Ilhas atlânticas

8,222 views

Published on

A descoberta das ilhas Atlânticas

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
8,222
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
399
Actions
Shares
0
Downloads
77
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Ilhas atlânticas

  1. 1. A COLONIZAÇÃO DAS ILHAS ATLÂNTICAS
  2. 2. Qual a importância das ilhas no contexto da expansão europeia?
  3. 3. Indicadores de aprendizagem <ul><li>Analisa a forma de colonização e exploração económica dos arquipélagos da Madeira e dos Açores. </li></ul>
  4. 4. Competências <ul><li>Compreensão histórica: </li></ul><ul><li>Espacialidade </li></ul><ul><li>Contextualização </li></ul><ul><li>Tratamento da Informação/Utilização de Fontes </li></ul>
  5. 5. MADEIRA
  6. 23. <ul><li>&quot;Passamos a grande Ilha da Madeira, Que do muito arvoredo assim se chama; Das que nós povoamos a primeira, Mais célebre por nome do que por fama. </li></ul><ul><li>Lusíadas </li></ul>
  7. 24. <ul><li>  </li></ul><ul><li>Em 1418 o navegador João Gonçalves Zarco descobre o arquipélago. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  8. 25. Que importância teve a ilha da Madeira para Portugal? ?
  9. 27. <ul><li>Esta ilha mandou-a o Infante D. Henrique povoar pelos portugueses sem que até então tivesse sido habitada. Chama-se ilha da Madeira porque, quando foi descoberta, não tinha palmo de terra que não estivesse coberto de grandíssimas árvores. </li></ul><ul><li>Tem terrenos muito frutíferos, colhendo em cada ano uma grande quantidade de trigo. E por ter a ilha muita água, o senhor Infante mandou plantar muitas canas-de -açúcar. Tem vinhos bons e são em tanta abundância que sobram para exportar muitos deles. </li></ul><ul><li>Cadamosto, Primeira Navegação (adaptado ) </li></ul>
  10. 29. <ul><li>O Infante D. Henrique era o Senhor das Ilhas da Madeira e dos Açores. </li></ul>
  11. 30. <ul><li>1.º Uma economia de aproveitamento imediato daquilo que se apresentava com valor mercantil e alimentar: as madeiras, a urzela, o peixe; </li></ul><ul><li>2.º Uma economia de criação, para a subsistência dos povoadores e, se possível, para exportação: o trigo, o gado, o açucar, o vinho. </li></ul><ul><li>A primeira actividade agrícola de relevo foi a produção de trigo, mas a partir de meados do século XV, a ilha viu-se obrigada a importar trigo da Barbéria e dos Açores, pois as melhores terras começaram a ser ocupadas pela cultura da cana-de-açucar. Esta cultura , proveniente da Sicília, contribuiu para a prosperidade da ilha e a sua exploração serviu para custear despesas feitas com expedições marítimas. </li></ul><ul><li>Data de 1452 o contrato para a construção do primeiro engenho hidráulico destinado à moenda das canas sacarinas. As exportações do &quot;ouro branco&quot; (assim era chamado o açucar) foram feitas inicialmente para Lisboa; mais tarde, em 1456, já a Madeira exportava açucar para Bristol. </li></ul><ul><li>Como relíquia da época açucareira existe na Calheta um engenho de fabrico de mel e aguardente e no Porto da Cruz um engenho de açucar. </li></ul>
  12. 31. <ul><li>O Engenho da Calheta é um alambique que permite a produção de mel e de aguardente de cana a partir da destilação de cana de açúcar. </li></ul>
  13. 32. <ul><li>Além de benefícios monetários provenientes da exportação de açucar, a sua produção provocou o início da construção das &quot;levadas&quot;, condutas de água que permitiam mover os engenhos açucareiros. </li></ul>
  14. 33. <ul><li>Os tempos áureos da produção e comércio do açúcar na ilha da Madeira tiveram lugar entre os séculos XV e XVI. Por esta altura, existiam cerca de 33 engenhos, a maioria de reduzidas dimensões, envolvidos nesta actividade. Mas à medida que o comércio do açúcar da Madeira foi diminuindo devido às exportações iniciadas por outros países, mais e mais engenhos foram sendo encerrados. Em 1861 apenas 5 dos 29 engenhos existentes se dedicavam realmente à produção de açúcar. O renascimento do comércio de açúcar perto dos finais do século XIX conduziu novamente à reabertura de mais algumas fábricas, mas infelizmente as leis limitativas publicadas depois de 1939 provocaram o encerramento de grande parte destas fábricas. Ainda existem três engenhos activos. Se tem curiosidade acerca do processo de fabrico e do tipo de maquinaria que era usada na produção do mel e aguardente de cana de açúcar dê uma espreitadela às seguintes fábricas: </li></ul><ul><li>Núcleo Museológico da Cidade do Açúcar http://www.guianet.pt/profile/mel-de-cana/historia/default.html </li></ul>
  15. 37. <ul><li>Transporte da cana de açúcar em 1922 </li></ul>
  16. 38. Transporte da cana de açúcar em 1922
  17. 41. <ul><li>A partir do séc. XVI começou-se a cultivar castas de vinho oriundas de Chipre e de Creta. De Mindôa e da Sicília veio a casta &quot;malvaria&quot;, a primeira que se desenvolveu na ilha </li></ul>Lagar
  18. 47. Produtos obtidos na Madeira <ul><li>Cereais Açúcar Vinho </li></ul>
  19. 48. <ul><li>Como foi colonizada a Ilha da Madeira ? </li></ul>?
  20. 49. João Gonçalves Zarco Tristão Vaz Teixieira Bartolomeu Perestrelo O arquipélago foi dividido em 3 capitanias entregues a 3 capitães donatários
  21. 50. <ul><li>Quem povoou as ilhas ? </li></ul>?
  22. 52. COLONIZAÇÃO DA MADEIRA
  23. 53. <ul><li>A Madeira foi povoada por pessoas de Entre Douro e Minho e Algarve </li></ul>
  24. 54. <ul><li>Os colonos viam por vezes o seu trabalho agrícola completamente destruido por tempestades que arrastavam tudo para o mar. Por serem terrenos íngremes, os agricultores tinham que construir paredes para suportar os mesmos, dando origem aos sucalcos a que o povo madeirense chama &quot;poios&quot;. </li></ul>
  25. 55. AÇORES
  26. 56. <ul><li>“ Ilha dos Açores,&quot; de Abraham Ortelius. Theatrum Orbis Terrarum . Antuérpia [1594?]. </li></ul>
  27. 60. <ul><li>Lagoa das Furnas </li></ul>
  28. 61. <ul><li>Lagoa das sete Cidades </li></ul>
  29. 66. <ul><li>Que importância tiveram os Açores para Portugal? </li></ul>Trigo Gado Plantas tintureiras: Pastel e Urzela ?
  30. 67. <ul><li>Situação estratégica para o abastecimento das armadas que se dirigiam ao Atlântico sul. </li></ul>Açores
  31. 69. <ul><li>Gonçalo Velho Cabral foi nomeado pelo Infante, Capitão donatário da Ilha de Santa Maria - Açores </li></ul>
  32. 70. <ul><li>Guilherme da Silveira fretou duas naus flamengas, que carregou de sua fazenda e da gente que com ele quis vir e chegar à ilha do Faial (Açores). </li></ul><ul><li>E ali houve muitas terras, em que semeava seu trigo e pastel , e muitas criações de gado. </li></ul><ul><li>Gaspar Frutuoso, Livro Sexto das saudades da Terra </li></ul>
  33. 71. COLONIZAÇÃO DOS AÇORES FLANDRES
  34. 72. <ul><li>Os Açores foram povoados por pessoas de Entre Douro e Minho, Algarve e Flandres. </li></ul>
  35. 74. Síntese Senhorio Forma de povoamento Povoadores Produtos Madeira Infante D. Henrique vinho Açores Infante D. Henrique e D. Pedro pastel
  36. 75. Síntese Senhorio Forma de povoamento Povoadores Produtos Madeira Infante D. Henrique Divisão em Capitanias Durienses Minhotos Algarvios Madeira Trigo Açúcar Vinho Açores Infante D. Henrique e D. Pedro Divisão em Capitanias Os mesmos e flamengos Cereais Gado Pastel
  37. 76. Conclusão <ul><li>Os navegadores chegaram ao arquipélago da madeira em 1419-20 e em 1427 aos Açores. </li></ul><ul><li>Estas ilhas não demoraram a ser povoadas e rapidamente produziram diversos produtos: cereais, açúcar e vinho ( na Madeira), gado, trigo e plantas tintureiras (nos Açores) </li></ul><ul><li>Foram um importante ponto estratégico e de apoio a toda a expansão europeia. </li></ul>
  38. 79. <ul><li>www.ceha-madeira.net nesos.files.wordpress.com </li></ul><ul><li>http://www.drtacores.pt </li></ul><ul><li>http://www.destinazores.com/index.php </li></ul><ul><li>http://www.azores.com/azores/smiguelp.html </li></ul>

×