Criminalística - Morte por Precipitação
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Criminalística - Morte por Precipitação

on

  • 7,076 views

 

Statistics

Views

Total Views
7,076
Views on SlideShare
6,956
Embed Views
120

Actions

Likes
0
Downloads
95
Comments
2

7 Embeds 120

http://indicio1.blogspot.com 98
http://www.slideshare.net 9
http://indicio1.blogspot.mx 7
http://webcache.googleusercontent.com 2
http://indicio1.blogspot.com.ar 2
http://indicio1.blogspot.ae 1
http://www.slideee.com 1
More...

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • Caso Isabella: acidente, com certeza...
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • O caso isabella, com certeza, aconteceu um acidente...
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Criminalística - Morte por Precipitação Presentation Transcript

  • 1. Criminalística Mortes Violentas Causadas por Precipitação
  • 2. Conceito:
    • Morte violenta causada por precipitação ocorre quando o corpo é lançado de um local de grande altura, podendo ser, por exemplo, uma montanha, janela de um edifício, de um terraço ou sacada.
  • 3. O Trabalho do Perito:
    • Verificar se foi Homicídio, Suicídio ou Acidente.
    • Nem sempre encontra elementos seguros para o seu diagnóstico, pois nem sempre existem características específicas para cada caso.
    • Existem certos indícios que podem ajudar o perito nessa tarefa.
  • 4. Exemplo 01:
    • As lesões que aparecem no corpo de uma pessoa que rolou a ribanceira, foram feitas em vida ou em morte?
  • 5. Exemplo 01:
    • ACIDENTE: movimentos instintivos de defesa; se agarrar em alguma coisa provocando arranhaduras, cortes, mão com tufos de vegetação.
  • 6. Exemplo 01:
    • HOMICÍDIO: se a vítima for arremessada, o seu corpo cairá pesadamente , sem rolar pela encosta e quase não terá sinais de defesa. O Perito deve verificar o ponto do início da queda para tentar descobrir sinais de luta no local.
  • 7. Exemplo 01:
    • SUICÍDIO: não existe sinais de defesa e de rolamento, nem são encontrados vestígios de luta no local onde a vítima se jogou.
  • 8. Exemplo 02:
    • Na queda do alto de um edifício, como o perito diferencia se a morte foi acidental, um homicídio ou um suicídio?
  • 9.
    • ACIDENTE: no percurso da queda, a vítima tenta se agarrar em saliências (peitoril de janelas, terraços, etc.) provocando nas suas mãos ferimentos de defesa.
    • A vítima cai muito próximo do perfil do prédio.
    • O exame das roupas das vítimas mostrará o atrito do corpo da vítima com a parede do edifício.
    Exemplo 02:
  • 10. Exemplo 02:
    • HOMICÍDIO: prováveis sinais de luta no interior do local; não são encontrados sinais de defesa no corpo da vítima.
    • Seu corpo percorrerá uma distância na horizontal, maior que na acidental.
  • 11. Exemplo 02:
    • SUICÍDIO: a vítima cai como um peso morto. Seu corpo cairá bem longe da perfil da construção.
    • Não existem, geralmente, vestígios de luta ou tentativa de defesa.
  • 12.  
  • 13. Caso Isabela