente os países do Mercosul. ( B ) A ALCA é a união do Nafta com o MERCOSUL, para fazer frente aos avanços da Comunidade Europeia. ( C ) Fazem parte do Tratado de Livre Comércio da América do Norte – NAFTA o Canadá, o México e os Estados Unidos. ( D ) Os EUA recusaram-se a fazer parte do MERCOSUL, pois amargam o maior deficit da balança comercial de sua história, algo em torno de US$ 200 bilhões. ( E ) A ALCA é uma proposta de Fidel Castro no sentido de criar uma área de livre comércio do Alasca à Terra do Fogo. 7. Após a Segunda Guerra Mundial, além de se formarem os grandes blocos, diversos países se reuniram em organizações geopolíticas e econômicas, constituindo blocos econômicos regionais de diversos tipos. Fonte: TERRA, L. e COELHO, M. de A. Geografia Geral e Geografia do Brasil: O espaço natural e socioeconômico. São Paulo: Moderna, 2005. Considerando a integração econômica que ocorre no interior dos blocos regionais, relacione as colunas. 1. Mercado comum 2. Zona de livre comércio 3. União aduaneira ( ( ( Assinale a sequência correta. (A) (B) (C) (D) 1, 2, 3. 3, 2, 1. 2, 3, 1. 2,1, 3. ) Circulação de bens com taxas alfandegárias reduzidas ou eliminadas. ) Padronização de tarifas para diversos itens relacionadas ao comércio com países que não pertencem ao bloco. ) Livre circulação comercial e financeira de pessoas, bens e serviços.
    • 8. Vinte e sete dias por ano preso em um congestionamento? Pois esta é a média de dias que a população da cidade de São Paulo perde por ano em congestionamentos diários de 2 horas e 42 minutos. O tema não sai dos noticiários, nem das rodas de conversas entre paulistanos. E, assim, constitui-se uma espécie de percepção pública da crise de mobilidade na cidade como “problema de trânsito”. Será? A ideia de que nosso problema principal é o “congestionamento” oculta diferenças significativas nas dimensões e significados políticos da crise. Quero crer que nossa crise principal não é de trânsito, e sim do sistema geral de mobilidade da cidade, o que inclui o transporte coletivo e os chamados modos não motorizados, como os deslocamentos a pé e por bicicleta. Sendo assim, não por acaso o tema da mobilidade se apresenta como “congestionamento”: esta visão expressa a captura da política de circulação pelas intervenções na ampliação física e modernização da gestão do sistema viário, em detrimento da ampliação e modernização dos transportes coletivos. Mais alargamento de avenidas, mais túneis e viadutos, mais zona azul, mais radares e lombadas eletrônicas… e nada de um modelo de transporte coletivo integrado, confortável e barato. Disponível em: <http://raquelrolnik.wordpress.com/2011/03/17/imobilidade-na-cidade-de-sao-paulo-o-problema-e-ofalso-problema/. Acesso em: 24 set. 2011. Adaptado. a) Por que prevalece a ampliação física e modernização da gestão do sistema viário, em detrimento da ampliação e modernização dos transportes coletivos? De acordo com um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), nos últimos 15 anos, aumentou o transporte individual motorizado no Brasil, enquanto houve uma redução no uso do transporte coletivo, o que, do ponto de vista da eficiência energética e ambiental, é uma tendência bastante preocupante. Disponível em: <http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/comunicado/110922_comunicadoipea113.pdf>. Acesso em: 23 set. 2011. Adaptado. b) Cite um impacto ambiental provocado pelo aumento do transporte individual motorizado no Brasil. 9. Observe o quadro a seguir. A análise do quadro permite afirmar, EXCETO: ( A ) a renda per capita chinesa é inferior à do Brasil devido à política conhecida como "socialismo de mercado". ( B ) tanto o volume de exportações quanto o investimento estrangeiro contribuem para o PIB. ( C ) pelo quadro, percebe-se que a população chinesa é, aproximadamente, sete vezes superior à brasileira. ( D ) os dois países representados no quadro são considerados populosos.
    • 10. Em relação as superpotências comerciais, quais são as novas potências asiáticas dominantes no comércio mundial: (A) (B) (C) (D) (E) China e Novos Países Industrializados (NPIs). Japão e China. Taiwan e Japão. Coréia do Sul e Coréia do Norte. Indonésia e Malásia. 11. Na década de 1990, aceleravam-se as fusões e aquisições entre conglomerados transnacionais. Identifique um motivo capaz de justificar essa tendência. ( A ) A presença dos capitais britânicos fluindo para todos os continentes. ( B ) O acirramento da concorrência (grandes investimentos em pesquisa, marketing e comercialização) em escala global. ( C ) Os grandes conglomerados econômicos chamados de FMI. ( D ) A industrialização dos países chamados de subdesenvolvidos. ( E ) A indústria automobilística foi o ramo no qual as fusões e aquisições de transcontinentais alcançaram menor amplitude. 12. Susan George, cientista social estadunidense, calcula que, em 2004, o Sul transferiu ao Norte US$ 274 bilhões (saldo das transações) (...) Ela afirma que "... a cada ano o Sul está pagando ao Norte o equivalente a três Planos Marshal" Fonte: Antonio BIONDI In: "Carta Maior", 11/08/2006, "http://cartamaior.uol.com.br/templates/materiaMostrar.cfm?materia_id=11927" Assinale a alternativa que se refere corretamente à afirmação da cientista social. ( A ) Trata-se de transferência referente a empréstimos que os países emergentes do Hemisfério Sul estão fazendo aos países pobres do Hemisfério Norte. ( B ) O Plano Marshal foi, no pós-segunda guerra, um plano de reconstrução da Europa, promovido pelos EUA, que iniciou as transferências do Sul para o Norte. ( C ) O Sul reúne países com dívidas externas difíceis de serem saldadas, mas apenas o pagamento dos seus serviços já significa grandes transferências para o Norte. ( D ) Essa enorme transferência refere-se ao pagamento do saldo comercial negativo dos países do Sul, para os dois gigantes emergentes do Norte: a Índia e a China. ( E ) É natural a transferência de recursos do Sul para o Norte pelo fato de o Hemisfério Norte possuir muito mais países e população. 13. O aquecimento global é uma realidade já admitida por cientistas de todo o mundo. Estimativas otimistas apontam o aumento da temperatura em cerca de 1,5°C. Outras, mais drásticas, indicam cerca de 5,8°C. a) Qual o principal problema ambiental internacional decorrente do aquecimento global? Explique-o. b) Que medidas podem ser aplicadas para atenuar as mudanças climáticas globais?
    • 14. "Recuo das geleiras, furacões mais fortes e freqüentes, verões tórridos, ursos polares magros. Os sinistros sinais do aquecimento global estão levando empresas e governos a buscar uma redução sem precedentes no uso dos combustíveis fósseis. Por dois séculos - e cada vez mais rápido - o consumo humano tem injetado na atmosfera carbono retirado do subsolo sob a forma de combustíveis fósseis. Atualmente, as indústrias de carvão, petróleo e gás natural extraem cerca de 7 bilhões de toneladas de carbono por ano e a sociedade queima quase tudo..." Robert H. Socolow e Stephen W. Pacala- "Scientific American", Ano 5, n. 53) Sobre esse preocupante tema geoambiental, é correto afirmar o que segue. a) ( b) ( c) ( d) ( e) ( ) Os níveis atuais de dióxido de carbono na baixa atmosfera terrestre são maiores do que em qualquer outra época dos últimos milhares de anos. ) O controle dos gases do efeito estufa tem que ser posto em prática a todo custo, pois esses gases não são importantes para a manutenção da vida sobre a superfície terrestre e prejudicam sobretudo as formações vegetais. ) As usinas a carvão emitem o dobro de carbono por unidade de eletricidade, quando comparadas com as usinas a gás natural. ) O petróleo responde por uma quantidade maior das emissões globais atuais de carbono provenientes dos combustíveis fósseis, superando as emissões oriundas do carvão mineral. ) A hulha é a modalidade de fonte de energia alternativa que emite a menor quantidade de dióxido de carbono para a estratosfera; daí ter sido privilegiada nos países comunistas do Leste europeu. 15. O homem deste milênio tem uma nítida percepção do poder da sociedade moderna em alterar o ambiente econômico, social e natural. Em parte, as rápidas mudanças do último século ocorreram de forma consciente; outras surpreenderam, agradável ou desagradavelmente. Sobre esse tema, é incorreto dizer que: ( A ) uma das surpresas desagradáveis foi o poder destrutivo e insustentável dos sistemas de produção e do consumo. ( B ) torna-se cada vez mais eminente a necessidade de compreender a relação existente entre os sistemas humanos e os sistemas naturais. ( C ) a melhoria tecnológica reduz, em parte, o desperdício dos recursos naturais e, conseqüentemente, a poluição ambiental. ( D ) as ações antrópicas sobre o sistema natural, apesar de acarretarem efeitos desagradáveis, provocam, nos espaços rurais, a diminuição do assoreamento fluvial e a intensificação da erosão. ( E ) o sistema industrial atual, em diversos países do mundo, vem respondendo ao problema da poluição com soluções que vão desde o simples controle dos efluentes até conceitos de "produção mais limpa". 16. Explique como podemos caracterizar a DIT com base na sucessão de etapas que identificam o nível tecnológico dos países desenvolvidos e subdesenvolvidos.
    • GABARITO Unidade V – Ex-URSS e Rússia 1. Praticamente não tem saídas para o mar. Toda a Costa Norte (mais extensa) está no mar Glacial Ártico. No Pacífico as distâncias são enormes, sobram o Mar Negro e o Mar Báltico. 2. - Atraso e defasagem tecnológica - Excessiva burocratização - Queda na produção agrícola - Crise de desabastecimento 3. a) Conservadoras e modernistas. b) Tentativa de retomar o processo de centralização político-econômica. 4. 01 + 08 + 16 = 25 5. c 6. a 7. e 8. c 9. b 10. c 11. d 12. e 13. b 14. c Unidade VI – Japão e Oceania. base), promovendo uma transição gradual do feudalismo para o capitalismo. 2. Investimentos realizados, por meio do Plano Colombo, auxiliaram o desenvolvimento industrial do Japão. Após a Segunda Guerra Mundial, os EUA, por meio desse plano, tiveram o objetivo de manter o Japão como aliado, dificultando possível avanço do Socialismo no Oriente. 3. Retomada do papel do Estado, após a derrota na segunda guerra mundial, recuperando a economia com base em investimentos em ensino e desenvolvimento científico e tecnológico, de forma a tornar o Japão um país capaz de competir no mercado internacional, exportando produtos tecnologicamente avançados, sem depender da aquisição de know-how dos países altamente industrializados. 4. Sendo um país com poucos recursos naturais (matérias-primas minerais e vegetais, terras para o desenvolvimento da agropecuária, fontes energéticas), o Japão recuperou sua economia após a 2a. guerra mundial, com base na seguinte equação: exportação de produtos industrializados + desenvolvimento de tecnologia de ponta para ampliar a competitividade internacional + pouco consumo interno + mão de obra mais barata e mais disciplinada do que a dos EUA, que já desempenhava papel hegemônico no capitalismo internacional. b) O Japão não ocupa posição geopolítica equivalente à sua posição econômica porque: 1. Os acordos firmados ao final de 2a guerra mundial limitaram os direitos do Japão de se desenvolver, em termos de armamento para defesa militar. 2. Além disso, após o final dessa guerra, no período de recuperação do Japão, os EUA tiveram forte influência sobre esse país, incluindo-o na sua esfera de domínio geopolítico. Sendo os EUA o mais importante país da economia capitalista, não há nenhum interesse em criar condições favoráveis à ampliação do poderio militar japonês. 1. B 8. E 2E 9. B 3. A 10. A 4. C 11. a) Um tsunami pode formar-se em razão de: movimentação de placas tectônicas que provocam terremotos nos fundos oceânicos, explosões vulcânicas de vulcões em áreas costeiras, vulcões submarinos ou deslizamentos de massas de terra que atingem o oceano. b) Ao se propagar pelo oceano, as ondas do tsunami apresentam comprimento de onda de vários quilômetros e apenas cerca de um metro de altura, o que faz com que as ondas sejam quase imperceptíveis em alto mar. No entanto, ao se aproximarem das águas mais rasas da costa, as ondas vão perdendo velocidade devido ao atrito com a plataforma continental e aumentam, assim, a sua energia acumulada, o que faz com que apresentem altura de até 50 metros. 5. A 6. E 7. a) Os fatores que possibilitaram ao Japão tornar-se a segunda potência econômica mundial são os seguintes: 1. Base da passagem do feudalismo para o capitalismo, na segunda metade do século XIX (era Meiji), fortemente apoiada na ação do Estado, que buscou a riqueza acumulada pelos senhores feudais para investir nas condições necessárias ao desenvolvimento industrial (sobretudo, indústria de
    • 12. E 14. C desmantelamento das formas de produção tradicionais em vários países; a precarização do trabalho com o aumento do desemprego e da informalidade. Outro alvo de críticas é a degradação 15. D 4. C 16. B 5. E 13. C 17. B 6. C 18. E 7. C 19. C 20. A latitude influi em quanto mais longe da linha do Equador menor a temperatura e quanto mais perto maior a temperatura. E a altitude influi em quanto mais alto o lugar menor será a temperatura. 21. No Ártico, a exploração econômica e o povoamento de diversas áreas é muito marcante. Por conter valiosos recursos, como petróleo, gás natural, urânio e ouro, além de abrigar animais de pele de alto valor comercial, a região vem tendo sua paisagem bastante alterada. Já a Antártica, ainda que contenha muitos dos recursos naturais mencionados anteriormente, não é explorada economicamente, nem povoada. Apenas pesquisas científicas são realizadas neste continente que é protegido por um acordo internacional denominado Tratado Antártico. Exercícios de globalização 1. A 2. D 3. a) Dentre as características políticas do processo de globalização, podem ser identificados a diminuição dos poderes dos Estados Nacionais como entidades autônomas diante de blocos regionais (União Europeia, MERCOSUL, entre outros) e organismos como a ONU; em vários países, houve a adoção de princípios liberais democráticos e neoliberais – sobretudo com o fim da Guerra Fria, simbolizado na queda do Muro de Berlim em 1989. Como características culturais, poderiam indicar os processos de homogeneização e integração de culturas sintetizadas pela “aldeia global”, ao mesmo tempo em que há a valorização de identidades locais, expressas naquilo que se denominou “multiculturalismo”. Todos esses processos foram facilitados com a revolução tecnológica da informação, como as formas de comunicação em massa propiciadas pela internet, pelas redes sociais etc. b) Como principais bandeiras dos movimentos antiglobalização, estão as críticas ao modelo neoliberal; a geração de desigualdade entre as economias; a interdependência e vulnerabilidade dos mercados, gerando crises mundiais; o 8. a) Espera-se que se faça a relação entre a prevalência do sistema viário com políticas de planejamento urbano, indústria automobilística, maior velocidade e deslocamentos maiores para parte da população, estagnação tecnológica do transporte coletivo etc. b) Poluição sonora, poluição do ar etc. 9. A 10. A 11. B 12. C 13. a) O principal problema ambiental internacional decorrente do aquecimento global é o derretimento das calotas polares. O efeito mais notável seria a elevação do nível dos mares com fortes impactos sobre regiões costeiras. Além disso podem ocorrer alterações na dinâmica das correntes marinhas com impactos sobre o clima mundial. b) As principais medidas que podem ser aplicadas para atenuar as mudanças climáticas globais são, entre outras: diminuição da emissão de gases estufa, com a aplicação das medidas do Protocolo de Kyoto; investimentos em medidas que reduzam o número de queimadas na agropecuária; expansão e melhorias nos transportes coletivos; redução no número de veículos automotores; uso de filtros nas chaminés industriais. 14. V, F, V, V, F. 15. D 16. A maior parte da riqueza gerada na economia globalizada tem sido apropriada pelas nações desenvolvidas, que, dispondo de mais recursos, elevam cada vez mais seu nível tecnológico. Em contrapartida, os países subdesenvolvidos tornam-se ainda mais pobres, com grande limitação de recursos financeiros, o que constitui um sério entrave ao desenvolvimento e à capacidade de gerar novas tecnologias. Desta forma, a atual Divisão Internacional do Trabalho apresenta uma sequência de etapas ligadas ao nível de desenvolvimento tecnológico, tanto nos países desenvolvidos quanto nos países subdesenvolvidos.