EBOOKS EGRIDS ADAPTATIVAS   Marília Assis e Sangreguio
CAPÍTULO 1Definição    “Livro fluido, livro da leitura em aberto, é o livro do vir-a-ser da literatura    porque celebra n...
CAPÍTULO 2Maiores vantagens • linguagem dinâmica e interativa  escolha da tipografia, interfaces dinâmicas, efeitos sonoro...
• economia eBooks são até 90% mais baratos que os livros impressos; a tinta de impressão é considerada o líquido mais caro...
Consumidores: o armazenamento de livros não implica em umespaço físico voltado a isso, sendo possível carregar milhares de...
CAPÍTULO 3Principais formatos • PDF   O PDF é o formato mais comum e antigo de eBooks. É reconhecido   por diversas plataf...
• ePub (electronic publication)  O ePub é um formato padrão desenvolvido pela IPDF (Internacional  Digital Publishing Foru...
• Apps Apps são aplicativos ligados a uma plataforma específica. Não têm limitação de layout e utilizam diversos padrões e...
Exemplo de AppAlice in Wonderland
Outros exemplosGraphic Novel com áudio          eBook animado
CAPÍTULO 4Requisitos para grid adaptiva de eBooks comconteúdo fluido (ePub e Mobi)• Adobe Indesign (CS4 ou CS5)• capa em f...
• fontes recomendadas: OpenType com os quatro estilos básicos• evitar elementos sangrados• elementos de página mestra deve...
CAPÍTULO 5História   1971: Michael Hart funda o Projeto Gutenberg, que propõe di-         gitalizar livros de domínio públ...
1981: O guru do hipertexto Ted Nelson lança o livro Literary      Machines, no qual fala sobre a internet e expõe o anseio...
1996: Surge o Rocket, primeiro eBook reader.1998-1999: Surgem sites especializados na venda de livros eletrô-           ni...
2001: Stephen King lança o romance Riding the Bullet em formato      digital. Vendeu meio milhão de exemplares em 2 dias.2...
2009: Bookboom.com atinge mais de 10 milhões de downloads      gratuitos por ano.2010: Apple lança o iPad.
eReaders e tablets • Rocket (1998)   Primeiro eBook reader. Ecrã luminoso P&B. 16MB de memória   interna
• Sony Reader (2006) Primeiro reader com a tecnologia eInk (tinta eletrônica), que reflete a luz e proporciona mais confor...
• Kindle (2007)  Lançado pela Amazon, é o primeiro com conexão direta à internet,  permitindo ao usuário acessar conteúdo ...
• Nook (2009) Concorrente do Kindle lançado pela Barnes&Noble. Dispõe de Internet Wi-fi, tecnologia eInk e leitura de cart...
• Ipad (2010)  Tela touchscreen, muito fino e leve, conexão Bluetooth, Internet Wi fi e  3G, linguagem de interface revolu...
• Galaxy Tab (2010) Lançado pela Samsung para concorrer com o Ipad, dispõe de mais recursos que o tablet da Apple, como: T...
• Ipad 2 (2011)  Lançado no Brasil à 00:00h de 27 de maio de 2011, o Ipad 2 vem mais  fino, mais leve, mais rápido e com d...
CAPÍTULO 6O design de interface e o conceito de low techO design low tech é aquele que busca referências de analogia visua...
Interface do iBooks    “Mas, afinal, que é exatamente uma interface? Em seu sentido mais    simples, a palavra se refere a...
“Cada época lida com a tecnologia mais recente recorrendo àsrepresentações mentais de coisas mais antigas e mais familiare...
CAPÍTULO 7Perspectivas futuras   “É provável que o caráter dinâmico dos periódicos torne obsoleta a   publicação em papel,...
• eInk colorida: a Samsung já lançou no Japão um protótipo de  ePaper colorido. Segundo a empresa, o produto deve chegar a...
BEIGUELMAN, Giselle. O livro depois do livro. SãoPaulo : Petrópolis, 2003.DUARTE, Márcio. eBooks: desvendando os livros fe...
http://www.apple.com/http://www.gutenberg.org/http://www.tiposdigitais.com/2011/02/livros-digitais-e-o-mercado-editorial-b...
Ebooks
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Ebooks

1,479

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,479
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
33
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Ebooks

  1. 1. EBOOKS EGRIDS ADAPTATIVAS Marília Assis e Sangreguio
  2. 2. CAPÍTULO 1Definição “Livro fluido, livro da leitura em aberto, é o livro do vir-a-ser da literatura porque celebra não o formato, nem o suporte, mas as recomposições do sentido e da linguagem.” Giselle Beiguelman, em O livro depois do livro.Um eBook, ou electronic book, é um livro em formato digital. Ou seja,uma versão de livro que pode ser visualizada em plataformas eletrônicascomo tablets, computadores e até mesmo celulares.As grids adaptativas são layouts desenvolvidos tanto para o formatoimpresso quanto para o digital, obedecendo aos requisitos estruturaisnecessários a ambos.
  3. 3. CAPÍTULO 2Maiores vantagens • linguagem dinâmica e interativa escolha da tipografia, interfaces dinâmicas, efeitos sonoros e audiovisuais, opção voice over, animação interativa, efeitos 3D. “O texto se expande, contrai-se, dá voltas. As palavras pulsam, esticam-se e encolhem, desafiando a analogia do teclado com a máquina de escrever...” Giselle Beiguelman, em O livro depois do livro.
  4. 4. • economia eBooks são até 90% mais baratos que os livros impressos; a tinta de impressão é considerada o líquido mais caro do mundo; não há custos com frete, todo o processo de venda e entrega é online• agilidade bibliotecas virtuais, pesquisa fácil, downloads, pagamento online;• prevervação ambiental economia de papel e gasto mínimo de energia. Fala-se em uso de energia solar para readers num futuro próximo. Além disso, a au- sência de um transporte físico evita a emissão de gases poluentes.• armazenamento Fornecedores: não é necessário manter estoques de livros, o que sempre gerou desperdícios devido a conteúdos obsoletos e exemplares encalhados.
  5. 5. Consumidores: o armazenamento de livros não implica em umespaço físico voltado a isso, sendo possível carregar milhares detítulos em um único dispositivo. Além disso, evita os inconvenien-tes de uma biblioteca comum, como o acúmulo de pó e ácaros doslivros de papel.
  6. 6. CAPÍTULO 3Principais formatos • PDF O PDF é o formato mais comum e antigo de eBooks. É reconhecido por diversas plataformas e permite um layout similar à versão impressa.
  7. 7. • ePub (electronic publication) O ePub é um formato padrão desenvolvido pela IPDF (Internacional Digital Publishing Forum), e dispõe de um sistema de proteção contra cópias indevidas (DRM - Digital Right Management). O arquivo é auto-ajustável a diversas plataformas, por isso prioriza o fluxo de conteúdo em detrimento de layouts mais complexos e detalhados. A linguagem é baseada em cógicos XHTML, XML e CSS.
  8. 8. • Apps Apps são aplicativos ligados a uma plataforma específica. Não têm limitação de layout e utilizam diversos padrões e linguagens, podendo explorar recursos audiovisuais, interativos, 3D, etc.• Outros formatos de eBook Mobi e AZW (exclusivos da Amazon/Kindle) Texto Plano (.txt) HTML (para browsers de navegação na internet)
  9. 9. Exemplo de AppAlice in Wonderland
  10. 10. Outros exemplosGraphic Novel com áudio eBook animado
  11. 11. CAPÍTULO 4Requisitos para grid adaptiva de eBooks comconteúdo fluido (ePub e Mobi)• Adobe Indesign (CS4 ou CS5)• capa em formato de imagem bitmap (TIFF ou JPG)• estrutura de texto fluida• estilo de parágrafo em todos os elementos (inclusive imagens)• estilos e elementos nomeados com caracteres simples, em caixa baixa e sem espaço
  12. 12. • fontes recomendadas: OpenType com os quatro estilos básicos• evitar elementos sangrados• elementos de página mestra devem ser eliminados• imagens (TIFF ou JPG) devem ser ancoradas ao texto ou aplicadas dentro de tabelas• espaço de cores mais indicado: RGB• incluir sumários eletronicamente, e não manualmente (Table of contents)• anexação de Metadados (File Info > Description)
  13. 13. CAPÍTULO 5História 1971: Michael Hart funda o Projeto Gutenberg, que propõe di- gitalizar livros de domínio público e oferecê-los gratui- tamente. Sua primeira digitalização foi de uma cópia da Declaração de Independência dos Estados Unidos.
  14. 14. 1981: O guru do hipertexto Ted Nelson lança o livro Literary Machines, no qual fala sobre a internet e expõe o anseio de uma biblioteca universal.1995: Amazon começa a vender livros digitais na Internet.
  15. 15. 1996: Surge o Rocket, primeiro eBook reader.1998-1999: Surgem sites especializados na venda de livros eletrô- nicos, como eReader.com e eReads.com.
  16. 16. 2001: Stephen King lança o romance Riding the Bullet em formato digital. Vendeu meio milhão de exemplares em 2 dias.2006: Sony lança a tecnologia da tinta eletrônica (eInk ou ePaper).
  17. 17. 2009: Bookboom.com atinge mais de 10 milhões de downloads gratuitos por ano.2010: Apple lança o iPad.
  18. 18. eReaders e tablets • Rocket (1998) Primeiro eBook reader. Ecrã luminoso P&B. 16MB de memória interna
  19. 19. • Sony Reader (2006) Primeiro reader com a tecnologia eInk (tinta eletrônica), que reflete a luz e proporciona mais conforto na leitura. Bateria de longa duração.
  20. 20. • Kindle (2007) Lançado pela Amazon, é o primeiro com conexão direta à internet, permitindo ao usuário acessar conteúdo novo de qualquer lugar.
  21. 21. • Nook (2009) Concorrente do Kindle lançado pela Barnes&Noble. Dispõe de Internet Wi-fi, tecnologia eInk e leitura de cartão SD.
  22. 22. • Ipad (2010) Tela touchscreen, muito fino e leve, conexão Bluetooth, Internet Wi fi e 3G, linguagem de interface revolucionária, dispõe de apps exclusivos com animação interativa e efeitos audiovisuais. Fenômeno de vendas no mundo inteiro. Já vem sendo usado por escolas e universidades. Desvantagens: não é multitarefa; tela com muito reflexo.
  23. 23. • Galaxy Tab (2010) Lançado pela Samsung para concorrer com o Ipad, dispõe de mais recursos que o tablet da Apple, como: TV digital, tela widescreen, formato anatômico e mais memória RAM. Além disso o preço é muito inferior.
  24. 24. • Ipad 2 (2011) Lançado no Brasil à 00:00h de 27 de maio de 2011, o Ipad 2 vem mais fino, mais leve, mais rápido e com duas câmeras.
  25. 25. CAPÍTULO 6O design de interface e o conceito de low techO design low tech é aquele que busca referências de analogia visual emuma tecnologia anterior para facilitar a assimilação de um sistema,tornando sua interface mais acessível e familiar ao usuário.O iBooks é um aplicativo da Apple, próprio para leitura de arquivosePub e PDF. Sua interface faz uma analogia gráfica aos livros de papele a uma estante de biblioteca.
  26. 26. Interface do iBooks “Mas, afinal, que é exatamente uma interface? Em seu sentido mais simples, a palavra se refere a softwares que dão forma à interação entre usuário e computador. A interface atua como uma espécie de tradutor, mediando entre as duas partes, tornando uma sensível para a outra.” Steven Johson em Cultura da Interface
  27. 27. “Cada época lida com a tecnologia mais recente recorrendo àsrepresentações mentais de coisas mais antigas e mais familiares.”“Se o computador podia assumir qualquer forma imaginável, por quenão o fazer imitar o velho mundo analógico que iria substituir?”“Talvez toda inovação high tech seja acompanhada por flashbacksimaginativos desse tipo.”Steven Johson em Cultura da Interface
  28. 28. CAPÍTULO 7Perspectivas futuras “É provável que o caráter dinâmico dos periódicos torne obsoleta a publicação em papel, já que é muito mais simples e barato atualizar e veicular informações por meios digitais. Os livros eletrônicos, no entanto, não eliminam necessariamente os livros em papel, cuja presença física e o caráter perene são muito mais significativos. Assim como aconteceu com o disco de vinil, as qualidades únicas do livro enquanto suporte não são sobrepostas pelos equivalentes digitais.” Márcio Duarte em Desvendando os livros feitos de pixels
  29. 29. • eInk colorida: a Samsung já lançou no Japão um protótipo de ePaper colorido. Segundo a empresa, o produto deve chegar ao mercado entre um ou dois anos.• Skiff Reader: será um eReader com a tecnologia metal foil, uma fina tela flexível de metal inoxidável.
  30. 30. BEIGUELMAN, Giselle. O livro depois do livro. SãoPaulo : Petrópolis, 2003.DUARTE, Márcio. eBooks: desvendando os livros feitosde pixels. Brasília: M10 Design, 2010. Disponível em:http://www.pagelab.com.br/ebook.zipHORIE, Ricardo Minoru. Coleção eBooks - Vol. 1:Arte-finalização e conversão para livros eletrônicosnos formatos ePub, Mobi e PDF. São Paulo: Bytes &Types, 2009.JOHNSON, Steven. Cultura da Interface. Trad. MariaLuiza X. de A. Borges. Rio de Janeiro: Jorge ZaharEditor, 2001.
  31. 31. http://www.apple.com/http://www.gutenberg.org/http://www.tiposdigitais.com/2011/02/livros-digitais-e-o-mercado-editorial-brasileiro.htmlhttp://veja.abril.com.br/multimidia/galeria-fotos/a-evoluacao-dos-e-bookshttp://www.slideshare.net/marciom10/design-de-ebooks-viso-geral
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×