2009/10
    Projecto da
equipa das profes-
soras bibliotecárias
Ana Moreira

                            Gracinda Lourenço

                            Mª Eduarda Lourenço

             ...
Elaborado por: Ana Moreira, Eduarda Lourenço,
               Gracinda Lourenço, Mª José Nogueira   Página 3
I. Introdução



 O século XXI define a sua sociedade como sendo uma sociedade de informação e de
conhecimento.

Frequenta...
II. Objectivos



Para tentar colmatar as dificuldades relacionadas com a escrita e a leitura, o grupo de
trabalho estabel...
III. Actividades



As actividades/estratégias adoptadas vêm ao encontro dos objectivos anteriormente
estabelecidos, e no ...
IV. Estratégias



A equipa escolherá, por período, uma história de um autor português ou estrangeiro a
divulgar com difer...
- inventar textos informativos

- elaborar B.D.




- entoar canções

- recolher património literário oral

- criar ilustr...
V. Instrumentos de Avaliação



 inquéritos

 participação e empenho

 ficha de avaliação da actividade




VI. Dinamiz...
Ao longo do presente ano lectivo (fase de sensibilização e experimentação), segundo
disponibilidade dos docentes das EB1 e...
ÍNDICE



Introdução                                           pág. 4

Objectivos                                         ...
Elaborado por: Ana Moreira, Eduarda Lourenço,
               Gracinda Lourenço, Mª José Nogueira   Página 12
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Um Livro, Um Amigo

1,193 views
1,128 views

Published on

Projecto de difusão da leitura/escrita

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,193
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
10
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Um Livro, Um Amigo

  1. 1. 2009/10 Projecto da equipa das profes- soras bibliotecárias
  2. 2. Ana Moreira Gracinda Lourenço Mª Eduarda Lourenço Mª José Nogueira Elaborado por: Ana Moreira, Eduarda Lourenço, Gracinda Lourenço, Mª José Nogueira Página 2
  3. 3. Elaborado por: Ana Moreira, Eduarda Lourenço, Gracinda Lourenço, Mª José Nogueira Página 3
  4. 4. I. Introdução O século XXI define a sua sociedade como sendo uma sociedade de informação e de conhecimento. Frequentar a biblioteca ajuda a compreender e a agir neste mundo, que é o lugar de todas as pessoas, de todos os acontecimentos e de todas as culturas. LER É…  descodificar tudo o que existe ou imaginamos que existe à nossa volta e dentro de nós.  compreender e atribuir valor às pessoas, às coisas, às situações…  pensar, pensar muito e agir em conformidade…  escrever o que vê, ouve, vive, sente, pensa…  calcular, prever, acautelar, aprender…  ter poder para ser…  …leitor… Literacia é um conjunto continuado de competências, que se vão adquirindo ao longo da vida, que nos ajudam a aprender a ler: obter informações necessárias sobre o modo de estar e de ser pessoa em comunicação com os outros, em diversas situações, utilizando diferentes ferramentas. Assim sendo, o projecto “Um Livro, um Amigo”, a dinamizar pela equipa de professoras Bibliotecárias, tem como meta superar algumas dificuldades/faltas /falhas diagnosticadas nos anos lectivos anteriores, e que apesar de intervenção sistemática dos docentes das EB1, se têm mantido. Para esse fim, a equipa de trabalho propõe-se actuar de forma concertada, tentando conciliar os diversos meios técnicos e humanos ao seu dispor. O plano de trabalho tem como base actividades de promoção / dinamização do Livro, da Leitura e da Escrita. Ao desenvolver a leitura e a literacia, adquire-se um recurso importantíssimo: o conhecimento. Elaborado por: Ana Moreira, Eduarda Lourenço, Gracinda Lourenço, Mª José Nogueira Página 4
  5. 5. II. Objectivos Para tentar colmatar as dificuldades relacionadas com a escrita e a leitura, o grupo de trabalho estabeleceu os seguintes objectivos:  estimular e criar o prazer da leitura;  fomentar, nos alunos, o gosto pela leitura, escrita e pela frequência de Bibliotecas como forma de ocupar os tempos livres;  divulgar novidades, os materiais existentes e autores menos conhecidos;  promover a participação voluntária, espontânea e apetecível dos alunos nas actividades propostas;  apoiar os programas curriculares – proporcionando abordagens diversificadas do processo de ensino/aprendizagem – de modo a promover o sucesso escolar;  proporcionar aos alunos um espaço aberto e facultativo onde poderão encontrar apoio;  promover o livro como objecto de informação, formação e partilha;  rentabilizar o espaço e o material existente de forma a torná-lo mais funcional e acessível;  criar e manter nas crianças o hábito da aprendizagem e da utilização das bibliotecas ao longo da vida ;  formar leitores, contribuindo para a construção da sua identidade e desenvolvimento da consciência cívica e do saber estar;  promover igualdade de oportunidades a todos os alunos do 1º CEB;  criar nos alunos a consciência que ter um livro é ter um amigo. Elaborado por: Ana Moreira, Eduarda Lourenço, Gracinda Lourenço, Mª José Nogueira Página 5
  6. 6. III. Actividades As actividades/estratégias adoptadas vêm ao encontro dos objectivos anteriormente estabelecidos, e no intuito de minimizar ou mesmo eliminar algumas das dificuldades salientadas no ponto II (utopia ou não, só o saberemos aquando da avaliação final deste projecto em Junho/Julho de 2010): - Hora do Conto - Encontro com o escritor - Dramatização - Elaboração de B.D. - Escrita de textos - Entoação de canções - Recolha de património oral - Criação de ilustrações -…  Actividades de grande grupo:  Encontro com escritores  Espectáculos € Feira do Livro Elaborado por: Ana Moreira, Eduarda Lourenço, Gracinda Lourenço, Mª José Nogueira Página 6
  7. 7. IV. Estratégias A equipa escolherá, por período, uma história de um autor português ou estrangeiro a divulgar com diferentes actividades nas EB1 do Agrupamento (citadas no ponto III): - ler, contar, recontar histórias; - depois de ouvir ler uma história, dramatizá-la; - elaborar textos a partir de palavras-chave; - contactar com livros sedutores; - «Ler» histórias ou informação conhecida através de imagens; - ler de diferentes maneiras; - ler imagens, legendas, títulos, capas, textos, fazer leitura «zaping»… - partir da imagem para o conteúdo, para o texto, do texto para a imagem… - ler para descobrir: o assunto, as ideias principais, a informação toda. - levar os alunos a exprimir o que pensam e sentem através de: poesia, teatro, conto, romance - fomentar o respeito pelo autor - criar novas histórias a partir das personagens - representar histórias - brincar com a linguagem - provocar histórias - inventar poemas Elaborado por: Ana Moreira, Eduarda Lourenço, Gracinda Lourenço, Mª José Nogueira Página 7
  8. 8. - inventar textos informativos - elaborar B.D. - entoar canções - recolher património literário oral - criar ilustrações … Serão formados grupos de trabalho, para a realização das diferentes actividades. A equipa será dividida em dois grupos, por falta de recursos humanos, que irão abarcar as EB1 do Agrupamento de Escolas Penafiel Sul:  EB1 Penafiel nº 3  EB1 Ponte - Novelas  EB1 Vila Verde - Marecos  EB1 Póvoa - Guilhufe  EB1 Fonte da Cruz - Penafiel  EB1 Covilhô – Novelas  EB1 Cruzeiro – Rans  EB1 Gandra - Guilhufe  EB1 Torre – Urrô  EB1 Boavista – Santiago  EB1 Cruzeiro – Galegos  EB1 Carvalheiro - Galegos  EB1 Igreja – Guilhufe Elaborado por: Ana Moreira, Eduarda Lourenço, Gracinda Lourenço, Mª José Nogueira Página 8
  9. 9. V. Instrumentos de Avaliação  inquéritos  participação e empenho  ficha de avaliação da actividade VI. Dinamizadoras A equipa de professoras bibliotecárias do Agrupamento:  Ana Moreira  Gracinda Lourenço  Mª Eduarda Lourenço  Mª José Nogueira VII. Calendarização Elaborado por: Ana Moreira, Eduarda Lourenço, Gracinda Lourenço, Mª José Nogueira Página 9
  10. 10. Ao longo do presente ano lectivo (fase de sensibilização e experimentação), segundo disponibilidade dos docentes das EB1 e das professoras bibliotecárias. VIII. Avaliação/Reflexão É de referir que a equipa está ciente das dificuldades que irá encontrar para a concretização de certas propostas, visto que há falta de recursos: humanos (na dinamização do projecto há apenas uma professora envolvida e auxiliada sempre que possível pela coordenadora); materiais, financeiros e espaços apropriados (frequente entrave à realização dos projectos). Apesar dos obstáculos, os professores envolvidos esperam uma boa receptibilidade por parte dos alunos, colegas e funcionários, e um envolvimento espontâneo que motive a continuação deste género de acções. A concretização das actividades será objecto de análise e reflexão no final do presente ano lectivo. Elaborado por: Ana Moreira, Eduarda Lourenço, Gracinda Lourenço, Mª José Nogueira Página 10
  11. 11. ÍNDICE Introdução pág. 4 Objectivos pág. 5 Actividades pág. 6 Estratégias pág. 7-8 Instrumentos de avaliação pág. 9 Dinamizadores pág. 9 Calendarização pág. 9 Avaliação/Reflexão pág. 10 Elaborado por: Ana Moreira, Eduarda Lourenço, Gracinda Lourenço, Mª José Nogueira Página 11
  12. 12. Elaborado por: Ana Moreira, Eduarda Lourenço, Gracinda Lourenço, Mª José Nogueira Página 12

×