SÓ PARA PAIS (QUE TÊM FILHOS NO JARDIM DE INFÂNCIA…)                             Eduardo Sá1. "Proibido insultar o jardim-...
7. Os pais estão obrigados a estar a horas quando se trata duma criança regressara casa. Prometer e faltar devia dar direi...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Só para pais eduardo sá

4,738 views

Published on

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
4,738
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
724
Actions
Shares
0
Downloads
51
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Só para pais eduardo sá

  1. 1. SÓ PARA PAIS (QUE TÊM FILHOS NO JARDIM DE INFÂNCIA…) Eduardo Sá1. "Proibido insultar o jardim-de-infância chamando-lhe "escolinha" (ou"infantário"). Em primeiro lugar, porque é uma escola. Em segundo, porquetodas as escolas ganhavam se ligassem Brincar com Aprender.2. Proibido que os pais imaginem que o jardim-de-infância serve para aprender aler e contar. Ele é útil para aprender a descobrir os sentimentos. Para aprender aimaginar e a fantasiar. Para aprender com o corpo, com a música e com apintura. E para brincar. Uma criança que não brinque deve preocupar mais ospais do que se ela fizer uma ou outra birra, pela manhã ao chegar.3. O jardim-de-infância assusta as crianças sempre que os pais - como quemsossega nelas os medos deles por mais um dia de jardim-de-infância - lhesrepetem: " Hoje vai correr tudo bem!"4. Os pais estão proibidos de despedir-se muitas vezes das crianças, ao chegaremtodos os dias. E é bom que se decidam: ou ficam contentes por elas correrempara os amigos ou ficam contentes por elas se agarrarem ao pescoço deles, comse estivessem prestes a ser abandonadas para sempre.5. Proibido que as crianças vão dia-sim dia-não ao jardim-de-infância. E que vão,simplesmente, quando os seus caprichos infantis vão de férias. E que não vão " sóporque sim". O jardim-de-infância não é um trabalho para os mais pequenos. Éuma bela oportunidade para os pais não se esquecerem que se pode amar oconhecimento, namorar com a vida, nunca ser feliz sozinho e brincar, ao mesmotempo.6. No jardim-de-infância não é obrigatório comer até à última colher; nemdormir todos os dias. E não é nada mau que uma criança se baralhe e chamemãe à educadora (ou vice-versa).
  2. 2. 7. Os pais estão obrigados a estar a horas quando se trata duma criança regressara casa. Prometer e faltar devia dar direito a que os pais fossem sujeitosclassificados como tendo necessidades educativas especiais.8. Os pais não podem exigir aos folhos relatórios de cada dia de jardim-de-infância. Mas estão autorizados a ficar preocupados se as crianças forem ficandomais resmungonas, mais tristonhas ou, até, mais aflitas, sempre que regressam delá. E estão, ainda, autorizados a proibir que o jardim-de-infância só se abra paraeles durante as festas.9. O jardim-de-infância é uma escola de pais. E um lugar onde os educadores sãoeducados pelas crianças. Um lugar onde todos se educam uns aos outros não éuma escola como as outras. É um jardim-de-infância.10. Um dia, num mundo mais amigo das crianças, todas as escolas serão jardins-de-infância!" Eduardo Sá é psicólogo clínico, psicanalista e professor de psicologia clínica.

×