Acordo ortográfico

  • 612 views
Uploaded on

Ação de formação para funcionários e professores - dinamizada pelos professores António Souto e Manuel Gomes. …

Ação de formação para funcionários e professores - dinamizada pelos professores António Souto e Manuel Gomes.
setembro 2011

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
612
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
15
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. PRINCIPAIS ALTERAÇÕES António Souto e Manuel Gomes Escola Secundária de Camões 21 de setembro de 2011
  • 2.  1911 – Portugal adota a primeira grande reforma ortográfica (sem a participação do Brasil) 1931, 1943, 1945, 1971/1973 – Portugal e Brasil fazem várias tentativas para uma ortografia comum 1986 e 1990 – para além de Portugal e do Brasil, são chamados a participar no debate Angola, Cabo Verde Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe 1998 – 1º Protocolo Modificativo (elimina a data para a entrada em vigor) 2004 – 2º Protocolo Modificativo (basta a ratificação por apenas três países, em vez dos sete, para que o Acordo de 1990 entre em vigor) 2008 – Parlamento português aprova o 2º Protocolo Modificativo
  • 3.  1ª - de natureza histórica: para “pôr cobro a uma deriva ortográfica de quase um século” 2ª - de âmbito lusófono e internacional: por ser a língua portuguesa “um instrumento de comunicação de oito países, de quatro continentes, com mais de duzentos milhões de falantes, e língua oficial ou de trabalho de mais de uma dúzia de organizações internacionais” 3ª - de natureza pedagógica e também internacional: por se ensinar e cultivar a língua portuguesa em variadíssimas escolas e instituições pelo Mundo fora
  • 4. No ensino, a partir do ano letivo 2011-2012 (Res. Cons. Ministros nº 8/2011, 25 de janeiro) ALFABETO MAIÚSCULAS E MINÚSCULAS CONSOANTES MUDAS ACENTUAÇÃO GRÁFICA HIFENIZAÇÃO
  • 5.  Alfabeto conta agora  a) em antropónimos de línguas com 26 letras estrangeiras (e derivados)  Kant – kantiano  Darwin – darwiniano Acrescentaram-se o K,  b) em topónimos de línguas oW eoY estrangeiras (e derivados)  Kosovo – kosovar  Washington - washingtniano A,B,C,D,E,F,G,H,I,J,K,L,  c) em siglas, símbolos e unidades de  M,N,O,P,Q,R,S,T,U,W, medida internacionais Kg; Km; WC (water closet);Yd (jarda)  V,X,Y,Z  a,b,c,d,e,f,g,h,i,j,k,l,m,  d) em palavras de origem estrangeira de uso corrente  n,o,,q,r,s,t,u,w,v,x,y,z  Kart; kwanza; windsurfista; yoga
  • 6. Com minúscula Facultativo nomes dos meses e  cursos e disciplinas escolares: estações do ano: português ou Português janeiro, fevereiro…;  nomes de ruas, lugares públicos, primavera, verão… monumentos e edifícios: rua ou Rua Gomes Freire; praça ou Praça nomes dos pontos José Fontana; mosteiro ou Mosteiro dos Jerónimos cardeais e colaterais (com maiúscula nas  formas de tratamento e nomes abreviaturas e quando sagrados: senhor doutor ou Senhor designam regiões): Doutor; exmo. senhor ou Exmo. Senhor; santo ou Santo António norte, sul, sudeste…  títulos de livros: Não há longe nem usos de fulano, sicrano distância ou Não Há Longe nem e beltrano Distância; Memorial do convento ou Memorial do Convento
  • 7. Suprimem-se nas sequências consonânticas cc – abstracionismo; confecionar;  pç – aceção; adoção; conceção; lecionar… (mas: faccioso; ficcional; deceção; interceção; receção… (mas: perfeccionismo…) corrupção; erupção, interrupção; opção…) cç – ação; coleção; correção; direção; injeção; fração; reação… (mas:  pt – Egito; adotar; batismo; ótimo; … convicção; ficção…) (mas: adepto; apto; eucalipto; inepto; rapto…) ct – ata (s. f.); ativar; ator; atual; adjetivo; arquitetura; coletivo; correto; Grafia dupla detetar; direto; elétrico; espetáculo; objeto; projeto, teto… (mas: bactéria;  assimptota ou assintota; caraterística ou compacto; convicto; facto; intelectual; característica; bissetar ou bissectar; cetro lácteo; octógono; pacto; pictórico…) ou ceptro; conceção ou concepção; conetor ou conector; dececionar ou pc – anticoncecional; dececionante; decepcionar; espetador ou espectador; excecional; rececionista… (mas: indefetível ou indefectível; infecioso ou capcioso; egípcio; núpcias; opcional…) infeccioso; interseção ou intersecção; peremptório ou perentório; setor ou sector…
  • 8. Suprimem-se os acentos  adenoide; alcaloide; almorroida; amiloide; nas palavras graves com androide; antropozoico; ditongos tónicos ói; asteroide; boia; claraboia; nas formas verbais graves corticoide; dermatoide; terminadas em –êem; eritroide; esponjoide; nas formas dos verbos arguir granitoide; e redarguir; intelectualoide; jiboia;em: joia; tabloide; saboia…• para (forma verbal e preposição)  deem; creem;• pelo ( forma verbal, nome e anteveem… contração)• pera ( nome e antiga  arguis, argui, arguem; preposição) redarguis, redargui, redarguem
  • 9. Suprime-se o hífen  com o prefixo co- (mesmo quando seguido de vogal igual): em locuções de uso geral: cartão de coadministração; codireção; visita; fim de semana coocorrência em alguns compostos: mandachuva; paraquedas não se suprime no presente do indicativo do verbo haver: hei de; hás de; há de; heis de;  em nomes de espécies botânicas e hão de zoológicas: couve-flor; bicho-da- quando o prefixo termina em vogal seda e o segundo elemento começa por  quando o segundo elemento vogal diferente: autoestrada; começa por h: auto-hipnose extraescolar…  com os prefixos pós-, pré- e pró- quando o prefixo termina em vogal  com os prefixos circum- e pan-, e o segundo elemento começa por r quando o segundo elemento ou s, duplicando-se a consoante: começa por vogal, m, n ou h antirrugas; minissaia; semirreta  quando o prefixo termina em vogal e o segundo elemento começa pela mesma vogal: anti-inflamatório; anti- ibérico; micro-ondas…
  • 10.  Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, aprovado pela Resolução da Assembleia da República nº 26/91 e ratificado pelo Decreto do Presidente da República nº 43/91, ambos de 23 de agosto (DR, 1ª Série-A, nº 193, de 23/08/1991) Acordo do Segundo Protocolo Modificativo do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, aprovado pela Resolução da Assembleia da República nº35/2008 e ratificado pelo Decreto do Presidente da República nº 52/2008, ambos de 29 de julho Aviso nº 255/2010, de 13 de setembro, publicado em DR, 1ª série, de 17 de setembro de 2010 CASTELEIRO, João Malaca e CORREIA, Pedro Dinis. ATUAL, O NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO, Texto Editores, 2007 ACORDO ORTOGRÁFICO, GUIA PRÁTICO, Porto Editora, 2008 PINTO, Paulo Feytor. NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO DA LÍNGUA PORTUGUESA, Imprensa Nacional – Casa da Moeda, 2009 ACORDO ORTOGRÁFICO, O QUE MUDA?, Lisboa Editora, 2010 O QUE MUDA NO ENSINO DO PORTUGUÊS, Porto Editora, 2011 ESTRELA, Edite et alii. SABER USAR A NOVA ORTOGRAFIA, Editora Objectiva, 2011 CADERNOS NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO, ESCREVER BEM COM A NOVA ORTOGRAFIA (10º/11º/12º anos), Porto Editora, 2011 O NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO, Edição Impresa, 2011 (distribuição gratuita)  (CONT.)
  • 11. (CONT.) http://www.portaldalinguaportuguesa.org/  Acordos ortográficos e outra legislação  Vocabulário Ortográfico do Português  Vocabulário de Mudança  Lince – Conversor ortográfico http://www.flip.pt/language/en-US/FLiP-On-line/Vocabulario.aspx  Conversor para o Acordo Ortográfico http://www.priberam.pt/docs/acortog90.pdf  Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, Priberam http://www.min-edu.pt/data/Guia_AO_definitiva_capa.pdf  Guia para a nova ortografia, ILTEC (Ministério da Cultura e Ministério da Educação, maio 2011) http://www.portoeditora.pt/acordo-ortografico/conversor-texto/  Conversor ortográfico http://acordo-ortografico.blogspot.com  Blogue dedicado ao Acordo Ortográfico com documentos e atividades diversos