• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Enxaqueca relacionado ao cheiro   trabalho
 

Enxaqueca relacionado ao cheiro trabalho

on

  • 256 views

 

Statistics

Views

Total Views
256
Views on SlideShare
256
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
1
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Enxaqueca relacionado ao cheiro   trabalho Enxaqueca relacionado ao cheiro trabalho Presentation Transcript

    • Saúde do adulto Enxaqueca Docente Suiane costa BACHARELADO EM ENFERMAGEM
    • • Dentre o amplo espectro a enxaqueca é uma cefaleia recorrente de intensidade de moderada e grave associada a sintomas gastrintestinais, neurologia e autônomo.
    • • A patogenia pode estar relacionada com o desequilíbrio da atividade dos neurônios portadores da serotonina, um neurotransmissor vasoativo encontrado nas plaquetas e células do cérebro. • A cefaleia é precedida por uma elevação na serotonina plasmática que dilata a artéria carótida extra craniana e contrai a artéria carótida intracraniana afetando aas artérias do couro cabeludo e determinados vasos cerebrais. • Esse processo é seguido por uma queda na serotonina plasmática e por uma dor pulsátil e latejante.
    • • A sua frequência são nas primeiras horas da manhã pode se dividida em quatro fases. • PRÓDROMO • FASE DE AURA • FASE DA CEFALEIA • FASE DE RECUPERAÇÃO
    • • Odores (cheiro) • Preocupação excessiva • Ficar sem comer • Dormir mal • Ciclo hormonal • Irritação e alteração do humor • Excesso de cafeína • Uso excessivo de analgésico • Alimento • Genética
    • • Exame físico e neurológico completo • História detalhada • Caso haja necessário a realização de exames complementares (ressonância magnética de crânio, eletroencefalograma) • (Para explicar sem o slide) Para que o indivíduo tenha o diagnóstico de enxaqueca, é preciso que ocorram pelo menos 5 crises de dor de cabeça de moderada ou forte intensidade, de localização unilateral e caráter pulsátil, durando de 4 a 72 h, acompanhadas de náuseas e ou vômitos, sensibilidade à luz e ao barulho, além dela ser exacerbada pela atividade física
    • • Emprega o uso diário de um ou mais agentes creditados como bloqueadores dos agentes fisiológicos que conduzem a uma crise. • A terapia medicamentosa é administrada a intervalos de3 a 6 meses e é gradualmente diminuída (para explicar sem o slide) pois ocorre as remissões naturais da enxaqueca.) o tratamento varia assim como as resposta dos pacientes é indicado a monitoração de perto desse paciente ) • Medicamento mais utilizados para a prevenção é o propranolol para explicar sem o eslide)(os agentes betabloqueadores inibem a ação dos beta-receptores células no coração e no cérebro que controlam a dilatação dos vasos sanguíneos.)
    • • Cloridrato de verapamil ( para exlicar sem o slide)os antagonista do cálcio são frequentemente utilizados mas requer varias semanas em uma dolorosa terapêutica, os bloqueadores dos canais de cálcio não estão bem estabelecidos como beta bloqueadores para a prevenção mas é mais apropriada para pacientes com bradicardia, diabetes mellitus ou asma) • Divalproex anticonvulsivante são eficiente no tratamento de enxaqueca incapacitante frequentes para alguns indivíduos pode ocorrer inúmeras efeitos colaterais como náuseas, constipação, estomatite, insuficiência hepática)
    • • A metissergida é um agente profilático efetivo na prevenção de crises frequentes e graves. ( para exlicar sem o slide)antes do propranolol era o de escolha acredita que inibe ou bloqueia os efeitos da serotonina ele provoca desconforto abdominal, câimbras musculares, edema dormência, formigamento nos membros e depressão é preciso ter um intervalo de 1 a 2 meses a cada serie de 6 meses de tratamento por causa das complicações potencias de fibrose retroperitoneal, pleuropulmonar e cárdica.)
    • • A terapia ela é dividida nas condutas • Abortiva (sintomática) é empregada a que sofre crise frequente e esta direcionada para o alivio ou limitação de cefaleia de inicio ou em progressão) • Preventiva (crise frequentes a intervalos regulares ou previsíveis) • Os agonista do receptor de serotonina constituem os agentes antimigranoso mais especifico disponíveis provocam vasoconstricção, reduz a infamação e pode diminuir a transmissão da dor (os agonista disponíveis englobam ergotamina, sumatriptano e diidroergotamina (DHE) Ergotamina Sumatriptano DHE
    • • A prevenção a educação do paciente no sentido dos fatores precipitantes as possíveis alteração no estilo de vida que pode ser valiosas e as medidas farmacológicas. • O cuidado de enfermagem é direcionado no episodio agudo algumas cefaleias pode ser evitadas quando os medicamentos apropriados são administrados antes do inicio da dor. • Durante uma crise plenamente desenvolvida inclui medidas de conforto como ambiente calmo e escuridão elevação da cabeceira do leito em 30 • O tratamento sintomático como os antieméticos pode ser indicado.
    • Brunner & suddarth, tratado de enfermagem médico- cirúrgica / [editores] Suzanne C. Smetzer... [et al.]; [revisão técnica Isabel Cristina Fonseca da Cruz, Ivone Evangelista Cabral ; tradução Fernando Diniz Mundim, José Eduardo Ferreira de Figueiredo]. – Rio de Janeiro : Guanabara Koogan, 2009. www.wikipedia.com.br www.google.com.br/imagens