Memorial marina flavia_caroline
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Memorial marina flavia_caroline

on

  • 333 views

 

Statistics

Views

Total Views
333
Views on SlideShare
333
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
1
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Memorial marina flavia_caroline Document Transcript

  • 1. 7 UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DA TERRA E DO MAR PROJETO FÍSICO DE REDES Marina Krummenauer Flavia Hering Caroline Cardoso
  • 2. 8 1) INTRODUÇÃO O intuito deste trabalho será elaborar um projeto físico de Redes para a empresa fictícia CFM training. A empresa é composta por uma matriz e um predio administrtivo em Itajaí, com 110 computadores., uma filial em Balneário Camboriu, com 61 computadores e outra filial localizada em Itapema, com 61 computadores. Demonstraremos a planta baixa da empresa contendo os pontos de dados, a localização do rack contendo os ativos de rede, o memorial descritivo contendo o plano de face dos racks, lista de material utilizado com dimensionamento para cada prédio, tecnologia utilizada e descrição dos equipamentos utilizados.
  • 3. 9 2) APRESENTAÇÃO DA EMPRESA Missão da CFM Training “Transformar o sonho de nossos alunos em realidade, contribuindo para a educação e o desenvolvimento profissional de nossos alunos.” Visão CFM Training “Realizar sonhos e agregar valor que sejam perceptíveis, para os nossos clientes, parceiros. Serviços CFM Training • Treinamento na área de informática, desde Informática básica a certificações Microsoft Política da Qualidade CFM Training “ “Oferecer o melhor treinamento, superando as expectativas dos nossos clientes, e assim contribuindo para a melhor capacitação de nossos alunos, e trazendo como resultado final, o reconhecimento da qualidade de nosso serviço”. 2.1) MATRIZ Em 06 de fevereiro de 1998, na cidade de Itajaí/SC, era fundada a empresa de CFM Training. Iniciou um conceito destaque na area de treinamentos de Informatica. Seu prédio principal possui m 110 computadores dispostos em 10 salas, administrativo, diretoria e sala de atendimento. A sala de equipamentos fica instalada nesse prédio, onde fica disposto o rack contendo os ativos de rede e os servidores. 2.2) FILIAIS A empresa possui duas filiais, que estão localizadas em Balneário Camboriu e Itapema. A primeira, foi construída no ano de 2004, cada um com 61 computadores dispostos em 10 salas. O mesmo ocorre em Itapema. Cada um dos dois prédios possui uma sala de equipamentos, assim como o prédio administrativo da matriz, ela possui um rack de internet que contém os ativos de rede.
  • 4. 10 Assim como a matriz, serão aproveitadas as instalações de caneletas embutidas no chão e na parede.
  • 5. 11 3) OBJETIVOS DO PROJETO Efetuar a analise dos desafios e necessidades de projetar uma estrutura física para uma empresa, na qual contem uma matriz e duas filiais fictícias, dispostas em 3 cidades diferentes, mas demonstrando todo o processo, passando por toda a preocupação real da montagem de uma rede.
  • 6. 12 4) MEMORIAL DESCRITIVO A empresa CFM Training tem como objetivo principal coferecer Oferecer treinamento na área de Informática. Para tal ocasião, criamos as plantas baixas e verificamos o que teria que conter em todas as instalações da empresa para atender as necessidades, mas voltado a parte de rede, tendo como objetivo oferecer o melhor desempenho possível nas aulas. O projeto físico refere-se à topologia física da rede propriamente dita, composta pelos meios de comunicação (que podem ser fios de pares metálicos, fibras ópticas, rádios enlaces, etc.), pelos dispositivos de rede (placas de rede, switches, hubs, roteadores, etc.), pelos próprios computadores e demais elementos constituintes do hardware. Haverá uma interligação através de internet entre a matriz e as filiais, através de fibra óptica. O desenho do layout de ligação, que ajuda na visualização, através de uma planta baixa, por onde serão instalados os cabos e caneletas, bem como os pontos de rede e a localização dos racks. O nosso projeto terá, 110 pontos de rede. Serão utilizados aproximadamente 190 m de cabos, no qual será somada a quantia de 10% ao mesmo, para evitar qualquer falta de material. O rack de servidores e rede da matriz será localizado CPD ,e nas filias em salas separadas, teremos o nosso rack com o servidor de rede. Em nosso layout de rede serão definidos os equipamentos de rede e suas respectivas ligações com os demais hardwares, localizados em diferentes departamentos. Segue abaixo os equipamentos que serão utilizados em nosso projeto: • Modem : Dispositivo eletrônico que modula um sinal digital em uma onda analógica, pronta a ser transmitida pela linha telefônica, e que demodula o sinal analógico e o reconverte para o formato digital original. Utilizado para a conexão à Internet. • Roteador: Dispositivo para roteador e encaminha os pacotes corretamente para os ativos de rede.
  • 7. 13 • Switch: Dispositivo utilizado em redes de computadores para reencaminhar frames entre os diversos nós da rede. Sua função é auxiliar o encaminhamento dos dados através da rede. • Rack: Gabinete fechado composto por teto, base, tampos laterais e traseiro removíveis em chapa de aço e porta frontal em acrílico com fecho e chave. Utilizado para instalação de painéis de conexão e equipamentos. É nele que serão inseridos os demais equipamentos listados abaixo. • Patch Panel: Possui a função de fazer a conexão entre o cabeamento que sai do rack e chega às tomadas de telecomunicação e permitir que uma mudança de um determinado usuário de um segmento para outro seja feita fisicamente no próprio rack. Todos os computadores terão placas de rede compatíveis com a tecnologia e topologia oferecidas pelo projeto. Também será considerada a pré-instalação de tomadas de novo padrão NBR 14136:2002. Cabeamento de rede: • Conector RJ45 Macho: São utilizados como interface física para conectar redes de cabeamento estruturado padrão 568-A e 568-B. Os RJ45 macho são inseridos ao RJ45 fêmea. Para cada máquina que receberá sinal de Internet e os demais recursos da rede deve-se ter um conector RJ45 macho. • Conector RJ45 Fêmea: Os RJ45 fêmea são conectados aos RJ45 macho, possibilitando que até dois conectores macho sejam inseridos. • Cabo Par Trançado: O cabo par trançado é o meio físico por onde irão trafegar os dados da rede. UTP é a sigla para Unshielded Twisted Pair (do inglês, par trançado sem proteção), que significa que o cabo será normal, sem proteções adicionais. Os cabos vão desde o patch panel até a máquina que terá acesso à Internet e outros recursos da rede.
  • 8. 14 • Canaleta Alta: Caneleta que será localizada a 2 m do chão em áreas em que passará por cima de portas, janelas e corredores. • Canaleta Baixa: Caneleta localizada a 25 cm do chão, por onde passarão os cabos do patch panel até os conectores RJ45 fêmea. 5) PROJETO FÍSICO 5.1) Rack de internet da Matriz (Itajaí) EQUIPAMENTO MARCA Rack AUTOMAT Switch 3COM Multiplexador Ótico DataCom Roteador Cisco 2800 Patch Panel Furukawa Velcro para organização de cabos Sem marca especifica DESCRIÇÃO 6 unidades, porta chaveada, visor em OS fume, 1 plano de montagem deslocável com réguas zincadas, laterais destacáveis com ventilação, 2 entradas de cabos inferiores Switch Gigabit Camada 2 gerenciável com configuração fixa; 48 portas wirespeed, 4 portas de duplo uso (dual) para conexões Gigabit por cobre ou módulos SFP por fibra; recursos avançados para uma rede pronta para voz DM4E1 – Multiplexador Ótico PDH com 4 interfaces E1 O DM4E1 é um multiplexador PDH com agregado E3 (34M). Opera com multiplexação de canais E1, Ethernet, V35 e E3 em feixes óticos ou elétricos de 34M. Permite operação em anel. 24 posições, categoria 5e, norma ANSI/TIA/EIA, 19”
  • 9. 15 5.2) Rack de Internet (Filiais de Balneário e Itapema) EQUIPAMENTO MARCA Rack N/A Datacom DM7045 DataCom Multiplexador Ótico DataCom Roteador Cisco 5.3) DESCRIÇÃO 3 unidades, porta chaveada, visor em OS fume, 1 plano de montagem deslocável com réguas zincadas, laterais destacáveis com ventilação, 2 entradas de cabos inferiores -------------------------------------DM4E1 – Multiplexador Ótico PDH com 4 interfaces E1 O DM4E1 é um multiplexador PDH com agregado E3 (34M). Opera com multiplexação de canais E1, Ethernet, V35 e E3 em feixes óticos ou elétricos de 34M. Permite operação em anel. N/A Rack de Servidores EQUIPAMENTO MARCA Rack N/A Servidor Email Servidor Firewall Servidor de Aplicacao 1 Servidor Banco de Dados Servidor Documentos/AD/Rastreament o N/A N/A DELL DELL DELL DESCRIÇÃO 6 unidades, porta chaveada, visor em OS fume, 1 plano de montagem deslocável com réguas zincadas, laterais destacáveis com ventilação, 2 entradas de cabos inferiores N/A N/A
  • 10. 16 6) ESPECIFICAÇÕES 6.1) Multiplexador: O DM16E1 é um multiplexador PDH com agregado E3 (34M). Opera com multiplexação de canais E1, Ethernet, V35 e E3 em feixes óticos ou elétricos de 34M. Características: • Interface Bridge Remoto Ethernet 10/100BaseT, compatível com VLAN, possibilita o uso como ponto a ponto ou inverse multiplexer, para funcionamento em anel ou com saídas nas interfaces E1 (G.703). Podendo operar em taxas de N x 2.048kbit/s. • Roteador interno com duas interfaces WANS (WAN1:DMLAN, WAN2:PPP/Frame Relay) e uma Ethernet (10BaseT) possibilitando a gerência SNMP ou upgrade remoto de software, assim como acesso IP a equipamentos de outros fabricantes. • Interface opcional E3 elétrico interno possibilitando transmissão de um link E3 elétrico de forma redundante nos agregados óticos (modem ótico) ou a entrada de um E3 elétrico estruturado em um anel composto por equipamentos DM4E1/DM16E1. • Gerência remota SNMP ou via terminal VT100, permitindo configuração, verificação de estados e ativação de testes.Fisicamente constituem-se de uma unidade básica para montagem em bastidores de 19 polegadas com 1,5U (unidades de altura). Mapeamento de tributários flexível permitindo a configuração dos tributários em qualquer posição dentro do agregado E3. • • Operação em anel misto com equipamento DM4E1, compartilhando o mesmo link E3, reduzindo custos na implementação de sistemas centralizados e distribuídos. • Topologia de operação configurável possibilitando o uso em ponto a ponto, anel, linha, modem ótico, ou regenerador/conversor de interface. • • • • Canal de serviço usando telefone comum. Agregados óticos para fibra multimodo ou monomodo com uma ou duas fibras. Agregados elétricos conforme a G.703. As placas E3 do DM16E1 são compatíveis com o DM4E1. Anel com fibra bidirecional otimizando o uso de fibras instaladas. Menu de configuração rápida permitindo configuração dos parâmetros chave para a gerência SNMP em apenas uma tela.
  • 11. 17 • Backup do link agregado opcional, permitindo troca a quente (hot swap). Possui dois slots de agregado, podendo funcionar com ou sem redundância, conforme a aplicação. • Desligamento automático do Laser quando agregado em LOS, aumentando a segurança da instalação e manutenção dos links óticos. • Alimentação redundante com fonte de alimentação (FAL) secundária. Suporta troca a quente (hot swap). O modelo da FAL é o mesmo para alimentação em AC ou DC. • Geração de alarmes selecionáveis por porta. Possui três entradas para alarmes externos ao equipamento e saída de alarme em contato NA/NF. • 16 tributários E1 G.703 (DM16E1) em 75ohms (IEC169/13 ou BNC) ou 120ohms (RJ45). • 1 interface V.35 ou V.36/V.11, podendo operar em taxas de Nx64kbit/s. • Loops para teste ativados local ou remotamente. BERT para a interface V.35. • LEDs indicadores do estado dos agregados, tributários E1, fontes de alimentação, link Ethernet, canal de serviço, equipamento em teste ou alarmado. 6.2) Switch: Switching Gigabit Gerenciável e Acessível com Uplinks Flexíveis O switch "inteligente" e pronto para voz 3Com® Baseline Switch 2948-SFP Plus é um switch Gigabit Camada 2 gerenciado pela Web. Ele oferece recursos customizados de classe corporativa, mas com preços para organizações de pequeno e médio porte. Características: • Com sua interface simples de usar e recursos avançados (VLANs, autenticação IEEE 802.1X e Rapid Spanning Tree), este switch oferece o melhor custo-benefício para a criação de uma rede convergente. • Switching Camada 2 com Recursos Avançados.O Baseline Switch 2948-SFP Plus possui quarenta e oito portas 10/100/1000 e quatro portas Gigabit de propósito dual (cobre ou fibra SFP) para conectar computadores, servidores ou backbones de núcleo de rede de alto desempenho. • Este switch "inteligente" possui recursos que ajudam a construir uma rede pronta para voz, com suporte para VLAN com auto-voice, gerenciamento baseado em SNMP, snooping e query IGMP, e Listas Avançadas de Controle de Acesso (ACLs) IEEE 802.1X para uma segurança reforçada. • O switch oferece desempenho— non-blocking; todas as portas funcionam com velocidade wirespeed, o que ajuda a eliminar os gargalos no tráfego de rede. A agregação de link LACP (IEEE 802.3ad) permite que as portas sejam
  • 12. 18 automaticamente agrupadas em conjunto para formar uma conexão com uma ultraalta largura de banda, expandindo de forma significativa a capacidade de largura de banda para o backbone da rede. • O Baseline Switch 2948-SFP Plus também suporta Spanning Tree e Rapid Spanning Tree, priorização de tráfego, enfileiramento de prioridade e VLANs. Estes recursos de switching garantem uso otimizado da largura de banda disponível à medida que o fluxo de tráfego é direcionado de acordo com as necessidades do negócio. • Nenhuma Configuração de Switch é Necessária.Este switch Baseline Plus já entra em funcionamento assim que é retirado da caixa; desde que as configurações padrão iniciais sejam aceitáveis, não há a necessidade de uma configuração adicional do switch. Se desejável, o switch pode ser configurado usando um navegador web ou um software de gerenciamento SNMP. • Opções de Gerenciamento Intuitivo Aprimoradas.Para redes que precisem de um maior controle, a interface de gerenciamento web oferece um processo orientado a menus bastante intuitivo, para que mesmo usuários sem grande experiência, possam, de forma rápida e segura, configurar o switch durante o setup inicial e gerenciá-lo durante sua operação normal. As visualizações de portas e do switch em formato gráfico oferecem uma compreensão clara do status do switch e sua configuração. • Além disso, a interface web apresenta recursos como o monitoramento individual de tráfego por porta (espelhamento de porta) e tabelas de mapeamento de portas e endereços MAC. Uma ferramenta para diagnóstico de cabos permite que os usuários resolvam problemas básicos de conectividade através da interface de gerenciamento web, simplificando a instalação da rede. • Este Baseline Plus Switch também é suportado pelo software de gerenciamento 3Com Network Supervisor (3NS) e pelo 3Com Network Director (3ND). • O software 3NS e 3ND podem ser usados para mapear a topologia da rede, indicando quais dispositivos estão conectados e em quais portas. O gerenciamento do switch e a atualização de software podem ser feitos facilmente. Outros aplicativos de gerenciamentos baseados em SNMP podem ser usados. • A família Switch também suporta uma interface compacta por linha de comando (CLI), que é acessada através da porta de console no painel frontal. Usando a CLI, a maioria das opções de gerenciamento do switch pode ser rapidamente configurada. - Switch Gigabit Ethernet Camada 2 Gerenciável- Quarenta e oito portas 10/100/1000 e 4 portas Gigabit SFP, duplo uso (dual) em 4 das portas 10/100/1000 (configurável como 10/100/1000 ou SFP); porta de console no painel frontal para gerenciamento através de CLI - O recurso Auto-voice VLAN atribui automaticamente o tráfego de Voz sobre IP (VoIP) para uma VLAN dedicada a voz, otimizando este tráfego sensível a atrasos. - Nenhuma necessidade de configuração do switch caso as configurações padrão sejam aceitáveis.
  • 13. 19 - As VLANs segmentam a rede por grupos de usuários com base nos seus requisitos de tráfego de dados, fazendo com que haja o melhor aproveitamento possível da banda disponível. - Com a agregação de link LACP, grupos de portas são automaticamente agrupados em conjunto para formar uma conexão de tronco com uma ultra-alta largura de banda para o backbone da rede, prevenindo assim gargalos no tráfego de rede. - O controle de acesso a rede por IEEE 802.1X oferece uma segurança baseada em padrão combinada com a autenticação local. - O suporte ao Protocolo Rapid Spanning Tree (RSTP) aprimora a compatibilidade, a escalabilidade e a disponibilidade da rede - O suporte a Jumbo-frame reduz a carga da rede - Os filtros por multicast e snooping de IGMP otimizam o desempenho da rede - O switch pode ser gerenciado com um software compatível com SNMP, como por exemplo o 3Com Network Supervisor and Network Director - As ferramentas baseadas em navegadores web são fáceis de usar e permitem a detecção remota de problemas com cabos - Switch Gigabit Ethernet Camada 2 Gerenciável - Quarenta e oito portas 10/100/1000 e 4 portas Gigabit SFP, duplo uso (dual) em 4 das portas 10/100/1000 (configurável como 10/100/1000 ou SFP); porta de console no painel frontal para gerenciamento através de CLI - O recurso Auto-voice VLAN atribui automaticamente o tráfego de Voz sobre IP (VoIP) para uma VLAN dedicada a voz, otimizando este tráfego sensível a atrasos. - Nenhuma necessidade de configuração do switch caso as configurações padrão sejam aceitáveis. - As VLANs segmentam a rede por grupos de usuários com base nos seus requisitos de tráfego de dados, fazendo com que haja o melhor aproveitamento possível da banda disponível. - Com a agregação de link LACP, grupos de portas são automaticamente agrupados em conjunto para formar uma conexão de tronco com uma ultra-alta largura de banda para o backbone da rede, prevenindo assim gargalos no tráfego de rede. - O controle de acesso a rede por IEEE 802.1X oferece uma segurança baseada em padrão combinada com a autenticação local. - O suporte ao Protocolo Rapid Spanning Tree (RSTP) aprimora a compatibilidade, a escalabilidade e a disponibilidade da rede - O suporte a Jumbo-frame reduz a carga da rede - Os filtros por multicast e snooping de IGMP otimizam o desempenho da rede - O switch pode ser gerenciado com um software compatível com SNMP, como por exemplo o 3Com Network Supervisor and Network Director - As ferramentas baseadas em navegadores web são fáceis de usar e permitem a detecção remota de problemas com cabos 6.3) Roteador:
  • 14. 20 • • • • • • Características: Média / Alta Densidade, Alta Performance Serviços Segurança: On-board criptografia, até 800 túneis VPN (AIM); IOS FW, NAC, IPS, ou Content Security Voz: Média / Alta densidade analógico / digital de voz com telefonia IP, Voz Mail; CallManager Express ou Survivable site de suporte remoto para Telefonia até 24 telefones IP Alto desempenho simultâneo de segurança, voz e serviços avançados de múltiplas taxas de T1/E1 WAN Integrated Dual portas 10/100 Integração opcional de switching L2 com PoE Enhanced Modularidade e Protecção do Investimento Expansão flexível (2 slots HWIC), serviços adicionais simultâneos Existente WIC / VIC / VWIC, suporte AIM Recursos de implantação de serviços escaláveis e disponibilidade • Recursos comuns • • • -Serviços de segurança, voz e outros serviços de telefonia podem ser escolhidos de acordo com o desempenho/velocidade -Suporte para criptografia, proteção contra hackers, segurança de dados e conformidade com relação ao PCI (setor dos cartões de crédito)Atualizações de software para adicionar novos recursos e funções -Suporte opcional ao Cisco Unified Communications Manager Express para processamento de chamadas -Confiabilidade aperfeiçoada para casos de interrupção de energia -Suporte para telefone analógico, telefone digital e para fax 6.3) Roteador: • Sistemas de Cabeamento Estruturado blindado, uso interno, para cabeamento horizontal ou secundário, em salas de telecomunicações (cross-connect) na função de distribuição de serviços em sistemas horizontais. Indicado para sistemas horizontais que exijam robustez, confiabilidade e proteção extra contra ingresso e egresso de EMI (indução eletromagnética) e RFI (interferência por rádio freqüência) tais como, escritórios com altas fontes de ruído e interferência, pisos de fábrica, etc. • Descrição: • -Fornecido sem os conectores Categoria 5e Blindado (descarregado). -Possui vínculo elétrico de aterramento de todos os conectores Categoria 5e Blindado instalados. -Possui pino traseiro com rosca para conexão do terminal de aterramento da carcaça.
  • 15. 21 -Permite a fixação e direcionamento dos cabos do sistema horizontal em sua superfície traseira. -Possibilita a retirada da placa de encaixe dos conectores Categoria 5e Blindado, facilitando a instalação, manobra e expansão da rede. -Apresenta largura de 19", conforme requisitos da norma ANSI/TIA/EIA-310D, altura de 1U e profundidade de 90 mm. -Permite a instalação diretamente sobreposta de uma unidade sobre a outra no rack. -Fornecido com parafusos e arruelas para fixação no rack e porca e arruela para fixação do terminal de aterramento da carcaça. -Disponível para 16 ou 24 conectores blindados. -Compatível com o conector Categoria 5e Blindado. 6.4) Outros elementos de rede: Filiais QUANTIDADE UNIDADE 110 Unidades 20 Unidades 1 Unidades • ELEMENTO Computadores Desktop Switch Servidores MARCA DESCRIÇÃO DELL Workstation Cisco 24 portas HP ProLiant ML 110 Computadores DELL Optiplex 7010MT -Windows® 7 Professional 64-bit em Português -Terceira Geração do Processador Intel® Core™ i3-3220 (3.3Ghz, 3Mb cache) -Com Monitor -Memória 2GB, Dual Channel DDR3, 1333MHz (2x1Gb) -Disco Rígido de 250GB, 3.5Gb/s (8MB Cache) -Office 2010 -Teclado Dell com entrada USB, em Português -Placa Gráfica Integrada Intel® Graphics -Sem alto-falante -Mouse Dell Óptico -Leitor e Gravador de DVD Estabilizadores - Progressive III • • Microprocessado com 8 estágios de regulação (modelos bivolt automático) e 6 estágios (modelo monovolt); Atende a norma brasileira para estabilizadores de tensão NBR 14373:2006;
  • 16. 22 Função True RMS; • Modelos bivolt automático: entrada 115/127/220V~ com seleção automática e saída fixa 115V~ (600 e 1000 VA ou W); • Modelo monovolt: entrada e saída 115V~ (2000 VA ou W); Led bicolor no painel frontal de múltipla função: indica se a rede está normal, alta crítica e baixa crítica; • Tecla liga/desliga embutida, evitando desligamento acidental; • Fusível rearmável: permite acionar o estabilizador após um evento de curto circuito ou sobrecarga na saída, sem a necessidade de substituir o fusível; • 4 Tomadas elétricas de saída no padrão NEMA 5/15, sendo que 3 possuem opção para pinos redondos; • Auto teste: ao ser ligado o estabilizador testa seus circuitos internos; • Switch catalyst 2940-8TT-S - 24 PORTAS 10/100BASE-T - 1 PORTA 10/100/1000BASE-T - SWITCHING FABRIC: 3,6 GBPS - FORWARDING RATE: 2,7 MPPS - 16 MB DE MEMORIA DRAM - 8 MB DE MEMORIA FLASH - ATÉ 8 000 ENDEREÇOS MAC - ATÉ 255 GRUPOS MULTICAST - MTU CONFIGURÁVEL PARA ATÉ 1 500 BYTES - ATÉ 4 VLANS 802.1Q - 1 500 IDS DE VLAN - SUPORTA QOS - SUPORTA TACACS+ E RADIUS Servidor ProLiant ML110 G5 1 ano de garantia On-Site pela HP do Brasil Processador Intel Xeon X3220 2,40GHz (4 cores) 2GB de Memória RAM inclusa 8MB Cache L2 Placa Video Integrada de 8MB Placa Rede Gigabit Ethernet (10/100/1000Mbps) Gabinete Torre Cor Preta e Prata Expansível até 3 TBytes de Disco Rígido Suporte técnico HP via 0800 Especificações Técnicas Processador: Intel Quad-Core Xeon X3220
  • 17. 23 Baias de Discos Livres: 3 Baias de Discos Ocupadas: 1 Qtde de Processador Suportado: 1 Memória Padrão: 2GB Memória Máxima: 8GB Controladora: SATA 6 Port (Raid 0/1) Drive de 1.44MB: Opcional Mídia Óptica: DVD/RW Memória de Vídeo: 8MB Placa de Rede (Mbps): 10/100/1000 Porta Paralela: Não Porta USB: 08 Fonte de Alimentação: Fonte Fixa Slot PCI: 1 Slot PCI-X: Não Slot PCI Express (PCI-E): 3 Gabinete: Torre Clock do Processador (GHz): 240 Disco Máximo: 3000GB Disco Rígido Padrão: 250GB FSB (MHz): 1066 Garantia: 1 ano on site Interface de Disco: SATA Non-Hotswap Slot de Memória Livre: 3 Slot de Memória Total: 4 Observações - Acompanha teclado padrão US e mouse (PS/2). - Cotar o cabo PN 11461 para cada disco adicional. - O slot PCI é de 3.3V. Garantia 12 meses Peso 13 kg (bruto) Disco Rígido HD SATA II 750GB 7200RPM LFF Non Hot-Plug - 462595-B21 Drive de 1.44MB HP Floppy Drive p/ ML110 G3/G4/ML150G3 - DC361B Memórias Memória 2GB (1x2GB) PC2-6400 DDR2 800MHz - 450260-B21
  • 18. 24 Placa de Rede Placa de Rede NC360T Gigabit PCI-E 2 Portas - 412648-B21 Estão listados a seguir os demais elementos da rede e suas respectivas descrições, tais como conectores que serão instalados e cabos que conectarão o switch às demais máquinas presentes no ambiente. QUANTIDADE UNIDADE 232 Unidades ELEMENTO Conectores RJ45 Macho MARCA DESCRIÇÃO Furukawa Categoria 5e 232 Unidades Conectores RJ45 Fêmea Furukawa 453 metros com + 10% de sobra= cerca de 500 metros Metros Cabo Par Trançado UTP Furukawa 350 Metros Canaleta Embutida na Parede Hellermman Categoria 5e, 110IDC, Gigalan C, modeloM8V Multi-Lan, Categoria 5e, 4 pares, normas ANSI/TIA/EIA 80x50 mm, cor cinza A. ESPECIFICAÇÕES DOS CONECTORES RJ45 i. RJ45 MACHO 1. Aplicação Sistema de Cabeamento Estruturado para cabeamento horizontal ou secundário, uso interno, em sala de telecomunicações, pontos de distribuição ou em pontos de acesso na área de trabalho. 2. Descrição Corpo em termoplástico de alto impacto (UL 94 V-0). Vias de contato produzidas em bronze fosforoso com camadas de 2,54µm de níquel e 1,27µm de ouro. 3. Características Atende FCC 68.5 (EMI - Interferência Eletromagnética). Contatos adequados para conectorização de condutores sólidos ou flexíveis.
  • 19. 25 ii. RJ45 FÊMEA 1. Aplicação Sistemas de Cabeamento Estruturado para tráfego de voz, dados e imagens, segundo requisitos da norma ANSI/TIA/EIA-568B.2 (Balanced Twisted Pair Cabling Components), para cabeamento horizontal ou secundário, uso interno, em ponto de acesso na área de trabalho para tomadas de serviços em sistemas de cabeamento estruturado. 2. Descrição Corpo em termoplástico de alto impacto não propagante à chama (UL 94 V-0). Vias de contato produzidas em bronze fosforoso com camadas de 2,54 m de níquel e 1,27 m de ouro. Montado em placa de circuito impresso dupla face. Possibilidade de fixação de ícones de identificação diretamente sobre tampa de proteção frontal articulada. Terminais de conexão em bronze fosforoso estanhado, padrão 110 IDC, para condutores de 22 a 26 AWG. Fornecido com capa traseira e tampa de proteção frontal articulada. Disponível em pinagem T568A/B. Fornecido nas cores Azul, Vermelho, Amarelo, Laranja, Marrom, Preto, Bege, Cinza, Verde e Branco. 3. Características Tamanho compacto. Compatível com todos os patch panels descarregados, espelhos e tomadas. Permite a instalação em ângulos de 180º, oferecendo melhor performance elétrica, maior agilidade e organização na montagem, reduzindo os raios de curvatura dos cabos. B. ESPECIFICAÇÕES DO CABO PAR TRANÇADO i. Aplicação Sistemas de Cabeamento Estruturado para tráfego de voz, dados e imagens, segundo requisitos das normas ANSI/TIA/EIA-568B.2 e ISO/IEC 11801, Categoria 5e, para cabeamento horizontal ou secundário entre os painéis de distribuição (Patch Panels) e os conectores nas áreas de trabalho.
  • 20. 26 ii. Descrição Cabo de pares trançados compostos de condutores sólidos de cobre nu, 24 AWG, isolados em polietileno especial. Capa externa em PVC não propagante à chama, na cor azul, nas opções CM e CMR. Marcação sequencial métrica decrescente (305 - 0 m) na embalagem FASTBOX, com gravação de dia/mês/ano - hora de fabricação, proporcionando rastreamento do lote.
  • 21. 27 B) DIAGRAMAS A. DIAGRAMA DE RACK (PLANO DE FACE) O diagrama de rack especifica a ordem dos equipamentos que serão inseridos no rack. Ao diagramar um rack, considera-se a pressão do ar, ou seja, os equipamentos que produzem mais calor ficarão acima, uma vez que o ar quente é leve, portanto sobe, e isso poderia afetar os demais dispositivos que se encontrariam sobre este. A ordem segue a barra de tomadas na parte superior, pois é onde serão conectadas as tomadas, provavelmente o equipamento que produzirá mais calor. Em seguida, o switch, que sustentará a rede. Logo abaixo, será colocado o roteador, para encaminhar corretamente os pacotes, e o modem. Abaixo do modem, irá o organizador de cabos, que auxiliará na organização dos cabos que provêm do patch panel, oferecendo uma maior facilidade numa possível manutenção dos cabos. E na parte inferior, o patch panel, pois nesta parte serão envolvidos muitos cabos, requisitando o organizador de cabos logo acima.
  • 22. 28 A) MATRIZ _ADM
  • 23. 29 B. MATRIZ TREINAMENTO
  • 24. 30 FILIAL BALNEARIO CAMBORIU
  • 25. 31 FILIAL ITAPEMA
  • 26. 32
  • 27. 33
  • 28. 34 Layout total
  • 29. 35
  • 30. 36 7 CONCLUSÃO Com o desenvolvimento do projeto físico, pode-se concluir que é fundamental organizar e estruturar todo o mapeamento da rede para garantir que o funcionamento do sistema integrado seja aproveitado o máximo possível. A apresentação dos diagramas facilita a visualização dos pontos e ativos de rede, tanto para o projetista quanto para o cliente. Por se tratar de uma entidade que oferece serviço de call center, os equipamentos não podem ser precários, mas o orçamento (ficticiamente definido) não permite adquirir materiais muito sofisticados. O fato de haver uma matriz distribuída em um prédio e mais duas filiais em outro prédio, elevou a dificuldade de garantir o serviço de rede homogêneo entre os estabelecimentos. Apesar de ser estabelecido esses requisitos, foi possível desenvolver todo o projeto de forma que satisfaça o cliente.
  • 31. 37 REFERÊNCIAS Redes. Clube do Hardware. Disponível em: <http://www.clubedohardware.com.br/> Loja Virutal. Altera Informática. Disponível em: <http://www.altera.com.br/> eShopping . GNET. Disponível em: <http://www.gnet.com.br/> Informática. Mercado Livre. Disponível em: <http://www.mercadolivre.com.br/> Passivos de Redes. Redes & Cia. Disponível em: <http://www.jet.com.br/redesecia> Condicionadores de Energia. Lábramo. Disponível em: <http://www.labramo.com.br/> Modems. ModemClub. Disponível em: <http://www.modemclub.com.br/> Produtos Policom. Policom. Disponível em: <http://www.policom.com.br/> Produtos Furukawa. Furukawa. Disponível em: <http://www.furukawa.com.br/portal/page? _pageid=393,215130&_dad=portal&_schema=PORTAL>. Products & Services. Cisco. Disponível em: <http://www.cisco.com/en/US/products/index.html> Ricardo de Oliveira. Disponível em: http://www.clubedainformatica.com.br/site/2008/05/24/o-que-e-um-projeto-de-redes-decomputadores-parte-1/> http://www.pluginformatica.com.br/loja/produto-10-7564access_point_cisco_small_business_wap4400n_300mbps http://h10010.www1.hp.com <