Multifuncionalidade 11ºlh1

2,761 views

Published on

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,761
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
29
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Multifuncionalidade 11ºlh1

  1. 1. Áreas Rurais Trabalho realizado por: •Ana Isabel Araújo; •Ana Sofia Santos; •Cláudia Soares; •Sandra Martins; 11ºLH1 Geografia A
  2. 2. A (re)descoberta da multifuncionalidade do espaço rural A multifuncionalidade das áreas rurais implica, no geral, a pluriactividade ao nível dasfamílias agrícolas, que permite o pluri-rendimento, através de actividades alternativas oucomplementares. Implica, também, a possibilidade de preservar os valores, a cultura, opatrimónio e de potencializar os recursos locais. Esta é um a opção estratégica que poderá melhorar as condições de vida de muitas áreasrurais, afastando-as da situação de “desfavorecidas”. Tal só será possível com a fixação depopulação e o desenvolvimento de actividades económicas sustentáveis.
  3. 3. Delimitação da ruralidade no continente português As áreas rurais ocupam a maior parte do território nacional, nelas residindo cerca de 30% da população. Á vasta área que ocupam corresponde uma grande riqueza e diversidade de recursos naturais, humanos e culturais. Todavia, a maioria destas áreas é afectada por dificuldades comuns, que acentuam os contrastes de desenvolvimento entre elas e os espaços urbanos. Freguesias urbanas - aquelas onde menos de 15% da população reside em freguesias com menos de 150 hab./Km2; Freguesias periurbanas- aquelas onde 15 a 50% da população reside em freguesias com menos de 150 hab./km2; Freguesias rurais aquelas onde mais de 50% da população reside em freguesias com menos de 150 hab./km2.
  4. 4. A Diversidade das Áreas rurais Portuguesas As áreas rurais portuguesas apresentam alguma diversidade decaracterísticas, problemas e potencialidades. A diversificação das actividades nas áreas rurais constitui uma opçãoestratégica para diminuir as assimetrias territoriais, através da fixação depopulação, e para promover o desenvolvimento rural. As áreas rurais, apesar de apresentarem graves insuficiências efragilidades em relação às áreas urbanas, não são, contudo, uniformes.Pelo contrário exibem em si profundos contrastes.
  5. 5. As áreas rurais que se localizam no litoral, junto as grandes centros urbanos, apresentamum forte dinamismo económico, proporcionando por essa proximidade e uma organizaçãoao nível do território e da empresa, que torna difícil estabelecer os limites entre os espaçosurbanos e os espaços rurais – espaço periurbano. Representam áreas densamentepovoadas, urbanizadas e ocupadas, já de forma significativa, por actividades ligadas aosector secundário e terciário.No interior do país, a realidade écompletamente diferente.O espaço rural apresenta característicasmuito vincadas, permitindoestabelecer, de forma bem nítida, asdiferenças que o separam do espaçourbano .
  6. 6. As áreas rurais periféricas apresentam assim, uma série de problemas: Perda e envelhecimento da população; Baixo nível de qualificação dos recursos humanos; Falta de emprego (não agrícola); Abandono de terras agrícolas; Carência de equipamentos sociais, culturais, recreativos e de serviços de proximidade; Insuficiência de redes de transporte; Baixo poder de compra;Todos estes problemas contribuem para que grande parte das áreas rurais do país se encontre em risco de marginalização.
  7. 7. As áreas rurais apresentam também uma série de potencialidades:Patrimóniohistórico, arqueológico, natural epaisagístico rico e diversificado;Importante valor paisagístico dasculturas, como a vinha, o olival, opomar, e de espécies florestais como omontado ou os soutos;Baixos níveis de poluição e elevado graude preservação ambiental;Tendência para melhoria das infra-estruturas colectivas e equipamentossociais e da rede de acessibilidades;Existência de um “saber-fazer”tradicional, que valoriza os recursosnaturais da região.
  8. 8. Poderão também constituir-se oportunidadesconcordantes com tendências da sociedade actual como a:Crescente procura de produtos de qualidade e actividades de lazerassociadas a diferentes regiões e paisagens rurais do país:Valorização das energias renováveis, que podem ser produzidas noespaço rural ou a partir de produtos de origem agro-florestal;Preocupação com a preservação dos recursos naturais e do ambiente;
  9. 9. Poderão também constituir-se oportunidades concordantes com tendências da sociedade actual como a : (continuação)• A viabilidade de muitas comunidades rurais passa pela diversificação da base económica, a partir das suas potencialidades naturais e humanas, com a promoção da silvicultura, do turismo, da indústria, do artesanato e de outras actividades por eles induzidas.• Esta prestação de serviços ambientais é uma possibilidade de promover o desenvolvimento rural de uma forma sustentável. Silvicultura em Portugal
  10. 10. FIMTrabalho realizado por: • Ana Isabel Araújo; • Ana Sofia Santos; • Cláudia Soares; • Sandra Martins; Geografia A 11º LH1 Prof. Maria João

×