Principais rios de portugal continental

55,249 views
54,597 views

Published on

Principais Rios de Portugal Continental

Published in: Education, Travel, Business
2 Comments
6 Likes
Statistics
Notes
  • Estou muito feliz por esta apresentação lhe ter sido útil. Tudo a correr bem consigo!
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • está muito bem feito e já utilizei no meu trabalho e a minha professora diz que está muito bem feito

    OBRIGADO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
55,249
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1,704
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
2
Likes
6
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Principais rios de portugal continental

  1. 1. Principais Rios de Portugal Portugal Continental <ul><li>Clicar em cima de cada rio que está a azul. </li></ul><ul><li>Clicar nas setas amarelas, que aparecem em alguns slides, para voltar ao mapa “Principais Rios de Portugal Continental” e escolheres o rio que pretendes estudar. </li></ul><ul><li>Por causa dos hiperlynks, o Rio Guadiana deve ser o último a ser clicado. Apesar de ser um dos mais belos, tens de o deixar para o fim. </li></ul>Por favor, respeita as seguintes instruções:
  2. 3. Rio Minho <ul><li>O Minho é um rio internacional que nasce a uma altitude de 750 m na serra de Meira, em Espanha e percorre cerca de 300 quilómetros. Nos últimos 75 quilómetros do seu percurso, entre Melgaço e a foz, o Minho serve de fronteira entre Portugal e Espanha. </li></ul><ul><li>Em Portugal passa por Melgaço, Monção, Valença, Vila Nova de Cerveira e vai desaguar ao Oceano Atlântico, perto de Caminha. </li></ul><ul><li>Os últimos 40 quilómetros do rio Minho estão colonizados pela Amêijoa asiática (Corbicula fluminea). A amêijoa adaptou-se às condições e ocupou o espaço, quase eliminando outras espécies. </li></ul><ul><li>Rio que era famoso pela lampreia e pelo salmão , hoje em dia as lampreias ainda vão fazendo a sua migração. </li></ul>
  3. 4. Valença – Rio Minho Rafting - Rio Minho Ameijoa de rio/ Ameijoa asiática
  4. 5. Rio Douro <ul><li>O Rio Douro nasce em Espanha, na Serra de Urbion a 2080 m de altitude e atravassa o norte de Portugal. </li></ul><ul><li>Passa por Miranda do Douro, Barca d’Alva, Vila Nova de Foz Côa, Peso da Régua e vai desaguar ao Oceano Atlântico entre as cidades do Porto e Vila Nova de Gaia. </li></ul><ul><li>Tem 927 km de comprimento. </li></ul><ul><li>Nas suas margens cultivam-se as vinhas que dão origem ao vinho do Porto. </li></ul><ul><li>Com a construção das barragens, criaram-se grandes albufeiras de águas tranquilas, que vieram incentivar a navegação turística e recreativa, assim como a pesca desportiva. </li></ul><ul><li>O Rio Douro foi, e é, uma fonte de riqueza para a região. Com o aproveitamento hidroeléctrico, como a barragem da Bemposta passa a contribuir para a riqueza nacional, distribuindo energia eléctrica ao país. </li></ul>
  5. 6. Rio Douro entre Porto (direita) e Gaia (esquerda) Socalcos do Douro Barragem de Bemposta
  6. 7. Rio Mondego <ul><li>O Mondego é um rio de Portugal, o mais importante de todos os que têm o seu curso exclusivamente em território português. </li></ul><ul><li>Nasce na Serra da Estrela, a cerca de 1425 m de altitude. Passa por Coimbra e vai desaguar ao Oceano Atlântico, junto à cidade de Figueira da Foz. </li></ul><ul><li>O troço terminal (designado por baixo Mondego) percorre uma planície aluvial onde se localizam alguns dos mais produtivos arrozais da Europa. Surgem também as matas dos choupos, sendo a mais conhecida a Mata Nacional do Choupal, em Coimbra. </li></ul>
  7. 8. Coimbra - Rio Mondego Rio Mondego - Penacova Arrozais do rio Mondego na região entre Coimbra e Montemor-o-Velho
  8. 9. Rio Tejo <ul><li>O Tejo é o maior rio da Península Ibérica. </li></ul><ul><li>Nasce em Espanha - onde é conhecido como Tajo - a 1593 m de altitude na Serra de Albarracín, passa por Abrantes, Santarém, Vila Franca de Xira, Alverca do Ribatejo, Forte da Casa, Póvoa de Santa Iria, Sacavém, Alcochete, Montijo, Barreiro, Seixal, Almada e desagua no Oceano Atlântico, a oeste de Lisboa. </li></ul><ul><li>Tem um percurso de cerca de 1007 km. </li></ul><ul><li>Da foz do Tejo partiram as naus e as caravelas dos descobrimentos portugueses. A onda que assolou Portugal no dia do terramoto de 1755 subiu o rio e inundou Lisboa e outras localidades na margem. </li></ul><ul><li>No seu estuário existe uma reserva ecológica (Reserva Natural do Estuário do Tejo, com sede em Alcochete) onde nidificam várias espécies de aves. Devido à grande poluição do rio deixaram de existir golfinhos. </li></ul><ul><li>As suas águas são aproveitadas para abastecimento de água potável, regadio, produção de energia eléctrica (em Espanha o rio tem 14 barragens) além de centrais térmicas de Aceca (Toledo), em Espanha, e de Pego (Abrantes), em Portugal. </li></ul>
  9. 10. O Tejo a jusante das Portas de Ródão (Portugal). Vista do Parque das Nações, em Lisboa (Portugal). Ponte 25 de Abril, construído sobre o estuário, e liga Lisboa a Almada.
  10. 11. Rio Sado <ul><li>O Sado (antigamente chamado Sádão) é um rio português, que nasce a 230m de altitude, na Serra da Vigia e percorre 180 quilómetros até desaguar no oceano Atlântico junto a de Setúbal. </li></ul><ul><li>No seu percurso passa por Alvalade e por Alcácer do Sal, sendo o seu estuário a separar Setúbal de Tróia. É dos poucos rios da Europa que corre de Sul para Norte, tal como o Rio Mira (Odemira, Alentejo), que é de menor dimensão. </li></ul><ul><li>No estuário do Sado habita uma população de golfinhos, que tem resistido à invasão do seu habitat pelo homem. </li></ul>
  11. 12. Golfinho Juvenil - Rio Sado Flamingos - Rio Sado Peninsula de Tróia – Rio Sado
  12. 13. Rio Guadiana <ul><li>O Guadiana é um rio internacional da Península Ibérica que nasce a uma altitude de cerca de 1700m, nas lagoas de Ruidera, em Espanha, e desagua no oceano Atlântico (mais precisamente no Golfo de Cádis), entre a cidade portuguesa de Vila Real de Santo António e a espanhola de Ayamonte, totalizando um curso total de 829km. </li></ul><ul><li>O Guadiana faz por duas vezes fronteira entre Portugal e Espanha. </li></ul><ul><li>No seu curso português foi construída a Barragem de Alqueva, na região do Alentejo, que criou o maior lago artificial da Europa. </li></ul>
  13. 14. O Rio Guadiana, perto de Serpa Barragem do Alqueva – Rio Guadiana
  14. 15. Agora: <ul><li>Imprime; </li></ul><ul><li>Recorta; </li></ul><ul><li>Cola de forma ordenada, numa cartolina, e expõe na tua sala. </li></ul><ul><li>Bom Trabalho! </li></ul>

×