• Like
Assédio moral
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

Published

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
555
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
37
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. O ASSÉDIO MORAL... NAS RELAÇÕES DE TRABALHOMariana Magalhães Alunade Gestão de R.H.
  • 2. O assédio moral é tão antigo quanto o trabalho.Desde que o ser humano sentiu necessidade devender sua mão-de-obra, passou a conviver comironias, ofensas, mau humor dos chefes.
  • 3. O assédio moral secaracteriza: humilhações constantes, exposição do trabalhador ao ridículo, supervisão excessiva, críticas cegas, empobrecimento das tarefas, sonegação de informações, e repetidas perseguições
  • 4. ou seja...brincadeiras feitas pelos nossos queridos chefes ecolegas de trabalho.
  • 5. A PROTEÇÃO ÀDIGNIDADE DOTRABALHADOR
  • 6. O contrato de trabalhotraz, necessariamente, odireito e a obrigação derespeito aos direitos morais.
  • 7. COMO ASSÉDIOMORAL ACONTECENAS RELAÇÕES DETRABALHO
  • 8. O assédio nasce como algoinofensivo e propaga-seinsidiosamente.
  • 9. Em um primeiro momento, aspessoas envolvidas nãoquerem mostrar-se ofendidase levam na brincadeiradesavenças e maus-tratos.
  • 10. Em seguida esses ataques sevão multiplicando e a vítima éseguidamente acuada, postaem situação de inferioridade,submetida a manobras hostis edegradantes durante umperíodo maior.
  • 11. O assédio moral aconteceatravés de dois fenômenos: o abuso de poder a manipulação perversa de fatos e informações
  • 12. O assédio torna-se possível porque vem precedido de umadesvalorização da vítima pelo agressor, que é aceita e atéafiançada pelo grupo. Essa depreciação leva o ofendido apensar que realmente merece o que está acontecendo.
  • 13. Em um grupo, é normal queos conflitos se manifestem.É a repetição dosvexames, dashumilhações, sem qualqueresforço no sentido deabrandá-las, que torna ofenômeno destruidor.
  • 14. O terror psicológico provocana vítima danos emocionais edoenças psicossomáticas...
  • 15. Tais como alterações dosono, distúrbiosalimentares, diminuição dalibido, aumento da pressãoarterial,
  • 16. desânimo, insegurança,entre outros, podendoacarretar quadros depânico e de depressão.
  • 17. Em casosextremos, tais quadrosmórbidos podem levarà morte ou ao suicídio
  • 18. Não se morre diretamente dasagressões, mas se perdeparte de si a cada momento.Volta-se para casa, a cadanoite, exausto, humilhado, deprimido. E é difícil recuperar-se .
  • 19. O ASSÉDIO MORAL NALEGISLAÇÃONACIONAL
  • 20. “Art. 146-A. Depreciar, de qualquer forma ereiteradamente a imagem ou o desempenhode servidor público ou empregado, em razãode subordinação hierárquica funcional oulaboral, sem justa causa, ou tratá-lo com rigorexcessivo, colocando em risco ou afetandosua saúde física ou psíquica.Pena – detenção de um a dois anos .”
  • 21. CONCLUSÃOA dignidade da pessoa humana é objeto de especialatenção do ordenamento jurídico.Acima de tudo, tem o empregador obrigação de respeitara personalidade moral do empregado na sua dignidadeabsoluta de pessoa humana.
  • 22. BIBLIOGRAFIA Caixeta. S. V. O assédio moral nas relações de trabalho. Boletim Científico: Escola Superior do Ministério Público da União, Brasília, a. II – nº 6, p. 91-98 – jan./mar. 2003.