Palestra encontro arquidiocesano da Comunicação

1,097 views

Published on

Palestra encontro arquidiocesano da Comunicação

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,097
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
702
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Palestra encontro arquidiocesano da Comunicação

  1. 1. Redes SociaisRedes Sociais Seminarista Andrey Nicioli -Seminarista Andrey Nicioli - anicioli@hotmail.comanicioli@hotmail.com
  2. 2. •O dia que albert einstein tantO temia finalmente chegOu
  3. 3. Um dia na praiaUm dia na praia
  4. 4. Torcendo pelo timeTorcendo pelo time
  5. 5. Jantando com os amigosJantando com os amigos
  6. 6. Durante um compromissoDurante um compromisso íntimoíntimo
  7. 7. ConversandoConversando com suacom sua melhormelhor amigaamiga
  8. 8. Visitando um museuVisitando um museu
  9. 9. Curtindo a vidaCurtindo a vida
  10. 10. Tenho medoTenho medo do dia que ado dia que a tecnologia vaitecnologia vai se sobrepor àse sobrepor à interaçãointeração humana. Ohumana. O mundo terámundo terá uma geraçãouma geração de idiotas!de idiotas!
  11. 11. O dia chegou?O dia chegou?
  12. 12. Rede social = mídia social?Rede social = mídia social? • Redes Sociais: É um grupo de pessoas que tem algum nível de relação ou interesse mútuo. São os famosos sites de relacionamento, hoje conhecidos como redes sociais. Exemplo: Orkut e Facebook.
  13. 13. Rede social = mídia social?Rede social = mídia social? • Mídias sociais: • chamado de “new media” (novas mídias) se refere ao poder de difundir uma mensagem de forma descentralizada dos grandes meios de comunicação de massa. • Objetivo: compartilhamento de conteúdo, sendo as relações o segundo plano. • Exemplos: blog, twitter (?)
  14. 14. Fechando o assuntoFechando o assunto
  15. 15. ConsequênciasConsequências • Estamos numa época de mudança e não apenas numa mudança de época. • Novas formas de relacionamento: não se prendem mais ao espaço e tempo. - 3 modelos comunicacionais: • Dialógica presencial; • Mídias tradicionais de massa; • dialógico não presencial
  16. 16. Fluxo da informaçãoFluxo da informação • Como era em um passado não muito distante: Fato relevante ocorre Imprensa corre para divulgar o fato Cidadãos ficam informados de forma direta (via mídia) ou indireta (via outros cidadãos)
  17. 17. Fluxo da informaçãoFluxo da informação Fato relevante ocorre Cidadãos descobrem e iniciam corrida para propagá-lo Imprensa corre para divulgar o fato para outros usuários Outros cidadãos descobrem propagam a informação Fato vira o que for mais propagado, e não necessariamente a realidade
  18. 18. A Igreja e as redes sociaisA Igreja e as redes sociais • Redes digitais como um “lugar” onde se está, se é, se vive. Parte integrante da nossa vivência cotidiana. • Desafio: desenvolver a evangelização e ação pastoral. • A sociedade conectada é uma sociedade ávida por relações humanas. • As redes sociais são uma nova “ágora” (lugar de discussão). São as novas comunidades. O conceito chave é CONEXÃO. • Porém, conexão é diferente de comunhão. (como congrego meus seguidores?) • Para que haja comunhão e comunidade, são indispensáveis as efetivas relações, os laços, a familiaridade etc.
  19. 19. A Igreja e as redes sociaisA Igreja e as redes sociais • Grande preocupação da Igreja: como o ser humano se comporta e se envolve nessa nova realidade? • Redes digitais: lugar do provisório e do ambíguo. Construção da própria identidade por um envolvimento forte e passageiro. (adesão a Jesus Cristo é passageiro?) • Jovens e crianças com as mídias = individualidade e protagonismo. • Jovens e crianças na instituições tradicionais = diálogo, convívio, participação, espírito colaborativo etc. • Bento XVI: “os cristãos são convidados a unirem-se confiadamente e com criatividade consciente e responsável na rede de relações que a era digital tornou possível; e não simplesmente para satisfazer o desejo de estar presente, mas porque esta rede tornou-se parte integrante da vida humana”.
  20. 20. A Igreja e as redes sociaisA Igreja e as redes sociais • Para evangelizar na sociedade contemporânea, é indispensável compreender as novas linguagens e atitudes dos nativos digitais: velocidade de navegar no site, opções de fazer download, praticidade (opções de escolha) etc. • Os temas das conversas são desenvolvidos a partir das imagens, dos clips, dos sites compartilhados e das informações de interesse. • Vivemos o tempo da Ubiquidade. • Consequência: instantaneidade e fragilidade das relações. • 3 níveis de comunicação: rápido e informativo; contato de relacionamento; e contato de engajamento.
  21. 21. Pistas para ação da PascomPistas para ação da Pascom • Compreender que Redes Sociais não é apenas uso da internet, mas uma cultura digital que transforma as relações entre as pessoas. • Utilizar-se dessa linguagem com os jovens e com a catequese, envolvendo-os de modo participativo. • Favorecer a formação humano-cristã da pessoa. Como vão “estar” nas redes?. Educar para os princípios fundamentais da verdade e da autenticidade. • Redes: novo espaço para aprender e ensinar. Como utilizar isso a favor da Evangelização?

×